maní confiança

dsc01095-3.jpg

Não se assuste ! O título desta edição está correto. O tal MANÍ CONFIANÇA se refere ao que aconteceu aqui na última quarta (17/10/07) pois comemos uma entrada do Claude Troisgros que além de ser um grande chefe também é apresentador do programa Menu Confiança no GNT e um prato principal tirado da lembrança ( e da anotação numa ferramenta importantíssima, o TREO que além de servir como um diário ambulante ainda é uma bela câmera fotográfica) da nossa (eu, a Débora e a Renata) última visita ao restaurante MANÍ da Helena Rizzo e do Daniel Redondo, seu esposo.

Vamos aos fatos :

 I  – Entrada – Mousse de Linguado com Mexilhões . 

 dsc01092-3.jpg

Bom, essa mousse é um prato típico do Da Cachaça pro Vinho. Todos adoramos frutos do mar ( e a Débora também ) e ela é extremamente leve e bem temperada. Na mousse vão o linguado, ovos, creme de leite fresco, sal e páprica picante. No recheio de mexilhões entram além do próprio, cebola, alho, vinho branco, fumet de peixe, creme de leite, roux, sal, pimenta e salsa. Não precisa nem dizer que é daí que se origina o molho. E pra dar um bom acabamento, ainda coloquei uma mini-salada de coentro e salsinha com um pouquinho de azeite de trufas. Ficou bom mas muito bom mesmo!

Segundo a teoria do Ricardo Freire, o Riq do blog ViajenaViagem  , o vinho rosé  tanto pode ser o tinto do verão como, principalmente o branco do inverno ! E fazendo uma analogia desta teoria, tentamos transformar o rosé no tinto que acompanha os peixes. Tentamos encaixar um Pizzatto Rosé Fausto 2007 (Serra Gaúcha) e este vinho não agradou muito ( amargo, aguadinho, ¨minham,minham,minham¨,fresh segundo os confrades). Paciência, experimentaremos outro rosé com uma qualidade superior e tentaremos novamente harmonizar com frutos do mar .Huuummm!!!

II – Principal – Salmão Caramelizado, cuscuz e gelatina de limão

dsc01100-3.jpg 

Este prato, conforme descrito na introdução, foi devidamente ¨surrupiado¨por mim do cardápio do Maní e a lembrança dele me fez tentar a reprodução. A idéia principal é caramelizar um dos lados das postas do salmão com uma mistura de especiarias e açucar mascavo; hidratar o cuscuz com um belo caldo de legumes e misturá-lo com uma base de bacon e shitake e, finalmente, fazer uma gelatina concentrada de limão siciliano e cortá-la em pequenos retângulos pra que ela derreta quando estiver em contato com o salmão quente. Uma delícia ! E tudo muito bem acompanhado por um vinho tinto, isto mesmo, um vinho tinto que experimentamos devido as especiarias do salmão. E a combinação apresentou-se muito boa. Tomamos um Cavas de Perdriel Syrah-Malbec 2006 (Mendoza) que foi, segundo os confrades: sensação, anizete, ¨rodondo¨, tinto-suave. Muita mais delícia ainda !!

dsc01112-3.jpg 

 III – Sobremesa – Creme de Semolina com Abacaxi na Massa Phyllo e calda de açúcar, mel e alecrim.

Esta sobremesa também é uma lembrança ( minha, da Débora  e do TREO) de uma noite de estórias gregas contadas pela Ilan e com receitas gregas, é óbvio, feitas pela Carole Crema. A receita é a seguinte :

dsc01105-3.jpg

Misturar leite e açúcar ( a gosto pois a quantidade exata eu não tenho) e ferver. Coloque semolina e faça um mingau. A seguir, misture ovos ( eu coloquei dois) e algum tipo de essência ( eu usei a de Champanhe). Faça envelopes com a massa phyllo recheada com o creme de semolina e um pedaço de fruta fresca ( eu usei abacaxi). Leve ao forno até a massa ficar crocante. Pra coroar, faça uma calda de açúcar, mel e alecrim e jogue por cima dos envelopes. Eu ainda coloquei uma bola de sorvete de creme e uma bela folha de hortelã gigante. Ficou dos deuses ( gregos, é claro !).

 dsc01110-3.jpg

E pra deixar a coisa mas pra cima, harmonizamos tudo isto com um Noble Late Harvest 2004 Neethlingshot (África do Sul) que além de ter uma cor espetacular, se mostrou segundo os confrades, espetacular,divino, único, que aí sim, nos levou diretamente ao Olimpo ! E a cama também !

 dsc01104-3.jpg

E, pra não perder o costume,  caso você ainda não saiba mas está curioso sobre o porque do Da Cachaça pro Vinho vá para https://eduluz.wordpress.com/2007/08/06/oi-mundo.

Ah ! E os créditos da foto dos talheres é da minha fotógrafa oficial : Débora, minha esposa .

.

Anúncios

6 Responses to “maní confiança”


  1. 1 Marizé outubro 22, 2007 às 10:46 am

    Fiquei com água na boca só de olhar para essas fotos!!!

  2. 2 Nina Moori outubro 22, 2007 às 10:50 am

    Ainda não fui a este restaurante, já está na lista faz tempo…mas ainda (!) não rolou!
    abs.

  3. 3 scalabis outubro 22, 2007 às 2:54 pm

    Edu, gostei muito da entrada. Leve e elegante. Merecia um vinho à altura! Aqui os rosé estão na moda mas nem todos são de qualidade.
    Gostei muito da ideia da gelatina de limão.Em carne de churrasco também deve funcionar.
    Finalmente, o melhor da festa, esse Late Harvest tem uma cor de fazer chorar as pedras da calçada.

  4. 4 Márcia outubro 22, 2007 às 6:06 pm

    Edu, vcs estão se superando!
    Essa mousse parece bem leve, e o salmão já está com a receita impressa aqui em casa…
    Abraços!

  5. 5 Angelo outubro 22, 2007 às 10:44 pm

    Edu,

    Não vou poder falar dos pratos (frutos do mar e afins não são pra mim)… mas que foto é essa, a do final!?!?!?
    Fechou muito bem o post desta semana!

    Definitivamente, quem diz que beleza não se põe na mesa é pq não enxerga bem… hehehe… (mesmo sendo frutos do mar)

    Angelo.

  6. 6 EduardoLuz outubro 23, 2007 às 11:46 am

    Marizé –
    As fotos ficaram boas e a comida melhor ainda. Se você tiver a oportunidade de fazer o salmão, capriche na concentração do limão na gelatina ( a minha ficou um pouco aguada) pois assim o efeito será melhor sobre o salmão.

    Nina –
    Vá ao Maní. Eles fazem um menu que eu acho muito bom. É bastante fusion e com um estilo bem moderno e as vezes natureba!

    Scalabis –
    Você é o que nós chamamos de uma ¨figuraça¨. Eu não sei extamente o que é ¨ fazer chorar as pedras da calçada¨ mas eu imagino que seja o equivalente ao que o Late Harvest realmente era : de fazer chorar as pedras da calçada! E além da cor espetacular ele deixava um cheiro de goiabada no copo que aí, quem chorou ao final da garrafa fomos nós.

    Márcia –
    A entrada é realmente muito boa e os mexilhões dão um toque todo especial a ela. Se voce quizer a receita mais detalhada é só falar.

    Angelo –

    Já que voce não gosta de frutos do mar pelo menos eu já sei que você gosta de talheres. E ainda mais fotografados pela Dé!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




É só inserir o seu email, clicar no botão "Seguir" e a cada novo post publicado aqui, você receberá uma mensagem com o link. É fácil, qualquer criança brinca, qualquer criança se diverte! :)

Junte-se a 639 outros seguidores

Comentários

Blog Stats

  • 1,344,091 hits
outubro 2007
S T Q Q S S D
« set   nov »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

Arquivos

Atualizações Twitter


%d blogueiros gostam disto: