Arquivo para 31 de março de 2008

4º encontro inter-blogs – Comidas Caseiras no DCPV

número 174                                                                                         26/03/08

                 4° Encontro Inter-BlogsComidas Caseiras no DCPV

Fala a verdade ! Quando você lê as palavras “comidas caseiras”, não dá aquela saudade ! Saudade daquela comidinha que só a mamãe (ou a vovó, a titia, a mainha, a empregada, etc) fazia ! E que você comia com tanto prazer que consegue lembrar até hoje daquele sabor tão especial ?

Pois bem ! Através dos comentários do post sobre o 3º Encontro Inter-Blogs com a indicação do menu pela gentilíssima Marizé do estrelado blog Tachos de Ensaio , fiz contato com o LPontes, admirador das Comidas Caseiras e condutor do blog com o mesmo nome onde o objetivo  principal segundo a descrição dele mesmo  é  ” LPontes ambiciona organizar uma espécie de museu ou livro de memórias gustativas da cozinha das mães e avós”.

dsc06260.jpg

Bom, conversa vai, conversa vem; comentário meu no Comidas vai, comentário do LPontes no DCPV vem; e-mail vai, e-mail vem e aí propus pra que ele indicasse um menu Português com receitas de outrora. Ele aprimorou a idéia  e disse : “Já que estamos na Páscoa porque não fazer um menu Pascoalino Português de outrora ?”.

 Grande ideía que nos levou a este encontro que tentou reproduzir ” um jantar familiar de festa, ou seja, Sopa, Prato de Peixe, Prato de Carne, Sobremesa, Café e Aguardentes ou Licores ” (ufa!!!). Ora, vamos ao “sacrifício” !

Comida caseira inesquecível da Débora : creme de palmito feito pela mamãe ( e minha querida sogrinha) Vera.

A – Creme Aveludado de Feijão

Já que o assunto é comida caseira e consequentemente lembranças de coisas tradicionais, nada melhor do que começar a noite com belas caipirinhas de limão (taiti e cravo) e pinga. É, parece que hoje vamos realmente Da Cachaça pro Vinho !!

dsc06261.jpg

O Creme é verdadeiramente aveludado ( daria até pra fazer uma calça de veludo com ele!). É uma receita bastante demorada mas imagineum  belo caldo feito com tutano de ossos misturado a feijão Catarino demolhado por 18 hs e que foi cozido com alho, sal e azeite. E além disso, você ainda frita uns cubos de pão no azeite pra acompanhar. Bom, bom e bom !
Se você quiser a receita completa vá dar uma passeada no Comidas Caseiras ! Você não vai se arrepender !

dsc06276.jpg

Comisa caseira inesquecível do Eduardo : bolinhos de arroz feitos pela esposa Débora.

B – Bacalhau com Broa de Milho

“Este prato que é um antepassado dos modernos peixes en crôute de pão, tem sobre as crôutes de sal a vantagem de se comer também esta deliciosa carapaça estaladiça, que constitui seu acompanhamento.”

dsc06254.jpg 

Foi assim que o LPontes descreveu esta receita. E não precisou dizer mais nada porque o bacalhau ficou dos deuses pois além de fritar as postas rapidamente no azeite, coloquei-as no forno sobre uma cama de cebolas roxas e com uma crosta por cima formada de broa de milho esfarelada, azeite, alho, leite, vinho branco, colorau e pimenta.

dsc06297.jpg 

 O contraste entre o salgado do bacalhau com o doce da crosta é que faz este prato ser tão diferentão e gostoso ! Simples e excelente !

dsc06308.jpg

E ainda mais acompanhado de um belíssimo vinho tinto ( sim, escolhemos um tinto pois como o prórpio LPontes diz “bacalhau não é peixe, bacalhau é bacalhau!!”) Flor de Castro Douro 2004 que se mostrou “perfeito, bacalhoso, chicobuarqueano, per-fumoso” segundo os miúdos, nós mesmos !!

dsc06299.jpg

Comida caseira inesquecível do Mingão : bacalhau e feijão branco ao leite de côco feitos pela mamãe Maria Cristina.

C – Ensopado de Borrêgo

Comidas caseiras é o nosso assunto, certo ? O LPontes confirmou esta idéia ao indicar esta receita por ser feita ” por nossa querida empregada alentejana, a Gina, que honrando a sua origem achava que Páscoa não era Páscoa sem um ensopado “. E , reafirmando, querendo esta receita visite o Comidas Caseiras pois ela foi, inclusive, dedicada ao “Eduardo Luz, que um dia destes, lá na lonjura de São Paulo, vai ter um jantar Pascal bem Português  !” É Luis, chegou  o dia ou melhor, a noite ! Oba !!!

dsc06296.jpg

Resumindo, é um prato em que o borrêgo ( o cordeiro) foi cozido à exaustão e um caldo espetacular foi formado. Aí foi só montar com fatias de pão, folhas de hortelã, o caldo e pedaços do borrêgo. Novamente o contraste entre a carne, o molho, o pão ( ai que saudades daqueles pães “molhados”) e o hortelã foi de “parar o trânsito”! ( se bem que aqui em SP esta afirmativa não está valendo muito atualmente. Vamos melhorar… foi de fazer o trânsito fluir tranquilamente !!! Aí, sim!!! ).

Tomamos um Cabernet Sauvignon Quinta da Bacalhoa 2005 que segundo os lusos-brasileiros, nós mesmos, foi “oxidado, iodado, loborgeano, tanoso “. Ou seja, cumpriu com a sua missão !

dsc06285.jpg

Comida caseira inesquecível do Déo – macarrão caseiro ralado da calabresa mamãe ( a nossa) Anina.

D – Pão de Rala

Reza a lenda : O jovem D Sebastião reinava no final do sec XVI e fez uma visita real ao convento de Sta Helena do Calvário, em Évora. E como estava muito sol (estava a “zurzir a charneca” ) foi lembrado a madre abadesa que deveria oferecer um “refrigério” a Sua Majestade. A monja respondeu que só havia “pão ralo, azeitonas e água”. O Monarca comeu, apreciou e voltando ao Paço, mandou uma boa recompensa ao pobre convento. Em agradecimento, a criatividade monástica  criou o Pão de Rala que é uma mistura de gemas, açúcar, amêndoas peladas e raladas, raspas de limão e recheado com doce de Gila, fios de ovos e ovos moles. No final, se polvilha com açúcar e é só comer !!

Este é o que podemos chamar de um verdadeiro doce conventual na acepção da palavra. E pra cultura geral, doce de Gila nada mais é do que doce de abóbora (menina) feito sem qualquer contato com objetos cortantes (ou seja, como antigamente mesmo!). 

dsc06322.jpg

E conforme indicado pelo LPontes, acompanhamos com uma bela dose do Porto Adriano Ramos Pinto Reserva que nos fez sentir como verdadeiros monarcas.

Comida caseira inesquecível do LPontes ( ele me disse pra eu escolher no blog) : Batatas com Alecrim ( a murro) feitas pela esposa Maria José.

Pra continuar  com a nossa tradição, aqui vai o nosso presente virtual pro LPontes que é uma comida super caseira por aqui, a nossa feijoada . Infelizmente não poderei mandar mas fica o convite : quando ele vier ao Brasil, a feijoada ( ou melhor, o risotto de feijoada como o do prato) está garantida !!!

dsc06231.jpg

E os nossos agradecimentos ao LPontes por nos proporcionar uma noite tão agradável; pela comida tão Portuguesa e preparada de uma maneira tão Portuguesa; pelas informações contidas em cada uma das receitas ou seja, por tudo !

Fica um desafio : se você que está nos lendo tem também uma comida caseira inesquecível que lhe traz grandes recordações, aproveite e deixe um comentário citando qual é esta comida e quem a faz (ou fazia). Vamos lá, dê sua opinião !

Grandes lembranças pra todos e até o próximo Inter-Blogs ( o 5º) que será em abril com a indicação do menu pela brasileira-californiana Fer do Chucrute com Salsicha. Até !!

.

  

  

  

Anúncios

É só inserir o seu email, clicar no botão "Seguir" e a cada novo post publicado aqui, você receberá uma mensagem com o link. É fácil, qualquer criança brinca, qualquer criança se diverte! :)

Junte-se a 663 outros seguidores

Comentários

Blog Stats

  • 1.413.211 hits
março 2008
S T Q Q S S D
« fev   abr »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  

Arquivos

Atualizações Twitter

Anúncios