da cachaça pro vinho – Amigos do Tacho Turco com Gindungo

número 173                                                                                         19/03/08

                              Amigos do Tacho Turco com Gindungo

Mistura perfeita  : Pão com manteiga.

Quem está por fora deste “mundinho” dos blogs culinários, lê este título e imagina a seguinte coisa : “Puxa, este cara conseguiu escrever um negócio em que se não entende nada !”. E a pessoa estaria certa se não houvesse a seguinte explicação : Amigos do Tacho Turco com Gindungo é uma frase formada por  parte dos nomes dos blogs que já participaram  dos nossos 3 encontros Inter-Blogs, onde os donos destes blogs indicam receitas pra que nós as façamos e degustamos. E por enquanto, todos eles são do exterior (Portugal, Angola e Turquia). Veja os seus nomes e como foi a  participação de cada um deles:

 

Amigos do Balde  do Scalabis – Participou da consultoria de vinhos de todos estes encontros.
Tachos de Ensaio da Marizé – Indicou um legítimo menu Português no nosso 3 º Encontro.
Cozinha Turca da Lídia – Nos apresentou a maravilhosa culinária Turca no 1º Encontro.
Migas com Gindungo da Migas – Nos mostrou a culinária (baiana) angolana no 2 º Encontro.

E como a idéia era fazer um mix e mostrar se esta mistura combinaria, acabei escolhendo receitas dentro das númeras que se apresentam nestes blogs e que mais se encaixassem no nosso estilo de comida ( aí é covardia pois comemos tudo exceto arraia e dobradinha!) e ao mesmo tempo, prestar uma homenagem a estes blogueiros que como nós, também veneram a boa culinária ! 

Pesquisa (rápida) feita, vamos a melhor parte : comer !!!

Mistura perfeita : Arroz com feijão.

Entradas – COZINHA TURCA

Pão de Milho e Limão

Courgettes Recheadas

Dip de Iougurte com Beterraba

 

Já que o assunto é mistura, iniciamos a noite com um coquetel que é uma verdadeira farmácia, o Whisky Cooler :

 

Ele é formado por scotch, cognac, curaçao,laranja, abacaxi, hortelã e gelo. Como ficou “strong” demais, demos uma “amansada” com a adição de um pouco de Sprite. É um sacrilégio mas, foi necessário !

E tem mais, eu juro que não pensei (seria “frescurite” demais!) nas entradas pra combinarem com a louça mas que ficou bonitinho e bem harmonioso, ah !, ficou mesmo!
Todo mundo sabe (pelo menos o “todo mundo” que lê os posts do DCPV) que somos malucos pela comida Turca. E estas entradas representam muito bem o que ela é : o pão é super simples mas com um gosto de fubá e limão que o deixa fresquíssimo.

  

As Courgettes ( as abobrinhas) rechedas com bulgur, cebola, o miolo das abobrinhas, pimenta da jamaica ( yes, man! ) e salsinha além de serem muito gostosas, conseguiram enganar os menos atentos pois o bulgur junto com o molho de tomate e o dip de iogurte e alho formavam uma falsa carne-moída temperada. Muito gostoso !

Já o Dip de iogurte e beterrraba, tem uma crocância muito boa e um sabor bem acentuado de alho pois além deste e daquela, ainda leva tomilho, iogurte e sal. Além de tudo, a  cor é cinematográfica !!! Grato Lídia, a legítima luso-turca. 

Utiizando os conhecimentos passados pelo Scalabis, tomamos um Rosé Dão Quinta de Saes 2005 que foi segundo os mixologistas, nós mesmos,  ” fresco, o expresso da meia noite, creme holandês, seco”.

Mistura perfeita : Queijo com Goiabada

Principal – TACHOS DE ENSAIO

Salteado de Vermicelli com Carne de Caranguejo

Tachos de Ensaio ? Marizé ? Comida Portuguesa ? Vermicelli com Caranguejo ? Namplá ? Este post está parecendo o samba do crioulo doido !
Mas, na verdade, como eu tinha comprado umas patas de centolla (by Sex Shop, ô pá !) e estava louco pra utilizá-las, gostei muito quando vi esta receita no Tachos.
E olha, a surpresa valeu à pena. Comida thai de primeira com a utilização de vermicelli, cebolas roxas, alhos, talos de erva cidreira, pimentão vermelho, caranguejo, namplá, suco de lima, açúcar mascavo e cebolinha.

         

É tudo o que se espera de um verdadeiro thai : cheiro, cor, sabor, ardência e suavidade.

E com o bônus do prato formar uma foto de primeira linha ( e todos sabem do meu apreço por belas fotos gastronômicas. Nesta, a Débora mostrou do que é capaz !). Grato Marizé, a legítima luso-thai ! 

E continuando com os ensinamentos do Scalabis do Amigos do Balde  que disse que é difícil harmonizar vinhos com comida tailandesa, optamos por um Espumante Famiglia Fornari Mendoza  que foi “perfumado, Portulândia, minibuia, buinha ” segundo os liquidificadores, nós !

Mistura perfeita – massa e molho ao sugo.

Sobremesa – MIGAS COM GINDUNGO

Bolinho de Iogurte e Papoula

Como a Migas ( na verdade ela se chama Daniela e é engenheira civil) é uma adoradora dos gindungos ( as pimentas) resolvi ser do contra e escolher uma receita que … não tem pimenta. Fiz um bolo que é bem levinho pois leva iogurte de maracujá, limão, farinha, açúcar, óleo, deveriam ser sementes de papoula mas acabei usando nigella ( a especiaria, não a apresentadora rechonchudinha e fominha dos programas de culinária) e fermento. Super gostoso e é claro que aproveitei para colocar um gindungo na decoração ( uma pimenta biquinho) e um sorvetinho de iogurte e amoras que eu mesmo fiz. Coroou a noite inter-bloguística com “catchiguria” !!!

E pra provar que estamos muito mais lights, acompanhamos a sobremesa com Kissangua de Abacaxi que nada mais é do que cascas de abacaxi fermentadas por dias juntamente com água e açúcar. Grato Migas, a luso-angolana ! 

Veja o que os confrades ( os comilões) acharam da comida :

Entradas turcas, principal sino-lusitano, sobremesas angolanas. Globalização e saborização. (Eduardo)
Mistura fina !!! (MIngão)
Mistureba deliciosa ! Abaixo a lógica ! ( Déo, o anarquista)

Bom só nos resta  felicitar ao Scalabis, a Lídia, a Marizé e a Migas pela colaboração e por todo o divertimento que nos proporcionaram  nestas primeiras edições dos Inter-Blogs. Espero que tenha sido bom pra vocês também ! (Huuuumm !!)

E, quem sabe e já projetando, não faremos mais duas versões destas noites misturadas com o ” Comida é  Chucrute feito com Fouet ”  e  ” Agdá  fez um Quiche pro Bistrot da Elvira ”   ?

Mistura perfeita : Azeite e vinagre – não se misturam mas se der uma emulsionada ficam bem juntinhos !

Hasta la vista, baby ! 

Ah! Se você tiver alguma mistura preferida, não se acanhe ! Dê a sua opinião ! 

.

 

 

 

  

Anúncios

11 Responses to “da cachaça pro vinho – Amigos do Tacho Turco com Gindungo”


  1. 1 Nina abril 8, 2008 às 9:43 am

    Esse dip de iogurte e beterraba ficou com uma cor linda! ROSA! Ai, estou parecendo as meninas com 3-4 anos q querem tudo cor-de-rosa…rsrsrs
    Falando sério, não sei pq a beterraba é tão marginalizada, é tão gostosa e tão colorida!
    No “Bolinhos de Iogurte com Papoula”, vc encontrou iogurte de maracujá pronto?
    bjo.

  2. 2 Marizé abril 8, 2008 às 11:28 am

    Que mistura fantástica! Jamais me passaria pela cabeça, Eduardo mais uma vez você está de parabéns.
    Sabe que no Sábado fui de propósito para comprar carangueijo, pois estava mesmo a apetecer-me “comida de tigela com pauzinhos”, como diz a minha “piolha”, acabei por optar por um mix de peixe que se tranformou numa massa / sopa de peixe.
    Nunca me cruzei com a nigela (especiaria) por aqui, tenho muita curiosidade em conhecer o sabor, os bolinhos da migas ficaram um charme, o maracujá é das suas frutas preferidas.
    As entradas da Lidia são mesmo fotogénicas e deliciosas.
    Vou pensar na mistura perfeita, e depois volto para te contar, (serve de desculpa para “cuscar os comentários que se seguem, hehe…)
    Bjs

  3. 3 migas abril 8, 2008 às 11:33 am

    Que máximo este encontro! Como sempre, um jantar digno de 5 estrelas! Que honra poder mais uma vez estar incluída, mesmo que virtualmente, nesse jantar tão especial! Espero ansiosamente pelas novas contribuições. Sou admiradora de todas! E a kissangua? Ficou aprovado? Eu confesso que ainda não me aventurei… :o)

    Beijos e abraços a todos

    P.S. Nina, aqui eu encontro iogurtes de maracujá. Mas pode sempre substituir por iogurte natural e sumo de maracujá. Ou então fazer mesmo com outro sabor. Eu é que adoro maracujá… :o)

  4. 4 Fer Guimaraes Rosa abril 8, 2008 às 12:35 pm

    Edu, que comidas maravilhosas e que fotos lindas! Parabens para Debora. Posso sugerir que voce publique as receitas, num adendo, noutra pagina. Seria legal. Adoraria fazer essa saladinha de beterraba.

    um abraco,

  5. 5 Lídia abril 8, 2008 às 1:31 pm

    Eduardo,

    Mais um jantar fantástico no qual muito me honrou participar. Tudo lindo e preparado com extremo bom gosto, uma vez mais!
    Aproveitando o pedido no comentário anterior, eu sugeria que fosse colocado um link em cada receita para o blogue respectivo para que se veja a receita.
    Abraço e obrigada!

  6. 6 Adriana abril 8, 2008 às 9:29 pm

    Serei breve dessa vez…

    Ainda respondendo ao comentário da quarta anterior… Eduardo, se a noite mineira chegar a sair, posso emprestar um parente mineiro (tenho aos montes) ou enviar os casos de infância para o acompanhamento… Somos 17 primos. Hoje, o mais novo com 39 anos e o mais velho, 52, o que significa que houve um momento, nas férias, que éramos 17 primos, entre 2 e 15 anos, compartilhando a mesma piscina, organizando campeonato de “quem come mais manga”, ateando fogo no bambuzal “para ver se estalava”, jogando bombinha no fogão à lenha… Não faltará acompanhamento!

    Quanto à mistura perfeita… Deveria citar o frango com quiabo, mas tenho que concordar com quem apontou a massa e molho ao sugo. Aliás, soube pelo Ed que o molho preparado por sua mãe é inigualável!

    Isso é o mais breve que consigo 🙂

    Abraços!

  7. 7 Eduardo Luz abril 9, 2008 às 11:34 am

    Nina, ficou rosa e ficou muito bom ! Eu também aprendi a gostar de beterraba mas ainda prefiro-a crua !
    Quanto ao iogurte, comprei um Vigor com polpa de maracujá !

    Marizé, a concepção do menu ficou muito boa ! O contraste com as entradas Turcas e o teu vermicelli thai mais a sobremesa da Migas foi de primeira linha. E estou aguardando a tua mistura perfeita !

    Migas, a honra foi absolutamente nossa. O Kissangua é quase um licorzinho de abacaxi e como sobrou um pouco, vou ver se o utilizo numa calda prum bolo. Deve ficar bom !!

    Fer, a Dé agradece e diz que vai caprichar ainda mais nas fotos do teu menu que será o próximo ! E seguindo a indicação da Lídia, já linkei todas as receitas aos respectivos blogs.

    Lídia, grato pelos elogios e pelo pedido sobre as receitas que já foi devidamente atendido !

    Adriana, eu não estou te censurando, não ! Pode usar o espaço à vontade ! Mesmo porque os teus comentários são bastante pertinentes e interessantes e já recebi até elogios pelo teor deles !
    E estas misturas perfeitas foram indicadas por mim mesmo pois são basicamente universais !

  8. 8 Adriana abril 9, 2008 às 1:06 pm

    Eduardo, sou eu que me censuro! Ontem mesmo conversava com Ed sobre issso. Extrapolo até nos e-mails de trabalho! 🙂
    A verdade é que adoro escrever e, como já mencionei , o mundo virtual despertou a curiosidade da professora. Leciono disciplinas que discutem as novas formas de socibilidade, as redes sociais de informação e os gêneros digitais. Já pesquisei os blogs, mas nunca havia acompanhado um e estou adorando. Confesso que a professora Adriana já pensou no belo estudo sobre identidades culturais que o DCPV propiciaria, mas é a Drix que participa e dedica, com enorme prazer, um tempinho de seu tempo para responder, algumas vezes com água na boca, aos seus relatos de quarta-feira. Obrigada pela acolhida! Como pode perceber, ameaço mas continuo escrevendo… e muito 🙂 Bom jantar!

  9. 9 Marizé abril 10, 2008 às 12:05 pm

    Conforme prometi, estou de volta para te dar a minha mistura perfeita.
    Queria indicar uma mistura que fosse de acordo com a minha paixão por especiarias ou ervas aromática, do tipo: maçã canela, limão gengibre, aniz laranja ou coentros e alho; mas não sou capaz, embora adore todas elas tenho se ser absolutamente sincera comigo mesma, então cá vai:
    A minha mistura perfeita é…..
    Bolachas de chocolate e leite simples gelado.

    Bjs

  10. 10 Eduardo Luz abril 11, 2008 às 1:58 pm

    Adriana, não vou dizer que somos cobaias ( na verdade, o Mingão e o Déo são cobaias de algumas das minhas experiências !) mas se quiser estudar o DCPV, estamos a disposição ! E que a Drix continue nos prestigiando com os saborosos comentários ! Epa, dupla personalidade !!! (rsrs)

    Marizé, gostei muito. Enquanto você fica com a dupla biscoitos/leite, eu fico com as outras (maçã/canela, limão/gengibre, etc..)

  11. 11 Lunalestrie abril 14, 2008 às 7:58 pm

    Hahaha, adorei o teu texto! Pena que só agora pude ler. Aguarde novidades (estou no olho do furacão, mas passa).
    Abraços!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




É só inserir o seu email, clicar no botão "Seguir" e a cada novo post publicado aqui, você receberá uma mensagem com o link. É fácil, qualquer criança brinca, qualquer criança se diverte! :)

Junte-se a 640 outros seguidores

Comentários

Blog Stats

  • 1,340,606 hits
abril 2008
S T Q Q S S D
« mar   maio »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  

Arquivos

Atualizações Twitter


%d blogueiros gostam disto: