dcpv – thai + pãozinho = good, very !

número 105                                                                     15/03/06

                             Thai + pãozinho = good, very !

Introdução – Noite de chuva, mas ainda agradável; não calor, não frio ! Tô sem saco pra escrever ! Tô com fome, jejum forçado, rs !
Vamos pra bóia !

Bebida

Daiquiri (by Mingão)

Vinhos

Eu tenho certeza que nós os tomamos. Mas também tenho certeza que não os marquei !

MENU

Entrada – Sopa de tomate e pimentão vermelho com manjericão socado e óleo de oliva. ( J Oliver – pag 22)

Principal – Oriental Express com cebola, bacon e alecrim.

Sobremesa – Bolinho de chocolate branco com centro mole. (Gula – Março/06)

Observações finais

Comida buoníssima. Cebola excelente ! Sobremesa sublime ! (Eduardo)

Golden Onions! Clean maravilhoso! Repetir sem constrangimentos ! (Deo) 

Comida maravilhosa !!! Ninho divino ! Sobremesa perfeita !!! Nada mais a dizer . (Mingão)

  

Fotos de Ottawa. A de lá de cima é do Parlamento e ele fica ao lado do hotel que nós ficamos, o Chateau Laurier. E as acima, são do ByWard Market, um mercado com frutas, legumes e flores (ah! as flores) de primeiríssima qualidade e onde compramos as frutas, pra nos abastecer de cerejas, amoras framboesas por um bom período da viagem. É um bom lugar pra tomar um belo café da manhã !    

Explicação – Este bolinho de chocolate branco com centro mole na verdade era um … petit gateau. E ficou muito bom. Agora o que seria um Orient Express ? Aceito sugestões !!! E o que significa este título ?

A HORA DA ESPECIARIA

Papoula – Suas sementes são  maduras  e não tem poder narcótico ( portanto, não dão “barato”!). Ao contrário, são ótimas pra condimentar saladas, massas amanteigadas, pães, bagels, bolos, biscoitos, compotas e patês. Na Índia é usada para engrossar sopas e dar um sabor especial ao curry.

Eu vou guardar as minhas num cofre, pois saiu na Folha ontem que as importações estão “praticamente” proibidas. Portanto, use as suas com muita parcimônia ! 

.

7 Responses to “dcpv – thai + pãozinho = good, very !”


  1. 1 Emília agosto 9, 2008 às 1:44 pm

    Coincidência, Eduardo, eu também fiquei no Chateau Laurier quando estive em Ottawa…localização incrível, né? O canal e o Parlamento de um lado, o parque do outro, perto da National Gallery…fora que é lindo.

  2. 2 Emília agosto 9, 2008 às 2:25 pm

    Depois deste post acho que comecei a entender de verdade o comentário lá no meu blog sobre estado etílico no final dos encontros 😆

  3. 3 Lídia agosto 9, 2008 às 5:20 pm

    Olá Eduardo,

    Mais um menu delicioso, apesar de eu não conhecer o Orient Express. Fico a aguardar o desvendar do mistério.
    Quanto às sementes de papoila, aqui há imensas e de várias cores.

    P.S. Agradeço a visita e preocupação. Cheguei hoje de férias.

  4. 4 Adriana agosto 9, 2008 às 5:56 pm

    Para não cobrar de mim mesma, o fato de “fugir” mais uma vez do tema, imaginem um link no comentário do Mingão, mais precisamente na palavra “ninho”. Por meio desse “hipertexto”, meu carinho para os pais confrades e outros pais que passem por aqui…

    Há alguns anos li uma crônica de Rubem Alves. Falava de ninhos e pais. Dizia de seu desejo de ser ninho para seus filhos pequenos podendo assim protege-los com seu corpo. Dizia da felicidade de um pai, quando o filho adormece em seu braço-ninho. Sinal de que está tudo bem. Mas, ainda segundo ele, a criança cresce e, como os pássaros, começa a ensaiar vôos incertos. E o ninho, antes definido pelos braços do pai, se abre, fica maior. Seus limites passam a ser definidos pelos olhos do pai. Os pais agora protegem com olhos-ninhos, que não perdem seus filhos de vista. Com o passar dos anos, o vôo incerto se transforma no vôo sem medo. Como escreveu Rubem Alves, “Adolescente não quer ninho. Adolescente quer asas”. Os ninhos, para quem deseja liberdade, transformam-se em gaiolas. E os pais percebem que seu ninho é agora ponto de partida para o vôo de seus filhos. E o que poderia ser tristeza, não o é, pois é ao mesmo tempo indicação de que outro ninho está para ser construído.

    Há um ano descobri um outro tipo de ninho. Um ninho construído de lembranças felizes e uma saudade enorme, mas que acolhe como o braço-ninho. O acolhimento e o conforto vêm do amor que jamais deixará de existir entre pais e filhos, mesmo quando são os pais que alçam seus vôos rumo ao céu.

    Em certo momento do texto Rubem Alves escreveu: “Um homem que guarda memórias de ninho na sua alma tem de ser um homem bom. Uma criança que guarda memórias de um ninho em sua alma tem de ser calma!”

    Meu desejo de que domingo tenha festa no ninho!

    Adriana

    Se comparados aos outros tipos de post, os antigos são tão simples.. Mas como gosto deles! Repito… Sinto neles a gênese do DCPV… Exalam amizade…

  5. 5 Márcia Lefouet agosto 11, 2008 às 9:25 am

    Edu,
    estou atrasada, mas gostaria de felicitá-lo pelo dia dos pais!!!
    Espero que ontem tenha sido um dia especial, e que a Rê tenha caprichado no presente e no carinho (tenho certeza disso, pois ela parece ser super meiga pelas fotos).
    Abraços e parabéns!

  6. 6 Michel agosto 11, 2008 às 2:59 pm

    Quando eu trabalhava em um hotel aqui em SP. Colocávamos bastante papoulas nas refeições sempre que tinha alguma delegação do time de futebol adversário. Pura maldade. Só que eles eram + espertos e não comiam nada.

  7. 7 eduluz agosto 12, 2008 às 12:22 pm

    Emília, o Chateau Laurier é o famoso velho classudo! Parece aqueles hotelões ingleses em que dá vontade de tomar um chá das 5 com sanduiches de pepino e tudo o mais. E quanto aos vinhos, as vezes a anotação foge ao controle. Ainda bem que não tem Lei Seca pra subirmos ( eu e o Mingão) a escada e irmos pros nossos quartos ( bem separados, frize-se!) ! Se bem que o meu irmão, o Déo, ainda tem que dirigir quase um km pelas estradas “movimentadas” de Ferraz de Vasconcelos !

    Lídia, você com muita papoula por aí e nós, com esta falta. Quanto ao Orient Express, acho que o Mingão deu uma pista = o macarrão era cabelo de anjo !

    Adriana, a nossa “tesourinha” (pergunte pro Déo que ele te explica o que é!). Muito boa a crônica e a correlação com o ninho mas, como eu escrevi acima, acho que este ninho era o macarrão mesmo. Ainda mais vindo dum comentário do nosso grande Mingão !
    E fica a promessa ( pra mim mesmo, também) de postar pelo menos uma das reuniões antigas por semana. É muito bom tentar lembrar o que aconteceu ou o porque que aquilo foi escrito ! E viva amizade !

    Márcia, você está atrasada ? Imagine eu ! Parabéns também pro Marco que comemorou pela primeira vez o Dia dos Pais. E pra você também, porque memso neste dia, as mães são muito lembradas ! E grato pela lembrança !
    Ah ! A Re é meiguíssima e me deu uns belos copos de vinho e um termômetro/relógio/despertador que eu, convenientemente, coloquei na adega pois acho que a melhor função dele é a de medir a temperatura. Além dos belos beijinhos, é claro !

    Prof. Michel, o sr não é são-paulino, né ?

    Abs a todos.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




É só inserir o seu email, clicar no botão "Seguir" e a cada novo post publicado aqui, você receberá uma mensagem com o link. É fácil, qualquer criança brinca, qualquer criança se diverte! :)

Junte-se a 628 outros seguidores

Comentários

Blog Stats

  • 1,313,394 hits
agosto 2008
S T Q Q S S D
« jul   set »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Atualizações Twitter


%d blogueiros gostam disto: