Arquivo para 29 de setembro de 2008

dcpv – da cachaça pro vinho – trufas, trufas e trufas!

trufado
16/09/08

 dcpv – Trufas, trufas e trufas!

Através de um post do excelente blog Bistrô Pimenta, escrito pela Luciana Lancelotti, descobri sobre um festival que iria acontecer no restaurante Ravioli Cucina Casalinga, do chef Roberto Ravioli (também com este nome só poderia ser italiano e bom!).

E o jantar seria totalmente sobre trufas. O chefe e proprietário da vinícola toscana que leva o seu sobrenome, Claúdio Savitar veio ao Brasil pra divulgar os seus produtos ( trufas, manteigas trufadas, azeites trufados, vinhos que não são trufados, etc) e pra cozinhar à 4 mãos (junto com o Ravioli), um menu todinho calcado no Tarfufo Nero de Nórcia.


Ele, o Tartufo

Imagine ver uma travessinha igual à acima, ao seu lado, pegar uma delas (do tamanho de uma batata!) e fatiá-la sobre um risotto quentinho  Se isso não é comfort food, então eu não sei o que é?
Pois bem, vamos ao jantar:

Per cominciare
Crostini Toscani al Burro Tartufato.

Este burro vale à pena comer! Uma bela manteiga trufada faz toda a diferença numa torradinha desta. É quase igual a comer um perfume “diferentão”. Uma delícia!

Antipasto
Baccalá Mantecato com Polenta Tartuffata alla Griglia

Traduzindo: bacalhau amanteigado delicioso com uma polenta grelhada deliciosa e deliciosamente trufada! Tá bom assim?

Pedi (e agradeço respeitosamente à Lei Seca), 1/2 garrafa de um Cabernet Sauvignon  Montes Alpha Chile que se comportou à altura da trufa.

Primo
Gnocchi con Zabaglione di Bottarga al Profumo di Tartuffo

Pela foto dá pra perceber o que foi este gnocchi? Brilhoso, derretendo na boca e com aquele sabor terroso da trufa. A Bottarga só deu uma bela personalizada.
Segundo a Dé, o ponto alto da noite. Pra mim, todos os pontos foram altíssimos.

Secondo
Noce di Vitello Uruguaio con Risottino al Tartuffo e Velutata di Porcini

Outra tradução livre: nossa (!) de vitela uruguaia (e por isto pedi o vinho chileno) com risotinho trufado e molho de funghi aveludado. A única observação: chamar este “risotaço” de “risotinho” foi uma grande sacanagem. E outra observação: foi neste prato que as trufas foram fatiadas ao vivo e em cores, quer dizer em preto, sobre os nossos pratos. Vero espetacolare!


A Dé tirou uma foto de nu explícito pra PlayBoy gastronômica

Dessert
Formaggio com Miele Tartufado

Mais uma maravilha da natureza. Queijos (natureza) com mel (natureza) trufado (natureza). A natureza é realmente sábia e gostosa!
Já chegávamos ao fim (só faltava pagar a conta e ir embora) e devo confessar uma coisa: nunca fui um adorador de trufas. Achava até meio esquisito as pessoas gostarem tanto. Mas e ainda bem, a minha opinião mudou radicalmente (a da Dé não muito, pois ela já gostava mais do que eu) e hoje, saio dum jantar destes agradecendo a existência dela, a trufa, e dos cachorrinhos treinados que as encontram.

Como a própria Luciana escreveu lá no Bistrô Pimenta, “não há muito o que comparar quando a missão é descrever o sabor particular que as trufas conferem aos pratos. Elas brindam o olfato com um aroma envolvente e arrebatam o paladar com um sabor raro e singular

Bravíssimo!

.


É só inserir o seu email, clicar no botão "Seguir" e a cada novo post publicado aqui, você receberá uma mensagem com o link. É fácil, qualquer criança brinca, qualquer criança se diverte! :)

Junte-se aos outros seguidores de 656

Comentários

Blog Stats

  • 1.451.182 hits
setembro 2008
S T Q Q S S D
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  

Arquivos

Atualizações Twitter