dcpv – rapa nui – eu quero a minha moal chandon

rara ki te ra´ã                                                          mahana maha/tanjaroa ‘uri

                         Eu quero a minha moal Chandon

Após um lauto café da manhã ( ainda vou defender uma tese sobre o porque dos pães fabricados em lugares praianos serem tão bons!), rumamos pro nosso primeiro passeio: a fábrica dos moais, o monte Rano Raraku.

dsc006082

Primeiramente vamos a explicação básica. Os moais eram como troféus pra que o rei e os chefes das tribos demonstrassem o seu poder.

dsc05490-2

Quanto maior e mais bonito o moal, mais importante seria o “figurão” que ele representasse (qualquer semelhança com os carrões, apartamentos, jóias, gadgets, etc de hoje em dia não é mera coincidência!).

dsc05486-2

E o mais estranho é tentar descobrir como eles foram transportados pois eram talhados ( em pedra maciça) na montanha e posicionados definitivamente nos ahu, as plataformas que normalmente  ficavam a km donde eram esculpidos e próximas as praias.

dsc05495-2

Surgiram várias teorias ( não existe nada escrito e portanto, comprovado): através de toras de madeira e daí a completa falta de vegetação aérea da Ilha; utilizando pedras roliças na base dele sendo que ele era transportado completamente em pé  através de cordas (lembrem-se, são estruturas de no mínimo 6 m de altura e pesando em torno de 50 t). E até que usaram vegetais como meio de locomoção a fim de diminuir o atrito. Por exemplo, batatas doces ! Imagine a quantidade de purês que fizeram pois a distância era grande.!

dsc05505-2

É claro que alguns caiam pelo caminho.

dsc05480-21

Ah! Além do mais é expressamente proibido pisar em moais ! rs

dsc05482-2 

Pra refrescar as idéias, o explora montou um almoço em plena praia  de pedras  e com piscinas naturais  que mais pareciam as do Império Romano. Com direito a pratos frios/quentes e vinhos da casa.

dsc05527-2

                                    dsc05531-2

Padrão explora de qualidade.

dsc05547-21

Ainda deu tempo de passarmos pela única cidade da Ilha de Páscoa, Hanga Roa ( 4000 hab) onde estava  se realizando a Tapati, uma festa anual onde todos os locais participam e tentam manter a sua cultura.

dsc05555-2 dsc05557-21

São várias competições ( gastronômicas, físicas, intelectuais) e justamente neste dia, vimos uma espécie de Garantido x Caprichoso, o boi Rapa Nui já que esta competição é entre duas famílias tradicionais da Ilha de Páscoa!

 dsc05570-21

Todos os participantes se despem, passam lama pelo corpo todo, se pintam e juizes dão notas pra cada um deles. Teve até  legítimos Rapa Nui paraguaios !

dsc05605-21 dsc05575-2

Ganha a família que tiver a soma mais alta das notas e a vencedora, elege a Rainha da Ilha por um ano.

dsc05596-2

Muito interessante ver como as pessoas quando tem as suas tradições, não tem o mínimo pudor de participar da festa. Olha deu vontade de participar in-natura também !

dsc05606-2

Todo mundo peladão e uma parte da população com um corpinho de fazer inveja ao nosso Ronaldo Fenômeno !!

dsc05572-2

Voltamos a tempo de fazer uma bela boquinha noturna !!

dsc05616-21 dsc05631-2

Ah! explora !

dsc05630-2 dsc05636

Maururuu !

 

.

Anúncios

5 Responses to “dcpv – rapa nui – eu quero a minha moal chandon”


  1. 1 sylvialemos março 30, 2009 às 2:03 pm

    Festão nada a ver com naturismo é muuito bom !!!
    E esse Explora hem ? Bom que podiam colocar um aqui no nordeste
    😎

  2. 2 Ameixa seca março 30, 2009 às 6:40 pm

    Que bela bunda e que bela espetada de camarão he he
    Os moais devem ser impressionantes!

  3. 3 Adriana março 30, 2009 às 10:32 pm

    As chuvas de verão insistem em avançar pelo outono, enquanto sabores e viagens continuam colorindo o espaço do DCPV.

    Não sei, Edu, se são os pães fabricados em lugares praianos que são tão bons, ou se é a tranquilidade do café da manhã quando estamos de férias que trazem sabor ao mais simples dos alimentos. Aliás, dentre as odes “gastronômicas” de Neruda, a dedicada ao pão é uma de minhas preferidas e os versos abaixo os de que mais gosto:

    “La tierra,
    la belleza,
    el amor,
    todo eso
    tiene sabor de pan,
    forma de pan,
    germinación de harina,
    todo
    nació para ser compartido,
    para ser entregado,
    para multiplicarse.”

    Você tem toda razão: moais, carros, jóias, gadgets… Em toda cultura os homens encontram uma forma de “materializar” – ou seria “exteriorizar” – suas posições sociais, políticas, econômicas… Deveriam faze-lo por meio de seus sentimentos e ações, mas muitos o fazem por meio de símbolos. Triste mesmo é quando fazem uso dos símbolos para “exteriorizar” aquilo que não são, mas gostariam de ser… Consequências dessa nossa sociedade acostumada a conjugar o verbo ter em substituição ao verbo ser.

    Abraços!

  4. 4 aturistaacidental março 31, 2009 às 1:21 pm

    Essa ilha é uma surpresa mesmo…linda e divertida! Eu aposto que vocês ficaram loucos para entrar na folia, hehe…
    Ameixa Seca 😆

  5. 5 eduluz abril 1, 2009 às 7:40 pm

    Sylvia, é mesmo! Eu só queria ver como eles fariam com o serviço porque seria beeemmm éslowwwwwwwww….

    Ameixa, concordo em parte. A espetada foi um espetáculo. Já a outra “banda”, não achei tudo isso, não !!

    Adriana, grato de novo pelos presentinhos. Vamos usá-los daqui a pouco no IB Mineirim, sô.
    E mais uma vez, você escreveu bem e bonito além do belíssimo poema do espetacular Pablo Neruda. Não se esqueça que o prefácio do nosso livro será de sua autoria !!

    Emília, certamente você será a Eco-Emília por lá! E ficamos loucos,sim, mas com roupas !! rsrs

    Abs.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




É só inserir o seu email, clicar no botão "Seguir" e a cada novo post publicado aqui, você receberá uma mensagem com o link. É fácil, qualquer criança brinca, qualquer criança se diverte! :)

Junte-se a 640 outros seguidores

Blog Stats

  • 1,332,517 hits
março 2009
S T Q Q S S D
« fev   abr »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

Atualizações Twitter


%d blogueiros gostam disto: