23º inter blogs – thanksgiving e a cris no DCPV

Glacias
número 230 – 08/12/09iciei

23º Inter Blogs – Thanksgiving e a Cris no DCPV

Iniciei a conversa com a Cris, owner do excelente From Our Home To Yours através da Fabrícia (do blog Sopa vermelha e mamãe fresquíssima da Elissa. Parabéns pra ela e pro Mohamed).
Foi há mais de um ano (19/09/08) e ela (que é esposa do Junior e mão de 3 belos filhos) pensou em indicar um menu Tex-Mex com predominância de comida americana. Topei na hora pois ainda não tínhamos experimentado este tipo de culinária por aqui.

Pra variar, o tempo passou e há uns 2 meses retornamos o contato. Adaptando uma coisa aqui, outra acolá  e adicionando a lembrança positiva que a Cris tem da cultura americana à data da realização deste IB (quer saber o que é?), rapidamente ela chegou ao Thanksgiving.

” Nos USA, a primeira celebração do Dia de Ação de Graças aconteceu em 1621 e foi feita pelos peregrinos ingleses que fundaram a colônia de Plymouth que mais tarde virou o estado de Massachusets. A comemoração foi feita junto com os índios da tribo Wampanoag com o objetivo de comemorar a benevolência de Deus pra com eles num período em que mais da metade dos peregrinos tinha morrido por causa do inverno rigoroso pelo qual passaram. Neste dia, as famílias se reunem para o famoso “Thanksgiving Dinner”. Assim como na celebração de uma ótima colheita, faz parte do ritual desta data preparar e comer uma grande refeição composta de pratos simples que preservem a memória rústica do campo. A data oficial é a quarta quinta-feira de novembro.”

É claro que estamos fazendo um Thanksgiving Light, um TL (como a própria Cris batizou, já que segundo ela, americano ama ” siglas ) pois seria impossível fazer todas receitas que compõe um legítimo jantar de Ação de Graças.

De qualquer maneira, vamos apresentar (e surpreender a maioria das pessoas que acham que a a comida americana é feita de gorduras e porções monstruosas!! rs) através das receitas que a Cris nos mandou, uma idéia legal de tudo os que os americanos comem (e celebram) neste dia tão especial.

Vamos  então, ao 23º Inter Blogs, o Thanksgiving Light do Da Cachaça pro Vinho, ou melhor, o  IBTLDCPV (americanos e brasileiros gostam  de siglas!).

Starters
$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$
Um dos preparativos pro Thanksgiving é colocar cartões com os nomes dos convidados em frente ao lugar que vão sentar. É claro que fizemos isso e ainda adotamos sobrenomes americanos pra dar um certo colorido!!)


$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$

one – Brie with Apricot and Pepper Jam Toppings

Fazer esta receita é uma moleza. E esta facilidade  é inversamente proporcional ao impacto e sabor que ela produz!

Basta retirar a casca da parte de cima do queijo brie, espalhar a geléia (usei de rosas e de pimenta) e assar, sem cobrir, a 180ºC por uns 10 minutos.

Sirva com torradas de pão pita e delicie-se! É de lamber o prato. Graças!

two – Turkey Tortillas Spirals and Nachos With Salsa.

Este foi um resquício da idéia original, o cardápio Tex-Mex.

Tem mais uma coisa: a Cris é super-organizada. Cheguei inclusive a comentar que ela tem estilo de professora, tamanho o didatismo e a plasticidade do menu que ela me enviou.
Ahahaha, estilo professora. Foi boa essa. Gostei! Foi assim que ela respondeu!
Mas vê se alguém que manda um croqui do prato e capa de cardápio, não merece esta observação?

Voltando a tortilla, aqueça uma a uma na frigideira (pode usar o Rap10 da Pullmann). Coloque duas fatias de peito de peru, uma fina camada de tomates em fatias finas …

… pimentão verde em fatias finas, uma folha de alface, queijo cheddar ralado e molho de salada tipo ranch.
Enrole e corte em fatias de 1,5 cm!

O restante do prato foi feito com produtos vindos diretamente do sex shop: molho de queijo Cheddar, salsa mexicana (hot) e nachos.
Tudo muito agradável e saboroso. Este tipo de comida te faz conversar, se relacionar e dar graças por ter uma vida boa. Tudo a ver com o espírito da noite, né mesmo?

three – Harvest Layered Salad

Esta é que eles chamam de uma salada da colheita .

Montei nas taças, camadas de azedinha, rúcula e agrião. Tudo da colheita daqui de casa. Em seguida, cenoura ralada, pepino japonês fatiado fino e com casca, alface, pimentão vermelho em rodelas, croutons e queijo parmesão.

Foram devidamente temperados por um molho de vinagre de vinho tinto, água, azeite, açúcar, cranberries secas (que são um dos símbolos do Thanksgiving), sal e pimenta.

É, este foi o ano das boas colheitas!! E das boas entradas também!

Pra acompanhar, uma boa cerveja alemã, a Aecht Schlenkeerla Rauchbier, uma defumada (sim defumada!!) que foi “excêntrica, barbecue” segundo os pioneiros da Grande Ferraz de Vasconcelos, nós mesmos.

Main and Accompaniments
$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$
Cornucópia – Se o anfitrião quiser colocar a mão na massa e fazer como os pilgrims faziam… Uma cornucópia ou chifre tradicional da abundância, é um símbolo de generosidade e boa colheita. Demos uma gambiarrada (ê, brasileiro) e misturamos flores com frutas).


$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$

Maple glazed sweet potatoes

Batata doce com maple syrup não poderia faltar. Sempre vi nos filmes e gostei muito quando a Cris disse que indicaria esta receita.
É simplesmente batata-doce (roxa que é mais macia) cortada em 8 pedaços e colocada no fundo dum refratário untado com manteiga.

Derreta manteiga, misture açúcar mascavo  e mexa até dissolver. Adicione maple e cozinhe tudo. Derrame esta mistura sobre as batatas, polvilhe sal, pimenta, noz moscada e cubra com papel alumínio. Asse de 30 a 45 minutos ou até ficar macio.

E ficam!! Macias por dentro e  tão caramelizadas que mais pareciam um doce salgado de marrom glacê!

Brown Butter Mashed Potatoes and Gravy

Um purezaço de batatas feitos com leite e manteiga queimada (noisette): é isto o que é !!
Montado em ramequins com este purê até 1/3…

… uma camada de gorgonzola…

       

… e um molho formado por nozes picadas, alecrim, salsinha, uma pitada de açúcar e de sal.

              

Extremamente delicioso com o gorgonzola fazendo o contraponto perfeitamente.

Herb-Crusted Turkey Breast

Outra presença obrigatória: o famoso peru.E neste caso, em forma de peito.

Mais uma facílima de fazer (viva a praticidade dos americanos!) com a necessidade de somente preparar uma manteiga de ervas (cebolinha, salsinha, tomilho e sálvia picadas e misturadas a manteiga com sal e pimenta do reino moída na hora) …

… passar no peito de peru pra logo após rolá-lo num farelo de pão (pão velho passado no processador) e esperar o termômetro subir.

Este peito ficou macio, úmido e super-crocante. 
O Déo não veio por conta do verdadeiro dilúvio que caiu hoje (é os IB estão contabilizando acidentes. Vide o apagão da Dadivosa). Com essa baixa, eu certamente farei excelentes sanduíches com a sobra deste “breast” tão bonito e não-siliconado!!! rsrs

E o molho  Chilli Gravy (óleo, farinha, alho em pó, cominho em pó, orégano, conhaque e caldo de galinha) complementou este verdadeira ação de graças!!

Honey Baked Mini-Ham

Outra presença imprescindível: um tender-bolinha com cravos espetados!!

Só o cheiro dos cravos já valeria a experiência. E melhor, quando o tender é fatiado este odor é elevado e ampliado. Marcante!

Ainda mais com um molho formado por suco de laranja, maple syrup, mostarda, caldo de galinha e maizena.

E o conjunto da obra resultou numa verdadeira maravilha norte-americana.

 

Tomamos um vinho tinto, o Família Bianchi Syrah 2008 Chile, que foi “delicado, elegante e chic, gentleman” segundo os cantores da música dos Fevers, Cândida, com a sua famosa passagem … “não passo de um peregrino“…!!!

Dessert
$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$
Árvore do agradecimento – Antes de iniciar a refeição (foi duro segurar o Mingão! rs), algumas famílias gastam alguns minutos falando os motivos que tem pra dar graças naquele ano  e aproveitam pra escrevê-los e colocá-los numa árvore. A Dé improvisou e ficou bem bacana!


$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$

Apple Crisp with Vanilla Ice Cream

É lógico que pra encerrar a noite, teríamos mais uma receita prática e saborosa.
Maçãs descascadas, fatiadas e colocadas numa tigela intercaladas por uma mistura de suco de limão, açúcar, noz moscada e canela.

A Dé (que fez a receita toda) montou tudo em ramequins. Maçãs em forma de pirâmide (mais uma tradição segundo a Cris) e polvilhadas com um dedo de mistura de bolo Festa  (é aquela que você acha em qualquer supermercado!) e finalizada com manteiga derretida, indo ao forno pré-aquecido por 30 minutos, a 180ºC.

Também aproveitei pra fazer um belo sorvete de baunilha (com a consultoria remota da especialista Verena) na minha nova máquina.

Prontíssimo! Grande  happy end prum mais feliz Thanksgiving Dinner.

Pra completar toda a “graça”, tomamos a última nesga do branco equilibrado e romântico, Selbach Riesling Spätlese 2004.

Eis a opinião dos colonos que acreditam que este ano e este jantar realmente merecem orações e graças:

Nunca um “top one” foi tanto um “tope um”! Graças e thank you, Cris! (Edu)
Cris ! Unforgetable, irresistible, nowords, insuperável. Obrigado! (Mingão)
Déo, como diria o portuga, você é uma besta por ter perdido este jantar! (Edu e Mingão)

Vamos encerrando este verdadeiro banquete que a Cris nos proporcionou com a certeza de que isto tudo  que comemos prova que a cozinha americana é uma  verdadeira descoberta: sabores concentrados, praticidade, apresentação exemplar, odores inimagináveis (ah! o cravo com o tender!), comida pra compartilhar e melhor, neste caso acompanhada da mística do Thanksgiving.

E graças (sem trocadilhos) a Cris que com seu bom humor, altas informações (a Dé nunca recebeu tantas dicas pra  belíssima montagem de tudo que ela fez), organização e didatismo  (viu, professora!).

Ah! Antes que eu esqueça, aqui vão as nossas flores virtuais Thanksgivinguinianas já que se elas, as flores, não são comestíveis, as frutas do arranjo, são.

Thanks, Cris.

See you!!

PS – E as estrepolias dos IB continuam em janeiro com a dupla eletrizante, Bia e Leo do blog de haute gastronomie Trivial ou nem tanto. Eles estão dizendo que virão aqui cozinhar, comer e conversar! Aguardem!

.

Anúncios

13 Responses to “23º inter blogs – thanksgiving e a cris no DCPV”


  1. 1 turomaquia dezembro 14, 2009 às 8:05 am

    Água na boca total! O que mais amei (pela facilidade hehehehe) a do queijo brie, que vou fazer imediatamente e o peru!
    Beijos

  2. 2 Ameixinha dezembro 14, 2009 às 9:09 am

    Simplesmente maravilhoso. Mas a minha predilecção vai para os pratos feitos com queijo. Aiii, o queijo é a minha perdição… para mal dos meus cristais de oxalato de cálcio he he

  3. 3 Cris dezembro 14, 2009 às 9:41 am

    Eis me aqui… presente neste seu super jantar de Interblogs, um evento que realizou dois sonhos meus, o de planejar um cardápio americano e de participar do IB! Ficaram lindas as fotos, e seu capricho na montagem dos pratos e na decoração sem igual… parabéns! E obrigada pela oportunidade de compartilhar com vocês uma cozinha de que gosto tanto! Beijos!!!

  4. 4 Mari Campos dezembro 14, 2009 às 10:38 am

    Eu amo o queijo brie com geleia no forno! Na Franca, fiz muito; pena que aqui o queijo eh taaaao mais caro… 😦 Anyway, as demais receitinhas ja estao apontadas como inspiracao divina para os jantares e almocos de final do ano :mrgreen:

  5. 5 Luciana Betenson dezembro 14, 2009 às 1:00 pm

    Edu, DCPV, Cris, que delícia, amei tudo… Esta batata com manteiga queimada da Cris tá minha lista faz tempo. E a farofinha de cobertura do peru, que é isto? Muuuto bom 🙂 Parabéns!!

  6. 6 Renata dezembro 14, 2009 às 2:57 pm

    Nossa gente, eu amei essa ideia!!!

    Que criatividade,super parabéns!!! E que tanto de delícias maravilhosas!!!!!

    Adorei tudo!

  7. 7 Odete dezembro 14, 2009 às 3:47 pm

    Adorei!!!
    Isso prova para aos que acham Thanksgiving boring, que o jantar pode ser delicioso, criativamente moderno, e ainda assim manter as tradicoes, e sem esquecer o motivo maior; Gratitude.
    Parabens a Cris pelo cardapio delicioso e muito bem elaborado e para voces do DCPV pela bela feitura e apresentacao…e o melhor, degustacao ;>)

    bjs

  8. 8 Gisele Veiga dezembro 14, 2009 às 4:02 pm

    E eu nao tirava a casquinha do Brie… Nao te falo que SEMPRE apremdo aqui? Brigada, DCPV!!!

  9. 9 eduluz dezembro 16, 2009 às 8:27 pm

    Patricia, este petisco com o brie é imperdível! Facílimo e delícia total!!

    Ameixa, que são, os queijos, uma adoração dos americanos também.

    Cris, o prazer foi todo nosso. Afinal de contas, aproveitar de todo o teu conhecimento além do bom humor juntando-se a quantidade de informações preciosas que passou pra nós.
    Espetáculo e espetacular. Típico dos americanos, né não?

    Mari, é caro, mas vale cada tostão. O pior é que nem no free shop é mais barato que no primo dele, o sex! rsrs
    Quanto as receitas, faça pois o sucesso será garantido e além disso, os sandubas de peito de peru e ede tender estão maravilhosos!!

    Lu, dá pra perceber pelos comentários que todo mundo gostou de tudo! Este purê com o molho noisette é muito bom mesmo!

    Renata (que belo nome!), se a idéia que voce gostou foi a dos IB, considere-se convidada pra participar.

    Odete, é isto mesmo. nada de pré-conceitos pois quem pensa que a comida americana é sem graça e gordurosa, está precisando mudar os seus conceitos.

    Gisele, estamos por aqui. E principalmente, ensinando a comer!! rsrs
    Por falar em IB, a Gisele aceitou indicar um menu em março/11. Ela será o 38º capítulo do livro dos IB.

    Abs a todas.

  10. 10 Verena dezembro 17, 2009 às 3:22 pm

    Edu, que delícia este cardápio! As fotos estão belíssimas e o texto como sempre ótimo!
    Lógico que fiquei aqui com água na boca!
    Adorei tudo…quanta coisa boa e bonita! Também acho que as pessoas precisam conhecer mais as receitas americanas…como tiveram muita influência de vários povos e culturas as comidas são bem gostosas e variadas.

    Cris, parabéns pela escolha do cardápio e com certeza sua organização teve a ver com a beleza do jantar!
    Um beijo a todos e feliz Natal!

    PS: Edu, estou preparando a lista com os sorvetes…

  11. 11 Eduardo Luz dezembro 18, 2009 às 1:00 pm

    Verena, foi mesmo. E compartilho a opinião sobre as receitas dos americanos. São sensacionais e hipersaborosas.
    É claro que a Cris teve a ver com tudo. Ainda mais com o jeitão americano de organizar tudo!! rsrs

    Feliz Natal pra você também e a Ferrari já está com o motor aquecido!! hahaha

  12. 12 Carla Duclos janeiro 10, 2010 às 12:18 pm

    O inter blogs é muito legal! Parabéns pela iniciativa. Estava agora mesmo lendo o da Paty (Technicolorkitchen) e agora esse da Cris.

    É de dar água na boca. Confesso que como fã de queijo brie estou aqui babando por este feito no forno. Grande idéia! 🙂

    Abraço,

  13. 13 eduluz janeiro 13, 2010 às 1:11 pm

    Carla, grato e já que você gostou, aproveitei pra te convidar.
    E como você aceitou, teremos a noite Holandesa por aqui, em abril/11.
    Você será o 39º capítulo do nosso livro.
    Quanto ao brie, faça mesmo. É uma delícia.

    Abs.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




É só inserir o seu email, clicar no botão "Seguir" e a cada novo post publicado aqui, você receberá uma mensagem com o link. É fácil, qualquer criança brinca, qualquer criança se diverte! :)

Junte-se a 633 outros seguidores

Blog Stats

  • 1,322,905 hits
dezembro 2009
S T Q Q S S D
« nov   jan »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

Atualizações Twitter


%d blogueiros gostam disto: