Machu Picchu

Uau, que lugar!
15/10/09

Machu Picchu

Dia de Machu Picchu! (deve-se falar, segundo o grande guia local Pepe Villena, Matchu Pitctchu).

E tudo começou muito bem! O sol estava radiante (como nós).

Saímos cedo, nos enrolamos um pouco na entrada (viagens em grupo!!), mas de repente estávamos lá .

Pepe estava vestido a carater e inspiradíssimo!

Vou falar uma coisa: impressionante como Machu (vou chamá-la assim, pois já somos íntimos) é impressionante (sim, é necessária uma boa redundância).

Tudo lá é estonteante. E exuberante.

Entramos e logo após o portão, iniciamos uma pequena subida onde não se vê nada da cidadela.

Aí, e com total surpresa, surge a obra-prima de Pachacútec. Fica difícil até respirar, tamanha a emoção ao ver uma cidade inabitada com tanta vida!

Parece que ela foi projetada pra que muitos anos depois (~500), uma multidão de pessoas (entre elas, nós) a visitasse e ficasse o tempo todo com a boca e o espírito abertos.

Antes da nossa entrada oficial em Machu, tivemos um dos momentos mais emocionantes da viagem: o agradecimento e a oração do Pepe, o nosso guia.

Foi demais vê-lo nos mostrar o amor que tem pela Pachamama, a mãe Terra. Ainda mais quando fez a oração com as 3 folhas de coca representando uma oferenda aos espíritos da natureza, a mãe-terra e a humanidade. Lindo! Ainda mais ao vermos as folhas serem jogadas ao vento.

 

Choramos bastante e ao mesmo tempo, agradecemos mais ainda por presenciarmos tudo isso.
Gracias, Pepe! Gracias, Machu!

Continuamos o nosso passeio fazendo o grande circuito onde a cidadela nos mostrava cada um dos seus belos ângulos.

Passamos pelos templos Intihuatana, Praça Sagrada,  3 Portas, cemitério, terraços, enfim, tudo!

   

Repare na miniatura de Wayna Picchu esculpida na pedra. 

                

E foi absolutamente inesquecível!

Foram 4 horas de puro prazer e aquela teoria de que é impossível captar a magnitude de Machu em fotos é a mais absoluta  verdade! (apesar delas estarem um espetáculo!)

Com a sorte que merecemos, o sol nos acompanhou por todo  o tour.
E estranha ou melhor, compreensivelmente foi embora quando saímos, por volta das 13:00 hs. Mais uma pra contar e lembrar pra sempre. 

Mesmo porque esta visita a Mach Picchu se tornou uma referência nas nossas viagens.

Ainda aproveitamos pra seguir uma grande dica do Arthur e pedimos ao Pepe pra carimbar os nossos passaportes!! Pronto, Machu Picchu está marcada também fisicamente nas nossas vidas (veja o belo sorriso da Dé bem atrás do “figura”). 

Lá, certamente, é o único lugar onde é possível meditar por 4 horas seguidas.
Ela, a grande cidadela, te leva a meditar conversando. Você não precisa se concentrar pra meditar. Basta estar lá.

Machu é verdadeiramente esplêndida e ainda mais pelo seu entorno todo cheio de montanhas e grandes paisagens.

E pra quem estranhou não ter nenhuma comida ou referência culinária neste post (talvez o único até hoje aqui no DCPV), eu digo o seguinte: as nossas almas ( e espero que as suas também) nunca foram tão bem alimentadas!

OOOooooooooooooooommmmmmmmmmmm.

.

Anúncios

15 Responses to “Machu Picchu”


  1. 1 Carol Dallape janeiro 6, 2010 às 11:38 am

    CARAMBAAAAAAAAAAAAAAAAa

    Se eu já tinha vontade de conhecer, agora então… depois dessa descrição totalmente emocionante Edu!!!

    ADOREI!!!!
    Parabéns pela viagem, aproveitaram bastante!!!
    Andei meio sumida do blog, muita correria, mas estou de volta!!! Sempre olhando esse cantinho que eu tanto adoro!

    Bjos

  2. 2 Ameixinha janeiro 6, 2010 às 2:09 pm

    Dá um nó na garganta de ver tanta imponência e tanto amor a um local tão lindo! Precisei segurar as lágrimas ao ler esta publicação. Deve ser, sem dúvida alguma, uma viagem inesquecível. Nem só de pão vive o Homem, né? O alimento espiritual também nos mata a fome 🙂

  3. 3 Salomé janeiro 7, 2010 às 8:03 am

    Olá!
    tenho também a felicidade de ter o meu passaporte como o carimbo Machu!
    estou completamente de acordo como que descreveu… o lugar é impressionante, marcante mesmo !! e no entanto tão “simples”!! … saímos de lá noutro estado de espírito… sobretudo depois de ter feito o Inca trek 🙂

    Agradeço a partilha desta viagem ao Perú, que me fez recordar muitos bons momentos e experiências únicas.

    bjs
    Salomé

  4. 4 Odete janeiro 8, 2010 às 2:01 am

    Edu, Feliz 2010!

    A magia de MP ficara impregnada na nossa alma pra sempre. Basta ver fotos e narrativas, nos sentimos transportados ate la.

    bjs

  5. 5 eduluz janeiro 8, 2010 às 12:03 pm

    Carol, tenho dito pra todo mundo que se deve ir pelo menos uma vez na vida pra Machu. E de preferência com o Pepe como guia.

    Ameixa, e além do espírito, o corpitcho também sai bem alimentado. A comida peruana é muito boa!

    Salomé, não fiz a trilha mas mesmo assim, a impressão foi mais do que positiva.
    Continuo achando que ninguém sai de lá sem ter acrescentado alguma coisa à sua vida.

    Odete, é isto mesmo. O lugar é mágico. E veja bem, não é só a cidadela. Todo o entorno, a vegetação, as pessoas, enfim, o conjunto todo impressiona.
    E avise ao George que, lá, eu consegui ter uma premonição: o Timão será o novo campeão mundial!!

    Feliz 2010 pra todos.

  6. 6 Liliane janeiro 8, 2010 às 4:23 pm

    Eu não tenho vontade de fazer esse passeio. Acho que tenho medo de olhar aquela imensidão.
    Liliane

  7. 7 Fê Costta - viaggio mondo janeiro 9, 2010 às 5:45 am

    Olá!

    Cheguei agora e adorei! Ótimo blog!!

    Machu é um lugar encantado mesmo! Sempre esteve nos meus sonhos… espero realizá-lo em breve! 🙂

    Lindas fotos!

  8. 8 Arthur janeiro 9, 2010 às 10:10 am

    Edu, Matchu Pitcchu – a pronúncia é essa mesma – é impressionantemente impressionante enquanto impressão impressionante. Merece todas as redundâncias. Como já tinha comentado no meu blog, a geografia do lugar contribui para isso: vc entra, anda um pouquinho pela trilha sem ver nada, e de repente, dobra à esquerda e MP se descortina aos nossos olhos. Saudades… Eu pernoitei, aí fui duas vezes: uma com guia, qdo cheguei, e a outra no dia seguinte, mais cedo, antes que chegasse a galera. Esta 2ª foi até melhor.
    E o Pepe merece os parabéns, também.
    Valeu a citação da dica (que eu mesmo não peguei, arrghh)

    Abração e feliz 2010!
    PS.: imagine o superfaturamento e os escândalos na época da construção de MP, que acabaram em pizza, ou melhor, em ceviche…

  9. 9 Emília janeiro 11, 2010 às 5:56 pm

    Edu! Que post maravilhoso, a melhor declaração que já vi sobre Machu Picchu…que delícia relembrar cada pedaço desse lugar que amei tanto. Nem parece que já se passaram mais de 6 anos…
    Lindo, lindo, lindo!

  10. 10 eduluz janeiro 13, 2010 às 1:26 pm

    Liliane, é a imensidão mais minimalista que já vimos!

    Fê, vá sim pois é mágico. Assim como a cidade que você está postando no teu blog com fotos incríveis. Istambul também é um dos nossos sonhos de conssumo.

    Arthur, o patrono dos nossos carimbos matchupitchianos no passaporte, você está certo: qualquer palavra é inexpressiva frente a grande Macchu.
    Quanto aos ceviches, dá pra imaginar a quantidade de prata que os caras colocavam naqueles imensos porta-bebês!!

    Emília, e foi mesmo. Eu e a Dé saímos de lá com a certeza de que tivemos um acréscimo de espiritualidade.
    Acho que todo casal deveria programar uma visita a Machu.

    Abs a todos.

  11. 11 Mauricio Cardoso fevereiro 19, 2010 às 7:10 pm

    Bom… Nem sei por onde começar… Mas confesso que estou emocionado ao escrever. Entrei aqui por acaso, procurando receita de Ceviche. Não me recordo de ficar tanto tempo em uma página. Fiz uma viagem em julho/09 parecida. Mas o que realmente interessa, apesar das imperdíveis trutas às margens do Titicaca é comentar que: 1 – sensacional está página, repleta de veracidade, cultura, costumes, história, culinária (rs), bom humor, e principalmente, 2 – EMOÇÃO Fico muito, mas muito feliz que “energia” de Machu Picchu tenha sido recebida, captada por outras pessoas sensíveis. Eu também chorei, e olha que não tive o estímulo ao ver o Dede em sua oração, que deve tê-los remetido ao passado, à cultura e visão de outra “civilização” como estímulo. Minha emoção veio simplesmente pelo contágio causado pelo lugar, pelas possibilidade de imaginar os valores daquele povo. Enfim, estou muito feliz pelas recordações causadas e desejo muita saúde, realizações e novos motivos para que a alma seja massageada. Fiquem com Deus.
    Mauricio, 44 anos, Belo HOrizonte.

  12. 12 Eduardo Luz fevereiro 24, 2010 às 1:49 pm

    Mauricio, compartilhamos totalmente dos teus sentimentos.
    E achamos que todas as pessoas devam ir, ao menos uma vez, a Machu e sentir toda a aura do lugar.
    Volte sempre.
    Abs.

  13. 13 gloria prioli dezembro 14, 2010 às 5:26 pm

    voces que viajaram para o peru e, tiveram a sorte de ter o pepe como guia.
    eu posso dizer que a viagem foi incrivel.
    as emoçoes foram muitas.
    mas tenham certeza que o pepe foi nosso guia, nosso guru.
    como eramos só 3 pessoas e ele, vivemos todos os minutos intensamente.
    sem o pepe, nossa viagem não teria sido a mesma !
    se alguem tiver passagens interessantes , vamos trocar experiencias.
    entre em contato no facebook
    meu nome – gloria prioli

  14. 14 eduluz dezembro 17, 2010 às 10:12 am

    Gloria, o Pepe é muito legal (desculpe. Não resisti! rs)
    Concordo com você, ele transforma a visita ao santuário numa viagem ainda melhor.
    Vou dar uma olhada no teu Facebook.

    Abs incas.


  1. 1 expediciones waynapicchu Trackback em agosto 4, 2014 às 1:47 am

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




É só inserir o seu email, clicar no botão "Seguir" e a cada novo post publicado aqui, você receberá uma mensagem com o link. É fácil, qualquer criança brinca, qualquer criança se diverte! :)

Junte-se a 643 outros seguidores

Blog Stats

  • 1,350,096 hits
janeiro 2010
S T Q Q S S D
« dez   fev »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Arquivos


%d blogueiros gostam disto: