jour troix – chuva em paris é outra coisa

que chuva, heim?
06/02/10

Jour troix Chuva em Paris é outra coisa.

Tem alguma coisa pior do que chover nas férias? Ainda mais nas sua férias?

Pois foi o  que aconteceu. Choveu praticamente o dia inteiro. E fez um frio “duca”.
Mas vamos pensar com praticidade: eram frio e chuva com pedigree já que eram parisienses. E melhor, totalmente esperados em pleno inverno. Portanto, como dizia aquele filósofo contemporâneo, o consideramos  um “plus a mais” na nossa viagem.

Vamos aos fatos: acordamos tarde  pra chuchu e lá pelo meio-dia resolvemos tomar café no apê ( frios e baguetes da  boulangerie Aux Désirs de Manons. Coma e não se arrependerá!).

Saímos pra passear (de guarda-chuvas e tudo o mais) pelas Iles. A St Louis e  a da Cité.

 

Começamos pelo lugar mais tranquilo de Paris: a Île Saint-Louis. E conseguimos dar uma boa olhada em todos os belos “hotéis” e o pior que nem experimentamos o sorvete da Berthilon. Pra ver como estava frio!

Entramos na Notre Dame (fizemos o passeio ao contrário já que começamos pelo Marais) pra apreciar a beleza da catedral …

… e pra nos protegermos do frio. Aproveitamos pra desejar felicidades aos noivos.

Estávamos com fome e aproveitamos pra andar bastante até o Café Blanc. Lugar francês (éramos os únicos turistas)  com comida tipicíssima.

A Dé foi de sopa de tomates com manjericão e uma salada de aspargos com frango … 

 

… e eu, de entrecote com batatas da “tante” e  salada.

Tudo regado a um belo Crozes-Hermitage Chaubayou. Perfeito pra acompanhar e ajudar a combater o frio.

Devidamente abastecidos, rumamos pro Jardin de las Tuileries, não sem antes passarmos pelas Pirâmides do Louvre

… e, ao final,  termos uma visão noturna sensacional da  Torre Eiffel junto do Obelisco. Lindo ! (como toda Paris).

Pensamos em voltar  a pé, mas além da distância, ainda tínhamos reservado um dos restaurantes que não conseguimos ir ontem: o Au Petit Thai.  Então, tome metrô!

 

As 20:30 estávamos lá,  já que ele é praticamente ao lado do apê. E petit é apelido. Ele é petititíssimo.

Mas é grande no sabor. Comida thai extremamente bem temperada  (diga-se apimentada) num ambiente agradabilíssimo. As fotos estão ruins porque o lugar é bem escuro, mas muito bonito com pétalas de rosa em todos os lugares.

A Dé pediu um Frango (Poulée) com molho de gengibre.

Eu, um belo Chablis e um prato de Frutos do Mar (vieiras, camarões, mariscos, etc) cozidos num molho de anis estrelado. Simplesmente maravilhosos e nos fizeram prometer que voltaremos à casa com mais apetite ainda.

Só nos restou passar no mercadinho pra comprar algumas coisas básicas (água Perrier, vin Blanc, pain perdu, chocolate Varlhona, etc), passar na padoca e comprar baguete e croissants e achar que a vida é muito boa.

Ô, se é ! E que venha  a chuva. 

Au revoir.

.   

14 Responses to “jour troix – chuva em paris é outra coisa”


  1. 1 Ameixinha março 3, 2010 às 11:27 am

    Lá me importava eu da chuva em Paris, até podia nevar que eu ia percorrer cada cantinho com agrado 🙂 A comida serve mesmo para consolar o corpo e a alma 🙂

  2. 2 Isabela março 3, 2010 às 1:01 pm

    Olá Edu! Que ruim essas suas férias, hein? Paris é perfeita, com ou sem chuva, né? As fotos estão lindíssimas!
    Não sei se conhece, mas tem uma loja de cozinha muito legal aí, chama Mora. Se tiver oportunidade, vale a pena ir, o site é http://www.mora.fr/fr/index.asp . Em frente da loja tem um restaurante/delikatessen ótimo também. Bjos e bom proveito aí!

  3. 3 Isabela março 3, 2010 às 1:08 pm

    Acabei de ver que vocês já voltaram… a dica fica para uma próxima ida a Paris!

  4. 4 Marcia março 3, 2010 às 1:37 pm

    De, Edu
    o roteiro já está devidademente salvo, embora ainda não tenhamos certeza da ida neste abril.
    Mas que romantico este clima em Paris.
    Paris, assim como Madrid, Buenos Aires e São Paulo não combinam com calor.
    Boas vindas. Beijo

  5. 5 EYMARD março 3, 2010 às 1:46 pm

    Eduardo: essa história de acordar “tarde” já nos aconteceu uma vez. Não entramos no fuso. Mas era verão. Acordávamos assim, 11/meio dia e voltávamos para o hotel 11/meia noite, quando ainda tinha restinho de sol (até as 22, seguramente tinha sol).
    Com isso, também mando um recadinho para Marcia: Paris combina com qualquer estação. No verão: dias ensolarados; muita mesinha na calçada e, nas margens do Sena…uma praia! Não é a minha estação preferida para estar lá, mas até meados de Julho Paris continua sendo uma festa!

  6. 6 Fabricia março 4, 2010 às 12:22 am

    É por isso que amamos Paris .. la chove com classe. Queridos confrades aproveitem a cidade Luz pos nos … o parisiense aqui esta morto de inveja … eeheheh. Bjs e visitem os esgotos … um belo tour.

  7. 7 Emília março 4, 2010 às 4:39 pm

    Quem se importa com chuva em Paris, tendo boa comida e excelente companhia?
    Achei o thai bem simpático e romântico e gostei em especial do prato de frutos do mar..devidamente apimentado, claro, hehe…
    São bem interessantes essas experiências com micro-restaurantes: fomos a um, o L’Ardoise, onde a porta quase batia nas primeiras mesas e cada uma era quase colada à outra: melhor desencanar de privacidade por um tempinho 🙂

  8. 8 Verena março 4, 2010 às 5:12 pm

    Edu, Paris é Paris…chuva, frio, e daí??? Há tempos estive por essas bandas e também caí de amores… Os planos são para voltar com o marido (ele esteve só numa conexão de vôos) para aproveitar (gastronomicamente falando) as maravilhas dessa cidade!
    Fiquei aqui babando com as fotos e descrições!
    Minha irmã que mora na França (Grenoble) já alugou um apê tipo quarto/sala/cozinha/banheiro e também achou muito melhor…mas pelas fotos acho que o de vocês é muito,muito mais especial! E o preço? Realmente vale a pena? Foi dica de alguém?
    Um beijo e aproveitem!

  9. 9 Adriana março 8, 2010 às 11:13 pm

    Como percebo que por aqui todos são unânimes com relação a Paris, uso do espaço para sugerir um livro bem interessante: “Paris secret et insolite”. Esse livro nos permite descobrir locais e detalhes escondidos, que só olhares bem atentos perceberiam, além de cantinhos cheios de segredos. Para facilitar, indica o metrô que se deve tomar para chegar até eles. Certamente endereços que não estão nos guias tradicionais de Paris. Posso dizer que é bem divertido, quase mesmo uma brincadeira, escolher alguns desses locais e ir até lá, buscando descobri-los. Quem sabe no retorno em julho, Edu, quando o clima for mais convidativo para caminhadas… Será? Ainda prefiro o inverno ao verão. Seja no hemisfério norte, ou sul.

    Abraços,

    Adriana

  10. 10 eduluz março 9, 2010 às 2:54 pm

    Ameixa, os teus desejos foram atendidos. Nevou e num dia, nevou muito. Abríamos a janela do apartamento e os flocos entravam. Foi uma beleza!

    Isabela, como você mesma descobriu, já voltamos. Mas, coincidência, fomos a Mora. Ela é um espetáculo!!

    Marcia, estamos torcendo pra ida de vocês. Afinal de contas, todo mundo merece ir o máximo possível pra Paris.

    Eymard, estou com você. Paris em qualquer época e de qualquer jeito. Tudo bem que no calor é um pouco insuportável, mas … é Paris!!

    Fabricia, como você mesmo já disse, nós já voltamos. E não visitamos os esgotos (pelo menos, não diretamente!! rs) desta vez.
    Avise ao parisiense que comemos até merguéz (?) por lá!!

    Emília, o Thai é bem legal. E abusamos da experiência de ir a pequenos restaurantes. Todos muito bons e com uma organização impecável. Quanto a privacidade, até que tivemos pois toda vez que falávamos em português, víamos grandes pontos de interrogação na cabeça dos gauleses!! rsrsrs

    Verena, pagamos ~270 Euros por noite, preço bom levando-se em consideração que quando viajamos, reservo um quarto pre mim e pra Dé e outro pra Re.
    Quanto a dica, até peguei alguns sites com o Riq do ViajenaViagem, mas acabei encontrando este (http;//www.haveinparis.com) pelo Santo Google.
    E não precisa nem dizer que vale a pena, né não?

    Adriana (apareceu!), eu acho que este livro deve ser muito bom. O problema será o meu parquíssimo francês.
    De qualquer maneira, com endereço/metrô fica bem fácil de chegar.
    Respondo totalmente em julho.

    Abs a todos.

  11. 11 Mary março 15, 2010 às 4:54 pm

    Ah, Edu, não foi chuva q vcs pegaram, foi pluie… muito mais chic!
    Até hoje eu me arrependo de não ter comprado um guarda-chuva em Paris, que parecia super básico, comum, pretinho, mas q tinha escrito em um dos gomos “Merde, il pleut”. Mais francês impossível.

  12. 12 eduluz março 16, 2010 às 8:38 am

    Mary, a Dé também gosta bastante de guarda-chuvas. Tenho ceteza que ela gostaria deste!! rs

    Abs.

  13. 13 renata g setembro 12, 2010 às 10:58 pm

    oi ,
    vamos pegar um carro em paris para ir a bruges e voltar pela costa por dunkerque , le havre até pont aven e depois voltar a paris.
    gostaria de dicas para paris e o interior.
    dividimos a viagem e dois – metade para mon amour – pois vamos dia 19 de setembro
    agradeço,

  14. 14 eduluz setembro 14, 2010 às 6:51 pm

    Renata (que belo nome), eu até ajudo. Mas te aconselho a dar um pulo no Conexão Paris e colocar a tua dúvida por lá.
    Choverão pitacos, né Sueli e Eymard? rs

    Abs e boa viagem.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




É só inserir o seu email, clicar no botão "Seguir" e a cada novo post publicado aqui, você receberá uma mensagem com o link. É fácil, qualquer criança brinca, qualquer criança se diverte! :)

Junte-se a 628 outros seguidores

Comentários

Blog Stats

  • 1,313,394 hits
março 2010
S T Q Q S S D
« fev   abr »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

Atualizações Twitter


%d blogueiros gostam disto: