Arquivo para 15 de março de 2010

dcpv – da cachaça pro vinho – jour cinc – uma paris diferente da nossa

é paris mesmo?
07/02/10

dcpv – Jour cinc  – Uma Paris diferente da nossa.

Após ficarmos 4 dias andando pela região do Marais, resolvemos nos aventurar um pouco mais pela grande Paris (nada a ver com a grande FV).

Acordamos tarde como de costume e resolvemos andar até St Germain de Prés.

Pra isso, atravessamos a Ile de St Louis, pegamos um pedaço da Ile de la Cité e fomos direto pra estação de Metro St Michel onde começaríamos efetivamente o nosso roteiro. Se bem que só este trechinho já se revelaria um grande prazer.

É claro que toda esta caminhada foi altamente produtiva. Até o Quasímodo nós vimos.

Passamos pelo Hotel de Ville com a sua pista de patinação no gelo …

… e pela Rue du Chat-qui-Pêche.

Andamos pela rue St Andre-des-Arts até encontramos uma fillial da Mariage Frères, a espetacular casa de chá.

É claro que usamos a desculpa de nos protegermos do frio pra tomarmos uns belos chás…

… e comermos doces de fazer qualquer um ajoelhar e agradecer pela baixa temperatura.

 

Continuamos, seguindo até a Eglise Saint-Germain-des-Prés

… e fizemos a parada óbvia no Les Deux Magots pra nos sentirmos como Hemingway/Picasso comendo o nosso Croque Monsieur e filosofando sobre como a vida é boa.

Em busca de doces perfeitos, passamos pelos mestres pastisseurs Ladurée

…. e Pierre Hermé, com os seus macarons premiados …

… enquanto  subimos até o Jardin du Luxembourg onde o frio realmente disse a que veio.

Tentamos passar no Sadaharu Aoki, o pastisseur nipônico que está arrebentando na cidade luz, mas estava fechado (vamos retornar. Certeza!) e finalizamos o roteiro conhecendo o Le Bon Marché e principalmente, a  La Grande Epicerie De Paris.

Este é certamente o nirvana dos sex shops do mundo.

O lugar é uma beleza e você encontra a nata da nata da gastronomia por lá.
Só não nos desesperamos, pois certamente voltaremos pra fazer o nosso “farnelzinho” de viagem.

Pegamos o metrô, voltamos pro  apê, encontramos a Re e fomos jantar no Les Philosophes (mais um restaurante do livro do Alex Herzog, o Bistros Paris ), um bistrô autêntico e com comida mais ainda.

Pedimos uma sopa de cebola (pra Dé),…

… uma salada thai (pra Re) e…

… um bifão com batatas sauté e legumes pro fominha, eu mesmo.

Acompanhados de uma limonada (pra Re) e …

… de um  maravilhoso Gigondas pra mim e pra Dé.

Tremendo lugar prum (mais um) tremendo dia em Paris.

Só nos restou voltar a pé pro apê (5 minutinhos) e aguardar, pois amanhã é dia de Alain Ducasse em plena Torre Eiffel. Ai, ai!

D´accord!!

.      


É só inserir o seu email, clicar no botão "Seguir" e a cada novo post publicado aqui, você receberá uma mensagem com o link. É fácil, qualquer criança brinca, qualquer criança se diverte! :)

Junte-se a 656 outros seguidores

Comentários

Blog Stats

  • 1.470.283 hits
março 2010
S T Q Q S S D
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

Arquivos

Atualizações Twitter