Arquivo para 25 de março de 2010

dcpv – da cachaça pro vinho – jour huit – champs elysées ou melhor, campos elísios

avenidaça
11/02/10

dcpv – Jour Huit – Champs Elysées ou melhor, Campos Elísios.

Elísios lembra alísios.

Alísios = Diz-se dos ventos regulares que sopram constantemente sobre quase uma terça parte da superfície do globo, das altas pressões subtropicais para as baixas pressões equatoriais: o alísio do hemisfério Norte sopra do nordeste para o sudoeste, o alísio do hemisfério Sul, do sudeste para o noroeste.

Ou seja, juntando-se a definição acima com o frio (cite-se, muito frio) que estávamos passando nesta manhã na Champs Elysées, você teria a exata sensação que tivemos: parecia que estávamos numa geleira. E com vento.

E por incrível que pareça, tudo era muito divertido. Veja só o tamanho da nossa turma!

Chegamos de metrô e fomos direto pra saída da estação Charles de Gaulle-Etoille.
Saímos na cara do 
Arco do Triunfo e com um frio de fazer japonês não tirar fotos.

Descemos pelo lado esquerdo da Champs Elysées onde encontramos de tudo um pouco: lojas de automóveis espetaculares tais como a Peugeot,…

… Toyota, …

…. Mercedes, …

Renault, …

… e Citroen com o seu prédio de arquiteturas externa …

… e interna marcantes.

Além dum Bar à Éclairs da Fauchon no último andar! É claro que comemos uma.

Pode? Ainda fiz uma brincadeirinha e recebi esta maravilha de foto por e-mail. Fotogênica, não?

Ah! Vimos também a casa onde habitou o nosso Pai da Aviação .

Marcamos presença em vários sex shops como o dos cosméticos (Sephora) e os dos eletro-eletrônicos/cds e afins (Virgin e fnac)…

… além dos de alimentação.
Pausa pra explicação: há uns 10 anos, estivemos em Paris e eu vi um restaurante que oferecia somente  Moulles (mariscos)  et Frites.
Por alguma razão, acabamos não comendo lá e isto ficou na  história da nossa família (e principalmente, do meu estômago).

Pois bem: desta vez topei com o restaurante Leon de Bruxelles e esta refeição se transformou em realidade. E isto em plena Champs.

A Dé pediu risolis de batata e queijo e uma salada de queijo de cabra e verdes. Ela adorou mesmo porque era uma das poucas coisas do cardápio que não continham mariscos.

Eu, realizando o meu  sonho dourado, uma panelinha (800g) de Mariscos ao modo Leon e fritas à la vonté …

… além duma cerveja preta belga Chimay espetacular.

Olha, foi tão bom que eu fiz a Dé me prometer que retornaríamos .

Resumindo: desejo realizado e melhor, resgatando o sabor que eu imaginava deste simples prato.
Só Paris pra te proporcionar este prazer.

Ainda demos uma passada no Ladurée onde descobrimos um bar lindíssimo atrás da loja …

… e aproveitamos pra tomar chá e café bem quentes, além de comermos dois bons (achamos um pouco pesados) doces (uma millefoglie de caramelo e um St Honoré).

E não é a toa que o consumo aumenta muito no frio já que pra se proteger dele, você é obrigado a entrar em cada uma destas tentadoras lojas.

Ainda tivemos tempo de passar na Printemps pra comprar (mais uma) mala e fomos jantar em mais um restaurante pequeno e aconchegante no Marais.
Ele é italiano e se chama Caffé Boboli. Aproveitamos o frio pra pedir uma garrafa dum Chianti Banfi 2007 e duas belas pastas.

Um rigatoni ao sugo pra Dé e…

… uma lasagna a bolognese pra mim.

Pronto! Comidinha confortável, ambiente mais ainda e um tremendo upgrade.
Estávamos ao lado ao apê.

À demain.

 .


É só inserir o seu email, clicar no botão "Seguir" e a cada novo post publicado aqui, você receberá uma mensagem com o link. É fácil, qualquer criança brinca, qualquer criança se diverte! :)

Junte-se a 656 outros seguidores

Comentários

Blog Stats

  • 1.470.283 hits
março 2010
S T Q Q S S D
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

Arquivos

Atualizações Twitter