Arquivo para 3 de junho de 2010

paris – à procura do doce/macaron perfeitos

vive le millefeuille!!
07/02/10

Paris – À procura do doce/macaron perfeitos

Doces – Em alguns casos, obras primas de sabor e de visão.
Macaron –  É um pequeno bolo granulado, com massa de farinha de amêndoa  e comumente produzido sob forma arredondada de 3 ou 5 cm de diâmetro com recheios dos mais variados.

Isto posto, fizemos (eu, a Dé e a Re) uma pesquisa fundamental pra sobrevivência da humanidade: qual seria o melhor doce (macaron incluso) que provamos em Paris?

Vamos aos pesquisados:

1 – Lenôtre : Macaron –  Bom, com textura  definida, ligeiramente encorpado, adocicado e bastante  colorido.
                          Doces – Lindíssimos e com um Millefeuille de parar o comércio

   

2 – Ladurée :  Macaron – Excelente, com pouca textura, levemente encorpado, adocicado e uma verdadeira obra de arte.

                           Doces – Bonitos, mas bem pesadões.

                                

3 – Pierre Hermé : Macaron – Excelente, bastante textura, muito encorpado, menos adocicado e bastante colorido.

4 – McDo – Macaron : Duas rodelas, creme especial, cebola e picles num pão com gergelim.

5 – Le Jules Verne do Ducasse : Macaron- Excelente com bastante textura, recheio puxa-puxa e um sabor de menta espetacular.
              Doces – Grandes demais, doces demais (sic) e sem muito sabor.

6 – Sadaharu Aoki : Doces – Bonitos de se ver, mas não muito saborosos.
                    Chocolates – Gostosos e plásticos, mas não muito entusiasmantes.

7 – Pierre Marcolini : Chocolates – Lindos, verdadeiras jóias e com sabor proporcional. Trouxemos um montão.

8 – Gérard Mulot : Doces – Tem a eclair de caramelo mais gostosa de Paris (segundo alguns experts) que, infelizmente,  não estava à venda no dia. A Dé gostou da de chocolate que ela comeu, mas achei a minha torta de limão meia-boca.

9 – Mariage Frères – A casa de chá e os próprios são espetaculares. Mas os doces são muito pesados e bem massudos. 

10 – Fauchon – As éclairs são boas. Mas não é o que se espera dum templo de gastronomia como a Fauchon é! 

Resultado final: Ganhou e facilmente,a Millefeuille do Lenôtre. Tanto que  comemos 5 (cada um) em toda a nossa estada. E uma melhor do que o outra.

Além de que só a experiência de comer uma delas já é inesquecível. Você dá a primeira mordida e logo a camada de massa desloca o creme pra fora do doce. Você se apavora ao pensar que algum grama daquele néctar poderá cair no chão e rapidamente vira o lado do doce e suga aquele recheio espetacular.
Daí pra frente é uma sucessão da mesma situação intercalada por vários “ai, que gostoso” e “hum, que delicia“! (pareciam alguns dos muitos comentários de alguns blogs gastronômicos! rs)
Tenho certeza que aumentamos as vendas delas tamanha a quantidade de pessoas que nos viam/ouviam suspirar e entravam na loja. 

Menção honrosa pros macarons do Ducasse e do Ladurée. São excelentes e a única dúvida e que ainda não esclareci é se o que comemos no Alan Ducasse não foi comprado no Ladurée. rs

PS – O ministério da Saúde adverte: as baguetes da  Aux Desirs de Manon podem criar uma depêndencia eterna!!

Au revoir.

.


É só inserir o seu email, clicar no botão "Seguir" e a cada novo post publicado aqui, você receberá uma mensagem com o link. É fácil, qualquer criança brinca, qualquer criança se diverte! :)

Junte-se a 656 outros seguidores

Comentários

Blog Stats

  • 1.428.670 hits
junho 2010
S T Q Q S S D
« maio   jul »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  

Arquivos

Atualizações Twitter