Arquivo para 7 de setembro de 2010

30º Inter Blogs – Cuecas (literalmente) na Cozinha do DCPV.

28/08/2010
número 264/a

30º Inter Blogs – Cuecas (literalmente) na Cozinha.

Há um ano fui convidado para o Inter Blogs.
Quando o Edu me disse pela primeira vez:
quer participar?  Eu disse: quero!
E ele respondeu:
então, marca aí. Junho do ano que vem. Eu pensei: meu Deus, tem fila! Pois é. E aqui estamos nós.
Nesse meio tempo conheci pessoalmente o Edu e a Débora e vi o quanto os dois são gente boa. Enfim, é um grande prazer pra mim e para a Cris jantarmos com os dois.
E já que é tempo de Copa do Mundo
(N.R – pra ver o quanto atrasou! rs), vou dizer que a gente bateu uma bola para chegar ao cardápio final. O Edu disse: o que você quer no menu?
Então eu sugeri receitas do meu livro “Cuecas na Cozinha: Escola de Maridos & Afins” (Olha o jabá aí, Edu!).
A verdade é que acho que o livro traduz bem esse espírito livre de preconceitos e com vontade de compartilhar que existe no meu blog, o Cuecas na Cozinha (
www.cuecasnacozinha.com ). Como digo no livro: “Amigos são apenas 100%”.
Prazer estar por aqui, Edu!
Grande abraço
Alessander

É isso. A história toda está contada aí em cima e pelo Ale. Este IB (quer saber o que é?) nasceu pra ser uma festa, uma comemoração à amizade.
E nada melhor do que juntar alguns amigos, né? Qual seria o critério utilizado pois a vontade que tínhamos (eu e a Dé) era convidar todos os participantes dos IB anteriores. Como não caberiam todos no apê da praia (além de muitos morarem no exterior e em outros estados), surgiu um conceito: porque não chamar aqueles que nós tínhamos conhecido pessoalmente quando da realização do seu IB?

Conversado com o Ale (que topou rapidamente), mandei convites pro Michel Khodair (veja  a escolinha do prof michel), pra Débora e pro Fernando (veja brincando de chef no dcpv) e pro sobrinho Leo (veja ele diz que é trivial). Todos toparam.

Tivemos somente um imprevisto (se bem que era esperado!! rsrs) pois o Leo não pode comparecer já que teve que ir visitar o pequeno Davi, o seu filho, em Fortaleza. Taí uma desculpa mais do que válida.

Daí pra frente, foi só trocarmos vários e-mails, adiarmos alguns pares de vezes e finalmente definirmos a data.
Sábado, dia 28/09, às 20:00 hs e na praia.
O planejamento foi executado à risca: visita ao sex shop (junto com a Regina e o Mingão) de manhã; subsequente concentração/reunião com um frugal almoço no Maripili e término de todo o esforço comendo uns docinhos na Sódoces do amigão Flávio Federico.

Estávamos prontos pra começar a preparar os pratos às 18:00 hs. 18:00 hs?
É isso mesmo. Tava um pouco na cara que não ia dar tempo de fazer tudo. E não fizemos mesmo.

O princípio seria utilizar a parte final do livro do Ale, o Escola de Maridos&Afins que contem receitas comunitárias: Refrescos, Pães e Crepes à moda de quem faz. Ou seja, misturas/massas básicas em que cada um dos participantes escolheria os ingredientes que lhe agradassem e montasse o seu prato/bebida.

E o que foi que não fizemos? O pão. A opção (gracias Dé, pela praticidade) foi ir até a padoca próxima e comprar uns belos pães variados (calabresa, ervas, folhados).
A mesa ficou bacana e ganhamos tempo pra fazer o restante.

Como complemento a entrada escolhida, a Dé fez (em Ferraz mesmo) panquecas que aproveitamos pra servir ecumenicamente e com molho.

Detalhe: o grande chef Michel montou todas e deu um toque especial que só eles, os grandes chefes conseguem dar.

Antes disso, a Cris e o Ale chegaram. Ela já chegou tirando fotos.

Conversamos um pouco, bebemos um pouco e a Marina e o Michel aportaram na praia. Não demorou nada e a Débora e o Fernando completaram o time.
Daí pra frente, foi só conversa, comida, bebida, risada, causos e tudo o mais de interessante que você possa imaginar.
É, este IB festivo e ao vivo estava cumprindo o que prometia. (Não sei porque, mas estas minhas facas cor-de rosa fazem o maior sucesso! 🙂

E pra brindar, nada melhor que o Refresco à moda de quem faz que é quase que é um belíssimo ponche.

Frutas (manga, kiwi, carambola, ameixa, uva) cortadas, misturadas a suco de pêssego e geladas pra ficarem a espera da…

… junção final com um espumante.

Todos juntos tomamos o “refresco”! E brindamos à amizade.

Mais uma receita do Ale foi feita por mim e que faz parte dos amuses: uma sopa fria de iogurte com hortelã que deveria ser deglutida com bastões de pepino e cenoura crus.

Em algum momento, eu pedi algumas indicações além das do que o Ale tinha me enviado pois achei que seria pouca comida (ledo engano!). Mas mesmo assim, forcei e ele mandou na seca: faça a Lasanha de abóbora, pesto, queijo de cabra e farofinha de castanha do Pará (se quiser a receita, compre o livro. Está na pag 46). E eu fiz.
É um prato veggie, saboroso e plásticamente perfeito.
São camadas de massa de lasanha recheadas  alternadamente por uma mistura de pesto básico e queijo de cabra …

… ou uma creme de abóbora assada …

… e finalizada por uma farofa de castanha do Pará.

Como o ambiente era de festa, não tinha o porque de enfrescar  muito e todos os pratos foram à mesa nas próprias formas.

 A Dé não gostou muito, mas… rsrs.

Aproveitamos pra beber um conhecido nosso, o Estrada Creek Zinfandel 2006 California que foi “versátil, picante, forte, potente, vigoroso. gostoso, ousado, delicado, versace, político, tiririca” segundo os festeiros, nós mesmos!

Enquanto isso, a conversa rolava solta.
Debulhamos tudo; as meninas fizeram um tratado sobre os gatos e resolvemos todos os problemas de todo o mundo, inclusive os do Brasil!! rsrs

Aproveitamos o embalo pra servirmos as sobremesas. Uma seria a indicada pelo Ale, os tais crepes (com a curiosidade da massa ser feita por farinha de aveia).

Deixamos vários ingredientes (geléias variadas, doce de leite, queijos, mel, cream cheese, etc) sobre uma mesa e cada um montou o seu.
Com o detalhe que o Mingão que não é bobo nem nada, pediu pro Michel montar a paleta de cores dele. Não precisa nem dizer que o instrumento de pintura foi devidamente comido!

E interferi um pouco escolhendo uma outra especialidade do Ale, a sopa de morangos.

Morangos descascados e cortados em pedaços que são cozidos com um pouco de açúcar mascavo até ficarem bem cremosos.

Depois é só servir dando um toque de água de rosas e um bola de sorvete de creme.

Mais umas frescurinhas e pronto. Todo mundo comeu tudo!

Como era de se esperar, tomamos uma dose do anisete da D Anina e ficamos mais um bom tempo na mesa conversando como velhos amigos (que já éramos!).

Tudo perfeito, noite perfeita e muito obrigado ao Ale por através do livro e das receitas dele, ter nos proporcionado momentos de puro prazer.
Eis a opinião dos participantes :

Prazer imenso compartilhar esta noite com vocês. (Ale)
Marrrrrrravilha!!! (Cris)
Ah! O licor de anis … (Debora)
Bons vinhos, ótimas massas e muitas risadas! (Fernando)
Uma noite encantadora! (Michel Khodair)
Uma mistura harmoniosa de sabores, aromas e sons. Ótimas companhias! (Marina Khodair)
Melhor não fica! Vote no Tiririca. (Mingão)
Noite à nossa moda! (Dé)
Espetáculo! Uma noite de comidas boas&afins! (Edu)

E já que este post está bem descontraído e diferentão, seguem as nossas pretensas e afamadas flores virtuais pro casal Cris e Ale que no caso são frutas literalmente virtuais:

“Pra fazer um Inter Blogs diferente, o que você acha se fizermos o final do livro, reunindo algumas pessoas? Você tem o livro aí, dá uma olhada pra ver o espírito do que estou propondo.”

O que vocês acham? Deu certo?

Até o próximo, que será também ao vivo (esta moda está pegando) com a Luciana Betenson (do Rosmarino e outros temperos) que junto com o esposo, o Mike nos mostrará um menu totalmente praiano.

Preparem  o bronzeador, o guarda-sol e a cadeira.
Até!

.


É só inserir o seu email, clicar no botão "Seguir" e a cada novo post publicado aqui, você receberá uma mensagem com o link. É fácil, qualquer criança brinca, qualquer criança se diverte! :)

Junte-se a 657 outros seguidores

Comentários

Blog Stats

  • 1.441.210 hits
setembro 2010
S T Q Q S S D
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  

Arquivos

Atualizações Twitter