35º IB no DCPV – Carol e o Bouquet Garni.

número 278
21/12/10

35º IB no DCPV – Carol e o Bouquet Garni.

Este post foi escrito por Edu e Carol (muito mais a Carol do que o Edu).
Oi Edu.
Mais uma vez, é um graaande prazer poder participar do Interblogs (este é o 35º. Quer saber o que é e como funciona?), mesmo eu não tendo postado muito ultimamente no meu blog, sempre acompanho o seu e adoro muito!!

Como falamos, eu escolhi o tema ceia de Natal no esquema “prático”, porque ninguém merece ficar o dia inteiro cozinhando e receber os convidados totalmente quebrada no final do dia, né?! Aí….o que era pra ser algo prazeroso e bacana, acaba sendo mais uma obrigação.

Escolhi receitas que estão presentes na ceia de Natal da minha família e dei uma “incrementada” para ficar mais glam (exótico) e bacana. Afinal, é para  o Inter Blogs!!
Hum…. drink?!?! “Now we’re talking!!” hahaha.

Aproveitando as frutas de Natal, sugiro a frozen margueritta de lichia e cereja (das frescas..sabe?!), que tal?!?!?!  É pq tá calooooor e eu adoro frozen margueritta!!!

E fizemos. Ou  melhor, o Deo fez.
Ficou mais bonito do que bom. Acredito que ele fez alguma coisa errada ou a expectativa pelos sabores das frutas, lichia e cereja separadamente era muito grande.

Se bem que todos tomamos tudo! Louve-se que tivemos 2 convidados especiais e uma baixa: o Mingão avisou que não viria na última hora.

Entrada: Salada de acelga com romã e mix de cogumelos

Ingredientes pra salada: acelga, vinagre balsâmico, gengibre, côco ralado, romã (by sex shop), orégano natural ou sálvia (para decorar).

Primeiro: coloca um copo americano de vinagre balsâmico pra reduzir no fogão (pode colocar um pouco de açúcar e shoyo  pra ajudar).
Assim que reduzir e mudar a consistencia liquida, vc desliga o fogo e separa para esfriar (como a idéia é sermos práticos, isso pode ser feito no dia anterior e fica geladinho na hora de servir.rs).

Ferve uma pouco de  água… aprox 1 l (coloque sal na água). Pegue as folhas da acelga (escolher uma acelga boa que não tenha os pontos pretos, senão o prato fica feio). Corte todas elas em quadrados de 4 cm, nem pequenos e nem grandes.
Detalhe: no momento do corte, os cabos brancos que são mais grossos, ficam de um lado e as folhas do outro (isso para não dar overcook na hora de colocar na água fervente).

Antes de vc colocar, separe uma vasilha com água e gelo para dar choque térmico.
Com a água fervendo e o fogo ligado coloque as acelgas (primeiro os cabos.  20 segundos depois, coloque as folhas).

Que eu me lembre em 1 minuto ou menos já estão cozidas e podem ser retiradas diretamente para o balde de gelo com água. Deixe descansar no gelo. A acelga muda de tom e fica meio que transparente.
Depois que estiver fria, vc deixa escorrendo e vá separando com as mãos pra nao ficar aguada.

Vc pega o gengibre, descasca e corta em finíssimas fatias. Depois corta em julienne, aquele corte em tirinhas bemmmmmmmm finas.
Abra a romã e tire as sementinhas. Detalhe pra tirar as sementes: corte a romã ao meio, vire em um pote e bata na bunda dela para soltar as sementes. Não use uma colher, se não vc acaba com as sementes.

Pra preparar o prato (use um bem bonito e branco de preferência para dar o contraste), coloque uma quantidade de acelga no meio do prato que encha a sua mão, formando um montinho (sua mão deve ser maior que a minha. Então a quantidade fica ideal.rs).

Coloque um pouco de côco ralado no meio, daí vc coloca a redução do vinagre balsâmico em fios deixando bonito (fica liiiiindo!!!). Pode deixar no prato para dar um contraste bom, coloca a romã, uma quantidade de uma colher de sopa bem servida tá bom (vc acha romã no Pão de Açúcar).

Coloca um pouco de gengibre no topo e a sálvia ou orégano (natural e com o cabo ) em cima. Simples, delicioso e LIIIIIIIIINDO!!!!!!

Pra ficar ainda mais “tchans”, pode colocar gergelim (preto ou branco). Dá uma torradinha neles e joga por cima.
Eu acho que esse prato combina com um vinho tinto seco, um cabernet, que é mais amadeirado, mas aí quem entende de vinho é vc. rs. Fica a seu critério. rs.

Mix cogumelos (esta fui eu que pedi pra Carol, já que achei que só a salada como entrada seria pouco pro apetite dos presentes).
Ahhh, delícia, o mix de cogumelos não tem segredo.
Refoga na panela os cogumelos de sua preferência, coloca um pouco de vinho branco ou saquê, deixa apurar e coloca um teco de requeijão para ficar cremosinho.

Cortar a massa phyllo em quadrados, colocar 3 uma em cima da outra, alternando o lado das pontas em uma forminha de empadinha e levar pra assar.

Depois que o mix esfriar, servir dentro da massa phyllo assada. É uma delícia.  

Fiz quase tudo do jeito que a Carol escreveu. Repare que a primeira grande diversão é ler a receita dela.
Esta salada de acelga é uma mistura saborosíssima. Doce com salgado. Crocante com macio. Quente com frio. Enfim, um passeio pelos sentidos.

A tortinha de massa phyllo é uma daquelas entradas que você começa a comer e não quer parar mais.

As desobediências/esquecimentos? Não usei os gergelins; não desenhei com a redução do balsâmico; não comprei a romã no Pão de Açúcar (imagine que ia trair o nosso futuro patrocinador?); usei a sálvia e o orégano da minha horta e não tomamos nenhum cabernet sauvignon.

Pelo contrário. Fomos dum belíssimo e velho conhecido vinho branco, o Fritz Haag 2007 Rieling Trocken que foi “modernoso, camaleônico, eymardesco, alecrisling trocken, adaptable fruit” segundo os natalinos convivas. 

Para o prato principal, tínhamos falado de cordeiro, né?!?! Fugi do tradicional “PERU NATALINO”. rs . Ou da perna de cordeiro que tbm é tradicional em casa, mas passa o dia assando e ngm merece, né?!?! rs.
Pedi ajuda para um amigo meu na adaptação. rs.

Ele deu uma dica bacana sobre o corte, afinal ele é chef e manja muito mais do que eu. rs
Vc pode usar a PICANHA do cordeiro ou vc pode usar o mignon ou o lombo do cordeiro; preferível a picanha pq ela tem mais gordura. Então é mais certeza que a carne vai ficar mole (dica do meu amigo).

Vc vai precisar de óleo de côco. Se não tiver, usa um azeite de boa qualidade com baixa acidez que é pra bom pra cozinhar. Vai precisar tb de folhas de hortelã, de ajinomoto e duma pimenta verde.
Corta  a carne que escolher em tiras de no máximo uns 4 ou 5 cm com espessura de 2 – 2,5 cm (só pra vc ter uma idéia do tamanho).

Prepare o tempero: azeite, vinagre, um pouco de óleo normal, ajinomoto, sal, umas 10 folhas de hortelã e a pimenta verde (sem o branquinho de dentro nem as sementes. Só a “carne mesmo”). Bate tudo do liquidificador.

Coloque o molho na carne e deixe  descansando no mínimo umas 6 horas (sejamos práticos: isso pode ser feito colocando na geladeira no dia anterior. Dê umas mexidas, 3x – sempre com a mão – para a carne ficar beeeem suculenta). Estou aqui com água na boca. rs.

O preparo é bem simples: separe uma panela boa de fritar, mais alta. Os pedaços de carne devem estar LIMPOS do tempero, pois como é um tempero grosso e tem folhas, ele fica queimado facilmente na panela e estraga a receita facinho, facinho, entendeu?

Esquente a panela, com uma boa dose de óleo de côco (vc acha isso em lojas de produtos naturais) ou o azeite. Para essa quantidade de carne (umas 700gr), 2 ou 3 colheres de sopa são suficientes.

Frite a seu gosto. Mais passado, ao ponto, menos; o importante é o óleo estar quente para dar uma boa coloração na carne. Quando a carne estiver quaaase pronta (faltando uns 30 segundos para chegar ao ponto desejado), você joga muito hortelã, umas 30 folhas junto na panela e abafa com a tampa. Desliga o fogo.

Para montar o prato, de um lado você coloca a porção da carne que você quer, decora com esses hortelãs e rega com um pouco do óleo de côco que está na panela (sem sujeira.rs).
Do outro lado do prato você coloca o arroz de macadâmia e castanha do Pará que eu vou te falar agora.

Arroz de macadâmia e castanha do Pará

Separe um pano de prato limpo e coloque: 1 potinho de macadâmia (dá umas 200 g – naqueles que vende no mercado, sabe?!) e 1  potinho de castanha do Pará (a mesma coisa. rs). Fecha o pano de prato como se fosse o saco e mete paulada !!! Para quebrar tudo.rs.

Faça uma xícara de arroz do mesmo jeito de sempre, mas na hora que estiver refogando (aquela hora que vc dá uma fritada para selar o arroz), jogue as castanhas e a macadâmia na panela. Deixa fritar mais um pouco, coloca o sal, água e termine o cozimento como você sempre faz . rs.
Simples, fácil e delicioso de fazer. Fica uma delicia e acompanha bem o cordeiro.

Carol, mais uma vez nos divertimos muito. A Dé até caprichou no clima natalino.

Infelizmente não achei a picanha de cordeiro (tinha acabado no sex shop. Acho que SP inteira estava fazendo o teu IB! rs). Mas este lombo estva suculento.
E tem mais: o arroz foi feito por um chef internacional vindo diretamente de Campinas. O homem tem tanta experiência que fez um Basmati básico e adicionou a farofa de macadâmia e castanha do Pará dando ainda um toque especial com salsinha.

O prato todo resultou num sabor incrível com um belíssimo destaque pra gordura de côco (usarei mais vezes!). Enfim, um grande prato, Carol.

Ainda mais acompanhado dum vinho tinto, o Postales del Fin del Mundo (êpa, isto não é nenhuma previsão! rs) Malbec 2009 Patagônia que foi “deltavinho, wilma bentivegna, pegador, boscaretto, il denso” segundo os nostradamus, nós mesmos. 

Para a sobremesa, pensei em algo vermelho… afinal estamos no NATAL!!! EBA!!!!!

Então, faremos um manjar de beterraba com calda de rosas (WOW… caprichado, hein?!?!)
Descasque 4 beterrabas grandes, corte em 4 e coloque na panela de pressão, cobrindo com água e deixando passar 2 ou 3 dedos. Cozinhe bem!!

Depois de cozido, escorra as beterrabas e reserve a água. No liquidificador, coloque toda a água da beterraba e mais 3 pedaços da beterraba cozida (ahhhh… achou que ia usar toda aquela beterraba,né?!), 2 col de sopa de maizena, 1 pacote de gelatina sem sabor, 2 cravos e 5 colheres de açúcar bem cheias. Bata tudo!

Experimente para ver se está doce o suficiente (se não estiver, coloque mais açúcar até chegar ao seu gosto – mas não deixe mto doce, pq ainda tem a calda). Peneire tudo isso e transfira para uma panela (vamos engrossar o caldo. rs) e adicione 2 col de manteiga sem sal (para dar brilho).

Quando engrossar, desligue o fogo. Transfira para a forma e deixe esfriar. Só depois leve para a geladeira (deve ser feito de manhã, para estar pronto e gelado à noite na hora da ceia).

Para a calda faremos algo exótico e fácil!!!
Pegue umas 3 rosas brancas, separe as pétalas, lave-as e coloque em uma panela com 2 copos americanos de água e 4 colheres de sopa de açúcar (colocar o açúcar por último, quando estiver na panela). Deixe reduzir e …. TARÁ!!!! Está pronto!!!

Sirva com o manjar. Uma sobremesa simples, vermelha da cor do Natal e exótica,né?!?! rs.. Para ser lembrada o resto do ano que começará muito em breve!!!

Esta sobremesa foi feita pela nossa patisseur, a Dé.

E ficou exatamente como a Carol definiu: exótica, colorida e saborosa. Especialmente com a calda de rosas.

Ainda tomamos um belo Barolo Chinatto pra brindar a este ótimo 35º IB .

Olha, eu acho que é isso. Me diga oq vc acha das receitas e estou super ansiosa para saber se agradou ao paladar também!!!

Tudo foi escolhido com muito amor e carinho, especialmente para vocês!!!
Um brinde!!!! FELIZ NATAL para todos vocês!!!
Bjos – Carol – blog Bouquet Garni

Carol, deu pra perceber que achamos tudo muito saboroso e interessante. Além do que foi muito bom compartilhar desta idéia de congraçamento que é o Inter Blogs com uma pessoa tão bem humorada como você.
E pra continuar com a tradição, seguem as nossas flores virtuais natalinas:

Eis a opinião dos felizes participantes deste congraçamento natalino:

Os cheiros estavam maravilhosos! E o gosto também. (Dé)
Bom de tudo! A entrada estava especial (inclusive a harmonização com o vinho). (Edu)
Fabuloso do princípio ao fim! (Deo)
Sabores e gostos aromáticos e prazerosos! (Lourdes)
Não poderia ser melhor! Perfumático e gortolian! (Eymard)

Até o próximo IB que será o primeiro dum ano que esperamos seja o melhor de todos e pra todos. A Fran e a Renata Gallo do fabuloso Frango com Banana Banana indicarão um menu surpresa.

Feliz Ano Novo.

.

Anúncios

14 Responses to “35º IB no DCPV – Carol e o Bouquet Garni.”


  1. 1 eymard janeiro 4, 2011 às 10:56 am

    Escrevi um longo comentario, mas perdi tudo (rs).
    O segundo acaba sendo um resumo.
    Resumo afetivo.
    De e Edu: grandes, enormes anfitrioes. Nunca esqueceremos essa ceia de Natal antecipada. Natal de escolhas e nao de obrigacao. Maravilha.
    Sentimos a falta do Mingao. Seria a oportunidade de reve-lo, dar novas risadas e participar de seu bom humor e tiradas inspiradas. Nao faltara oportunidade.
    Carol: que escolhas perfeitas para uma ceia leve, saborosa, perfumada.
    Todos os pratos estavam deliciosos, caprichados e bem preparados. Nota 1.000 para a entrada e prato principal. O arroz, dificilimo de executar, somente poderia ser executado por um chef muito experiente (rs). O resultado foi fantastico.
    Das delicias natalinas, os bem casados by Helena Bauerlein. Como chegaram ate FV é uma outra historia interessante!
    De e Edu, sem palavras para agradecer toda a amizade e cordialidade. Pedimos ao Papai Noel para incluir essa data nas tradiçoes natalinas para repetirmos por muitos anos mais.

    Eymard e Lourdes.

  2. 2 Carol Dallape janeiro 4, 2011 às 12:46 pm

    Ahhhhhhhhhhhhhhhhh
    quanta emoção!!!!!!!
    Fiquei aliviada em saber que agradou a todos, que deu tudo certo e o melhor: fez sucesso!!!!!
    UHUUUUUUUUUU… ano novo começou muito bem!!!! rs..
    Edu e De, muito obrigada!!!!
    As fotos ficaram lindas, adorei as flores!!!

    Eymar e Lourdes, obrigada pela colaboração do chef!!! hahahahaha…

    Bjos!
    Carol – Bouquet Garni

  3. 3 Sueli OVB janeiro 4, 2011 às 1:50 pm

    Uaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaau!
    Tudo muuuuuuuuuuuuuuito lindo! Fiquei impressionada com a cor dessa romã, nunca vi tão vermelha e suculenta. A beterraba também está um espanto! Essa calda de rosas, hein?
    Em primeiro lugar parabéns à Carol, ao seu jeito alegre e descontraído para descrever e detalhar as receitas, pelas escolhas e pelas cores. Fantástico!
    Parabéns à Dé, por mais essa linda decoração!
    Parabés ao Edu, por manter esse clima de descontração e alegria, que lhe é tão característico!
    E por fim parabéns aos sortudos convivas! Dá áté aquela inveja branca… Que vontade de ter estado aí também!
    O ano começou muito bem. Que venham outras delícias e muitas alegrias!

  4. 4 Sueli OVB janeiro 4, 2011 às 1:53 pm

    Eu e Carol postamos comentário ao mesmo tempo e declaramos:
    “O ano (novo) começou muito bem”.
    Muito bem mesmo, Carol, com a sua linda colaboração!

  5. 5 Sueli OVB janeiro 4, 2011 às 1:56 pm

    Acho que não quero ir embora…
    Nos parabéns à Dé, esqueci de falar das fotos, cada vez melhores.
    E esqueci de parabenizar o Eymard pelo arroz. Esse ele já pode copiar no ISB de BH.
    Uma pergunta que não quer calar: Quem deu paulada nas nozes e avelãs?
    Beijos

  6. 6 eduluz janeiro 6, 2011 às 6:46 pm

    Sócio, por este dá pra imaginar a longuice do outro! rs
    O prazer foi todo nosso.
    Agradecemos também ao charme que você deu ao fazer integralmente aquele saboroso arroz. As aulas com o Simon estão valendo cada centavo.
    Repetir? Estejam a vontade.

    Carol, gratíssimo por tão bem humorada participação. E saborosa, claro!
    O nosso ano terminou muito bem.

    Sueli, romã by sex shop. Tem pedigree! rs
    Você percebeu que eu usei a rosa seca que vocês nos deram aí em BSB, né?
    A Dé agradece.

    Abs anonovinos pra todos. Muita LUZ.

  7. 7 Ameixinha janeiro 6, 2011 às 7:22 pm

    Uau, adorei o arroz e achei essa sobremesa algo muito incrível? Nunca havia imaginado beterraba numa sobremesa, embora goste muito do sabor adocicado dela. Já tinha visto bolos feitos com beterraba mas algo com gelatina é muito mais interessante 🙂
    Quem é aquele cachorro no cabeçalho do blog? O de 4 pernas, não o bípede he he

  8. 8 Sueli OVB janeiro 6, 2011 às 8:27 pm

    EDU querido,
    Claro que eu percebi a rosinha enfeitando a sobremesa, mas não quis ficar em exibindo!

    AMEIXINHA
    Você é demais! O cachorro de verdade, o de 4 patas, ainda mostrou a cara, o outro, o bípede, não teve coragem, ainda.
    Vamos ver o que vem por aí!
    Aliás, o que estará fazendo esse cachorro no template? Vai virar cachorro quente, Edu?

  9. 9 eymard janeiro 6, 2011 às 10:25 pm

    Ameixa e Sueli, ai vem a Kira…..e o giorno promete. Aguardem.
    Ameixinha: o arroz estava realmente um espetaculo.
    Sueli: ainda bem que voce me parabenizou no comentario seguinte. Tinha ficado triste ao passar e branco pelo basmati de dificilima execucao! (rs)

  10. 10 Madá janeiro 10, 2011 às 5:55 pm

    Muito bom! Essa sociedade vai longe!
    Edu, vou experimentar essa acelga cozida. Adorei as combinações. Já tinha feito acelga cozida com massa e ricota. Ficou bem gostoso. O mix de cogumelos eu já havia feito fechando a trouxinha. Achei bem interessante desse jeito.
    Parabens à Carol também!

  11. 11 eduluz janeiro 11, 2011 às 7:24 pm

    Ameixa, este arroz é muito bom. A sobremesa é mais bonita (pro meu gosto) do que gostosa, mas a calda de rosas deu um belo toque.
    Quanto ao cachorro (de 4 patas) o mistério já foi decifrado.

    Eymard, seria Kyra?
    E nada de corporativismo quanto ao arroz.

    Madá, se vai longe! Ainda mais com o chef Eymard se aprimorando deste jeito. O homem é um risólogo (no bom sentido!). 🙂

    Abs tartufosos pra todos.

  12. 12 gelateria campinas janeiro 13, 2011 às 1:46 pm

    Muita coisa boa a gente vê por aqui, parabéns e obrigada!

  13. 13 eduluz janeiro 24, 2011 às 8:39 pm

    Gelateria, e os picolés?

    Abs resfriados.


  1. 1 dcpv – o mundo é um pisello. e o plural deles fica ali nos jardins. « Da cachaça pro vinho Trackback em janeiro 22, 2011 às 6:30 am

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




É só inserir o seu email, clicar no botão "Seguir" e a cada novo post publicado aqui, você receberá uma mensagem com o link. É fácil, qualquer criança brinca, qualquer criança se diverte! :)

Junte-se a 640 outros seguidores

Comentários

Blog Stats

  • 1,340,312 hits
janeiro 2011
S T Q Q S S D
« dez   fev »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  

Arquivos

Atualizações Twitter


%d blogueiros gostam disto: