dcpv -piemonte – sesto giorno – um coppo cheio de trufas.

06/11/10

Piemonte – Sesto Giorno – Um Coppo cheio de trufas.

O dia começou bem cedo. E com uma expectativa daquelas.

Pela primeira vez, desde que chegamos ao Piemonte, veríamos como é isto tudo com o belos complementos da luz do sol e do nevoeiro .

E é como o esperado: lindíssimo.

As nuvens se movimentam numa velocidade estonteante e se num momento tudo está enevoado, …

… num outro tudo está iluminado e dum jeito tão especial que só nos resta agradecer ao Criador por tamanha beleza.

E ou não é de deixar o corpo e a mente num estado elevadíssimo?

Depois deste verdadeiro devaneio, pegamos a estrada pra nos juntarmos ao grupo e participarmos duma verdadeira caçada às trufas.

Encontramos com o Stefano Aprile, um verdadeiro trifulau que nos levou até o bosque onde ele encontra as pepitas de ouro do sabor.

Antes, ele nos explicou como e porque os tartufos (especialmente os brancos) nascem somente nesta região do mundo. Coisas de solo específico; de árvores específicas (ah! Este italianos…).

Mãos à obra.  Ou melhor, patas à obra já que a Kira (ou seria Kyra? Não perguntei), a cachorra que teve o seu faro treinado pra encontrar o tartufo, trabalhou bastante e encontrou um montão deles.

O trabalho é aparentemente simples. rs

A cachorrinha anda bastante, para e começa a cavar. O trufilau corre até onde ela está, cava mais um pouquinho e nos mostra a belezura.

Contabilizamos um montão (especialmente as não tão valorizadas negras), …

… passeamos um tempão apreciando a natureza,  …

… e o ar puro, além de nos divertirmos muito com as galochas e sapatos usados pra passearmos pela lama.

Realmente interessante e com uma cara daqueles passeios que você faz na África do Sul com aqueles leões “famintos”. Vocês entenderam, né?

Dali fomos pra cidade de Canelli conhecer a venerada vinícola Coppo.

E por incrível que pareça  o tour foi mais encantador ainda que o da Gaja.

O nosso guia foi o Edoardo (que belo nome!), genro de um dos sócios e aficionado pelos vinhos que eles produzem por lá.

Conhecemos todo o processo de criação dos produtos e nos envolvemos com os lugares onde isto tudo acontece.

Adegas antiqüíssimas (o Duto tirou umas fotos incríveis), …

… com ambientes rústicos …

… e história.

Muita história.

Pra melhorar ainda mais (se é que isso poderia acontecer), fizemos uma refeição exatamente igual a que a Dé disse que estava sentindo falta: o próprio Edoardo cortou salames cozido e cru,…

…, queijo parmeggiano regiano, …

… uns grissini espetaculares (cotação do guia Light’s: #####)  e que eu fiz questão de encher os bolsos com eles…

…  e vinhos Coppo. Ótimos vinhos Coppo.

Só nos restou comprar, cada um, uma caixa com 6 Pomorosso (né, sócio?) e irmos todos pra Alba, o centro comercial de toda a região.

E pra quem gosta de chocolate, especialmente do seu cheiro, Alba é o lugar.  Lá fica uma fábrica da Ferrero e a cidade cheira literalmente a chocolate. O dia todo!!

Passeamos e muito …

… pelo efervescente comércio, …

…compramos utensílios de  cozinha, ingredientes, vinhos, …

… um montão de coisas relacionadas ao tartufo na Tartufi & Co , a bela loja do Stefano o nosso trifulau  e, é claro,  …

… trufas.

Muitas trufas. (na verdade, umas duas!! 2500Euros o Kg 🙂 ).

Escureceu e voltamos ao hotel.

Tínhamos reservado uma mesa no Dulcis Vitis, o restaurante do chef Bruno Cingolani que conhecemos ainda em São Paulo, num jantar sobre trufas e exatamente no Piselli do grande Juscelino.

É, este mundo é uma ervilha mesmo! Ou seria uma grande abóbora?

E foi um desfilar de ótimos pratos e vinhos.

Os trabalhos foram abertos pela dupla prosciuto/brinde.

Logo após, a redescoberta do cardo, um vegetal com um gostinho de alcachofra que a Dé simplesmente adorou.

É claro que experimentamos os grissini (Guia da Lampâda : 19,5 lumens)

Na sequencia, uma salada fresquíssima com ovos com a gema mais alaranjada que já vimos e uma mussarela de búfala que derretia na boca.

Pra variar, comemos trufas (brancas e negras) de tudo o que foi jeito.

Na pasta e …

… no risotto (repare que estas foram as que “caçamos” de manhã com o pequeno apoio da Kira). 

Pausa pra mostrar um dos “n” vinhos que tomamos, todos chancelados pelo Cingolani e pelo Juscelino.

Comemos uns queijinhos (ê, gula! rs) e um pêssego em calda tão leve e saboroso que mesmo neste momento de puro fastio, pareceu ser uma me-ra-vi-glia!

Conversamos muito, trocamos cartões com o Duto e a Mônica (eles iriam embora na sexta) …

… e  fizemos um social com donos de vinícola (Coppo e Vietti) que estavam por lá, …

… além dum papo furado com alguns italianos e uma última saudação ao grande chef Bruno Cingolani.
Você quer falar o nome dele como ele falaria? Então diga bem espaçadamente: tchiiiiiiinnnngoolaaaaaaaaaaaani!

Pronto! Mais um dia chegava ao fim e tivemos e plena certeza que a comida é realmente o que representa melhor o espírito piemontês.

É através dela que amizades são reafirmadas, que inimizades são confirmadas e que, quem sabe, inimizades se transformam em amizades. O nosso caso, certamente foi o primeiro.

Ah! Estes italianos, tão passionais.

Arrivederci.

.

Anúncios

15 Responses to “dcpv -piemonte – sesto giorno – um coppo cheio de trufas.”


  1. 1 eymard janeiro 7, 2011 às 10:24 am

    Mais um giorno especial! Edu e De as imagens ficaram especiais. Mas, convenhamos, a esta altura a mente pode “flutuar”, mas o corpo…..(rs)
    Concordo com a sensaçao de “terroir” do Coppo. Uma vinicula com alma italiana impregnada. E que vinho!!!! Belos vinhos. Reparem no Parmiggiano. Era de comer ajoelhado!
    Cingolani, como eu havia adiantado, é um extraordinario chef. Inventivo, apaixonado e simpatico. Pelo visto é muito querido pelos colegas. Encontramos por la, jantando despretensiosamente, toda a familia Bovio (do restaurante Bovio que tinhamos ido no inicio da viagem).
    Comentario fast, para manter-me no clima da postagem (rs). Bjs e abraços a todos.

  2. 2 Luciana janeiro 7, 2011 às 2:57 pm

    Uau… este post está simplesmente de tirar o fólego… que fotos!!!! Que experiência incrível!! Fiquei MORRENDO DE INVEJA de vocês inclusive rsrsrs… um dia farei esta viagem. Adorei Edu. Fala para a Dé que ela tá arrasando nas fotos. Um beijo pra vocês.

  3. 3 Sueli OVB janeiro 8, 2011 às 12:24 pm

    Gente!!!!!!!!!!
    Que giorno!
    Que viagem!
    Que comidas!
    Que amigos!
    Que vinho! Plagiando o Eymard
    Tudo maravilhoso.
    Edu, não me arrisquei a dizer que era a Kira no template, eu fiquei com a impressão que ela era toda pretinha, talvez por lembrar da minha última cachorrinha.
    Beijos

  4. 4 Sueli OVB janeiro 8, 2011 às 12:27 pm

    EDU,
    O cardo é usado em Portugal, pelo menos na região do Azeitão, para talhar o leite.
    Gostaria de ver e experimentar esse vegetal, principalmente se a Dé gostou, pois temos gostos muito parecidos.

  5. 6 Madá janeiro 10, 2011 às 5:48 pm

    Que fotos!Que degustação!
    Adorei essa excursão às trufas, parece uma ilustração do livro do Peter Mayle, quando se ele se dedica a descrever a caça às trufas, só que na França e além dos cães havia porcos…
    Gostei de saber o título do especialista: trufilau
    Isso existe Edu, ou faz parte do vocabulário Gault Milluz ?

  6. 7 eduluz janeiro 11, 2011 às 7:28 pm

    Sócio, este dia foi especial. Espeeeciaaaaaaaaal!

    Luciana, já falei: façam esta viagem. O lugar é demais! demaaaaaaaisss!

    Sueli, pretinhas só as trufas! Que viaaaaaaaagemmm!
    A Dé adorou o cardo! Caaaaardoo!

    Johny, and beautifuuuuuuuul!

    Madá, porco por lá, só nós mesmos chafurdando na lama! rs
    E a palavra existe: é trifulau.
    Tá vendo o que dá inventar algumas coisas.

    Abs tartufaaaaados pra todos.

  7. 8 Lucia C janeiro 12, 2011 às 10:36 am

    Edu & Eymard

    Maravilhoso “sesto giorno” no Piemonte.
    Esperava ansiosa pela experiência da caça as trufas.
    Aquela coisa de colocar a mão na massa e enfiar o pé na lama! E que lama! Eu adorei a aventura.
    Também quero!

    Mada,
    de Gault Millau para “Gault Milluz” foi ótima sacada!
    Diz-se: esta foi “infame”!
    No pulo!

  8. 9 Madá janeiro 12, 2011 às 1:20 pm

    LuciaC, foi o próprio Edu que lançou, em outro post, uma série de guias “Luz e Guércio”, são ótimos, resolvi reforçar.
    Espero que esteja tudo certo com voce na região serrana.

  9. 10 eymard janeiro 12, 2011 às 1:36 pm

    Madá e LuciaC: bem lembrado pela Madá – espero que esteja tudo bem na regiao serrana de Lucia. Pelo que vi, pela internet, a coisa anda feia por ai. Realmente nos “empreendimentos” “Luzguercio” os guias serao um atrativo especial (rs).

  10. 11 gelateria campinas janeiro 13, 2011 às 1:41 pm

    Que lugar maravilhoso, que vista, que oportunidade de ouro.

  11. 12 eduluz janeiro 24, 2011 às 8:42 pm

    LuciaC, da lama à trufa!

    Madá, todos somos autores dos pretensos guias.

    Sócio; Luzguercio, Edymard, Eydu, LoNgueluz, tanto faz!!

    Gelateria, e os gelatti?

    Abs tartufosos per tutti.

  12. 13 Laura Lopes outubro 18, 2011 às 4:47 pm

    Oi, Edu. Tudo bem?
    Aqui é a Laura, repórter do site da revista Época – epoca.com.br.
    Estou fazendo uma reportagem sobre trufas brancas e gostaria de saber se você ainda tem o contato de quem te levou – ou te indicou – o Stefano!
    Abraços e muito obrigada;
    Laura

  13. 14 eduluz outubro 25, 2011 às 1:20 pm

    Laura, já te mandei um email.

    Abs tartufados.


  1. 1 dcpv – pós-piemonte e trufado « Da cachaça pro vinho Trackback em março 16, 2011 às 10:16 pm

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




É só inserir o seu email, clicar no botão "Seguir" e a cada novo post publicado aqui, você receberá uma mensagem com o link. É fácil, qualquer criança brinca, qualquer criança se diverte! :)

Junte-se a 644 outros seguidores

Comentários

Blog Stats

  • 1,353,478 hits
janeiro 2011
S T Q Q S S D
« dez   fev »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  

Arquivos

Atualizações Twitter


%d blogueiros gostam disto: