Arquivo para 25 de janeiro de 2011

dcpv – piemonte – ottavo giorno – il luogo di aimo e nadia: que lugar!

05/11/10

Piemonte – Ottavo Giorno –  Il Luogo di Aimo e Nadia: que lugar!

Depois de ficarmos praticamente despreocupados quanto a programação, voltamos a ser responsáveis por ela.

E uma vez estando em Milão, nada melhor do que caminhar.

Iniciamos o dia tomando um lauto café da manhã no hotel. Logo em seguida, fomos passear  e rumamos sentido Duomo.

Passamos pelo lendário Teatro alla Scala, palco de grandes espetáculos e vimos um pessoal literalmente carregando o piano.

Atravessamos a Galleria Vittorio Emanuel II, uma maravilha da arquitetura italiana e…

… um lugar muito charmoso.

Mais uma pequena andada e estávamos no Duomo, talvez o lugar mais representativo da cidade.

Ele é altamente impactante tanto externamente …

… quanto internamente.

Visto por baixo se tem uma boa impressão de como ele é …

… e da cobertura, te dá a absoluta certeza do porque dele ter demorado tanto tempo pra ser construído.

É impressionante a quantidade de detalhes e …

… fica mais fácil ainda imaginar a pesquisa,  o trabalho e o sacrifício que foram feitos pra finalização do projeto..

Pra harmonizar mais um pouco, passeamos ao som duma banda de fuzileiros com direito a exposição de aviões e …

… viaturas das mais antigas. Curioso!

Fomos almoçar numa trattoria legitimamente milanesa, a Milanese.

E degustamos alguns bons exemplos da culinária local: ossobuco com risoto a milanesa,…

… troffie com vagem e pesto e …

… ravioli ao molho de burro.

Um vinhão da casa e …

… a mais absoluta certeza se abateu sobre nós: não é a toa que os nossos irmãos italianos valorizam tanto uma boa refeição.
Continuamos o tour passando pela Ladurée (o Eymard não resistiu, viu pessoal do Conexão Paris), …

… pela Princi, uma padoca toda estilizada e …

… com um visual de fazer qualquer um perder a cabeça e a linha.

Seguimos de volta com o glamour do quadrilátero da moda: são lojas e mais lojas das grifes mais famosas do mundo na Via Montenapoleone.

Todas espetaculares e com preços proporcionais.

Mas Milão, especialmente nesta região, é um grande passeio antropológico pois se vê absolutamente de tudo. Carros, máquinas, malucos, turistas …

Voltamos ao hotel  pois faríamos o jantar de despedida do grupo (não se esqueçam: nós 4 e o Juscelino) no famoso restaurante Il Luogo di Aimo e Nadia.

Chegamos por lá com aquela sensação que acontece nestas situações: mais um jantar e se bobear, com os mesmos (bons) pratos italianos da gema.

O lugar é extremamente bonito. A estrutura é simples e chique. O toque especial é dado pela colocação de obras de arte coloridas nas paredes.

O Sr Aimo estava nos aguardando e vimos qual seria o nosso menu-degustação. Era curto pros padrões italianos (a Dé a e Lourdes adoraram), mas mostrava-se muito interessante.

É claro que os famosos grissini não poderiam faltar (Inlight Guides : 19,5).

Começamos com um piccolo: um caldinho com aliche fresco e um toque de pomodoro. Simples e um néctar.

Assim como o vinho branco Bussiolo 2005 do Aldo Conterno. Outra jóia!

Em seguida, uma sopa light (??) de bacalhau com feijão branco, grão de bico e tripa. Tripa? Sim e tão gostosa que a Dé comeu (só ficou sabendo depois!)  e eu aproveitei pra retornar este ingrediente à lista dos que eu aprovo.

A conversa rolava solta (o nosso amigo Juscelino estava terminando de nos contar a sua saga); o Sr Aimo passava constantemente na nossa mesa pra receber os louros por suas obras-primas. Foi  quando chegou a masterpiece: um spaghetti  di grano duro varietá senatore Cappelli ao cipolotto e peperoncino. Um espaguete com cebola e pimenta.

Olha, era só isso, mas de repente se descortinou aquilo tudo o que você sonha numa comida: conforto, sabor, carinho e memória.

Sabe aquele prato que você nunca comeu, mas que você tem quase certeza que já experimentou? E que gostou.

Um pratinho de frutos do mar chegou como um brinde, um agrado. Ôpa, o jantar frugal já não estava tanto assim.

Mais um vinho branco e evoluímos pruma rabada desfiada com purê de batatas que simplesmente complementou a excelência de tudo.

Por incrível que pareça e após comer bem em tantos lugares, viemos encontrar uma das melhores refeições de todas as que provamos aqui no Aimo.
Ainda experimentamos as sobremesas : um bolo, um hot pie de chocolate (todo mundo adorou) e…

… um sorbet de uva com chips de laranja que simplesmente relembrou todos os sabores que experimentamos neste tour.

Que noite! Que refeição! Só na Itália mesmo!

E como a ocasião merece, um brinde ao  D Nadia e o Sr Aimo por manterem  este amor e esta paixão pela nobre arte da gastronomia.

Nós todos agradecemos.

Arriverderci.

Anúncios

É só inserir o seu email, clicar no botão "Seguir" e a cada novo post publicado aqui, você receberá uma mensagem com o link. É fácil, qualquer criança brinca, qualquer criança se diverte! :)

Junte-se a 658 outros seguidores

Posts recentes

Comentários

Blog Stats

  • 1.425.962 hits
janeiro 2011
S T Q Q S S D
« dez   fev »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  

Arquivos

Atualizações Twitter

Anúncios