dcpv – almoço do dia ocho – espanha – país basco – mais um top 50 : martín berasategui.

adendo do dia 29/06/2011

Almoço do dia Ocho – Espanha – País Basco – Mais um top 50 :  Martín Berasategui.

Estando em San Sebastian, no País Basco, não tínhamos como não ir (desculpa aí, Riq) ao restaurante Berasategui, um dos melhores  do mundo, segundo a lista (discutível, eu sei) da revista Restaurant..

O lugar é muito bonito. Fica numa casa campestre com um salão bem grande, mesas bastantes espaçadas e muita categoria.

Após nos instalarmos, os garçons trouxeram os menus e ficaram esperando a resposta óbvia, após a nossa análise:  faremos “El Gran Menu Degustacion”, ou melhor, o greatest hits do Martín. E sairam visível e absolutamente satisfeitos com esta resolução.
A primeira grande dúvida foi qual vinho escolher pruma miscelânea deste tipo? É claro que passei esta pro sommelier que nos apresentou uma proposta de algumas taças pra harmonização.

Proposta aceita, daí pra frente foi puro deleite. A leitura da introdução do menu já é um prazer.

“Mis aperitivos son distintos segun el antojo del campo, el mar y las estaciones. Os propomgo dejaros seducir por los pequeños bocados con los que abriré vuestro apetito. Seductores, livianos y sobretodo sabrosos. Que sean el preámbulo de uma buena comida y uma mejor sobremesa”.

Listíssimos, começamos com um prato do menu de 1995, o Milhojas caramelizado de anguila ahumada, foie gras, cebolleta y manzana verde. E que mil folhas. Um tira-gosto leve com um ótimo contraste do doce com o salgado. Perfeito.

Na seqüência, um de 2011, o Atun y algas con pepino líquido y cebolleta a los frutos rojos e rábanos.

Mais uma surpresa, inclusive pra Dé que normalmente não gosta de atum. Só que este tartar estava muito bom, ainda mais com o tal pepino líquido realmente refrescando tudo.

O terceiro prato foi da safra de 2011 também, Ostras con pepino, fruta ácida, kafir e coco. Isto pra mim.

Porque a Dé que não é muito fã das ostras, recebeu um Caldo de chipirón salteado com su crujiente y ravioli cremoso relleno en su tinta. Ambos gostamos.

Eu mais ainda já que experimentei os dois …

… especialmente o frescor das ostras e a explosão do ravioli de lula quando da mordida.

Quarto prato com uma receita de 2009, Perlitas de Hinojo en crudo, en risotto y emulsionado.
Mais um pra lamber os beiços. E repare na plástica dos pratos do Martín (neste momento, já estávamos íntimos do chef) e no ponto perfeito (al dente) do arroz.

Diretamente do menu de 2011, nos foi servido um Huevo “Gorrotxategui” reposado en una ensalada liquida de tubérculos rojos e carpaccio de papada.

Quando eu perguntei o que era papada e o garçom respondeu mostrando o papo dele, a Dé deu uma estrilada. Mas o chef acertou de novo (tínhamos citado a restrição dela a carnes vermelhas) já que a tal era deliciosa e muito bem cozida, além do ótimo contraste com a salada líquida de vermelhos e a gema bem mole do ovo.

Próximo prato, o sexto. Ensalada tíbia de tuétanos de verdura con marisco, crema de lechuga de caserio y jugo yodado, da carta de 2001.

É praticamente uma odisséia completa. Não me falem que pratos bonitos e espanhóis não tem sabor, certo?

Descansamos um pouco, conversamos mais um pouco e estávamos prontos pra continuação do desfile. Que veio no formato de Mamia de algas con un consomé traslúcido de carabinero, de 2011.

 Ou seja, um tipo de lagostim ao dente com um caldo de legumes muito bem reduzido e temperado.

Como diria o Soup Nazi, neeeeeeext! Salmonetes con cristales de escamas comestibles, rabo e jugo de chocolate blanco com algas, uma novidade de 2009.

Este prato é emblemático pra não dizer outra coisa. Logo cedo, passamos pelo mercado de San Sebastian e vimos excelentes salmonetes nas bancas. Pela frescura destes, acho que acabamos de os comer.

E esta sacada das escamas bem crocantes e semelhantes a um torresmo de peixe pareceu incrível (se bem que comemos a mesma coisa no Mugaritz. Quem nasceu primeiro: o peixe ou a escama? 🙂 )

Prontíssimos pra nosso nono prato que no caso da Dé foi Lenguado a la plancha con guindilla liquida y morro de pescado ahumado, do menu de 2010.

Linguado é covardia em se tratando da Dé e defumado (o do Martín é especial), melhor ainda!

O meu, de 2009, foi Pichón de Araiz hecho en asador con un hueso de pasta fresca cubierta con setas al cebollino, pequeños toques de uma crema trufada, um sucesso de 2009.

 Absolutamente perfeito. Carne e trufa em conjunção.

Fomos diretamente pro décimo prato. E era uma sobremesa de 2010. Coco helado con ron granizado, lascas de zanahoria, brochazo de remolacha.

Imagine a sinfonia digestiva: coco, cenoura e beterraba. Como a Dé disse, uma paleta de cores e de sabores.

Pra finalizar o nosso passeio basco, diretamente do menu de 2010, um Chocolate y miel de acacia con café amargo irlandés.

Todo mundo sabe que eu não sou fã de chocolate, mas neste caso eu capitulei ao Martín. Foi o gran finale dos gran finales.

A nossa experiência, o nosso transe estava chegando ao fim. Tudo bem que ainda nos mandaram um árvore de guloseimas, mas definitivamente, estávamos encantados com tudo.

Pra quem pensa que eu tenho uma memória de elefante, eles te dão ao final da refeição um menu impresso e personalizado (no caso, um com os meus pratos e outro com os da Dé) com tudo o que você experimentou por lá. É uma tremenda recordação!

E voltando ao parágrafo inicial, certamente ninguém está entre os melhores do mundo por acaso. O negócio é ver, sentir e comprovar.

De preferência, ao vivo e em cores e sabores!

Martín Berasategui
Loidi Kalea, 4 Lasarte-Oria (Gipuzkoa)
Valor – exatos 216 Euros/pessoa.

Acompanhe os dias anteriores da viagem:
Dia Uno – Espanha – La Rioja – Marques de Riscal, o hotel.
Dia Dos – Espanha – La Rioja – Museu do Vinho e cidadezinhas bacanas
Dia Tres – Espanha – La Rioja – Bodegas maravilhosas e arquitetura não menos
Dia Cuatro – Espanha e França – La Rioja e Bordeaux – Final de semana em Martillac
Jour Cinc – France – Bordeaux – Passeando e entrando no mundo dos Premieres Grands Crus
Dia Sei – França e Espanha – País Basco – Você sabe o que é euskera? Pintxo você sabe, né?
Dia Siete – Espanha – País Basco – Guggem..heim?
Adendo do dia siete – Espanha – País Basco – Restaurante Mugaritz
Dia Ocho – Espanha – País Basco – San Sebastian do Rio de Janeiro?

.

7 Responses to “dcpv – almoço do dia ocho – espanha – país basco – mais um top 50 : martín berasategui.”


  1. 1 eymard outubro 1, 2011 às 9:31 am

    Ostras? Nao era fa! Até ser incentivado por Beth, LuciaC, Madá, Claudia Oiticica (por sinal, desaparecida, mas por razoes justificadas)….a turma la do CP, e….a questao é comer as certas; no lugar certo; com a companhia certa; com o vinho certo…..
    Atum? Dé, desculpa, mas sou fa de atum!!! Isso começou a muitos anos quando, muito jovem, comi uma posta a beira mar inesquecivel. Ate entao, no interior das minas gerais, eu achava que atum ja nascia em latinha. Nao sabia que era um peixe bonito e que se podia comer em postas….Depois disso, só declino do atum para o pato! (rs)
    Os pratos sao todos para comer com os olhos. Verdadeiros quadros.

  2. 2 Alexandra outubro 2, 2011 às 11:26 pm

    muito show o post Edu! Me deu pena de ter “pulado” o MB na minha última visita….. bjs!

  3. 3 eduluz outubro 6, 2011 às 6:16 pm

    Sócio, taí uma resposta de confissões: ostras, atum, pato! Quer dizer que se um restaurante tiver atum e pato no cardápio, o qüem, qüem irá vencer!

    Ale, uma pena você não ter ido. O homem é fera!

    Abs martinianos pra vocês.

  4. 4 Madá outubro 12, 2011 às 1:22 pm

    Que experiencia maravilhosa, acho que esse post é o mais próximo que chego do Martín ! Adorei as obras de arte em pepino.
    Eymard, uma honra ser citada e que revelação !

  5. 5 eduluz outubro 18, 2011 às 7:25 am

    Madá, aproxime-se do Martín. Você vai adorar!
    E nada como este meio pra provocar mudanças, né não?

    Abs berasatéguicos pra você.

  6. 6 Miguel abril 10, 2012 às 4:13 pm

    Eduluz, preciso de sua ajuda, final de maio irei à San Sebastian, mas meu orçamento pra essa viagem só vai comportar um top 50 e como você esteve tanto no Berasategui quanto no Mugaritz, preciso saber em qual dos dois você retornaria se pudesse escolher apenas um? Consegui mesa nos dois, mas agora preciso escolher um!
    Desde já obrigado pela atenção e continue com essas maravilhosas postagens, leio todas!!!
    Abraço!

  7. 7 eduluz abril 12, 2012 às 1:20 pm

    Miguel, sendo curto e rápido (mesmo porque você é que vai escolher). Ambos são ótimos, mas se quiser um pouco mais de quantidade e pirotecnia, vá ao Mugaritz. Se quiser um pouco mais de gastronomia, vá ao Berasategui.
    Por incrível que pareça, se pudéssemos escolher um só, iríamos ao Mugaritz! 🙂

    Abratxos pra vocês.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




É só inserir o seu email, clicar no botão "Seguir" e a cada novo post publicado aqui, você receberá uma mensagem com o link. É fácil, qualquer criança brinca, qualquer criança se diverte! :)

Junte-se a 639 outros seguidores

Comentários

Blog Stats

  • 1,344,001 hits
outubro 2011
S T Q Q S S D
« set   nov »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  

Arquivos

Atualizações Twitter


%d blogueiros gostam disto: