dcpv – serras gaúchas – o cartão de visitas da colheita das uvas.

11 a 13/02/2012

Serras Gaúchas – O cartão de visitas da colheita das uvas.

O programa desta vez seria ir até o Vale dos Vinhedos descobrir como é que funciona a tal colheita das uvas.

E como fazer isso? Fácil; trocar umas milhas na TAM, alugar um carro, encontrar um pacote no Spa do Vinho e pronto!
Foi exatamente o que aconteceu.

Fizemos um voo tranquilo e regular, …

… pegamos o nosso potente no aeroporto e rumamos pra Bento Gonçalves (porque será que as nossas competentes locadoras quase nunca tem carros automáticos disponíveis?).

A Maria, bah, não estava muito inspirada e levamos uma hora a mais do que o esperado pra chegar no hotel (com direito a passagem em Caxias do Sul e tudo o mais).

E que hotel.

O Hotel e Spa do Vinho Caudalie Vinothérapie é uma belezura.

Ele fica encravado bem próximo do famoso lote 43 da Miolo e …

… tem visuais de tirar o fôlego de qualquer um.

Afinal de contas, não é qualquer dia que você está num local que está cercado de uvas maduras e prontas pra serem colhidas (que é justamente o que faremos amanhã).

Voltando ao hotel, os quartos são muitos espaçosos, …

… com 4 janelas imensas, …

… uma varanda …

… e todas com vista pro vinhedo.

Como estávamos com fome, aproveitamos pra comer alguma coisinha no bar, enquanto aguardávamos o horário do início do tour na vinícola Miolo que fica bem na frente do hotel.

Experimentamos uma tábua de frios

… e bruschettas de tomate que estavam suculentas, …

… além de flutes do bom espumante da casa.

Correndo, como sempre, chegamos na Miolo pra iniciar o tour.

Que é bastante informativo.

Iniciamos pelo parreiral. Eles tem amostras de todos os tipos de uva que produzem e é incrível vê-las maduras ali na sua frente.

Por falar nisso, você, expert que é, sabe o porque das rosas ficarem nas extremidades das parreiras?

Continuamos visitando a parte mais antiga; a que tem tonéis grandes de madeira (nem pensar em carvalho).

Daí pra frente, a tecnologia começa a imperar.

São inúmeros tonéis de aço inoxidável, …

… barris de carvalho francês e americano, …

… uma cave com muitas garrafas, …

… inclusive, algumas raras de espumantes gigantescos e …

… chegamos, uma hora depois, na degustação.

Foram 5 vinhos, com direito a um chorinho da jóia da princesa, o Lote 43.

Na sequência, a obrigatória visita à lojinha (o melhor é que você pode comprar a vontade que eles entregam em casa).

Como ainda tínhamos tempo até o jantar típico que constava do pacote, decidimos dar uma passeada de carro pelo Vale.

Ma che! Ficamos mesmo ao lado da Miolo, na vinícola Lidio Carraro.

E foi um reencontro, já que quando estivemos por aqui há uns seis anos, entramos quase que sem querer e fomos atendidos por um dos donos, o Juliano, que nos contou toda a história do grupo e quais seriam os planos deles pros próximos anos.

Não é que desta vez, a mãe dele, a D.Isabel estava lá e após contarmos pra ela como conhecemos a vinicola, nos explicou tudo o que aconteceu neste intervalo de tempo e o que acontecerá.

Foram quase duas horas de conversa. E uma daquelas boas, sabe? Ela nos falou sobre todos os projetos, nos mostrou o novo portfólio e nos afirmou que esta vindima promete.
Até nos prometeu alguns cachos da melhor Pinot Noir que eles produziram até hoje (que certamente buscaremos no domingo de manhã).

Não precisa nem dizer que nos atrasamos pro jantar temático que fazia parte do pacote da Vindímia.

O conceito de tudo foi apresentar a Imigração italiana e a história da vinificação no Vale dos Vinhedos.
Sendo assim, vários números musicais foram intercalados com informações áudio-visuais e gastronomia, óbvio.

Começamos com uma salada de folhas verdes, crocante de queijo colonial, geléia de  tomate e uma taça dum espumante Dom Laurindo.
Sentamos juntos dum simpático casal gaúcho, a Maria Aparecida e o Luiz, que nos acompanhariam na colheita das uvas da manhã seguinte.

A partir daí, a cantoria foi aumentando e a comida também. O menu constava de Nhoque de batata com ragu de codorna (com uma taça de Miolo Cuvée Giuseppe Chardonnay) …

…  Polpetone recheado com linguiça, ravioli de ricota e presunto cru (acompanhou o Miolo Merlot Terroir) …

…. e Crepe quente de maçã com sorvete de creme.

Excepcional? Não muito, mas de acordo com a ocasião.

Fomos dormir com a expectativa de logo cedo participarmos da lida.

A história continua …

.

Anúncios

9 Responses to “dcpv – serras gaúchas – o cartão de visitas da colheita das uvas.”


  1. 1 Mari Campos março 6, 2012 às 8:37 am

    Difícil começar mal um dia acordando e tendo essa BAITA vista tomada por vinhedos da sua janela. Sabe que eu tô de olho nesse hotel desde que anunciaram o lançamento? Arrasaram!

  2. 2 Eymard março 6, 2012 às 11:25 pm

    Sabe do q eu senti falta? De uma costela!!!! Churrasco e um bom chimarrão!!!!

  3. 3 MauOscar março 8, 2012 às 9:31 am

    Essa região é linda.. Principalmente na época que vocês foram.. Quando estivemos pela região a última vez o tal Spa do Vinho, estava praticamente pronto ainda não havia sido inaugurado..

    Estamos voltando para um final de semana na região em Abril e pensamos em ficar hospedados lá. Mas para inicio de conversa achei um absurdo um hotel como este não ter um sistema de reservas on-line, muito menos um tarifário.. O formulário para pedir informações só vai até 2010…

    Depois de ligar 2 vezes ao local, sem sucesso para conseguir obter o valor das diarias e tentar fazer a reserva mandei email que só foi respondido quase 48 horas depois.. Quando finalmente conseguimos saber o preço desistimos na hora.. Entendo que eles estejam muito bem localizados de frente para a Miolo no tal lote 43. Mas querer cobrar mais caro que os hotel 4 – 5 estrelas em Yountville no meio do Napa Valley é um pouco de mais para o nível do sistema de reservas e atendimento por telefone.

    Imagino o turista estrangeiro que não fala portugues o quanto não sofre só para conseguir fazer a reserva..

    De toda forma, muito legal o Post. uma pena que na época que estaremos no Brasil e visitando a região as uvas já terão sido todas colhidas

    Abraço

  4. 4 Bóia Paulista março 8, 2012 às 3:44 pm

    Oi, Edu =)

    Tudo bem?

    Seu post foi selecionado para a #Viajosfera, do Viaje na Viagem. Dá uma olhada em http://www.viajenaviagem.com

    Até mais,
    Bóia

  5. 5 Roger março 8, 2012 às 9:29 pm

    Existe época mais agradável, para irmos para lá? Em qual cidade vocês desceram (aeroporto)?
    Estou me programando para fazer o mesmo passeio e quero dicas!

  6. 6 eduluz março 9, 2012 às 8:30 am

    Mari, vá lá. Mas na colheita que é bem mais bacana.

    Sócio, é disto que o velho gosta, é isto que o velho quer! 🙂
    Agora, se for costelão, tem que ser derrrrrrrretendo!

    Mau, eu acho que ainda estamos engatinhando em tudo o que é infra, especialmente nas reservas. Mesmo as visitas às vinícolas também são bem mais fracas do que as que se vê pelo mundo.
    O hotel é mais caro e é por isto que eu aconselho ir na época da colheita onde a paisagem é única.

    Bóia, grato mais uma vez e bons ares. 🙂

    Roger, eu acredito que a época mais bacana é agora, com o advento da colheita. Mas também acho que a partir de outubro tudo fique mais bonito.
    Descemos em Porto Alegre, mas também aconselho pegar um voo pra Caxias.

    Abs mostados pra todos

  7. 7 Sônia março 11, 2012 às 3:56 pm

    Edu
    Achei muito interessante o post. Gostaria de visitar a região com algumas senhorinhas amigas em julho, assim unir frio e vinho, o que você acha? É possível fazer um passeio com tema central: vinhos, nessa época?
    O que você sugere que visitemos.
    Estou no aguardo dos próximos posts.

    Sônia
    p.s. a indicação de visitarmos seu blog foi da turminha do sundaycooks.com

  8. 8 eduluz março 15, 2012 às 12:57 pm

    Sonia, um passeio com vinhos é sempre legal. Agora, as videiras estarão totalmente podadas e à espera de climas melhores pra crescerem. A paisagem será bastante diferente.
    Se vocês gostarem, a Terra Bella Turismo tem pacotes bem bacanas pra região.

    Abs vinificados pra todos e um especial pra Nati e pro Fred.

  9. 9 Rosangela abril 4, 2012 às 2:04 pm

    Que viagem linda!!! Meu sonho de consumo ir em uma plantação de uvas, conhecer o procedimento, degustar… Adorei… Vocês foram por uma agência??? Parece até que é fora do Brasil, muito gostoso.
    Qualquer coisa, se quizer me escrever como conseguiram fazer essa deliciosa viagem, se foi por uma agência, por favor, cabral.rose@gmail.com, muitíiiiiissimo obrigada,


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




É só inserir o seu email, clicar no botão "Seguir" e a cada novo post publicado aqui, você receberá uma mensagem com o link. É fácil, qualquer criança brinca, qualquer criança se diverte! :)

Junte-se a 643 outros seguidores

Blog Stats

  • 1,350,096 hits
março 2012
S T Q Q S S D
« fev   abr »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

Arquivos


%d blogueiros gostam disto: