dcpv – O D.O.M. de iludir.

21/11/11

O D.O.M. de iludir.

Era dia do meu aniversário. E fizemos como o slogan das campanhas de aniversário de vários supermercados: a festa é nossa, mas o presente é seu.

Para tanto, resolvemos experimentar o menu veggie do melhor restaurante brasileiro/sul-americano, o D.O.M. do grande Alex Atala.
Plena segunda-feira, e o local estava cheio. Ainda bem que a Re tinha feito a reserva enquanto aproveitávamos os ares romanos.
Estivemos por lá também no niver da Re (23/09), mas devido a escassez do tempo, optamos por pedir a la carte. Comemos muito bem e o custoxbenefício, apesar de alto, compensou.

Desta vez, com o devido tempo, experimentaríamos o menu que tem a assinatura do grande chef. E ele tem uma particularidade bem bichogrilesca: caso você opte e foi o que fizemos, acompanha uma harmonização com águas saborizadas (de lima-da Pérsia, de banana, de pitanga, de cambuci, de tangerina com manjericão thai e de taperebá)

Com este teaser, nos entregamos de corpo, alma e estômago aos prazeres veggies do Atala. Vamos lá!
É claro que pra comemorar, pedimos 3 flutes de Champanhe (xiiiiii).

Iniciamos com o já famoso amuse do chef. Desta vez, uma lâmina de mandioca frita na manteiga de garrafa, com catupiry e uma lágrima de vinho do Porto reduzido. Uma delícia!
Para acompanhar este presente inesperado, um licor muito bom (não me lembro do que era, mas certamente de uma destas frutas que não sabemos exatamente de onde vem e muito menos o nome).

O couvert também é (caro e) interessante. São vários pães com destaque pros parecidos com os de queijo, uma pasta de alho, manteiga Aviação em latinha e ricota temperada.
Passamos ao primeiro prato: um gel de tomates verdes que mais parece uma obra de arte, tanto visual, como pelos sabores que te proporciona. É quase uma mini-floresta. Pra acompanhar, uma água de lima-da-pérsia.

Continuamos o passeio pelo reino vegetal. Nos foi servido um arroz negro tostado com legumes verdes e leite de castanha do Pará. Taí um prato perfeito! O arroz é crocante e dá vontade de comer um montão. Isto, num jogo do Timão é covardia …

Logo em seguida, uma massa veggie, um fetuccine de palmito na manteiga e sálvia, queijo parmesão e pó de pripioca. Mais um prato perfeito.

Enquanto conversávamos e dizíamos o quanto era bom, chegou um  champignon de Paris tostado e cru com mandioquinha defumada e alho negro. O que que é isso, minha gente!

Mais um; batata doce com bernaise chimarrão. Este certamente o Diogão dos Destemperados adoraria, já que nós simplesmente amamos, já que o cheiro do erva estava impregnado em tudo. Louve-se que todos da mesa estavam comendo tudo (se bem que o champignon, a Re passou!)

Último prato salgado: um aligot, que é um saboroso queijo derretido. O interessante é o formato que o garçon serve, já que ele traz uma bola de queijo que está quente, consequentemente derretida e que ele vai enrolando tudo pra evitar que ele caia no chão. Cenográfica e saborosamente perfeito!

E ainda tinha sobremesa; Piprioca – ravioli de limão e banana ouro. Muito interessante, curiosa e com o formato dela parecendo uma célula, aquelas das aulas de Biologia.

Chegamos ao fim.
Enfim, é uma refeição em que um gringo fica pirado! Imagine mostrar todos estes sabores pra ele, com o upgrade das águas saborizadas e harmonizadas. Certamente ele levará pra casa lembranças duma comida diferente, saborosa, bonita e cheirosa.

E onde nós, brasileiros entramos nesta? Nos comportando e pagando como gringos num restaurante que, certamente, deveria ter o inglês como língua oficial e assim conquistar as merecidas 3 estrelas no guia Michelin.

Ave Atala!

.

7 Responses to “dcpv – O D.O.M. de iludir.”


  1. 1 HELIO JR março 10, 2012 às 8:41 am

    Edu,

    Há tempos venho pensando em passar um final de semana em Sao Paulo apenas para ir ao D.O.M. Você termina por me oferecer o empurraozinho que eu precisava! Perfeito!

  2. 2 eymard março 10, 2012 às 8:58 am

    Edu: as formigas foram descansar. D.O.M. sempre perfeito. Minimalista nas porçoes mas gigante no sabor. Formiga nenhuma consegue carregar tanto sabor!

    Helio Jr: vale o bate-volta em SP. Entao faça um programa completo: vá na exposiçao do Portinari no Memorial da América Latina e, a noite, jantar no DOM. Mas, atençao: cuidado com o preço da coupe de champagne (rs).

  3. 3 Márcia Lefouet março 10, 2012 às 9:23 am

    Edu, a primeira vez que fui a SP, em 2007, fiz a reserva no DOM 2 meses antes!!! É caro? Muito. Mas para mim vale muito a pena, pois é realmente muito diferenciado! Não dá parar almoçar todo dia, mas para comemorações acho perfeito. E aquele aligot… Afff, lembro até hoje!
    Mas confesso que qdo vi o título, pensei que vcs não tinham gostado…
    Ah, parabéns pela matéria no UOL! Estão ficando (cada vez mais) famosos!
    Beijos.

  4. 4 Carla março 10, 2012 às 1:40 pm

    Delicia!! Eu já fui de menu veggie harmonizado com as águas, mas os pratos eram outros, só o primeiro, o gel de tomates verdes se mantém. Tinha um prato com quiabo que era absolutamente divino!! Se eu sempre quis voltar, agora com pratos novos então…..nhamnhamnham!!

  5. 5 Valéria março 12, 2012 às 1:24 pm

    Oi Edu!
    Uma viagem aos sentidos! O D.O.M. é tuuuudo de bom e vale cada centavo do que nos proporciona. Esta piprioca é divina!
    Abraço!

  6. 6 Pati Venturini março 14, 2012 às 1:31 pm

    Edu, estou namorando o DOM há tempos. Quem sabe na próxima viagem vai! O menu é realmente caro, mas me surpreendi de saber que tem restaurante aqui em Porto Alegre cobrando a mesma coisa por um menu degustação. E por aqui evidentemente não tem nenhum restaurante desse nível. Atala é Atala, né? Convenhamos!

  7. 7 eduluz março 15, 2012 às 12:59 pm

    Hélio, venha sim e depois nos informe como foi. E pergunte o preço da flute (coisa que infelizmente não fizemos! 🙂

    Sócio, não captei as formigas. Acho que é o calor! rs

    Márcia, gostamos e muito. O título foi só pra aproveitar a música!
    Vamos fazer o seguinte: quando o Guigão se formar na faculdade, nós comeramos lá, certo?:)

    Carla, volte, sim. O menu é uma verdadeira ode à natureza.

    Valeria, é isto mesmo. Viva o Atala!

    Pati, vale cada centavo. O menu é muito diferentão e se você não abusar do champagne e tomar somente as águas, chega a um custoxbenefício bastante razoável.

    Abs DOMinados pra todos.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




É só inserir o seu email, clicar no botão "Seguir" e a cada novo post publicado aqui, você receberá uma mensagem com o link. É fácil, qualquer criança brinca, qualquer criança se diverte! :)

Junte-se a 628 outros seguidores

Comentários

Blog Stats

  • 1,312,749 hits
março 2012
S T Q Q S S D
« fev   abr »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

Atualizações Twitter


%d blogueiros gostam disto: