Arquivo para 26 de julho de 2012

dcpv – dia uno – orlando/miami – aqui não tem nada de miami vice. só timão campeão.

04/07/2012

Dia uno – Orlando/Miami Aqui não tem nada de Miami Vice. Só Timão Campeão.

Primeiro dia de viagem. E ele prometia.

Afinal de contas, passaríamos por Orlando pra matar as saudades da Re (puxa, já faz um mês!) e depois, iríamos pra Miami de carro (quase 3,5 hs).

O voo da TAM foi noturno, tranquilo e rápido.

As 9:00 hs da matina estávamos na terra do Mickey.

Pegamos o carros na Hertz (desta vez o modelo combinado estava reservado) e rumamos pro Vista Way, o local onde os “trabalhadores” da Disney “descansam”.

Vimos a Re (ela está bonita como sempre e mais magra, além de usar este belíssimo uniforme) e fomos a Best Buy pra comprar algumas coisinhas.

Como ela só entraria no trabalho as 15:30hs, tivemos tempo de conversar bastante e até almoçar.

Fomos ao Brio, um bom e pretenso restaurante toscano no Mall at Millenia.

Como o tempo estava virando (ameaçava cair o mundo), resolvemos levar a Re no trabalho …

… e zarpamos pra Miami.

Até choveu um pouco pelo caminho, mas não foi nada assustador.

Chegamos em Miami por volta das 19:30 hs e o grande dilema foi encontrar onde assistir ao jogo da final da Libertadores.

É claro que o hotel W South Beach (excelente como sempre, diferente do de Paris) tinha inúmeras opções de canais esportivos de tv, mas nenhum que transmitisse o jogo.

Com uma hora de atraso no fuso, a peleja começaria as 21:00 hs.

Até nos arrumarmos, tomamos banho e tais; o primeiro tempo começou. Assistimos (se é que podemos dizer isso) através do minuto a minuto do UOL. Ô sofrimento, sô!

Decidimos descer até a recepção e descobrir se existia algum bar que estivesse passando o jogo.

Após uma consulta, o concierge (gratíssimo) nos indicou um pub irlandês, o The Playwright, na Washington Ave, 1265. Foi o tempo de pegar o carro (a cidade estava comemorando o 4 de Julho) …

… arrumar um lugar pra estacionar e quando menos esperávamos, estávamos sentados no bar, tomando umas cervejas e vendo o Timão pleonasticamente jogar certinho e ser campeão.

Surpreendentemente, das 8 tvs no local, apenas 3 estavam transmitindo o jogo. O restante, passava um jogo de rugby!!!

Mas e pra variar, os corinthianos eram a maioria absoluta (na verdade, 4 e conosco!).

E foi uma emoção só.

Ver os gols do grande Emerson Sheik (ô, Mano, vê se convoca o homem! rs) e comemorar em pleno Estados Unidos foi inesquecível. Ainda mais com a quantidade de fogos de artifício que foram soltos que mais nos davam a impressão de que toda a torcida corinthiana estava por aqui.

O Japão que nos aguarde.

PS – Sabe que é muito bom ver jogos deste jeito? Você pode falar alto e até soltar alguns palavrões que ninguém fala  nada. Nós recomendamos.

PS2 – E não é que tivemos a premonição desta final e do resultado quando da nossa última viagem pra Buenos Aires?

Hasta Tóquio (é claro que vamos!).

See U e amanhã começa a viagem real (porque ganhar a Libertadores invicto foi surreal)

.

Anúncios

É só inserir o seu email, clicar no botão "Seguir" e a cada novo post publicado aqui, você receberá uma mensagem com o link. É fácil, qualquer criança brinca, qualquer criança se diverte! :)

Junte-se a 658 outros seguidores

Posts recentes

Comentários

Blog Stats

  • 1.423.340 hits
julho 2012
S T Q Q S S D
« jun   ago »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

Arquivos

Atualizações Twitter

Anúncios