dcpv – quinquésimo dia – chile – vale do colchágua – conhecendo a neyen e a lapostolle como se deve.

27/10/2012

Quinquésimo diaChileVale do ColcháguaConhecendo a Neyen e a Lapostolle como se deve.

Acordamos cedo e apesar do tempo não muito católico, decidimos andar de bike.

DSC05932DSC05934

A descida do hotel para o vale é brava, mas fomos fortes.

DSC05915

Demos uma boa volta pela vinícola e …

DSC05918

… tivemos o prazer de ver belas paisagens.

DSC05925

Vale o mini fotoblog:

DSC05919

DSC05920

DSC05923

DSC05926

DSC05933

DSC05941

DSC05946

DSC05950

Note que até animais …

DSC05937DSC05940

… e paqueras entre eles, nós vimos.

DSC05939

Voltamos, tomamos banho e tivemos um ótimo café da manhã.

DSC05955

Tínhamos marcado uma visita a uma vinícola simples e próxima, a Neyen com os seus vinhos premiados (94 RP).

DSC05973

A Márcia acabou torcendo o pé na noite anterior e justamente por isto, tanto ela como o Vianney não puderam conhecer o lugar.

DSC05970

Chegamos e logo fomos percebendo como o trabalho por lá é no esquema familiar e tradicional.

DSC05975

Demos uma volta pelas videiras (algumas tem 100 anos!) e …

DSC05968

… fomos conhecer todo o processo de fabricação dum vinho que é muito famoso no Chile.

DSC05980

A vista destas janelas abertas na área de preparação são maravilhosas.

DSC05977

Além de que, fizemos uma degustação especial …

DSC05989DSC05991

… num salão antigo/novo (foi construído em 2008) muito bonito.

DSC05985

Note que uma das paredes foi muito afetada pelo recente terremoto de 2010…

DSC05992

… assim como as casas que estavam no caminho de volta.

DSC06002

Aproveitamos que a fome apertou e iniciamos o processo do almoço.

DSC06017

Antes, demos uma voltinha pela horta que estava um pouco caída, mas dava (literalmente) um bom caldo.

DSC06018DSC06019

DSC06021

DSC06022DSC06025

Começamos tudo com os famosos aperitivos: …

DSC06013

…. roll de salmonete abumado y lechuga, …

DSC06030

queso fresco, aji papaia

DSC06027

… e empanada de queso tapenade.

DSC06031

Tudo perfeito e combinando muito bem com o vinho Lapostolle Sauvignon Blanc 2011.

DSC06036

Ah, quem disse que éramos só nós 8 no hotel?

DSC06033

A entrada foi formada por carpaccio de pulpo (adivinhem se eu gostei???)…

DSC06042

ceviche mixto (diga miquisto) e mix de hojas verdes.

DSC06039

Tudo perfeito, ainda mais acompanhado por um Lapostolle Chardonnay Casas 2011.

DSC06046

Era chegada a hora dos principais.

DSC06035

Que foram lomo de cerdo. …

DSC06054

mote campero, vegetables e salsa Carmenere.

DSC06051

Como alternativa aos não-carnívoros, serviram um peixe (ou um frango? Help me!!).

DSC06048

Perfeitos, assim como o vinho Lapostolle Cabernet Sauvignon Cuvée 2010.

DSC06058

Como sobremesas, suspiro de naranja e raougt de frutos secos.

DSC06070

Enfim, um allmoço frugal. rs

DSC06071

O dia estava cada vez mais pequeno.

DSC06072

A visita pra Clos Apalta estava marcada pras 16:00 hs.

DSC06077

E a esta hora, lá estávamos nós, com o Vianney e sem a Márcia que foi, merecidamente, descansar.

DSC06079

Enfim, conheceríamos a famosa a vinícola do hotel.

DSC05951

E por mais que se tente descrever, não dá pra passar o que se sente ao entrar/estar lá.

DSC06086DSC06087

O passeio é muito interessante e educativo, …

DSC06082

… mesmo porque o prédio chama muita atenção.

DSC06185

É claro que não vou descrever todo aquele blá-blá-blá de como os vinhos são produzidos. Fica o minifotoblog:

DSC06083DSC06084

DSC06096DSC06112

DSC06117DSC06121

Vou me ater a falar como é a adega particular da Madame Alexandra (por sinal, ficamos na casita dela).

DSC06140

No último estágio da ótima visita, você vai fazer a desgustação numa mesa grande e … surpresa!

DSC06154

O tampo se abre e embaixo da mesa, tem uma escada que leva pra tal adega da proprietária.

DSC06142

E que adega!

DSC06155

São dois andares com vinhos de todas as safras e produtores que se possa imaginar

DSC06175

O visual chega a ser de ficção científica …

DSC06149

… e você não tem como não ficar emocionado…

DSC06160DSC06182

… e devaneado.

DSC06129DSC06134DSC06125

Passamos pela loja, compramos alguns vinhos e fomos nos preparar pra aula de gastronomia (??).

DSC06191

Ela não foi muito boa, já que a professora só se preocupou em misturar ingredientes pré-cortados …

DSC06201

… e que formariam um pastel de jaiba. …

DSC06198

… mais conhecida como “Casquita de Cangrejo”.

DSC06244

Esta foi uma das entradas do nosso jantar.

DSC06294

Antes dele e próximo das 20:00 hs, ou seja, ao anoitecer , …

DSC06298

… tivemos, certamente, um dos melhores poentes das nossas vidas.

DSC06308

O céu …

DSC06328

… se pintou …

DSC06329

… de cores dramáticas …

DSC06333

… e tudo …

DSC06332

… mudava …

DSC06334

… a cada segundo.

DSC06347

Deborizando, estava encantador…

DSC06311DSC06316

… e absolutamente lindo.

DSC06339

Era chegada a hora do jantar.

DSC06359

Iniciamos tomando um Pisco Kappa estrela Azul…

DSC06373DSC06371

… e comendo camarones apanados a la inglesa, …

DSC06379

bocado de salmon a las hierbas

DSC06375

… e empanadas de queso, tomate e orégano.

DSC06381

Neste momento, o som dos DJs internacionais, Álvaro e Eymard, estava bombando.

DSC06377

Como entradas, experimentamos a nossa criação coletiva, o pastel de jaiba com uma apimentada galleta de merquén.

DSC06389

Tudo regado a Lapostolle Cuvée Alexandre Chardonnay 2011.

DSC06385DSC06387

Os principais foram pechuga de pato, polenta cremosa, zapallo italiano salteado e salsa de Carmenere.

DSC06402

Foi muito bem harmonizado com um Lapostolle Cuvée Alexandre Carmenere 2011.

DSC06398

Aproveitamos o embalo e chamamos mais um Legítimo Clos Apalta 2009, …

DSC06408DSC06411

…. enquanto esperávamos pela sobremesa, um bombon de quinua com raougt de kiwi.

DSC06417

Vocês devem ter percebido que não falei nenhuma vez sobre a qualidade das refeições, justamente porque todas foram absolutamente adoráveis, …

DSC06422

… seja pelo resultado propriamente dito, …

DSC06068

… seja pela excelente companhia

DSC06393

Pronto! Terminou o nosso último jantar na Casa Lapostolle e tudo foi tão bacana que já estamos colhendo dados pra nossa próxima reunião enoamigável.

DSC06005

Hasta.

Acompanhe os outros dias desta viagem:
Unésimo dia – Santiago – Chile – Início promissor e gastronômico (Coquinaria+Osaka)
Segundésimo dia – Santiago – Chile – Visitando a Concha y Toro mais uma vez, além de passear de bicicleta pela cidade.
Triésimo dia – Santiago – Chile – Isto é que é uma dobradinha ao quadrado. La Chascona/Bocanáriz e Almaviva/Boragó.
Quatriésimo dia – Colcha e água? Casa Lapostolle.

.

12 Responses to “dcpv – quinquésimo dia – chile – vale do colchágua – conhecendo a neyen e a lapostolle como se deve.”


  1. 1 Eymard dezembro 18, 2012 às 6:41 am

    A foto da Madá e Alvaro é a síntese de todo o fotoblog! E antes que confundam a minha foto, achando que eu estava me espreguiçando de sono, informo: estava era dando uma palhinha de Pavaroti! (rs). Por fim, quando nós chamamos o Clos Apalta, não é que ele veio correndo para os nossos braços?

  2. 2 Vianney dezembro 18, 2012 às 8:02 am

    Eymard tem razão: ele realmente estava fazendo um dueto com o Pavaroti.
    E a foto dele abraçando o tonel (e de que vinho !) também está emblemática.
    A da videira de 100 anos causa impacto que você só compreende mesmo se estiver diante dela!
    As entradas, os pratos, os vinhos, as sobremesas, o por do sol inolvidable, que vontade de voltar !
    Eu só acrescentaria neste post uma legenda para a foto do Alvaro e Madá:
    “AUMENTA, QUE ISSO AÍ É ROCK’N ROLL !!”

  3. 3 Vianney dezembro 18, 2012 às 9:07 am

    Complementando o comentário acima:
    Que vontade de voltar, por tudo que esses posts mostraram e, sobretudo, pelas pessoas, claro, pelas pessoas !

    • 4 Eymard dezembro 18, 2012 às 7:03 pm

      Sem dúvida, Vianney. Uma paisagem destas ou um lugar destes, sem as pessoas certas…não tem graça alguma. É só um lugar. Com voces, realmente, fez a diferença.

  4. 5 Madá dezembro 19, 2012 às 9:16 am

    Me diverti muito com o flagrante da dancinha e os comentários.
    Eymard arrasou como tenor. A próxima trilha sonora tem que ser dele.
    Se não fossem as fotos, não teria acreditado que Edu e Dé madrugaram para passear de bicicleta. Escolheram o único horário autorizado pela Lei Seca. Adorei esse roteiro de vocês, tenho que voltar lá para suprir essa lacuna.
    Vianney, precisamos ver a foto que você se esmerou em tirar da cadeira.
    Ainda bem que a aula de culinária não estava à altura do meu avental, seria muito chato só ter elogios a tudo …

  5. 6 Beth dezembro 19, 2012 às 12:23 pm

    Edu
    Mas que lugar lindo!
    E que fotos…
    Gostei da Mad’a e Alvaro dançando!
    Vcs sabem se divertir…
    Bjs.

  6. 7 Evandro Barreto dezembro 19, 2012 às 6:48 pm

    Uma experiência como esta equivale a uma visita ao céu, com a vantagem de se poder voltar para contar tudo! Restou apenas uma dúvida: que foto sintetiza melhor melhor o enredo? Não me decidi entre o close na garrafa de Chateau Margaux, o recital do Eymard ou o pas-de-deux do casal Madá/Alvaro.
    E como bem sabiam os romanos: o bom vinho alegra o coração dos homens. E das mulheres, acrescento eu.
    Abraços,
    Dodô

  7. 8 Marcia lube dezembro 19, 2012 às 8:53 pm

    Então foi isso mesmo, o vinho alegrou sim os nossos corações…
    E harmonizou perfeitamente com o nosso grupo.
    Quando estive a primeira vez na vinícola, imaginei voltar para um séjour com amigos .
    Saiba que seria legal . Mas foi muito legal mesmo !

  8. 9 Bóia Paulistaa dezembro 20, 2012 às 6:52 am

    Oi, Edu. Tudo bem? 🙂

    Seu post foi selecionado para a #Viajosfera, do Viaje na Viagem.

    Dá uma olhada em http://www.viajenaviagem.com

    Até mais,
    Natalie – Boia Paulista

  9. 10 eduluz dezembro 20, 2012 às 11:54 am

    Sócio, ou melhor Pavarotti, o bom desta viagem foi chamar todos os vinhos e eles obedecerem! 🙂

    Vianney, infelizmente não “tocaram Raul”!!
    É claro que esta viagem não seria a mesma se não estivéssemos todos lá!

    Sócio, concordo e discordo. Aquele lugar é tão bacana que até sem ninguém continua bacana!!

    Madá, você dançaram demais e a Dé captou “o” momento.
    Quanto as bikes, eu não disse que tínhamos ido? É verdade mesmo ou seria um truque?? rs
    Também concordo que fiquei curioso pra ver a foto do Vianney.
    A aula foi o ponto menos alto de toda a viagem (mas não menos divertido!)

    Beth, é o lugar pra passear. O problema é que só cabem 4 casais. Vamos esperar uma ampliação e marcar uma reunião por lá.

    Caro Dodô, acredito que a junção dos três fatos seria a ideal.
    O único senão foi não tomar o Chateau Margoux da madame. rs

    Márcia, você que indicou o lugar e ficou a com a (merecida) fama de Cristovão Colombo das vinícolas.

    Bóia, grato mais uma vez. Já é o segundo post desta viagem que entra na Viajosfera.

    Bjs dançantes pra todos.

  10. 11 Culinária no Mundo março 5, 2013 às 3:12 pm

    Que lugar fantástico! não vejo a hora de fazer uma viagem dessas. E quero que termine com um delicioso jantar, haheha

  11. 12 eduluz março 26, 2013 às 7:57 pm

    Culinária, vá e não se arrependerá!

    Abs chilenos pra você.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




É só inserir o seu email, clicar no botão "Seguir" e a cada novo post publicado aqui, você receberá uma mensagem com o link. É fácil, qualquer criança brinca, qualquer criança se diverte! :)

Junte-se a 640 outros seguidores

Comentários

Blog Stats

  • 1,340,312 hits
dezembro 2012
S T Q Q S S D
« nov   jan »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  

Arquivos

Atualizações Twitter


%d blogueiros gostam disto: