Arquivo de janeiro \29\UTC 2013

dcpv – dia IV – veneza – itália – quem vê o canal grande pela primeira vez e em grande estilo, jamais esquece.

23/11/2012

Dia IV – Veneza – Itália – Quem vê o Canal Grande pela primeira vez  e em grande estilo, jamais esquece.

E o sol voltou.

DSC07806

É claro que estava frio, mas o sol ajuda bastante.

DSC07811

Tomamos o ótimo café da manhã do hotel, arrumamos tudo e zarpamos.

DSC07803

A idéia seria passar em Vicenza e Padova, dois excelentes bate-voltas pra quem está em Verona (ou Veneza ou Florença e ou até mesmo Milão).

DSC07830

Colocamos a função “se perca” no Giuseppe, o nosso GPS italiano e fomos.

DSC07824

Atravessamos um montão de cidadezinhas pequenas,  …

DSC07816

… com vistas bacanas…

DSC07815

… e paisagens deslumbrantes, até chegarmos em Vicenza.

DSC07827

Que é uma cidade bem grande e com uma arquitetura muito bem estruturada e criada pelo Andrea Palladio, o Frank Gehry daquela época.

DSC07828

Demos só uma passadinha, já que estacionar por lá se mostrou ser uma grande dificuldade.

DSC07826

Seguimos em direção de Pádua, outra cidade grande e bastante universitária.

DSC07842

Pra variar, vimos mais cidades pequenas e muito bonitinhas no meio do caminho.

DSC07837

Especialmente as que margeiam o rio, que neste horário próximo do por-do-sol, …

DSC07840

… tinham as imagens das suas casas refletidas na água.

DSC07839

Por falar em água, tínhamos horário marcado pra chegar em Veneza, a Recife italiana (esta piada é velha, mas é boa, né Márcia?).

DSC07849

Entregamos o carro na Europcar e as 15:00 hs, a Domênica estava nos esperando pra nos levar pra nossa limosine.

DSC07853

Sim, uma tremenda limosine aquática com direito a champanhe, …

DSC07852

… Bellini’s …

DSC07854

… e o melhor de tudo, te deixar no cais do hotel sem qualquer intermediário (e aqui em Veneza, estes podem ser os temidos degraus do zilhão de pontes que você cruzará pra chegar ao local de origem).

DSC07889

É claro que curtimos muito o Canal Grande.

DSC07873

Este momento de deslumbre vale o fotoblog:

DSC07857

DSC07859

DSC07860

DSC07861

DSC07864

DSC07866

DSC07868

DSC07878

DSC07881

E como estávamos em grande estilo, ficamos numa suite de frente pro Canal Grande,

DSC07885

… no hotel Palazzo Barbarigo.

DSC07888

Uma verdadeira beleza.

DSC07891

Após as apresentações resolvemos desopilar um pouco e caminhar até a Piazza San Marco.

DSC07896

O nosso hotel fica em San Polo.

DSC07892

Ou seja, rodamos muito e fomos apresentados a esta mística cidade.

DSC07897

Subimos, …

DSC07899

… descemos, …

DSC07902

… atavessamos pontes …

DSC07900

… e finalmente chegamos ao principal marco da cidade.

DSC07906

Quando vimos o Caffe Florian, …

DSC07910

… ouvindo música clássica ao vivo ao fundo, não resistimos:

DSC07916

… sentamos, …

DSC07909

… pedimos duas flutes de Viuvinha, …

DSC07915

… uns tramezzini de salmão defumado; …

DSC07914

… então prestamos atenção na arquitetura (como será que aqueles caras construiram isto tudo?) …

DSC07912

… e nos deixamos envolver pela aura do lugar. Que maravilha!

DSC07908

Voltamos, porque mais uma aventura nos esperaria: como encontrar o local do restaurante que jantaríamos? rs
Não sei se você sabe, mas aqui em Veneza, os lugares não tem um endereço dito comum.

DSC07918

O máximo que informam é o sestieri (um tipo de bairro) que ele fica e dá-lhe Google Maps.

DSC07920

Então, calcado nestas informações, saímos belos e fagueiros pra encontrar a Trattoria Antiche Carampane, um dica do grande Luiz Américo Camargo.

DSC07935

E demoramos mais ou menos meia hora pra percorrer um caminho que normalmente deveríamos fazer em 5 minutos. rs

DSC07964

Mas valeu cada um deles.

DSC07969

O lugar é realmente imperdível.

DSC07956

Pequeno, intimista e com uma comida inesquecível.

DSC07937

Sentamos numa mesa bastante apertada (o restaurante estava lotado), mas o que viria a seguir nos deixaria, literalmente, de bocas abertas.

DSC07946

Pedimos, pra começar, um antepasto misto clássico alla Veneziana, di solito con cicale di mare, gamberetti com Polenta  mórbida, baccalá mantecatto, etc, etc.

DSC07947

Dá pra imaginar este etc, etc? 🙂

DSC07945

Antes disso, nos serviram num cone de papel, uns excepcionais minúsculos camarõezinhos fritos. São viciantes.

DSC07933

Pra acompanhar, um Tokai Friuliano Vignai da Duline 2011 que não ficou atrás da magnífica entrada.

DSC07943

Como principais, escolhemos pastas. A Dé foi de Tagliolini con i Zotoi (piccoli Moscardini). Curiosidade; estes são pequenos e delicados bivalves, semelhantes a lulinhas.

DSC07950

Eu, Spaghetti in Cassopipa (ai frutti di mare speziati).

DSC07952

Ambos al dente e com um molho e ingredientes muito mais do que marcantes.

DSC07955

Foi uma refeição tão ótima, que optamos por não pedir nenhuma sobremesa, curtir os nossos “cortos” expressos e voltar pro hotel no faro!

DSC07958

Ah! A entrada oficial por terra do hotel é de cinema.

DSC07959

São três corredores imensos e estreitos de mais ou menos uns 150 m cada um que te fazem ter a certeza de nunca ter visto nada parecido.

DSC07921DSC07923

Esta cidade é realmente muito louca.

DSC07973

Arrivederci.

Acompanhe os dias anteriores desta viagem:
Dia I – Verona – Itália – A terra da goiabada com queijo, ops, de Romeu e Julieta.
Dia II – Verona – Itália – Seguindo os passos dos amantes.
Dia III – Verona – Itália – Conhecendo o lago Garda.

.

dcpv – first day – londres – provamos um ícone e fomos ver o vice.

02/02/2013

First Day Londres – Provamos um ícone e fomos ver o vice.

Inauguramos uma nova categoria de viagens, graças a Re (que só tinha esta semana livre pra passear).

DSC00104

São os bate/voltas internacionais. Neste caso, fomos pra Londres.

DSC00226

E pra ficar somente 5 noites.

DSC00155

A idéia seria aproveitar tudo que esta capital vibrante tem pra nos oferecer, e melhor, sem grandes preocupações de fazer os lerês obrigatórios (isto sim é uma redundância).

DSC00354

Partimos na noite de 01/01. O vôo tinha tudo pra ser tranquilo (afinal de contas foi feito num triple Seven da TAM), mas as turbulências não deixaram.

DSC00106

De qualquer forma, chegamos inteirões no aeroporto de Heathrow e pegamos o nosso transfer pra capital inglesa.

DSC00107

Ficaríamos no Haymarket Hotel, situado bem na zona teatral, ou seja na muvuca.

DSC00154

Além do mais, ele é um hotel design muito charmoso e com quartos mais do que bonitos …

DSC00108

… e espaçosos.

DSC00110

Enfim, é um verdadeiro hotel pra chamar de seu.

DSC00464

Saímos correndo porque tínhamos reservado um verdadeiro ícone dos costumes ingleses: um chá da tarde.

DSC00136

O lugar seria a Fortnum&Mason, uma loja de departamentos antigona e muito tradicional.

DSC00122

É claro que atrasamos mais do que 15 minutos da nossa reserva e mais claro ainda que a perdemos.

DSC00147

Tivemos que esperar mais uns 20 minutos até que aparecesse uma mesa vaga, mas no fim até que foi legal, porque assim pudemos observar melhor todo o ambiente.

DSC00144

Imagine um lugar clássico, com um pianista tocando, bastante interessante e com muita gente?

DSC00119

Pois é justamente o que este salão de chá é, o pomposo Diamond Jubilee Tea Salon.

DSC00141

Iniciamos tudo com flutes de Dom Pérignon.

DSC00128

E pedimos 3  chás tradicionais completos, …

DSC00125

… que são servidos naquelas estruturas de 3 andares , onde o primeiro tem doces variados …

DSC00138

… e deliciosos; …

DSC00139

… o segundo, scones pra serem recheados com lemmon curd, geléia de framboesa (e que geléia) e um tipo de creme; …

DSC00137

… e o último, que na verdade foi o primeiro que comemos, com os mais diferentes sandubas (de rosbife, de ovos, de frango e o tradicional de pepinos).

DSC00133

Tudo isto acompanhado por chás que escolhemos duma carta enorme e mais do que especial.

DSC00129

É um programa verdadeiramente imperdível tomar um icônico chá da tarde se você estiver em Londres.

DSC00140

Voltamos pro hotel, com um pequeno chuvisco e corremos mais um pouquinho, porque tínhamos comprado ingressos pra ver o vice-campeão do mundo, o Chelsea, no Stamford Bridge.

DSC00149

O amigo da Re, o Gustavo Chiquitto também iria junto conosco.
Como fizemos pra conseguir os ingressos já que os jogos da Premier League tem os estádios todos lotados?

DSC00169

Entrei no TicketExpress e comprei de cambistas. Deu tudo certo, já que chegamos no hotel e os tiquetes estavam com o concierge.
Pegamos um taxi que nos deixou bem perto do estádio.

DSC00207

O jogo seria contra o Quens Park Rangers, time do goleiro Júlio César (ex-seleção brasileira. Atualizando, o Felipão já convocou o homem de novo!) e atual último colocado no campeonato inglês.

DSC00174

Já o Chelsea estava se recuperando do abalo emocional que teve ao perder a final do Mundial pro Timão.

DSC00162

E a experiência foi incrível já que sentamos na quinta fileira e bem no nível do campo.

DSC00180

Estávamos tão próximos do campo que praticamente ouviríamos tudo o que os jogadores falavam, caso as torcidas não fizessem tanto barulho.

DSC00173

É claro que o Chelsea pressionou o jogo todo, …

DSC00178

… perdeu um montão de gols (como aquele Fernando Torres é grosso, meu Deus!) …

DSC00164

… e com a nossa presença pé- fria, o QPR fez um golzinho no final.

DSC00187

Resultado? 1×0 pro visitante.
Aproveitamos que estávamos em território inimigo pra desfilar com a bandeira do melhor time do mundo e algoz do Chelsea.

DSC00193

Resumindo, foi muito divertido e espero que um dia os nossos campeonatos atinjam este nível.
Como sempre, em qualquer partida de futebol no mundo, o maior stress acontece quando você tem que voltar pro hotel ao final do jogo. É duro ter que disputar com uma verdadeira multidão ou o metrô, ou algum taxi desgarrado.

DSC00206

Resolvemos andar em direção ao centro, e após uns vinte  minutos, conseguimos pegar um taxi que nos devolveu ao hotel.

DSC00150

Bom, foi isso.
Prum primeiro dia dum bate/volta, tá bom, né?

DSC00367

Until tomorrow.

.

dcpv – dia III – verona – itália – conhecendo o lago Garda.

22/11/2012

Dia III – Verona – Itália – Conhecendo o lago Garda.

Como era de se esperar, o clima variou bastante neste dia.

DSC07758

Aquele belíssimo sol de ontem não deu as caras e como já tínhamos feito os lerês de Verona, …

SONY DSC

… optamos por conhecer o maior lago da Itália, o Garda.

DSC07733

Se você for margeá-lo, terá que andar por cerca de 200 km.

SONY DSC

Acordamos cedo, tomamos o café esperto do hotel

DSC07801

… pegamos o carro e fomos direto pra Bardolino (fica a uns 30 km de Verona).

DSC07726

É uma cidadezinha conhecida pelo seu famoso vinho …

DSC07676

… e também pelo museu do Azeite, o Museo dell’Olio d’Oliva, o Museum.

DSC07723

Esta visita é imperdível.

DSC07713

A entrada é gratuita e lá você conhece toda a história do “olio”.

DSC07714

Desde os apetrechos e o modo como extraiam o azeite das azeitonas nas priscas eras …

DSC07715

… até como é feito nos dias atuais.

SONY DSC

Além do mais, a lojinha do museu também é imperdível.

SONY DSC

Como estávamos muito perto, vimos também Garda, a cidade,  …

SONY DSC

… e  Lazise, lugarejos bem pequenos e com paisagens deslumbrantes.

SONY DSC

Todo o caminho é muito bonito, com uma vegetação multicolorida típica de final de outono …

DSC07741

… e com maciços que se formam no momento em que se avança ao norte do lago.

SONY DSC

Retornamos pra Verona e fomos procurar um lugar pra almoçar.

SONY DSC

Encontramos a Antica Bottega del Vino, …

SONY DSC

… uma enoteca tradicional e muito estilosa.

SONY DSC

Sabe aqueles lugares com garçons velhinhos e engraçados e com clientes também?

SONY DSC

Com o cardápio na lousa?

SONY DSC

Com excelente comida?

SONY DSC

Pois este é certamente um deles.

SONY DSC

Sentamos e fomos pedindo, pois estávamos com muita fome. A Dé escolheu um bacalhau desfiado no molho com polenta

SONY DSC

… e eu, um leitãozinho, um maialino crocante com brócolis, berinjela e alcachofra, tudo grelhado.

SONY DSC

Tomamos duas taças de vinho. Pra Dé, um Amarone, que ela não é boba e pra mim, um ótimo Valpolicella.

SONY DSCSONY DSC

Podemos considerar este almoço como perfeito.

SONY DSC

Pagamos a conta e fomos caminhar.

SONY DSC

Resolvemos conhecer a Arena di Verona internamente. Ela é considerada uma das três mais bem conservadas de toda a Itália.

SONY DSC

E é mesmo.

SONY DSC

Tanto que até hoje ainda são feitos espetáculos por lá.

SONY DSC

Uma pena não haver nenhum agendado pro período em que estivemos em Verona.

SONY DSC

Continuamos andando até o Castelvecchio, um museu característico …

SONY DSC

…e que é acoplado a Ponte Scaligero, a mais bonita de toda Verona.

SONY DSC

Ela é tão querida que após ter sido bombardeada na segunda guerra, toda a população se juntou pra reconstruí-la a partir dos tijolos que caíram no Rio Adige.

SONY DSC

Como escurece muito cedo, ainda tivemos tempo de dar mais uma passeada pelo centro e …

SONY DSC

… fazer uma happy hour a base de Spritz.

DSC07776

E o jantar? Optamos pelo frugalidade e tentamos “enotecar”.

DSC07796

Perto do hotel, tem uma vinoteca, a Osteria del Bugiardo que é uma daquelas freqüentadas pelos veronianos.

DSC07799

Tanto, que foi impossível entrar nela.

DSC07798

Acabamos indo comer um boa pizza

DSC07794

… e uma salada de proscciuto com burrata

DSC07789

…no Caffè ai Lamberti, que fica na Piazza dell’Erbe.

DSC07784

É claro que tomamos um Valpolicella Superiore pra acompanhar tudo.

DSC07791

Retornamos caminhando, a tônica da viagem, e pensando como o Benigni:  a vida é bela!

DSC07433

Arrivederci.

Acompanhe o primeiro dia desta viagem:
Dia I – Verona – Itália – A terra da goiabada com queijo, ops, de Romeu e Julieta.
Dia II – Verona – Itália – Seguindo os passos dos amantes.

.

dcpv – molise e basilicata. já ouviu falar?

número 331
02/10/12

Molise e Basilicata. Já ouviu falar?

Molise e Basilicata são as duas menores regiões do Sul da Itália. Elas parecem ter parado no tempo.

DSC09611

Nos vilarejos de pescadores à beira-mar ou nas aldeias cravadas em montanhas, os moradores jogam conversa fora ou simplesmente apóiam-se nas janelas para apreciar a vida que segue seu curso lento e tranquilo.

DSC09704

Esta é a introdução interessante do livro sobre a culinária desta regiões peculiares, o fascículo 19 da Coleção Folha Cozinhas da Itália.

DSC09608

Quanto mais eu pesquiso sobre os italianos, mais acho interessante todo o material desta coleção. Neste caso, estas pequenas regiões pouco exploradas pelo turismo mostram o quanto absorveram dos seus grandes e conhecidos vizinhos, a Puglia e a Campanha.

DSC09653

Nas despensas destes lugares encontramos berinjela vermelha de Rotonda, o queijo burrico, o famoso Caciocavallo, o feijão de Sarconi, a lingüiça Lucanica, a carne-seca de ovelha Misischia, o queijo pecorino di Filiano, a salsiccia, mais conhecida como lingüiça di Pietracatella, o queijo Scamorza, a sopressata Lucana e o manjado Peperoncino, a nossa pimenta vermelha.

DSC09634

Ou seja, um montão de ótimos ingredientes que nunca ouvimos falar, e pior, jamais experimentaremos.

DSC09663

Vamos lá, portanto, saborear a comida simples, campestre e de ingredientes de Molise e Basilicata.

DSC09657

Bebidinha – Spritz Aperol

Se você nunca experimentou, experimente.

DSC09666

É um drinque refrescante e viciante. Basta misturar uma parte de H2O Limão, 2 de Aperol (se não encontrar, use algum bitter com Cynar, Campari, Cinzano, etc) e 3 de Prossecco.

DSC09669

Entrada – Insalata di cipolle caramellate e rucola e Peperonata.

Pra esta salada de cebolas carameladas e rúcula, corte 2 fatias de pão italiano em cubinhos, regue com azeite e toste na frigideira. Deixe esfriar.
Descasque e corte 4 cebolas roxas em gomos finos.

DSC09631

Aqueça 3 colheres de sopa de azeite, adicione os gomos de cebola e pulverize com 2 colheres de sopa de açúcar. Tampe a panela e cozinhe em fogo baixo por 30 minutos, mexendo de vez em quando, até a cebola dourar uniformemente.

DSC09652

Junte um pouco de caldo de legumes, 1 colher de sopa de vinagre balsâmico e continue cozinhando até a cebola ficar macia.
Retire do fogo, tempere com sal e deixe amornar.

DSC09673

Enquanto isso, faça um vinagrete com 5 colheres de sopa de azeite, 1 e 1/2 de vinagre de vinho tinto e 1 de mostarda de Dijon. Misture tudo.

DSC09633

Monte, distribuindo nos pratos as folhas de rúcula, os cubos de pão, o vinagrete, a cebola caramelada e os tomates secos.

DSC09671

Sirva polvilhada com queijo pecorino ralado.

DSC09674

Já pra Peperonata, os pimentões refogados, limpe bem e corte-os em tiras.

DSC09613

Fatie cebolas e dentes de alho a gosto e refogue-os em azeite, juntamente com louro.

DSC09615

Assim que a cebola estiver transparente, acrescente os pimentões, tempere com sal e pimenta e cozinhe em fogo alto por 10 minutos, até que fiquem macios.

DSC09616

Agregue molho de tomate e cozinhe em fogo brando até reduzir e encorpar.

DSC09639

Servi os dois juntos formando uma entrada italianíssima e das boas.

DSC09679

Nos sentimos como um daqueles italianos das cidades do interior e tomamos um bom espumante, o Pinot Noir/Chardonnay Pongrácz que foi “animal, spritzado, mandelesco, aperolado” segundo os oriundi, nós mesmos.

DSC09678

Principal – Fusilli com farelo de pão e Legumes à Camponesa

Fusilli con la mollica. É assim que esta receita é chamada na Itália. E é um grande exemplo de boa comida feita com sobras.

DSC09684

Cozinhe 320g de fusilli em abundante água com sal até ficar bem al dente (conselho: tire um pouco antes).
Numa panela grande antiaderente, derreta 4 colheres de sopa de manteiga e junte 3 colheres de sopa de farinha de rosca (eu triturei um pão velho italiano na minha Bimby), misturando até tostar bem.

DSC09682

Salteie a massa na farinha rapidamente, coloque salsinha e tempere com sal e pimenta a gosto. Junte 40 de queijo pecorino ralado.

DSC09686

Já a Ciambotta, ou seja, os legumes, são feitos da seguinte maneira: lave 250g de berinjelas, fatie-as em rodelas de 1 cm e deixe-as em repouso por 1 hora numa peneira, polvilhadas com sal.

DSC09635

Corte 250 g de batatas, 250 de de tomates em cubinhos e 250g de pimentões vermelhos em tiras.

DSC09638

Frite a berinjela (seque-as bem) em azeite quente e deixe escorrer em papel absorvente.

DSC09640

No mesmo azeite, frite os cubinhos de batata, as tiras de pimentão e deixe escorrer também.

DSC09642DSC09648

Noutra panela, aqueça um fio de azeite e acrescente todos os ingredientes fritos, o tomate e um dente de alho.

DSC09661

Deixe cozinhar em fogo baixo por cerca de 20 minutos, até que os legumes estejam bem macios. Ajuste o sal e sirva.

DSC09688

É o que realmente podemos chamar de comfort food.

DSC09701

Anda mais acompanhado dum vinho tinto Crash Ribera del Quadiana que foi “HQ, Spirit, Dick Tracy, batidão“, segundo os Ninos, os italianinhos, nós mesmos..

DSC09696

Sobremesa – Dolce di noci

Este é realmente imperdível.

DSC09690

Pique bem 500g de nozes (observadores, também colocamos um pouco de amêndoas), junte 400g de açúcar, 2 ovos e misture bem.

DSC09622

Espalhe a massa com o rolo sobre uma superfície lisa até atingir 0,5 cm de espessura.

DSC09627

Corte em quadradinhos de 4 cm e disponha-os em assadeira forrada com papel-manteiga.

DSC09636

Enquanto isso, bata 1 clara em neve, junte suco de 1/2 limão e 2 colheres de sopa de açúcar.

DSC09625

Cubra os biscoitos com este glacê e leve ao forno pré-aquecido a 250ºC por cerca de 15 minutos ou até dourarem.

DSC09689

Sirva-os quentes (se bem que eles frios também são excepcionais).

DSC09697

Eis as opiniões dos bambinos:
Bisar é repetir a mesma sensação, o mesmo prazer. Estes biscoitinhos de nozes são brincadeira! (Edu)
Instant replay (duas vezes maravilhoso). (Mingão)
Espetáquila! (Deo)

DSC09681DSC09706

“As bucólicas e montanhosas regiões de Molise e Basilicata, no Sul da Itália, parecem ter parado no tempo com suas cidades pequenas e pouco populosas. As receitas remetem aos sabores deixados pelas avós italianas.”

DSC09693

É, precisamos conhecer estes lugares urgentemente.

DSC09708

Ciao.

dcpv – dia II – Verona – Itália – Seguindo os passos dos amantes.

21/11/2012

Dia IIVeronaItáliaSeguindo os passos dos amantes.

Mais um dia em Verona.

SONY DSC

Na verdade, seria o primeiro dia completo.

SONY DSC

Acontece que a tarde/noite de ontem foi tão bacana que ficou a sensação de que Verona é uma velha conhecida.

SONY DSC

Acordamos até que cedo (prum dia pós-viagem) …

DSC07494

… tomamos um lauto café da manhã no próprio hotel

DSC07495

… com direito a bolinho de aniversário …

DSC07501

… e fomos bater pernas.

DSC07514

Fica aqui um conselho: automóvel  é um equipamento sem muito uso quando se quer circular pela cidade.

DSC07515

É melhor (e muito mais rápido) usar os pés do que os pneus.

DSC07517

Inicialmente, rumamos pra Piazza delle Erbe, o epicentro de Verona.

DSC07522

Lá existem muitos “palazzi” e…

DSC07525

… vistas de tirar o fôlego, …

DSC07524

… ainda mais com o tempo reinante.

DSC07508

E bem no centro dela, várias barracas formam um mercadinho com muitas bancas de bugigangas e legumes, …

DSC07526

… alguns diferentões …

DSC07547

… além de cogumelos, que mais parecem ovos.

DSC07529

Um pouco adiante chegamos a Piazza dei Signori, ..

DSC07530

… com esta elegante estátua de Dante (aquele do Inferno) bem no centro.

DSC07531

Mais um pouquinho e estávamos nos túmulos dos Scaligeri, a famosa família que dominou Verona  por 124 anos a partir de 1263.

DSC07535

Perto dali está uma das maiores atrações de Verona, a casa de Julieta.

DSC07546

É claro que deixamos o nosso cadeado lá …

DSC07557

… e aproveitamos pra conhecer os aposentos, onde dizem, a beldade viveu.

DSC07571DSC07572

Não poderia faltar a tradicional foto com a estátua dela, …

DSC07558DSC07559

… assim como a do famoso balcão.

DSC07551

Logo após, voltamos pra região da Arena Romana, …

DSC07579

… onde almoçaríamos na Enoteca Cangrande, …

DSC07580

… um restaurante que preconiza ter a melhor burrata de toda a Itália.

DSC07606

O lugar é muito simpático …

DSC07608

… e apesar de termos reservado, só nós estávamos lá.

DSC07585

E claro que pedimos uma deliciosa Burrata (é a melhor mesmo!) …

DSC07603

… e um Bigoli pra dividir, …

DSC07615

…  além de duas taças de vinho, uma dum Amarone Aliotto 2010, …

DSC07598DSC07596

… e outra dum Valpolicella Villa Arvedi 2009, ambos apaixonantes.

DSC07611

Ainda vimos uma trapizomba usada pra servir/dosar/aerar vinhos que cobiçamos, mas não conseguimos encontrar pra comprar.

DSC07594

Foi um ótimo almoço e ume pedida melhor ainda, já que os piccolos continuavam fazendo parte do nosso menu.

DSC07599DSC07618

Voltamos pro hotel pra dar uma verificada nas coisas e zarpamos pra conhecer mais alguns pontos de Verona.

DSC07542

O primeiro foi o Giardino Giusti, …

DSC07645

… considerado por alguns e nas priscas eras, o mais bonito de toda a Europa.

DSC07647

Quer dizer, foi. Porque ele é bem bacana e tem um belvedere lindíssimo com vistas da cidade …

DSC07651

… mas hoje não está tão bem cuidado assim.

SONY DSC

De qualquer forma, vale a visita.

DSC07649

Como estávamos perto, demos uma boa olhada no Teatro Romano.

DSC07656

Ele se mostrou tão interessante que prometemos fazer uma visita amanhã como se deve.

SONY DSC

Voltamos pro hotel, passeando sem destino pela cidade.

DSC07641

Tem coisa melhor do que vagar sem saber direito aonde está e, melhor, cruzando com nativos?

DSC07548

O nosso jantar comemorativo de aniversário seria no estrelado Ristorante Il Desco.

DSC07673

Uma pequena caminhada de 800m nos abriria o apetite. E foi o que aconteceu.

DSC07676

Chegamos no horário da reserva (21:00hs) e percebemos que estávamos novamente sozinhos no restaurante.

DSC07679

Como a ocasião era especial, optamos pelo menu degustação regional.

DSC07696

Seriam 5 pratos que representavam condignamente a cozinha do Veneto.

DSC07687

Adivinhe se não começamos com um piccolo, uma sopa de bacalhau com um crocante de polenta muito saboroso?

DSC07684

Pedi o auxilio do sommelier e ele nos indicou um Valpolicella Brolo dell Giare 2005 espetacular.

DSC07678

O desfile começou com um suflê de abobrinha acompanhado dum caldo com frutos do mar: sublime.

DSC07691

Continuamos com gnocchi com escargot que era levíssimo e ao mesmo tempo, fez com que a Dé experimentasse o bichinho molão e gostasse! (claro que passado o entusiasmo, ela declarou que não gostou tanto assim 🙂 ).

DSC07692

Mais um prato típico, o Pasta e Fagiolli foi experimentado e gostamos muito .

DSC07699

Como último prato salgado, eu escolhi o que constava do menu, o Brasato ao Barolo com purê de batatas

DSC07700

… enquanto a Dé, pediu uma substituição ao chef (que como sempre, estava a postos). Ele indicou um Seabass com molho de erva-doce que tinha um ótimo sabor.

DSC07704

Nós estávamos mais do que satisfeitos, o que não impediu o chef de nos mandar uma pré dessert (ah, os piccolos!), …

DSC07706

… antes do levíssimo Tiramisu.

DSC07708

Olha, foi um legítimo city tour pela gastronomia venetana.

DSC07690DSC07701

Paga a conta, só nos restou caminhar de volta ao hotel com a lua e a história de Romeu e Julieta nos acompanhando.

DSC07772

Eu juro que ao fundo nós ouvíamos: Dio come ti amo.

DSC07659

Arrivederci .

Acompanhe o primeiro dia desta viagem:
Dia I – Verona – Itália – A terra da goiabada com queijo, ops, de Romeu e Julieta.

.

dcpv – sexiésimo dia – chile – de volta pro aconchego, ops, santiago

28/10/2012

Sexiésimo diaChileDe volta pro aconchego, ops, pra Santiago.

Era dia de sair do sonho lapostóllico.

DSC05700

E as casitas, as nossas moradias temporárias, necessitam de uma melhor explica/explanação.

DSC05697

Você não imagina o quão reconfortante é chegar no seu quarto e ter a visão que elas te proporcionam.

DSC05852

A sala de dormir (podemos chamá-la assim) é espaçosa e agradável.

DSC05682

Ela tem vista de todo o vale.

DSC06439

É espetacular.

DSC06444

E ainda mais quando se tem a oportunidade de ver um nascer-do-sol sensacional como este.

DSC06428

Fomos tomar café, o derradeiro café …

DSC06447

… e nos prepararmos pra volta pra Santiago.

DSC06446

Enquanto a Márcia e o Vianney e a Madá e o Álvaro voltariam pro Rio, nós e os sócios ainda ficaríamos mais uma noite em Santiago.

DSC06455

E desta vez, experimentando o The Aubrey, um hotel boutique pequeno e que fica ao lado da La Chascona, a casa do Neruda .

DSC06520

Antes de conhecer o hotel, fizemos o caminho de volta do Vale do Colchágua, vendo paisagens bacanas …

DSC06449

…  e em apenas duas horas (um tremendo upgrade em relação ao tempo gasto na ida).

DSC06460

Deixamos os casais no aeroporto, nos despedimos dos mais novos velhos e bons amigos, …

DSC05577

… e fomos conhecer o hotel.

DSC06514

Ele é bem bacana (claro que não comparável ao W Santiago), …

DSC06463

… com bons toques de modernidade …

DSC06515

… e uma administração pessoal do seu presente dono.

DSC06519

Estávamos com fome e fomos procurar um restaurante.

DSC06469

O problema é que esquecemos completamente que aqui no Chile também seria um domingo de eleições. Ou seja, quase tudo estaria fechado e pior, não se poderia tomar nenhuma bebida alcóolica.

DSC06468

Paradoxo dos paradoxos, tivemos que seguir a Lei Seca em plena Santiago.

DSC06486

Por sorte (ou azar, você verá) o famoso restô Como Agua para Chocolate estava aberto.

DSC06471

Conseguimos uma mesa (me parece que normalmente os chilenos não saem pra almoçar aos domingos, daí a maioria deles não funcionar) e fomos passar pela pretensa culinária afrodisíaca do lugar.

DSC06480

Apesar de ser um pouco fake, tudo é bem bonito …

DSC05306

… e temático.

DSC06473

Mas a comida, sinceramente, ficou a desejar.

DSC06487

Tudo bem que tivemos que tomar cerveja sem álcool…

DSC06485

Pedimos uma entrada com camarões e machas num molho de 3 queijos.

DSC06491

Como principais, a Lourdes pediu um peixe, …

DSC06497

… a Dé um péssimo Côngrio, …

DSC06493

…. o Eymard um mediano atum ,…

DSC06501

… e eu, um péssimo macarrão com frutos do mar.

DSC06492

Inclusive, tinha alguns fios que nem cozidos estavam.

DSC06502

Fomos insistentes e pedimos sobremesas.

DSC06503

Foi mais uma burrada. O tal pudim de 3 lêches e…

DSC06506

… o Como agua para chocolate eram muito ruins.

DSC06508

Só nos restou perceber todo o engraçado do entorno. Dá pra imaginar o único restaurante da região cheio e com brasileiros querendo furar a fila de espera de qualquer jeito?

DSC06472

Voltamos ao quarto, demos uma boa dormida (slow travel, minha gente) e fomos conhecer o Parque Metropolitano.

DSC06518

Se bem que com o calor reinante (quase 35ºC), …

DSC06530

… demos somente uma voltinha, o suficiente pra ver belíssimas vegetações …

DSC06532

… e flores.

DSC06529

Retornamos ao hotel e nos livramos definitivamente da lei seca…

DSC06533

… tomando um (a calhar) Cremant de Loire. 

DSC06537DSC06538

Tudo isto pra nos prepararmos pra conhecer o restaurante Arola, que fica no hotel Ritz Carlton.

DSC06547

Já tivemos ótimas experiências por lá, especialmente no de Paris.

DSC06552

E cá pra nós, chegar a um Ritz Carlton é outra coisa.

DSC06555

O restaurante é um daqueles moderninhos e com mobília chique.

DSC06594

Como já conhecíamos o sistema, fomos logo escolhendo tanto o vinho, como os tapas quentes e frios. O vinho branco foi um Chardonnay E.Q. Matetic 2011.

DSC06557DSC06560

Antes dos pratos, o tradicional pan com tomate foi servido.

DSC06556

E melhor, no modelo monte você mesmo.

DSC06559

Logo em seguida vieram os tapas frios: aspargos empanados ,

DSC06577

carpaccio de cogumelos, …

DSC06566

carpaccio de cerdo

DSC06569

… e centolla e cangrejo.

DSC06567

E os tapas quentes: as legítimas batatas bravas,

DSC06564

pulpo (ai, pulpito), …

DSC06570

croquetes de jamon

DSC06573

… e empanadas de atum.

DSC06572

Todos perfeitos e no formato pra compartilhamento total.

DSC06575

Tomamos mais um vinho branco, o Chardonnay Sol del Sol 2009. Mais um excelente.

DSC06578DSC06579

E pedimos uma degustaçào de 4 sobremesas (não se esqueçam que estávamos com muita fome): espuma de crema Catalunha, …

DSC06589

7 formas de chocolate, …

DSC06585

chocolate branco

DSC06604

… e torta de maçã .

DSC06584

Como era o nosso último jantar desta viagem, resolvemos homenagear a Márcia e o Vianney, tomando um Late Harvest Erasmo, …

DSC06591DSC06600

.. e também ao som dos Ramones, homenageamos a Madá e o Álvaro. One, two, three, four… I Wanna be sedated.

DSC06606

Voltamos ao The Aubrey pra dormirmos o sono dos justos, acordar cedo pra arrumar as malas e partirmos.

DSC06615

Tivemos tempo de experimentar o bom café de manhã…

DSC06620

… e pronto!

DSC06623

Continuo insistindo que o Chile, um país próximo a nós, ainda é (apesar do aumento considerável do fluxo), pouco visitado pelos brasileiros.

DSC06625

Suas montanhas, seus desertos, suas geleiras, suas ilhas, mesmo a sua capital deveriam ser explorados mais costumeiramente por nós.

DSC06319

E no nosso caso, ainda tivemos uma ótima experiência com um grupo que certamente veio pra ficar.

DSC05740

Foi (mais uma) excelente viagem.

DSC05580

Adiós.

Acompanhe os outros dias desta viagem:
Unésimo dia – Santiago – Chile – Início promissor e gastronômico (Coquinaria+Osaka)
Segundésimo dia – Santiago – Chile – Visitando a Concha y Toro mais uma vez, além de passear de bicicleta pela cidade.
Triésimo dia – Santiago – Chile – Isto é que é uma dobradinha ao quadrado. La Chascona/Bocanáriz e Almaviva/Boragó.
Quatriésimo dia – Colcha e água? Casa Lapostolle.
Quinquésimo dia – Chile – Vale do Colchágua – Conhecendo a Neyen e a Lapostolle como se deve.

.

dcpv – segunda assembléia de final de ano: la cocotte

22/12/2012

Segunda assembléia de final de ano: La Cocotte.

E não é que fizemos uma nova assembléia de final de ano das Corporações LoNgueLuz?

077

E pra variar foi na La Cocotte, um empreendimento com participação do Juscelino “Maravilhoso” Pereira (vide Piselli, Maremonti, Tre Bicchieri, Zena e outras casitas mas).

DSC00006

Aproveitaríamos a oportunidade pra rever o que aconteceu em 2012 e fazer um planejamento pra 2013.
Pra melhorar, além da Lourdes e do Eymard, a Márcia e o Vianney estavam por aqui.

DSC00016

Eles estão interessados em investir nas ações da LongueLuz, já que lançaremos o tão aguardado IPO em 2013.
Chegamos (pra variar) um pouco atrasados e fomos aproveitando pra mostrar o balancete do exercício.

DSC00007

O projeto-Lapostolle foi um dos grandes alavancadores dos ótimos resultados deste ano.

DSC05770

Enquanto isso, fomos pedindo umas terrines (de foie gras e canard) e canapés de salmão. Todos muito bons.

DSC00008

A futura-acionista e sommelier Márcia escolheu o bom vinho tinto francês, o Chateau Camplong Corrieres 2009  Languedoc (foram 2 garrafas).

DSC00009

Após a leitura da ata da reunião anterior, todos resolveram escolher os pratos: a Dé e o Vianney foram de Poisson a la Sauce Grenobloise, um Robalo ao molho de Champagne , …

DSC00020

… a Lourdes e a Márcia foram de Cocotte de Crevettes a la Provençale, mais conhecido como uma panelinha de camarões crocantes, acompanhados de arroz basmati, …

DSC00024

… o Eymard corporativou optando por Confit de Canard, uma coxa de pato confitada com risotto de baunilha ao perfume de menta …

DSC00025

… e eu, segui o exemplo do sócio, escolhendo um Magret de Canard au Miel et Épices, um peito de pato com mel e especiarias acompanhado dum purê de batatas clássico.

DSC00021

Todos absolutamente perfeitos e nos deixando a vontade pra estabelecer as metas (parece que uma reunião em Mendoza será inevitável) …

2

… e pra escolher as sobremesas.

DSC00033

Foram duas Millefeuilles à la Vanille com Coulis de Framboise (pro Eymard e pro Vianney), …

DSC00038

… dois Gateau Mousse au Chocolat et praliné (pra Lourdes e pra Márcia) …

DSC00034

… e um Creme Brulée à la vanille en cocotte pra mim.

DSC00036

É claro que não abdicaríamos de tomar um cálice dum vinho de sobremesa chileno Gewürztraminer La Joya, em homenagem aos novos investidores (Márcia e Vianney) que nos brindaram com este portentoso aporte ao nosso conglomerado.

DSC00030

Fechada a conversa e tomados os cafés, lavramos a ata da reunião e agora, basta seguir o planejamento pra este ano.

DSC00015

Uma nova reunião já está marcada pro final de 2013, e novamente aqui no La Cocotte (quem sabe o Jusça também se transforme num acionista?).

DSC00018

Esperamos, sinceramente que o mundo não acabe até lá.

DSC00031

Um ótimo 2013 pra todos.

Bye.

.


É só inserir o seu email, clicar no botão "Seguir" e a cada novo post publicado aqui, você receberá uma mensagem com o link. É fácil, qualquer criança brinca, qualquer criança se diverte! :)

Junte-se a 640 outros seguidores

Comentários

Blog Stats

  • 1,336,364 hits
janeiro 2013
S T Q Q S S D
« dez   fev »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

Atualizações Twitter