Arquivo para fevereiro \26\UTC 2013

dcpv – londres – inglaterra – fourth day – um lugar chamado notting hill. e outro chamado borough market. e ainda outro chamado palácio de buckingham.

05/01/2013

Londres – Inglaterra – Fourth DayUm lugar chamado Notting Hill.  E outro chamado Borough Market. E ainda outro chamado Palácio de Buckingham.

Hoje seria o dia da Dé realizar um desejo dela.

DSC00536

Ela é louca para  conhecer Notting Hill.

DSC00551

Tudo bem que o filme ajudou muito a criar este desejo.

DSC00537

Mas os guias também ajudam, já que todos informam que é um passeio imperdível, especialmente aos sábados.

DSC00540

Então, como era um sábado e como desejo da Dé é uma ordem, lá fomos nós prum lugar chamado Notting Hill (infeliz ou felizmente, não vimos o cara de cueca! rs).

DSC00527

Acordamos um pouco mais tarde que o normal (a noite de ontem foi atribulada pra todos) e rumamos pro famoso bairro e de metrô.

DSC00522

Assustamos um pouco com a quantidade de pessoas que estavam indo pra lá.

DSC00528

Assustamos mais ainda quando chegamos e vimos o monte de gente que já estava lá.

DSC00533

É um mar de pessoas fuçando em tudo o que é canto e lojinha.

DSC00534

O bairro em si é muito bonito, …

DSC00526

… as bancas de FLV são bacanas …

DSC00538

… e as lojas de alimentos também, mas a quantidade de porcariada é proporcional a de gente por lá.

DSC00546

Resultado? Compramos alguns trecos de scrap pra Dé, uns vestidos bbb pra mulherada, uma camiseta do Mr. Bean pra mim e zarpamos prum mercado mais maneiro, o Borough.

DSC00535

Vale a visita a Notting Hill, mais conhecido como Portobello Market?
É claro que vale, mas aí entra a sua opinião pessoal. No nosso caso, ele está devidamente ticado no currículo e serviu especialmente pra Dé matar a vontade.

DSC00529

Pegamos o metrô novamente e decidimos, no caminho, ir até North Greenwich.

DSC00552

Não foi uma boa escolha, pois o frio estava pegando e o parque é muito aberto (mas é bonito).

DSC00553

Rapidamente voltamos pela mesma linha e enfim, paramos na estação mais próxima do mercado. O Borough é uma belezura.

DSC00590

Lá tem muita comida de rua, …

DSC00567

… muitas bancas com as mais variadas frutas, …

DSC00573

… legumes, …

DSC00574DSC00576DSC00575

… pimentas, …

DSC00578

… batatas, …

DSC00568

… pães, …

DSC00586

… enfim, tudo o que caracteriza um grande mercado.

DSC00572

Optamos por almoçar por lá mesmo e num restaurante especializado em peixes, o Fish (ops).

DSC00554

Por sinal, muito bom e bem acabado.

DSC00558

Pedimos pra Re o único prato que caberia no gosto dela (ela não é muito afeita a peixes), uma Polenta com linguiça apimentada e especial.

DSC00560

A Dé pediu um linguado com molho de limão e manteiga (curiosamente servido com espinha e tudo) …

DSC00562

… e eu, um bacalhau fresco com lentilhas defumadas.

DSC00564

Tudo muito bom e bastante inglês.

DSC00559

Tomamos um Sauvignon Blanc Apaltagua 2012 chileno e pra variar, saímos correndo porque tínhamos uma visita agendada no Palácio de Buckingham.

DSC00555DSC00557

Isto mesmo.

DSC00596

Iríamos conhecer a parte interna do palácio que habita o imaginário de todo mundo. Chegamos no horário (não sei porque, mas nesta viagem estávamos muito britânicos. rs) e ficamos na fila, aguardando o horário do tour (16:30 hs).

DSC00598

É muito fácil agendar este passeio: basta entrar no site e reservar.
Também é claro que o aviso de não tirar fotos em nenhuma hipótese foi cumprido à risca (quer dizer, nem tanto).

DSC00601

Conhecemos várias salas que são usadas essencialmente em recepções oficiais pela famîlia real (por exemplo, nas conderações de sir Elton John e sir Paul McCartney) …

DSC00603

… e nos casamentos reais, além de várias galerias com obras de arte de primeiríssima linha.

DSC00604

O tour é tão fantástico que terminamos tomando flutes da champanhe oficial de Sua Majestade. Sensacional.

DSC00608

Uma pena mesmo não poder tirar fotos, mas ficou o registro na mente, além de que o ingresso dá direito a fazer o mesmo passeio gratuitamente em outras estações por um ano.

DSC00610

Passamos na lojinha e obviamente, compramos um montão de produtos necessários e indispenssáveis pras nossas vidas, tais como toalhinhas, chás, aventais e até uma coroa real!

DSC00613

Voltamos ao hotel, pois tínhamos agendado um jantar num dos restaurantes queridinhos da família, o chinês Hakkasan.

DSC00618

Somos fãs do de Miami (fomos duas vezes) e queríamos confirmar como seria o desempenho da matriz londrina.

dsc07923-2

E não nos decepcionamos.

DSC00626

Ele é menor e bem mais barulhento que o de South Beach, mas a comida permanece no mesmo nível.

DSC00622

Iniciamos pedindo duas flutes de Louis Roderer (pra mim e pra Dé) e um Martini de Gengibre pra Re (na hora da conta, ficaríamos sabendo que eles não foram cobrados como uma compensação pelo atraso da nossa entrada na mesa reservada há um tempão).

DSC00620

Resolvemos pedir duas entradas e dois pratos principais, além dum excelente arroz com legumes pra compartilharmos (este é o princîpio dos Hakkasan).

DSC00636

Iniciamos com um mix de dim sum veggie

DSC00637

… e macias e saborosas costelinhas de porco.

DSC00638

Como principais, pedimos um crocante Frango ao Tikki Masala e um King Crab com cogumelos .

DSC00644

Ambos muito bons, ainda mais com o acompanhamento dum bom vinho neozelandês Sauvignon Blanc Brookfielsds 2011.

DSC00632DSC00633

Além disso tudo, o arroz era uma belezura.
É claro que não pedimos sobremesa (somente 3 expressos), mas ficou a certeza que o Hakkasan é uma franquia que daria bastante certo em SP.

DSC00642

A comida é muito boa, o ambiente é modernoso, enfim, eles sabem o que um público antenado quer dum restaurante.

DSC00627

Voltamos pra casa, ops, pro hotel, felizes e satisfeitos.

DSC00520

See U.

Leia sobre os outros dias desta viagem:
First day – Londres – Provamos um ícone e fomos ver o vice.
Second day – Londres – Inglaterra- Design e London Eye: tudo a ver.

Third day – Londres – Inglaterra – Indo à ópera de manhã.

Anúncios

dcpv – dia VI – veneza – itália – tremenda dobradinha: palácio dos doges (e seu itinerário secreto) e passeio de gôndola.

25/11/2012

Dia VI VenezaItáliaTremenda dobradinha: palácio dos Doges (e seu itinerário secreto) e passeio de gôndola.

Mais uma vez o fog esteve presente na nossa manhã.

DSC08158

Acordamos com ele (estava pesado) …

DSC08162

… e fomos tomar café com ele.

DSC08155

Sabe que esta névoa toda dá muito mais mistério a Veneza?

DSC08156

Saímos bem cedo, porque tínhamos um passeio pelo Palácio dos Doges (mais conhecido como Palazzo Ducale), denominado Itinerários Secretos.

DSC08159

Este é um tour que é oferecido no site oficial dos museus de Veneza e com o acréscimo de alguns €, você tem direito, além da visita normal, a conhecer alas secretas do Palácio, guiado por uma pessoa especializada.

DSC08166

Iniciamos o passeio com ele.

DSC08177

A guia italiana nos levou a uma ala totalmente fechada ao público onde vimos a escada de ouro, …

DSC08191

… a boca da verdade, onde cidadãos colocavam denúncias que seriam investigadas pelo conselho, …

DSC08184

… as divisões burocráticas, …

DSC08194

… as celas (onde Casanova ficou preso e conseguiu fugir), …

DSC08209

… a sala de tortura, …

DSC08195

… a sala das armas, …

DSC08202

… enfim, tudo aquilo que não tem muito glamour, mas historicamente é bastante interessante.

DSC08204

Terminada esta parte, a guia te deixa livre pra fazer a visita propriamente dita.

DSC08207

E aí, sem poder tirar fotos, você verifica a suntuosidade em que os doges (um tipo de rainha da Inglaterra) viviam, …

DSC08206

… além de passar pelas celas dos nobres …

DSC08198

… e pela parte interna da famosa Ponte dos Suspiros (não se assuste, ela tem essa visão porque é fechada e só se pode vê-la externamente).

DSC08212

Terminamos o tour e fomos conhecer a Basilica di San Marco.

DSC08165

As fotos também são proibidas, mas o museu que fica na parte superior é imperdível.

DSC08169

Além de você conhecer todo o projeto e os mosaicos, ainda tem belas vistas da Piazza San Marco.

DSC08222

E lá fora, consegue ver finalmente como é a famosa (e fechada) Ponte dei Sospiri.

DSC08238

Como estávamos bem perto, aproveitamos pra almoçar na Trattoria L’Acciughetta.

DSC08262

É um lugar bem simples, mas com uma comida primorosa.

DSC08245

Pedimos uns mariscos ao molho como entradas

DSC08251

… e um vinho Branco Sauvignon do Friulli pra acompanhar.

DSC08248

Como principais, a Dé pediu uma Lasagna a Bolonhesa

DSC08259

… e eu, um Fetuccini aos Frutos do Mar.

DSC08257

Dois pratos saborosos e excelentes.

DSC08255DSC08256

Voltamos rapidamente ao hotel, porque tínhamos agendado um rolê de gôndola as 15:00 hs (um pouco antes de escurecer).

DSC08266

E neste horário, Nicolò, o nosso gondoleiro estava a postos na frente do hotel.

DSC08268

Consegui vê-lo pela janela do nosso quarto.

DSC08267

O restante foram 35 minutos de puro prazer e no dia do nosso 29º aniversário.

DSC08269

Passar e passear pelo Canal Grande vendo grandes palácios e monumentos …

DSC08276

… e se deleitando pelos pequenos canais internos; ..

DSC08279

… tudo foi extremamente encantador.

DSC08292

O tempo passou muito rapidamente e nem o frio atrapalhou.

DSC08304

Voltamos ao cais do hotel …

DSC08317

… e aproveitamos pra conhecer o Campo Santa Margherita, …

DSC08326

… um local muito bacana com vários bares/restaurantes e onde tomamos 2 proseccos pra comemorar o nosso níver.

DSC08332

Faltava o jantar.

DSC08335

E escolhi o restaurante quase que por exclusâo, já que a maioria deles estava fechada por ser domingo a noite.

DSC08361

Cismei com o Bistrot de Venise.

DSC08336

Ele fica próximo da Piazza San Marco, o que significa uma boa caminhada desde o nosso hotel (que fica em San Polo).

DSC07907

A idéia principal dos donos é fazer uma cozinha tipicamente veneziana e o lugar é muito bonito, além de se notabilizar por tocar música clássica.

DSC08359

Pra variar e mais uma vez, comemos muito bem.

DSC08337

Com a reserva feita (recomendo fazê-las sempre), tivemos a melhor mesa do local a disposição. Tínhamos uma visão privilegiada de todo o salão.

DSC08339

Pedimos como entrada, um cicchetti de frutos da mar, que vem a ser uma incrível mistura de várias entradas com os mais frescos linguados, vieiras, camarões que você possa imaginar.

DSC08348

Antes disso o chefe nos enviou um agradinho composto de camarão, molho de tomate e abobrinha.

DSC08341

Tomamos um ótimo vino bianco, o Pinot Vorberg Friuli 2011.

DSC08345

Como principais, a Dé foi fundo no princípio do estabelecimento, pedindo uma sopa de castanhas com pequenos ravioli recheados com abóbora e trufas negras, …

DSC08353

… enquanto eu, escolhi um prosaico, mas saboroso linguini de sarraceno com frutos do mar.

DSC08352

Todos os pratos estavam absolutamente perfeitos. Não arriscamos sobremesas, mas mesmo assim ganhamos uns docinhos pra acompanhar os nossos magníficos (e como todos são por aqui) expressos.

DSC08356

Pedimos a conta e fomos embora pensando nos momentos felizes que ainda virão.

DSC08347

Sabe que passear em Veneza, seja de gôndola, seja a pé, é sempre uma experiência inesquecível?

DSC08288

Arrivederci.

Acompanhe os dias anteriores desta viagem:
Dia I – Verona – Itália – A terra da goiabada com queijo, ops, de Romeu e Julieta.
Dia II – Verona – Itália – Seguindo os passos dos amantes.
Dia III – Verona – Itália – Conhecendo o lago Garda.
Dia IV – Veneza – Itália – Quem vê o Canal Grande pela primeira vez e em grande estilo, jamais esquece.
Dia V – Veneza – Itália – O dia (e a noite) do misterioso fog.

.

dcpv – third day – londres – inglaterra – indo à ópera de manhã.

04/01/2013

Third DayLondres Inglaterra –  Indo à Ópera de manhã.

Esta história de bate/voltas pra grandes cidades é bastante engraçada.

DSC00422

Você fica na dúvida entre fazer os programas obrigatórios (especialmente no nosso caso, que já viemos pra cá há um bom tempo) ou escolher algumas coisas mais específicas.

DSC00438

Pra esta manhã, escolhemos a segunda opção.

DSC00436

Depois de tomarmos o café da manhã no próprio hotel, …

DSC00423

… fomos a pé pra região de Covent Garden, onde faríamos uma visita guiada aos bastidores da Royal Opera House de Londres.

DSC00460

Este passeio você reserva pela internet, no próprio site da Ópera.

DSC00432

Chegamos no horário (é claro que os ingleses são rígidos neste quesito) e o tour é fascinante.

DSC00424

Tudo bem que não se pode tirar fotos da parte interna, mas as informações são tantas que você fica completamente por dentro de tudo o que é necessário pra que um espetáculo de Ópera ou de Balet aconteça.

DSC00425

O tour (a nossa turma continha 14 pessoas) inicia pela sala de espetáculos. E nada melhor do que ter a visão que a realeza normalmente tem, já que o guia nos leva ao camarote real.

DSC00430DSC00431

Na seqüência, nos foram  mostrados os bastidores. Vimos a oficina de roupas, o lugar onde os cenários são montados e, pasmem, até aulas/ensaios de dança que os maiores bailarinos fazem (com os próprios!) pra manter a sua forma.

DSC00433

Enfim, é mais um passeio imperdível, mesmo pra quem como nós, não é aficionado por este tipo de espetáculo.

DSC00434

É claro que o “sotaque” inglês prejudica um pouco o entendimento, mas mesmo assim sobra muito conhecimento sobre tudo.

DSC00426

A passada na lojinha tornou-se obrigatória.

DSC00427

Como estávamos próximos de Covent Garden, aproveitamos pra conhecer o complexo todo (estava muito frio) e almoçamos lá.

DSC00439

Melhor, num restaurante (quase um fast-food) do porquinho Jamie Oliver, o Union Jacks.

DSC00443

Ele fica bem no centro de Covent Garden, inclusive, na mesa em que ficamos dá pra assistir a shows gratuitos e muito bons.

DSC00441

Optamos por comer um menu saboroso e apimentado.

DSC00449

Sabendo que a maioria dos pratos é beeeeeeem grande, pedimos uma entrada, linguiça com bacon

DSC00451

… um indiano frango com curry

DSC00450

… e uma pizza de seis pimentas. Estavam todos bem condimentados, mas a pizza estava de assustar mexicano.

DSC00453

Foi interessante, mas a comida lembrou bastante o seu criador (seja isto uma qualidade ou um grande defeito).

DSC00447

Saímos e aproveitamos a região (a Long Acre Street) pra fazermos algumas comprinhas na Svarowisk, na Ugg (botas pra Re) e na Muji (coisas pra casa).

DSC00457

Retornamos ao hotel pra descarregar a muamba…

DSC00463

… e fomos passear próximo a ele.

DSC00467

Ou seja, na Regent Street (com sua bela decor de Natal) …

DSC00466

… e na Oxford Street, com sua mais bela ainda.

DSC00470

Voltamos ao hotel pra nos prepararmos pro jantar que seria no Michelado Dinner do badalado Heston Blumenthal.

DSC00473

Iríamos só eu e a Dé, já que a Re foi com o Gustavo Chiquitto, o amigo dela, assistir ao premiado musical Wicked.

DSC00465

Pra quem não sabe, o Dinner foi eleito o 9º melhor restaurante do mundo, pela revista Restaurant.

DSC00475

E, só pra dar o nível de tudo, ele fica no Mandarin Oriental de Londres. Chegamos as 22:15 hs (só tinha reserva pra esta hora) e fomos prontamente alojados na nossa mesa.

DSC00507

A proposta do restaurante é preparar comidas old fashion (as vezes muito mais fashion, do que propriamente old) com uma roupagem mais contemporânea.

DSC00480

Paqueramos o poderoso menu e a Dé escolheu como entrada Buttered Crab Loa (desde 1710), um mistura muito boa de caranguejo, picles de limão e otras cositas mas.

DSC00484

Eu fui num ícone do Blumenthal, o Meat Fruit ( receita de 1500) …

DSC00486

… a famosa e fake mixirica recheada dum foie gras perfeito e que parece uma nuvem. Com redundância, perfeito.

DSC00490

Como principais, pra Dé, um a Made dish of Parmesan (de 1660), uma mistura de ovo de codorna empanado, couve-flor crua e empanada da melhor qualidade , …

DSC00491

… e eu, Cod in Cider (de 1940, quase um bebê), bacalhau fresco acompanhado dum molho espetacular de mariscos, espinafres e o mais cremoso purê de batatas que experimentamos.

DSC00495

Ah! Esqueci de dizer que tomamos um vinho branco, o francês Domaine Ollier Tailleffer Allegro 2011. Por enquanto, tudo estava absolutamente perfeito.

DSC00483

Como sobremesa, pedimos um Tipsy Cake, um brioche (sorry, Caco Antibes) com uma calda de baunilha e abacaxi grelhado.

DSC00502

Mais uma maravilha, assim como o piccolo que o chefe nos mandou. Uma ganache de chocolate com crocante de amêndoa.

DSC00505

A experiência toda foi inesquecível e, por incrível que pareça, o melhor custoxbeneficio de toda a viagem.

DSC00509

Só nos restou pegar um legítimo taxi londrino e “go to bed and the rest“.

DSC00515

SeeU.

Leia sobre o os outros dias desta viagem:
First day – Londres – Provamos um ícone e fomos ver o vice.
Second day – Londres – Inglaterra- Design e London Eye: tudo a ver.

.

dcpv – chi-chi-chi-nho-nho-nho. ou seria vi-vi-vi-le-le-le?

número 334
23/10/2012

Chi-chi-chi-nho-nho-nho. Ou seria vi-vi-vi-le-le-le?

Este é mais um daqueles posts feitos no calor da emoção da volta de uma excelente viagem.

DSC05695

E como desta vez fomos pro Chile (Santiago/Colchágua), é claro que a inspiração veio de lá.

DSC06672

Trouxemos um montão de vinhos e frutos do mar enlatados e únicos de primeiríssima qualidade.

DSC06678

Algumas receitas são pura transgressão e outra advém do resultado duma pífia aula de culinária que fizemos (Madá, Márcia, Lourdes, Eymard, Dé e eu, com o registro fotográfico do Vianney) no Lapostolle Residences.

DSC06685

Vamos lá, então ao menu chileno do retorno.

Bebidinha – Caipirim

Estava o maior calor e o Deo pensou numa caiprinha de Gim. Ficou mais calor ainda. rs

DSC06734

Entrada – Pastel de Jaiba e salada de verdes.

Este pastel é resultado da aula (???) que tivemos no Chile. Ele é quase que uma casquinha de caranguejo.

DSC06292

Pra ser original, vou dar a receita em castelhano.

DSC06669

Cortar pimentóns verde e rojo (1 cucharada de cada) en brunoisse y reservar.

DSC06675

Remojar 3 rodadas de pan de molde sin los bordes junto com 1 taza de leche e 1/2 taza de crema. Reservar.

DSC06683

Em una sartén, agregar 1/2 taza de aceite de oliva y saltear 1/2 cebolla cortada em cuadritos pequeños y los pimentones hasta que a cebolla esté transparente y blanda.

DSC06676

Agregar 500g de carne de Jaiba y mezclar.

DSC06681

Agregar vino blanco, dejar reducir, agregar el pan con la leche y revolver. Agregar sal y 25 g de de queso parmesano rallado.

DSC06686

Verter em pocillo que se puedam meter al horno y agregar el resto de queso parmesano sobre la mezcla para gratinar.

DSC06688

Viu como parece com uma casquinha?

DSC06744

Quanto a salada de verdes, o meu conselho é pegar tudo o que for mato de qualidade (no meu caso, colhi mache, manjericão, orégano, dill, azedinha, alfaces, rúcula, tomilho, etc) , …

DSC06724

… juntar numa vasilha …

DSC06707

… e fazer um molho com mostarda l’ancienne, vinagre, azeite, sal e pimenta.

DSC06733

É o acompanhamento perfeito prum “pastel”.

DSC06745

Tomamos um espumante brasileiro Millésime da Miolo 2010 que foi “cool, desmiolado, espumoso, injuriado“.

DSC06748

Principal – Capellini aos frutos do mar.

Este prato foi a improvisação total.

DSC06703

Tudo bem que foi organizada, já que aproveitei pra utilizar alguns dos inigualáveis frutos do mar chilenos (olha o pulpito aí, gente).

DSC06695

Todos sabem que as águas frias do Oceano Pacífico produzem estas verdadeiras maravilhas.

DSC06704

Portanto, basta fazer uma bela massa caseira (a Dé caprichou) …

DSC06754

… um molho de tomates muito bem encorpado e reduzido, e quando estiver bem quente, “agregar” locos, picorocos, machas, navalhas, camarones, pulpitos, salmones e o que mais tiver na mão.

DSC06705

Aí é só cozinhar o macarrão até ficar al dente …

DSC06756

… e misturar ao molho.

DSC06763

Que prato espetacular!

DSC06759

Todos comemos duas vezes e …

DSC06768

… e comemoramos com uma legítima herança da viagem, um Sauvignon Blanc Casa Lapostolle 2011 que foi “remember, aguado do mar, João Batista, poronguito“.

DSC06765

Sobremesa – Sorvete de Milho.

Maiz, ou melhor, milho é uma das especialidades chilenas. Então, saquei da cartola uma receita de sorvete de milho verde.

DSC06664

Coloque num copo de liqüidificador, uma lata de milho verde escorrido, uma de leite condensado, uma de creme de leite sem o soro, uma de leite e raspas da casca de um limão.

DSC06665

Bata tudo muito bem e coloque na sorveteira (eu usei a minha Ferrari ).

DSC06698

Ficou uma delícia e combinando muito bem com o clima reinante.

DSC06773

Eis a opinião dos baixinhos e cabeçudos:
Jo soy latino-americano e nunca me engano! Viva Chile! (Edu)
Espiritus sanctis amens! (Mingão)
Espetáquilla! Exuberante cascata de paladares esfuziantes. (Deo)

DSC06752DSC06766

O que deu pra perceber é que a culinária chilena é bastante peculiar e calcada em ótimos ingredientes, especialmente os frutos do mar.

DSC06701

Portanto, aproveite esta qualidade e vá visitar o Chile, especialmente Santiago, que normalmente é vista somente como um lugar de passagem pros mais variados rincões (Patagônia, Atacama, Ilha de Páscoa, destinos de neve, etc), mas tem muitos encantos.

DSC06762

Chi-chi-chi-le-le-le. Viva Chile!

DSC06775

Hasta.

.

dcpv – dia V – Veneza – Itália – O dia (e a noite) do misterioso fog.

24/11/2012

Dia V VenezaItáliaO dia (e a noite) do misterioso fog.

Acordamos e a primeira olhada na janela indicava alguma coisa estranha.

DSC07988

Estava tudo muito enfumaçado.

DSC07978

Fomos tomar café (ótimo, por sinal)…

DSC07984DSC07986DSC07985

… e vimos que tudo continuava muito enfumaçado.

DSC07991

Pra nós, névoa sempre foi sinal de sol.

DSC07992

Então, saímos pra passear e ficamos a espera do astro-rei.

DSC07997

Aproveitamos pra fazer o tour número 10 do guia Veneza a pé – Insight Guides.

DSC08031

Que justamente contempla o Mercado de Rialto.

SONY DSC

É claro que os legumes …

DSC08000DSC08005

…  e as frutas são maravilhosos, …

DSC07999

… mas quando chegamos a Pescherie, a coisa descambou de vez pro queixo caído.

DSC08008

O que é aquilo tudo?

DSC08018

Estes momentos valem um extasiante fotoblog:

DSC08003

DSC08004

DSC08006

DSC08009

DSC08010

DSC08014

DSC08017

DSC08020

DSC08021

DSC08022

E bem que o sol ameaçou sair, mas foi somente um lampejo.

DSC08027

Enquanto isso, nos perdemos (literalmente) por San Polo.

SONY DSC

É claro que com a névoa intensa, tudo ficava mais bonito e mais misterioso.

DSC08042

A todo momento nos sentíamos como se estivéssemos num filme.

SONY DSC

Acabamos chegando a Ponte de le Tette (que fica ao lado do restaurante que jantamos ontem).

DSC08032

Ela tem esse nome, porque justamente neste lugar ficavam as prostitutas com, adivinhem, os seios nus.

DSC08030

Nos perdemos muitas mais vezes.

DSC08033

Quando te aconselham a se perder por aqui, tenha certeza que isso vai acontecer quer você queira ou não.

SONY DSC

Retornamos ao Canal Grande …

DSC08037

…  e fomos almoçar.

DSC08040

Mais precisamente ao lado do Mercado de Rialto, na Vini da Pinto.

DSC08065

É um lugar extremamente simples (os peixeiros comem lá), mas que tem uma comida soberba.

DSC08047

Pedimos 500 ml de vinho branco da casa (bem médio), …

DSC08054

…  alcachofras (a Dé continua fascinada por elas), …

DSC08059

… e uma caprese pra Dé.

DSC08056

Eu improvisei uma moulles et frites, com mariscos fresquíssimos (também, com esta vizinhança!) …

DSC08060

… e tenras batatas fritas.

DSC08062

Saciados, voltamos ao hotel pra dar uma breve descansada (em Veneza, fazendo uma siesta como os venezianos) e …

DSC08067

… retomamos à lida indo conhecer a região do Dorsoduro.

DSC08069

Aproveitamos o clima propício e tomamos uns sorvetinhos (é bom tomar sorvete no frio, né?).

DSC08072

A primeira parada foi na Scuola Grande de San Rocco, um lugar onde Ticiano mostrou do que é capaz.
Optamos por ir a pé até a extremidade do Sestiére.

DSC08074

Como escureceu muito cedo e a neblina permanecia, …

DSC08077

… tudo ficou mais belo ainda.

DSC08080

Passamos por várias pontes, …

DSC08083

… nos perdemos mais um milhão de vezes, …

DSC08085

… passamos na coleção Peggy Guggenheim, …

DSC08088

… chegamos ao extremo do Dorsoduro, na igreja Santa Maria della Salute, feita pra comemorar o fim da peste em 1630.

DSC08100

Voltamos tudo e claro, nos perdendo mais algumas vezes (ainda mais no escuro e com névoa!).

DSC08107

E foi muito bom, por que deste jeito, conseguimos conhecer mais intimamente esta cidade que é extremamente fotogênica.

DSC08092

Chegamos ao hotel a tempo de tomar uns Spritz, o drinque representante desta região italiana que é feito com Aperol (um tipo de Campari alaranjado), Prosecco e soda. É uma delícia.

DSC08112

A neblina continuava e a beleza do conjunto todo também.

DSC08116

Fomos jantar na Osteria da Fiore.

DSC08120

Por sorte, aos nos perdermos ontem pra encontrar a Antiche Carampane, passamos pela da Fiore. Portanto, a encontramos facilmente.

DSC08125

Mas como tivemos um probleminha no cofre do hotel, chegamos atrasados.

DSC08114

Nada demais, já que o lugar é a beira do mar (que novidade, em se tratando de Veneza! 🙂 ).
Fomos pedindo logo de cara, pra impressionar.

DSC08148

Como entrada e para compartir, uma bruschetta de lagostim com tomate assado e alecrim frito. Uma delícia.

DSC08134

A Dé pediu massa (pra variar): um Penne lisce com Capesante e brócolis, mais conhecido como “com vieiras e brócolis”.

DSC08136

Eu fui de Tonno in crosta crocante de mais e zafferano al profumo di vaniglia e patate novela, …

DSC08135

… também chamado de atum com crosta de milho e açafrão ao perfume de baunilha e batatas assadas, numa singela homenagem aos sócios. Sem trocadilho, o prato estava “demais”.

DSC08137

Tomamos um vino bianco Friuliano Colle Duga 2011 que casou perfeitamente com tudo (grazie, sommelier).

DSC08127

Olha, o Da Fiore merece todas as estrelas do Michelin que ele tem.

DSC08121

Ainda tomamos um expresso, com o acompanhamento das respectivas mignardises.

DSC08143DSC08144

Prontîssimo!

DSC08097

Voltamos ao hotel e só tivemos tempo de observar a lua e … a neblina.

DSC08090

Uma “meraviglia”.

DSC08153

Arrivederci.

Acompanhe os dias anteriores desta viagem:
Dia I – Verona – Itália – A terra da goiabada com queijo, ops, de Romeu e Julieta.
Dia II – Verona – Itália – Seguindo os passos dos amantes.
Dia III – Verona – Itália – Conhecendo o lago Garda.
Dia IV – Veneza – Itália – Quem vê o Canal Grande pela primeira vez e em grande estilo, jamais esquece.

.

dcpv – second day – inglaterra – londres – design e london eye: tudo a ver.

03/01/2013

Second DayInglaterra –  LondresDesign e London Eye: tudo a ver!

Acordamos um pouco mais tarde (cansaço pós-viagem de avião) e depois do café da manhã, …

DSC00208

… praticamos o esporte que consagrou os Luz: bater pernas.

DSC00212

Pra dar uma aquecida nas canelas, fomos de metrô até a estação London Bridge.

DSC00214

Dali, tratamos de ir pelo Southwark até um museu pouco visitado, mas muito interessante, o do Design.

DSC00229

No caminho, passamos pela incrível Hay’s Galleria.

DSC00223

Voltando ao museu, só a lojinha dele já valeria a visita.

DSC00270

Mas as exposições são, invariavelmente, muito interessantes.

DSC00236

Uma delas era sobre o desenvolvimento de jóias contemporâneas.

DSC00237

E a outra, sobre instalações usando cristais Swarovski.

DSC00257

Ambas sensacionais, sendo a dos cristais simplesmente imperdível.

DSC00244

São várias instalações iterativas…

DSC00263

… com efeitos visuais surpreendentes.

DSC00254DSC00256

Em suma, o lugar é longe e um pouco fora de mão, mas vale todo o esforço.

DSC00273

Voltamos a pé, na direção da City, pois iríamos almoçar no Bread Street Kitchen.

DSC00279

Ele é um empreendimento em que o proprietário é um dos chefs mais ranzinzas da atualidade, mas não menos atuante, o grande Gordon Ramsay.

DSC00296

O princípio do negócio é servir uma comida simples a ao mesmo tempo, reconfortante.

DSC00282

O lugar é modernoso, confortável e chiquetoso.

DSC00286

Pedimos o suficiente pra matar a nossa fome.

DSC00288

A Re foi de hambúrguer de Rib (costelas) com molho de ketchup e batatas fritas, …

DSC00289

… a Dé escolheu um roasted Cod with crushed potatoes, artichoke anda salad capers 

DSC00291

… e eu, um bife de Sirloin (lombo) com as mesmas deliciosas batatas fritas rústicas da Re.

DSC00290

Bebemos uma cerveja Camdem Town, um suco de framboesa e uma coca (você adivinha quem pediu o que?).
O resultado foi realmente uma comida muito boa e com a personalidade do grande chef, ou seja, bastante inglesa.

DSC00287

Continuamos o nosso périplo, …

DSC00309

… caminhando em direção a London Eye.

DSC00307

Daríamos uma volta por lá (aconselho reservar pela internet, tamanha a fila).

DSC00313

E melhor, com direito a uma flute de Pommery e melhor ainda, com somente 10 pessoas dentro da cabine.

DSC00315

Em resumo, foi um passeio memorável já que foi feito ao anoitecer (próximo das 16:30hs) e …

DSC00310

… com o início do acender das luzes da cidade.

DSC00320

Este certamente vale o fotoblog, pra se acompanhar as diversas vistas, tanto da Abadia de Westminster e do Big Ben, …

DSC00317

DSC00318

DSC00323

DSC00326

DSC00331

DSC00335

… como da City.

DSC00333

DSC00338

DSC00343

DSC00366

DSC00360

DSC00371

Voltamos andando pro hotel (só hoje, foram 15 km)…

DSC00381

… e não deu tempo pra mais nada, a não ser tomar banho, pra irmos assistir ao musical Viva Forever!, alguma coisa parecida com o Mama Mia das Spice Girls.

DSC00392

É claro que as fotos foram proibidas, mas a diversão foi garantida.

DSC00391

Após o espetáculo, fomos jantar num italiano próximo do teatro Piccadilly, o Bocca Di Lupo.

DSC00420

É um lugar bastante simpático e com um jeitão que te deixa pensando que realmente se está na Itália.

DSC00406

O couvert é bom, com destaque pra estas azeitonas verdes gigantes que não demoraram quase nada pra serem comidas.

DSC00398

Pedimos um vinho branco Gewustraminer de Friulli e…

DSC00405

… escolhemos Supli (bolinho de risotto) e mozzarella de búfala frita como entradas.

DSC00409

A Dé e a Re adoraram o lugar não só pela qualidade da comida , mas também pela opção de serem servidos pratos em porções pequenas.

DSC00414

Elas escolheram respectivamente, Capellacci de abóbora e amaretto, manteiga e queijo

DSC00410

… e Orecchiete com salame, cebola roxa , tomate e pimenta.

DSC00413

Eu fui de Spaghetti ao Vongole com molho de tomates-cereja.

DSC00411

Todas as massas estavam al dente e com um sabor muito marcante.
  Pagamos a conta e fomos descansar já que o dia foi bastante produtivo e cansativo.

DSC00419

Com um dia e meio em Londres, já dá pra perceber o porque da cidade ser citada como a mais cosmopolita do mundo.

DSC00376

O que nós vimos de brasileiros não foi brincadeira.

DSC00368

See U.

Leia sobre o primeiro dia desta viagem:
First day – Londres – Provamos um ícone e fomos ver o vice.

.


É só inserir o seu email, clicar no botão "Seguir" e a cada novo post publicado aqui, você receberá uma mensagem com o link. É fácil, qualquer criança brinca, qualquer criança se diverte! :)

Junte-se a 644 outros seguidores

Blog Stats

  • 1,353,246 hits
fevereiro 2013
S T Q Q S S D
« jan   mar »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728  

Arquivos

Atualizações Twitter