Arquivo para abril \30\UTC 2013

dcpv – jantando num oasis na praia.

23/03/2013

Jantando num Oasis na praia.

E pensar que tudo começou com um pretenso almoço no restaurante Dona Onça! Marcamos e remarcamos n vezes esta refeição com os queridos amigos Nati e Fred (dê uma olhada no novo Sundaycooks. Ele está lindão).

DSC03031

Por vários motivos (viagem, trabalho, preguiça, etc) ela não aconteceu. Até que apareceu uma oportunidade e aparente e finalmente conheceríamos juntos o lugar.

DSC03119

Foi aí que surgiu o convite da Lu Betenson (by Rosmarino  e outros temperos) e do Mike pra fazermos um jantar na nova casa paulistana deles. Pronto! Lá se foi o almoço no Dona Onça para uma próxima oportunidade.

DSC03012

E pra melhorar mais ainda, a Lourdes e o Eymard estariam na praia justamente neste final de semana. O grupo estava fechado.

DSC03125

Faltava decidir quem iria fazer o que? Resolvemos que a Lu faria a entrada, o Mike, a carne, o cordeiro assado no forno a lenha, eu o risoto e o Fred, as sobremesas. O Eymard se encarregaria dos vinhos e o restante seria nos divertirmos e passarmos uma noite agradável.

DSC03087

Tudo acertado; chegou o grande dia. Fomos todos de taxi (olha a Lei Seca) e já chegamos tomando uns Spritz diferentões (receita da Lu), já que eram formados por somente Aperol e Prosecco Bisol. Muito bons!

DSC03008

Enquanto todos iniciavam os preparativos pra executar as suas receitas, a Lu já dava andamento a entrada e o Fred iniciava todo o processo de elaboração da sua tripla sobremesa.

DSC03062

A Lu, segundo as próprias palavras, fez um “atum tataki com molho oriental”…. inventei agora haha…. o do livro é “molho picante”, mas eu ponho menos pimenta e mais suco de limão e não fica picante. Minha versão”.

DSC03013

Estava muito bom e foi servido com o ótimo vinho branco chileno, o Diamandes Viogner 2010.

DSC03037

Já o Mike cuidava do seu pernil de cordeiro assado no forno à lenha, marinado em vinho branco, azeite, suco de limão, alho, alecrim e sal.

DSC03112

Era tempo de eu começar a fazer o risoto. Originalmente ele contém ricota defumada apimentada e agrião, mas por incompatibilidade da turma com este último, substituí por rúcula fresca.

DSC03134

Os passos são o de sempre pra se fazer um risoto (utilizando um bom caldo de legumes feito em casa) e basta finalizar com a ricota, a rúcula, manteiga e queijo parmesão ralado.

DSC03138

Com a junção do cordeiro fatiado e macio, formou-se um excelente prato.

DSC03154

O sommelier Eymard acertou mais uma vez ao escolher o vinho tinto italiano Tre Done pra acompanhar.

DSC03156

Não preciso nem dizer que a conversa rolou solta e que o ambiente era mais do que propício pra que isso acontecesse (as fotos estão um pouco escuras, mas a Dé consegiu salvá-las).

DSC03096DSC03098

Faltavam as sobremesas.

DSC03080

O nosso patissier, o Fred, estava preocupado. Afinal de contas, tudo tinha dado mais do que certo até agora.
Imagine a nossa surpresa ao ver um prato com um mini-degustação de 3 doces?

DSC03161

A primeira um simples e saboroso bolo de iogurte e baunilha com uma calda de limão cravo (http://sundaycooks.com/2012/06/04/receita-de-bolo-de-iogurte-com-baunilha-e-calda-de-limao/ );…

DSC03169

… a segunda, um fino brigadeiro de colher de chocolate belga e flor de sal (http://sundaycooks.com/2010/10/31/receitas-sangria-e-brigadeiro-de-colher/); …

DSC03167

… e a ultima, que é um segredo de família, uma Torta Paulista Revisitada, composta, segundo a Nati, de leite condensado cozido, calda de chocolate, creme de leite, bolacha de chocolate e um toque especial: muito carinho 😉

DSC03073

Olha, foi realmente uma noite memorável.

DSC03016

Só nos restou ir embora já com muitas saudades e aguardar com ansiedade a realização dum próximo jantar.

DSC03170

Afinal de contas, não é todo dia que se come num autêntico oasis paulistano.

DSC03021

Bye.

.

dcpv – dia vyf – cidade do cabo – fazendo o próprio city tour.

15/03/2013

Dia Vyf – Cidade do Cabo – Fazendo o próprio city tour.

Como vocês já devem saber, estamos fazendo esta viagem à Africa do Sul na agradável companhia dos meus sogros, os pais da Dé.

DSC01739

E é claro que eu não iria arriscar muito.

DSC01742

Portanto, planejei a viagem toda com a maioria dos tours sendo feitos por agências locais especializadas.

DSC01743

Sendo assim, nesta nossa primeira manhã na linda Cape Town, optamos por fazer um city tour particular.

DSC01744

Éramos somente nos 4 e um guia muito louca, a Lúcia, a Luci. Começa que ela fala português lusitano, mais precisamente da Ilha da Madeira, e é uma figuraça.

DSC01755

Em pouco tempo, já sabíamos tudo sobre a sua vida particular.

DSC01761

Mas o melhor de tudo é que ela fez exatamente o que pedimos. Ou seja, o city tour aconteceu do jeito que planejamos.

DSC01763

Iniciamos pela (vã) tentativa de subirmos até a Table Mountain. Apesar do dia estar uma beleza, ventava demais e quando isso acontece, o bondinho não sobe.

DSC01778

Eis um grande conselho pra quem pensa em fazer este passeio: planeje bem e tente subir o mais rápido possível. Se não, você pode correr o risco de ir embora sem ver a cidade lá de cima.

DSC01747

No nosso caso, o passeio foi adiado pra amanhã e a Lúcia nos levou até a Signal Hill onde as vistas também são demais.

DSC01749

De lá se vê a Robben Island (lugar onde o Mandela ficou preso um tempão), …

DSC01751

… o bonito estádio super faturado feito especialmente pra Copa/10 e que se tornou praticamente um elefante branco (qualquer semelhança com a nossa organização da Copa não é mera coincidência) …

DSC01769

… e os recortes do lindíssimo litoral.

DSC01760

Passamos também pelo Parlamento, …

DSC01820

… pelo Company’s Garden …

DSC01776

… com suas roseiras floridas, …

DSC01785

… e, fato inédito, vimos uma árvore de babosa, aquela, …

DSC01783

… além do Castelo da Boa Esperança, …

DSC01800

… onde observamos todo o mobiliário daquela época, …

DSC01807

… com, inclusive, o enorme salão de recepção …

DSC01809

… e a famosa sala de torturas.

DSC01813

Enfim, tudo muito curioso.

DSC01805

É claro que uma lojinha estava incluída no roteiro.

DSC01797

Só que neste caso o passeio foi muito bom, pois nos foi mostrado como acontece todo o processo para se executar jóias, …

DSC01796

… com a utilização da Tanzanite, uma pedra azul muito marcante.

DSC01794

Optamos por terminar o tour almoçando no V&A Waterfront, o lugar mais bacana da Cidade do Cabo.

DSC01822

Ele é um centro enorme e muito bem acabado de entretenimento, feito exatamente onde existia uma área degradada e decadente, um porto.

DSC01824

E hoje é o point de Cape Town, onde tudo acontece.

DSC01880

Escolhemos (com a ajuda da nossa guia) o restaurante italiano San Marco.

DSC01830

O lugar é bacana (de frente pro mar), …

DSC01825

… mas com uma comida apenas competente.

DSC01832

Pedimos duas saladas, uma de frango e outra de queijo empanado; e dois pratos principais, um que “fusionou” frango com camarão e outro, um Penne com frutos do mar.

DSC01829

Todos corretos, mas não entusiasmantes, ao contrário do Chenin Blanc Boschendal que era uma belezura.

DSC01828

Retornamos ao hotel One&Only pra dar uma breve descansada.

DSC01839

Quer dizer, os meus sogros descansaram enquanto nós fomos bater pernas pelo Waterfront, que é mesmo muito bacana.

DSC01846

Lá pelo final da tarde, aproveitamos a proximidade pra ir conhecer o Aquário Two Oceans, …

DSC01879

…que nos mostra a diferença dos ecossistemas dos dois oceanos que banham a Áfricafo Sul, o Atlântico e o Índico.

DSC01853

Este tour vale o mini fotoblog:

DSC01854

DSC01855

DSC01857

DSC01860

DSC01865

DSC01874

Deu pra se ter uma breve demonstração da toalha de nuvens sobre a mesa.

DSC01876

Pronto, estávamos preparados pro jantar, que seria no típico restaurante africano, o África Café.

DSC01940

Tomamos um taxi (os motoristas de taxi sulafricanos são invariavelmente muito bem humorados) e chegamos no horário da reserva.

DSC01886

A concepção do lugar é fazer com que você se sinta fazendo um tour gastronômico por toda a África.

DSC01889

E ele cumpre o seu objetivo. Tudo lá é muito interessante.

DSC01890

As louças, …

DSC01898

… a  decoração despojada, …

DSC01935

… o pessoal simpático da brigada, …

DSC01919

… e especialmente a comida. Os pratos são servidos igualmente pra todos os clientes (como num rodízio) e você come o que quiser.

DSC01912

Nós pedimos um Sauvignon Blanc Klein Constantia 2012 e deixamos tudo rolar.

DSC01894

Nos serviram: Channa Fish, um peixe empanado; Malawi batata balls (doce de batata e bolas de queijo com sementes de gergelim); …

DSC01905

… Sticky Chicken wings (asas grelhadas com mel e ervas marinadas); …

DSC01908

… Tanzânia Mango Chicken (tiras de filé de frango cozidas com gengibre e manga); …

DSC01915

… Ethiopian Sik Wik Wat (carneiro cozido em tradicional molho bérbere); …

DSC01913

… Veg kebabs prato, butternut and sweet potato (um espeto de batata, batata doce e cenoura); …

DSC01906

… Basmati Rice (dispensa apresentações); …

DSC01917

… Congolese espinach (espinafre cozido com pimenta doce e tomate); Congo salad (uma salada verde com um instigante molho de óleo de palma e laranja); …

DSC01901

… Moroccan herb salad (uma salada de pepino, tomate cebola e menta); Umifino (xhosa espinafre com galete de farinha), …

DSC01910

… Spiced lentil dip (um mistura de lentilha marrom e cominho); Cassava Bread (um tipo de pão de tapioca misturada com queijo e iogurte); …

DSC01902

… e, ufa, finalizando com Tzaneen orange (um bolo de nozes e laranja junto com uma bola de sorvete de abacaxi).

DSC01932

Tudo espetacular.

DSC01918

E melhorou mais ainda quando todos os atendentes se juntaram e fizeram um show com músicas e danças africanas.

DSC01921

Enfim, o África Café é um lugar imperdível.

DSC01936

Bom, fomos dormir, pois além de termos que ir ao famoso Cabo das Tormentas amanhã cedo, hoje tivemos um alarme falso de incêndio no hotel.

DSC02051

E em plenas 6:30 hs de la matina.

DSC02136

See U.

Leia sobre os outros dias desta viagem:
Dia een – África do Sul – Johannesburgo, a terra do ouro. E da saída pela direita …
Dia twee – África do Sul – Dando uma de Noé no Kruger Park
Dia drie – África do Sul – Kruger park – Acho que vimos uns gatinhos… e outros bichos.
Dia vier – Kruger/Cape Town – África do Sul – Parecia ser mais um dia Seinfeld. Mas não foi.

.

dcpv – sociedade na e da mesa

número 341
22/01/2013

Sociedade na e da mesa.

O mundo do vinho na porta da sua casa.
A Sociedade da Mesa é o maior clube de vinhos do Brasil. Pertencente a um dos maiores grupos de vinho do mundo, leva com exclusividade a seus associados as melhores seleções de vinhos a valores especiais comparados aos do mercado, uma revista mensal gratuita, cursos, viagens, acessórios e mais que isso, uma oportunidade única pra desfrutar o mundo do vinho.

DSC00931

É claro que eu sou um dos associados. Todo santo mês, recebo a minha caixa contendo 6 vinhos de várias partes do mundo (pra se ter uma idéia, o deste mês é da Romênia – sem piadinhas, please!).

DSC00933

Os vinhos são sempre muito bons e melhor, uma cata deles vem impressa na excelente revista, que por si só, já seria um grande meio de informação da cultura vitivinícola.

DSC03365

E pra melhorar ainda mais, normalmente dentre as matérias, surgem receitas interessantes e saborosas.

DSC00896

Pois foi com elas que eu  montei este menu desta noite. Espero que vocês gostem (porque nós adoramos).

DSC00929

Vamos lá!

Bebidinha – Caipirinhas

DSC00908

Entradas – Gambas al Ajillo e Vieiras a la plancha.

Não preciso nem dizer que o Dario Taibo (dono da Sociedade da Mesa e do excelente restaurante Maripili) é espanhol.

DSC00899

Estas receitas representam bem o que é tapear! E de uma maneira bem simples.

DSC00898

Pra preparar as gambas (edição outubro/2012), os camarões, basta aquecer azeite numa frigideira, colocar 2 dentes de alho cortados na metade, até dourarem …

DSC00901

… em seguida, 200 g de camarão médio (limpos), acrescentando 1 pimenta dedo de moça cortada em pedaços.

DSC00911

Desligue o fogo, polvilhe com sal e sirva bem quente, com pães variados.

DSC00917

Já pras vieiras (edição dezembro/12), coloque azeite numa frigigeira antiaderente e sele 12 delas rapidamente dos dois lados.

DSC00913

Ao mesmo tempo, grelhe um alho poró cortado em tiras e flambe com 40ml duma cava rosé.

DSC00903

Disponha o alho poró num prato e coloque as vieiras por cima.

DSC00921

Finalize com azeite trufado e sal marinho a gosto, decore com brotos e sirva imediatamente.

DSC00918

Os camarões com as vieiras juntos …

DSC00924

… transformaram a nossa cozinha numa filial daqueles restaurantes bacanas de Barcelona (Bar Lobo? Taberna Del Clínic)

DSC00928

É claro que teríamos que acompanhar tudo com uma bela e legítima cava rosé espanhola, a Elyssia, que foi “coberto, bojudo, teló, pouco mel“.

DSC00927

Principal – Frango Assado na manteiga de Ervas.

“A cozinha caipira sempre nos remete à cozinha saborosa, cheirosa e cheia de descontração. Ela é desobediente às receitas dos livros e às técnicas dos cursos de culinária. E por isso tudo, é tão inventiva e inusitada em seus resultados”.

DSC00879

É assim que esta receita é descrita na revista de dezembro/12 da Sociedade da Mesa.

DSC00884

Na verdade, são coxas e sobrecoxas de frango, desossadas e marinadas num montão de coisas (vinagre balsâmico, suco de limão cravo, hortelã, alecrim, páprica doce, alho picado, azeite e sal), …

DSC00882

… assadas no forno, inicialmente com papel alumínio (por 20 minutos) e depois, sem, pra dourar e dar crocância.

DSC00888

Acompanhei com legumes grelhados …

DSC00935

… e arroz com milho (simples arroz misturado).

DSC00904

Ficou uma delícia, com a marinada formando um molho encorpado e super-saboroso (não se esqueça de retirar o ramo de alecrim quando for assar o frango).

DSC00938

Tomamos, apesar de todo o tempero, um vinho tinto, o chileno Syrah Maycas del Limari que foi “inca, marcadíssimo, faimosas, guinardão”.

DSC00940

Sobremesa – Sorvete de vinho

A idéia toda seria, em homenagem ao Dario e a Sociedade da Mesa, fazer sorvete de vinho.

DSC00876

E fiz, batendo na Ferrari a junção de sorvete de creme e vinho tinto.

DSC00947

Olha, ficou muito bom.

DSC00948

Eis a opinião dos sócios:
Somos sócios em tudo. Até na mesa e no vinho! (Edu)
Foi bom pra mim. (Mingão)
Vinhático! Gostei muito! (Deo)

DSC00930DSC00943

Pessoal, fica então a dica. Se você quiser entrar no mundo dos vinhos, afilie-se a Sociedade da Mesa. Você receberá vinhos diferenciados mensalmente em casa com um preço legal e com opiniões que só os grandes entendedores podem dar sobre os referidos “sucos fermentados de uvas”.

DSC03368

Ah! E não se esqueça de indicar o meu nome, pois assim eu também ganho duas excelentes taças de cristal para vinhos.

DSC00942

Merci.

.

dcpv – dias XII e XIII – milão – dormindo na galleria vittorio emanuele II

01 e 02/12/2012

Dias XII e XIII – MilãoDormindo na Galleria Vittorio Emanuele II.

Hoje era dia de reutilizar o trem como meio de transporte.

DSC09251

Iríamos da bela Florença pra cosmopolita Milão.

DSC09226

Por incrível que pareça, conseguimos ver o Astro Rei aqui na capital da Toscana.

DSC09242

E confirmamos o óbvio: Florença fica ainda mais bonita com a presença dos raios solares.

DSC09230

Sendo esta a situação, planejamos uma última passeada pela cidade.

DSC09234

Antes tomamos um café reforçado no hotel.

DSC09221

Logo após, compramos luvas

DSC09232

… e fomos bisar o melhor sorvete de Firenze, segundo a família Luz (uma pena não poder importá-lo pra Re).

DSC09227

Experimentamos muitos, mas o da Gelateria Santa Trinita é certamente o melhor (nota 11,0 no guia MicheLuz). Na verdade quase que não tomamos os sorvetes, pois a loja só abria as 11:00hs e eram 10:45 hs.

DSC09238

Mas fizemos uma cara de coitadinhos, e a atendente se apiedou de nós. Abriu a sorveteria com um pouco de antecedência e aproveitamos muito.

DSC09239

Creme, café, gergelim preto e pistache; estes foram os sabores. Que marravilha!

DSC09240

Como aproveitamento do passeio, demos uma volta em torno do rio Arno com a possibilidade de termos …

DSC09235

… excelentes vistas de todo o entorno.

DSC09236

Retornamos ao hotel, pegamos as nossas coisas e rumamos pra estação de trem, a Santa Maria Novella.

DSC09245

Aqui fica mais uma dica pra quem for usar este tipo de transporte: pode deixar pra chegar quase que em cima da hora (uma meia hora antes do embarque), porque além de não ter lugar pra sentar, a plataforma que você embarcará é sempre informada nos últimos momentos.

DSC09249

A viagem foi muito tranqüila, com dois pequenos incidentes: o primeiro foi sobre os nossos lugares. Sem motivo algum, já que o trem estava vazio, eles nos venderam um de costas pro outro e no corredor; o outro foi a dificuldade de se encontrar lugar pra deixar as malas.

DSC09256

É claro que o ideal é viajar bem leve, mas como fazer isso indo pra 4 cidades e no inverno? Portanto, com malas um pouco maiores e mais pesadas, foi difícil encontrar lugar para deixá-las sem ter que erguê-las.

DSC09263

Fique ligado quanto a estes detalhes, senão a sua hérnia inguinal vai se manifestar! Ah! Aproveitamos também do excelente menu da primeira classe.

DSC09260

Chegamos em Milão pra última noite e em grande estilo.

DSC09283

Resolvemos ficar hospedados dentro dum monumento, mais precisamente, na Galleria Vittorio Emanuele II.

DSC09269

É isto mesmo. O hotel SevenStars Galleria fica dentro da Galleria e todo os quartos tem vista pro seu belíssimo interior.

DSC09328

O nosso não seria diferente. Olha, é emocionante estar hospedado quase no nível da cobertura desta maravilha arquitetônica.

DSC09270

Ficamos um tempo olhando catatonicamente pra tudo e observando mais ainda todos os detalhes.

DSC09275

Tivemos que sair rapidamente prum encontro com a nossa amigona, a Maria.

DSC09310

E ainda bem que ela não precisou chegar até o lobby do hotel, que é bem escondido e fora de mão. Coincidentemente, nos encontramos bem no meio da Galleria.

DSC09408

Aproveitamos a oportunidade pra conhecer o novo paraíso de compras, a Excelsior.

DSC09314

É uma loja multimarcas que veio pra ser uma la Rinascente upgradeada e mais afrescalhada.

DSC09300

Pelo que vimos, gostamos muito e vamos repetir amanhã cedo.

DSC09306

Pois ela além de ter uma montão de coisas de modas feminina e masculina, …

DSC09292

… ainda apresenta um sex shop de primeira linha.

DSC09303

Tomamos um café e uma água com a Maria…

DSC09313

… antes de nos despedirmos, pra variar, sobre a chuva e no meio duma multidão condizente com um sábado a noite.

DSC09315

Arrumamos tempo pra dar uma passada (e comprar algumas coisa pra casa na la Rinascente) …

DSC09319

… e fomos nos preparar pro jantar de gala e de despedida no restaurante Trussardi alla Scala.

DSC09425

Que é exatamente o que o nome propõe: um restaurante dentro da loja da grife Trussardi e que tem vista pro Teatro Scala.

DSC09329

Como a nossa mesa foi reservada, ela tinha uma vista privilegiada pro teatro e pra própria praça. Além da RAI estar transmitindo o jantar (brincadeirinha!).

DSC09357

Se bem que ele merecia, já que foi um desfile de grandes pratos.

DSC09331

Iniciamos tomando umas belas taças dum espumante nacional, pra comemorar a ótima viagem.

DSC09334

E optamos por jogar o barco nas pedras. Pediríamos entradas do menu normal (fugimos das degustações que eram muito grandes) e pratos principais com trufas brancas. Ah! As trufas brancas.

DSC09360

O início de tudo é com uma  demonstração dos mais variados tipos de chips de Polenta. Imaginem o que a Dé achou?

DSC09332

É claro que enquanto escolhíamos, o coperto chegou. Uma mousse de camarõezinhos fantástica, um carpaccio de beterraba com sardinha escabeche e vários amuses.

DSC09341

Começamos a vibrar. Como entrada, a Dé escolheu legumes, mais conhecidos com “multicolore do fruta e verdura d’autunno, transparenza de un consommé profumato alla rosa canina”. Parece uma obra de arte, né?

DSC09348

Eu fui de peito de galinha,  também mais chamado por “petto de fagiano arrosto, arancia, alchermes e panne di Gênova alla barbabietola”. Parece outra obra de arte, né? E são!

DSC09350

Enquanto isso, nos servíamos dos excelentes e diferentes pães.

DSC09352

Os principais trufados brancamente estavam por vir. Antes decidimos, junto com o sommelier, pedir um vinho branco mais forte, um Verdicchio Villa Bucci 2006.

DSC09344

E chegaram os pratos. Pra Dé, Gnocchi di patate Ratte al tomino di Melle, bottarga, spinacio, burro caramellato (calma que a Dé não radicalizou. Burro é… manteiga) e tartufo bianco

DSC09355

… e pra mim, um arroz cozido no caldo de galinha e amantegado com parmesão jovem e trufas brancas.

DSC09353

Ambos estavam simplesmente maravilhosos (o meu, modestamente, o máximos dos máximos), com as trufas exalando um tremendo odor e com raladas bastante parcimoniosas.

DSC09361

Ficamos um bom tempo extasiados e obviamente optamos por pedir somente uma sobremesa no esquema 2×1. E ela era Sfoglia di late, marrons glacé e amarene al brandy.

DSC09365

O chefe se apiedou da Dé (rs) e enviou um sorbet pra limpar o paladar, …

DSC09362

… além de mignardises de fazer qualquer um cair o queixo (e abrir a boca).

DSC09367

Ainda tomamos um corto e não sei se o chef, talvez influenciado pelos nossos “hummmmms” constantes durante o regabofes, nos enviou uma outra rodada de mignardises. Adivinhem qual gostamos mais?

DSC09368

Pronto, jantar no Trussardi alla Scalla (um legítimo e verdadeiro 2 estrelas no Michelin) transformou a noite num verdadeiro concerto! Foi um legítimo Grand finale.

DSC09382

É claro que ainda tínhamos a manhã de domingo e o almoço, mas podemos considerar este jantar como uma despedida em alto nível pruma viagem diretamente proporcional.

DSC09391

Fomos à Excelsior no domingo de manhã só pra fazer a feira.

DSC09416

Resultado? Tomatinhos, alho, erva-doce, pimenta e outras coisas foram devidamente importadas.

DSC09305

Pra encerrar a brincadeira, fizemos o que se tornou uma tradição nas nossas viagens.

DSC09430

Fazer o último almoço no restaurante Il Coriandolo (devemos esta ao Juscelino Piselli Pereira), que fica em Brera.

DSC09427

Chegamos lá no horário e já fomos pedindo um entrada com “produtos da terra”. Só coisa boa.

DSC09435

Como principais a Dé escolheu Ravioloni de ricota com molho de trufas negras.

DSC09438

Eu fui pragmático e tendencioso optando pelo Spaghetti ao Vôngoli Veraci, …

DSC09441

… uma maravilha da culinária milanesa, porque não dizer, mundial.

DSC09442

É claro que pra acompanhar um ícone, somente outro. Então dá-lhe um branco do gênio Gaja. Escolhi o costumeiro Rossy Bass, mas tinha acabado (e sido reajustado depois dos Loguercio o pedirem na ultima  viagem deles).
Nos conformamos com o excelente Sauvignon Blanc Alteni di Brassica 2009, do mesmo Gaja.

DSC09432

Pronto, dois expressos depois estávamos preparados pra nossa descompressão ítalo-ferrazense.

DSC09445

Espero que a próxima viagem pra Itália não demore muito.

DSC08269

Arrivederci e até breve.

Acompanhe os dias anteriores desta viagem:
Dia I – Verona – Itália – A terra da goiabada com queijo, ops, de Romeu e Julieta.
Dia II – Verona – Itália – Seguindo os passos dos amantes.
Dia III – Verona – Itália – Conhecendo o lago Garda.
Dia IV – Veneza – Itália – Quem vê o Canal Grande pela primeira vez e em grande estilo, jamais esquece.
Dia V – Veneza – Itália – O dia (e a noite) do misterioso fog.
Dia VI – Veneza – Itália – Tremenda dobradinha: Palácio dos Doges (e seu Itinerário Secreto) e passeio de gôndola.
Dia VII – Veneza – Itália – Aqui não tem nenhuma sonífera ilha (Murano, Burano e Torcello
Dia VII – Itália – Veneza/Florença – Uma luz no fim do túnel, ops, sobre viagem de trem
Dia IX – Itália – Florença – Piove, pananananananam, piove.
Dia X – Florença – Itália – Entrando na moda pela porta da frente.

Dia XI – Florença – Itália – Uma aula de culinária na capital toscana.

dcpv – dia vier – Kruger/Cape Town – África do Sul – Parecia ser mais um dia Seinfeld. Mas não foi.

14/03/2013

Dia vier – Kruger/Cape TownÁfrica do Sul – Parecia ser um dia Seinfeld. Mas não foi.

Dia de troca de cidade e de hotel é perdido, certo?

DSC01687

Pois o nosso não foi.

DSC01661

Encaixamos logo cedo (as 6:00hs) um mini-safari, já que tínhamos que sair do hotel as 10:00 hs.

DSC01633

Zarpamos com a clara intenção de ver o último dos big five.

DSC01658

E como funciona isso? Como todos sabem, esses safaris são fotográficos.

DSC01483

Para ver os big five, você precisa fotografar o búfalo, …

DSC01295

… o rinoceronte (vimos praticamente um desfile deles), …

DSC01364

… o elefante (estes quase nos agrediram), …

DSC01462

… o leão (esta história foi engraçada) …

DSC01558

… e o que ainda não tínhamos visto, o leopardo.

SONY DSC

Este felino tem a imagem de ser muito arredio e é muito difícil avistá-lo.

SONY DSC

Portanto, saímos já com a idéia de que seria difícil vê-lo. E foi mesmo.

DSC01649

Andamos umas duas horas (e próximos do limite do nosso tempo) e nada.

DSC01626

Na verdade, vimos pouquíssimos animais.

DSC01631

E quando estávamos voltando pro hotel, aconteceu um alvoroço em plena savana.

DSC01637

Apareceram sinais de dois leopardos, um casal. Como eles estavam longe das trilhas, os jipes se embrenharam na mata até que finalmente os vimos.

DSC01642

E foi sensacional.

DSC01647

Vê-los bem de perto e ouví-los brigando, quando não pulando um sobre o outro, foi indescritível (na verdade, foi quase uma DR animalesca).

DSC01654

E o melhor foi que parecia que eles estavam se exibindo pra nós.

DSC01655

Foi o que podemos chamar de um grand finale safarístico.

DSC01657

Só nos restou voltar pro lodge, …

DSC01634

… tomar o ótimo café da manhã, …

DSC01664DSC01663

… comemorar o dia dos Namorados daqui, o Valentine’s Day …

DSC01662

… e utilizar o transfer até o aeroporto de Nelspruit (umas 2 horas de van).

DSC01671

Aí foi pegar o avião pra Cape Town, mais conhecida como Cidade do Cabo …

DSC01673

… e iniciar o contato com a Rio de Janeiro da África do Sul.

DSC01686

É claro que o almoço foi a gloriosa comida servida pela South African Airways nos seus vôos domésticos.

DSC01677

O nosso hotel seria o One&Only, considerado o único 6 estrelas da cidade.

DSC01740

Eu não sei daonde saiu esta definição, mas dando uma olhada nos quartos …

DSC01681

… e na vista, do cartão-postal da cidade, a Table Mountain , …

DSC01839

… você só pode concordar.

DSC02135

Como estávamos cansados (viagem de avião), aproveitamos pra curtir o quarto …

DSC01684

… e aguardamos a chegada do horário do jantar, 20:00hs, no estrelado restaurante pan-asiático Nobu, do premiado chef Nobuyuki Matsuhisa.

DSC01691

Aproveitamos o embalo (e a fome) e pedimos menus-degustação criados especialmente pra data especial de hoje, o Valentine’s Day.

DSC01692

Além do mais, as queridas Dé e D. Vera ganhariam um botão de rosa dos seus Valentinos, nós mesmos.

DSC01700

Todos iniciamos com uma saborosa saquerinha de frutas vermelhas.

DSC01698

E como optamos por 2 menus de cada das opções, a coisa ficou fácil de explicar. Os primeiros pratos foram ostras tiraditas …

DSC01702

… e atum com vieiras num molho de jalapeño. Perfeitos!

DSC01701

A seguir, sashimi de salmão com azeite de trufas …

DSC01706

… e sashimi de atum com molho de missô.

DSC01707

Saborosos!

DSC01708

As saladas foram Baby espinafres com camarão …

DSC01712

… e Seared Yellowtail com molho Matsuhisa.

DSC01714

Por enquanto, tudo estava funcionando muito bem. Os pratos quentes foram King Crab com risotto de buckweath …

DSC01717

… e Black Cod com missô. Tudo perfeito!

DSC01719

O exagero começou com as carnes. Beef Toban Yaki com molho de anticucho …

DSC01724

… e as apimentadas costeletas de cordeiro, que passaram um pouco da medida do que aguentávamos.

DSC01720

Assim como o assortimento dos ótimos sushis do Nobu.

DSC01729

Quando estávamos pensando em abortar a sobremesa, elas chegaram e pra surpresa geral, as comemos. A torta surpresa de chocolate do Nobu

DSC01731DSC01733

… e o petit gateau agradaram em cheio (meio exorcista, mas bom).

DSC01735

O resultado final foi um jantar muito bom, com o pecado do chef ter pesado a sua mão quanto a quantidade de comida.

DSC01722

De qualquer forma, pra quem pensou que o dia seria perdido, ou ao menos um Seinfeld, ou seja, não aconteceria nada, o engano foi total.

SONY DSC

Que venha a Cidade do Cabo.

DSC01752

See U.

Leia sobre os outros dias desta viagem:
Dia een – África do Sul – Johannesburgo, a terra do ouro. E da saída pela direita …
Dia twee – África do Sul – Dando uma de Noé no Kruger Park
Dia drie – África do Sul – Kruger park – Acho que vimos uns gatinhos… e outros bichos.

.

dcpv – Dia XI – Florença – Itália – Uma aula de culinária na capital toscana.

30/11/2012

Dia XI – FlorençaItália – Uma aula de culinária na capital toscana.

Tivemos uma melhora acentuada no tempo.

DSC09059

Em vez de chuva, nublado. E bem mais frio.

DSC09060

Como sempre, isto não importava, já que iríamos fazer uma aula de culinária completa com, inclusive, uma visita ao Mercato Centrale.

DSC09084

Tomamos o mesmo ótimo café da manhã e debaixo de chuva (ela caiu bem nesta hora), chegamos ao ponto de encontro da Florencetown Tours.

DSC09064

A turma oficial se compunha de 4 pessoas (nós 2 e mais um casal de americanos), além de mais 3 do staff da própria agência que estavam acompanhando tudo pela primeira vez.

SONY DSC

O chef Giovanni, um daqueles italianos da gema, nos levou pra conhecer o mercado e seus melhores fornecedores.

SONY DSC

A primeira parada foi numa loja de azeites fresquísssimos (a primeira pressão foi feita na segunda-feira), …

SONY DSC

… acetos envelhecidos, …

SONY DSC

… Parmigiano Reggiano, …

SONY DSC

… molhos especiais…

SONY DSC

… e afins, com as suas devidas degustações.

SONY DSC

Compras feitas (a mala começou a ficar pequena), …

SONY DSC

… passamos pra próxima loja, uma de pães, grapas, sais e azeites trufados; mais umas comprinhas foram feitas.

SONY DSC

Agora era hora de ver legumes, …

DSC09082

… e verduras, tudo orgânico e colhido nesta manhã, …

DSC09085DSC09086

… além de carnudos funghis frescos.

SONY DSC

A última parada foi numa banca-açougue.

SONY DSC

Como não se surpreender com a qualidade …

DSC09094

… e a quantidade de oferta de ingredientes?

DSC09080

Até a Dé se entusiasmou com o nível da costela fiorentina e prometeu se tornar uma carnívora! rsrsrs

SONY DSC

Pronto! Enquanto víamos tudo, o chef aproveitou pra comprar tudo pra nossa aula.

SONY DSC

Chegamos ao local que é próximo de lá, colocamos os aventais e mãos a obra.

SONY DSC

O primeiro prato a ser feito foi a sobremesa, um legítimo Tiramisu.

SONY DSC

E cada um fez o seu.

SONY DSC

Pra começar, todos ajudaram a bater as claras em neve …

SONY DSC

… e o creme de mascarpone.

SONY DSC

Logo depois o chef nos explicou como montar cada um: …

SONY DSC

… uma camada de chocolate em pó, ..

SONY DSC

… uma de creme, …

SONY DSC

… outra de biscoitos champanhe embebidos em café, …

SONY DSC

… mais uma rodada …

SONY DSC

… e voilá. Tiramisu pronto e indo pra geladeira.

SONY DSC

Aproveitamos pra tomar um vinho tinto …

SONY DSC

… enquanto o chefe nos apresentava a sua bruschetta (ops!).

SONY DSC

Pão tostado, passa-se alho e coloca-se o melhor tomate temperado por cima.

SONY DSC

Precisávamos ainda fazer a massa dos macarrões (uns Ravioli e os Papardelle).

SONY DSC

A receita da pasta é muito parecida (farinha e ovos).

SONY DSC

O que modifica um pouco é o jeitão de se fazer.

SONY DSC

Neste caso, tudo é feito a mão, inclusive…

SONY DSC

… a abertura …

SONY DSC

… o corte (no caso dos Pappardelle) …

SONY DSCSONY DSC

… e o processo todo, no caso dos Ravioli.

SONY DSCSONY DSC

Só sobrou fazer a base do molho a bolonhesa (cebola, salsão e cenoura), …

SONY DSC

… com o acréscimo e a fritura de carne bovina moída e de carne de porco na forma de lingüiça, sem a tripa.

SONY DSC

Deixe apurar bastante, coloque vinho tinto e deixe apurar mais ainda.

SONY DSC

Adicione purê de tomate, baixe o fogo e esqueça da panela.

SONY DSC

Enquanto isso, cozinhe os Pappardelle e os Ravioli.

SONY DSC

No caso destes últimos, faça um molho com manteiga e salsinha  e coloque por cima.

SONY DSC

No caso dos Papardelle, junte-os ao molho, coloque bastante parmeggiano e sirva.

SONY DSC

Foi o que foi feito.

SONY DSC

Todos comemos as massas e aprovamos a nossa lição de casa, com louvor.

SONY DSC

É claro que conversamos bastante, rimos mais ainda e aproveitamos pra tomar mais vinho.

SONY DSC

Pra encerrar esta festa, todos experimentaram os Tiramisu que montaram.

SONY DSC

Mais uma aprovação, assim como a do Giovanni que nos “passou de ano” e, inclusive, nos deu um certificado.

SONY DSCSONY DSC

Agora somos diplomados em comida italiana.

SONY DSC

Saímos de lá felizes, mas correndo, pois tínhamos uma visita marcada ao que é considerado o maior museu de toda a Itália, a Gallerie degli Uffizi.

DSC09137

Reservei por internet (aconselho, especialmente na alta estaçâo) e deu tudo certo.

DSC09140

É claro que não se pode tirar fotos, mas … rs
Falar da arquitetura do prédio é chover no molhado (ops!).

DSC09146

Ele é lindo e como Uffizi são escritórios em italiano, o que você vê lá são salas unidas por grandes corredores.

DSC09158

Todas são espetaculares, mas algumas são imperdíveis, tais como as da Anunciação, a Tribuna dos Medici, o Nascimento de Venus de Botticelli, a Sagrada Família de Michelangelo, a Vênus de Urbino de Ticiano e por aí vai.

DSC09148

Mesmo não sendo especialista em artes, como nós, você se emocionará.

DSC09156

E fica uma dica: deixe pra visitá-la no final da sua estadia em Florença.

DSC09153

Você já estará totalmente envolvido com o clima de toda a cidade.

DSC09154

Saímos de lá, voltamos ao hotel e resolvemos, apesar do frio, procurar o melhor sorvete da cidade, na Gelateria Vivoli.

DSC09166

Pra Florença, onde tudo é muito perto, ele até que fica longe.

DSC09167

Mas vale cada centímetro caminhado. Os sorvetes são bastantes cremosos e muito saborosos (nota 9,66 no MicheLuz).

DSC09171

Finalizando este grande dia (e quase que sem chuva), fomos jantar num dos melhores restaurantes da cidade, o Cibrèo.

DSC09178

Ele é bem antigão (que novidade!) e faz parte do movimento Slow Food.

DSC09179

Sentamos (mesa reservada) e logo recebemos a visita da dona do restaurante. Não estranhe; é assim que o menu funciona.

DSC09180

Ele só contém os preços de cada uma das fases das refeições (primo, secondo e sobremesa). Os pratos são recitados/comentados em italiano pela senhora e aí vocês os escolhe.

DSC09213

Charmoso, não?

DSC09185

E não é que quando ela falou Polenta, os olhos da Dé brilharam! Ainda mais acompanhada de azeite extra-extra virgem e parmeggiano reggiano.

DSC09197

Eu escolhi um potente brodo com uma massinha que na verdade não era bem uma massa e sim, uma mistura que continha pão.

DSC09199

A equação do vinho foi solucionada pelo sommelier, que nos propôs a escolha dum branco potente ou dum tinto mais delicado.

DSC09193

Fomos na segunda hipótese e num maravilhoso DOCG Mason di Mason Manincor 2010.

DSC09195

Como principais, a Dé preferiu Polpettini recheado com ricota e acompanhado de purê de batatas …

DSC09204

…enquanto eu, um prático e “simplici”, segundo a senhora, peixe feito no cartoccio com muito azeite, limão, azeitonas e ervas, …

DSC09203

… acompanhado de grão-de-bico com muito azeite.

DSC09207

Tudo estava num altíssimo nível. Pulamos as sobremesas e pedimos 2 “cortos”.

DSC09209

É claro que um pedaço duma tortinha de chocolate e café, quase um Tiramisu, pulou na nossa mesa!

DSC09214

Desta vez e satisfeitos, desvirtuamos os nossos princípios e voltamos de taxi pro hotel.

DSC09175

E admirando o entorno, claro?

DSC09161

Arrivederci.

Acompanhe os dias anteriores desta viagem:
Dia I – Verona – Itália – A terra da goiabada com queijo, ops, de Romeu e Julieta.
Dia II – Verona – Itália – Seguindo os passos dos amantes.
Dia III – Verona – Itália – Conhecendo o lago Garda.
Dia IV – Veneza – Itália – Quem vê o Canal Grande pela primeira vez e em grande estilo, jamais esquece.
Dia V – Veneza – Itália – O dia (e a noite) do misterioso fog.
Dia VI – Veneza – Itália – Tremenda dobradinha: Palácio dos Doges (e seu Itinerário Secreto) e passeio de gôndola.
Dia VII – Veneza – Itália – Aqui não tem nenhuma sonífera ilha (Murano, Burano e Torcello
Dia VII – Itália – Veneza/Florença – Uma luz no fim do túnel, ops, sobre viagem de trem
Dia IX – Itália – Florença – Piove, pananananananam, piove.
Dia X – Florença – Itália – Entrando na moda pela porta da frente.

.

dcpv – a (re)volta do freezer

número 340
15/01/2013

A (re)volta do freezer.

Tínhamos voltado de Londres e surgiu a dúvida sobre o que comer nesta noite?

DSC00838

Normalmente, aproveito as muambas que trouxemos e faço uma extensão da viagem.

DSC00828

Mas neste caso, a menos que eu quisesse executar receitas utilizando chás e geléias, acredito que este processo não daria certo. Então, optei por fazer de modo diferente.

DSC00818

Dei uma boa olhada nos freezer/despensa, encontrei ingredientes legais e usei-os em receitas.

DSC00807

Vamos lá então a (re)volta do freezer!

Bebidinha – Caipiroska de Lima da Pérsia.

Simples assim.

DSC00831

Entrada – Risoto de Frutos do Mar

Sempre quis fazer um risoto como primo piatto, mas adiava este plano.

DSC00832

Quando vi camarões, kani, lula e mexilhões no freezer, falei: é hoje!!

DSC00806

E pensei em finalizá-lo com menos líquido, pois assim ele pareceria mais uma salada de grãos do que propriamente um risoto. E deu certo!

DSC00840

Os passos para executá-lo foram os básicos: refogar cebola e alho porró em azeite e manteiga, …

DSC00826

…juntar o arroz e refogar mais um pouco, colocar vinho branco e deixar evaporar, …

DSC00827

… adicionar caldo de peixe (este estava bem curtido) na medida do necessário, juntar os frutos do mar que foram fritos em azeite (e reservados)…

DSC00835

… e finalizar quando ele estiver muito al dente.

DSC00842

Ficou tão maravilhoso que …

DSC00845

… todos repetiram sem pestanejar.

DSC00846

Pra melhorar (se é que era possível), tomamos uma legítima Cava espanhola Freixenet que foi “freixo, freixe.net, fresco né, suntuoso“.

DSC00850

Principal – Magret de Canard com purê de mandioca.

Os 4 magrets estavam lá no freezer, congeladinhos e olhando pra mim.

DSC00809

A mandioca descascada também.

DSC00799

Foi uma questão de praticidade juntar os dois. O purê foi feito na Bimby, também conhecida por Thermomix.

DSC00801

Ficou (como sempre) perfeito.

DSC00852

Já os peitos foram feitos da maneira mais simples possível.

DSC00822

Risquei as gorduras com a faca, …

DSC00810

… temperei com pimenta e sal e coloquei pra fritar na frigideira. Primeiro e por uns 7 minutos, com a gordura pra baixo.

DSC00824

E depois, por mais uns 4 minutos, com a parte sem a gordura pra baixo.

DSC00855

Aí foi só o trabalho de fatiar os “chests”, …

DSC00854

… colocá-los nos pratos, …

DSC00857

… junto com o purê, …

DSC00860

… e apreciar. Os Loguercio certamente aprovariam.

DSC00865

Pra acompanhar, tomamos um tinto, o Escudo Rojo 2008 Chile que foi “gracioso, quack-qüen, red child, mingolau“.

DSC00862

Sobremesa – Sorvete de goiabada

Estou na vibe de sorvete saborizado.

DSC00873

É rápido e fica bom demais.

DSC00812

Ainda mais quando se tem um pote de sorvete de creme no freezer e uma lata de goiabada na despensa.

DSC00803

O trabalho é derreter a goibada com água, …

DSC00805

…liquidificar junto com o sorvete e colocar na Ferrari pra bater e ficar cremoso.

DSC00811

Pra melhorar, servi com uns cubinhos de queijo fresco.

DSC00871

Eis a opinião dos garis de freezer:
Como diria a mamãe, excelente na entrada e na saída. (Edu)
“A volta” mais que vip. (Mingão)
Demoníaco! Soberbo regresso.(Deo)

DSC00848DSC00867

Taí uma boa idéia. É sempre interessante olhar tanto para o freezer como pra despensa e, utilizando ingredientes disponíveis, fazer uma excelente refeição.

DSC00869

Como está na moda, reciclar é necessário, certo?

DSC00840

Inté.

.


É só inserir o seu email, clicar no botão "Seguir" e a cada novo post publicado aqui, você receberá uma mensagem com o link. É fácil, qualquer criança brinca, qualquer criança se diverte! :)

Junte-se a 640 outros seguidores

Comentários

Blog Stats

  • 1,339,486 hits
abril 2013
S T Q Q S S D
« mar   maio »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  

Arquivos

Atualizações Twitter