Arquivo para abril \04\UTC 2013



Dia X – Florença – Itália – Entrando na moda pela porta da frente.

29/11/2012

Dia X – FlorençaItália – Entrando na moda pela porta da frente.

Mais um dia de chuva.

DSC08887

Incrível, mas a chuva persistiu durante toda a nossa estada (pelo menos, até agora) em Florença.

DSC08883

Incrível também como a viagem ficou mais divertida por causa dela.

DSC08885

Tomamos o ótimo café da manhã no outro lado da rua (eu já expliquei o porquê) …

DSC08882

… e rumamos pro nosso passeio mais do que especial.

DSC08898

Iríamos fazer um tour específico sobre a moda florentina.

DSC08899

A nossa guia, a Marise já  estava nos esperando na frente do Museu Ferragamo.

DSC08894

Este visita é essencial neste quesito, especialmente pra quem é interessado em moda e mais ainda em sapatos (a Dé adorou).

DSC08892

Nos apresentamos, entramos no museu e pudemos observar o quão visionário era o idealizador de tudo.

DSC08896

São vários modelos nos informando que há 60 anos atras, Ferragamo já formatava sapatos muito mais atuais do que se imagina.

DSC08893

O ambiente é perfeito (a única mancada é não poder tirar fotos, mas … ) …

DSC08890

… e além de toda a técnica, pudemos ver uma mostra especial sobre a vida (e morte) do ícone Marilyn Monroe.

DSC08895

Finda a visita, atravessamos o Rio Arno, pela Ponte Santa Trinita, …

DSC08901

… com direito a uma vista incrível da Ponte Vecchio.

DSC08897

A intenção seria visitar tanto o Museo degli Argenti (o da Prata) como a Galeria del Costume (do Traje).

DSC08906

Todos estes complementavam o nosso passeio que era baseado no que era moda no período dos grandes Duques.

DSC08902

Pra variar, fotos não são possíveis, mas… 🙂
O Museu da Prata é muito interessante porque é possível se imaginar o dia-a-dia da nobreza naquela época.

DSC08919

O Palazzo Pitti foi um local onde a história dos Medici se passou.

DSC08905

E lá é possível se imaginar tudo o que acontecia, especialmente através dos comentários em português da Marise.

DSC08916

Já o Museu dos Trajes é também interessante, mas um pouco mais fraco, já que nele existem registros de vestuários dum período bem mais recente (depois de 1850).

DSC08925

Se bem que alguns trajes dos corpos exumados de nobres são muito informativos.

DSC08928

Aproveitamos pra conhecer o bonito Giardino di Boboli.

DSC08932DSC08933

Pra variar, estava chovendo e muito.

DSC08935

A solução foi comprar um guarda-chuvas dum daqueles imigrantes (10€) …

DSC08934

…e zarparmos prum almoço aprazível.

DSC08945

Seguindo uma linha agradável, escolhemos mais uma vinoteca de um ótimo produtor de vinhos, o Antinori.

DSC08937

E esta escolha se mostrou mais do que acertada.

DSC08936

Chegamos e a nossa mesa reservada (e no mezanino) era muito bem localizada.

DSC08943

Pedimos um assortimento de salumi e aproveitamos tudo, junto com os pães …

DSC08948

… e o azeite recém espremido, que estava demais.

DSC08939

Tomamos taças de vinho, um bianco pra Dé, o Cervaro della Sala 2010 …

DSC08946

… e um tinto pra mim.

DSC08950

Na verdade, “o”tinto” já que era um Tignanello espetacular.

DSC08964

Como principais, a Dé foi de Maltagliatti com peixe

DSC08953

… e eu, num Tagliarini com Molho a Bolonhesa.

DSC08951

Ambos simplesmente irrepreensíveis.

DSC08956DSC08957

Pedimos mais um ótimo expresso, …

DSC08960

… e seguimos o conselho dos florentinos: …

DSC08967

… a sobremesa foi um sorvete cremoso e inesquecível da Gelateria Santa Trinita (nota 10 no MicheLuz e com louvor).

DSC08979

Sem contar os próximos, foi o melhor que tomamos em nossas vidas.

DSC08978

Como a chuva apertou (sempre ela), voltamos ao hotel pra dar uma descansada e programar algumas comprinhas.

DSC08981

E até nesse quesito, Florença é divertida.

DSC08973

Você entra uma loja de relógios e encontra gente bem-humorada.

DSC08974

Vai a uma loja de grifes e o teto dela é cheio de afrescos.

DSC09005DSC09006

Passa numa loja de departamentos e no último andar, tem um bar onde a vista prum brinde de espumantes é esta.

DSC09013

Melhor, resolve conhecer uma das farmácias mais antigas do mundo, a Officina Profumo Farmaceutica di Santa Maria Novella (desde 1612) e se diverte ao extremo, vendo um ambiente tão lindo e com receitas de cosméticos seculares espetaculares.

DSC08994

A compra por lá e irresistível e o foto blog também:

DSC08989DSC08990

DSC08993

DSC08995

DSC08996

DSC08999

DSC09002

Pronto; estávamos novamente com fome e preparados pra mais um excelente jantar.

DSC09014

Que aconteceu no Oliviero, um ristorante competente e muito bacana.

DSC09048

Pra variar, a nossa mesa reservada era muito boa.

DSC09020

Não pensamos duas vezes ao ver o menu: pediríamos, cada um, dois pratos.

DSC09017

O vinho foi um Gaja Branco, o Ca’Marcanda  e …

DSC09031

… o chefe nos mandou um agrado inicial, algo parecido com um suflê de ovos e azeitonas. Uma delícia.

DSC09028

Como primo, a Dé foi de sopa de cebola com vieiras

DSC09039

… e eu, um nhoque com mariscos e pesto de salsinha.

DSC09037

Um prato lindo, saboroso e ao mesmo tempo, muito fotogênico.

DSC09040

Como secondo, a Dé pediu um Rombo com presunto cozido 

DSC09042

… e eu, um bacalhau fresco com espuma de tomates e grâo-de-bicos al dente.

DSC09043

Tudo absolutamente perfeito, e melhorou ainda, com o charmoso expresso corto (estes cafés se tornaram um vício da família em todas as refeições).

DSC09045

Enfim, o Oliviero é um lugar que certamente não está na moda, mas que os Medici freqüentariam, assim como os Luci fizeram.

DSC09025DSC09026

Voltamos pro hotel com uma lua que prometia: amanhã deve chover! rs

DSC09054

Arrivederci.

Acompanhe os dias anteriores desta viagem:
Dia I – Verona – Itália – A terra da goiabada com queijo, ops, de Romeu e Julieta.
Dia II – Verona – Itália – Seguindo os passos dos amantes.
Dia III – Verona – Itália – Conhecendo o lago Garda.
Dia IV – Veneza – Itália – Quem vê o Canal Grande pela primeira vez e em grande estilo, jamais esquece.
Dia V – Veneza – Itália – O dia (e a noite) do misterioso fog.
Dia VI – Veneza – Itália – Tremenda dobradinha: Palácio dos Doges (e seu Itinerário Secreto) e passeio de gôndola.
Dia VII – Veneza – Itália – Aqui não tem nenhuma sonífera ilha (Murano, Burano e Torcello
Dia VII – Itália – Veneza/Florença – Uma luz no fim do túnel, ops, sobre viagem de trem
Dia IX – Itália – Florença – Piove, pananananananam, piove.

Anúncios

dcpv – gastronômade no haras.

24/03/2013

Gastronômade no Haras.

Haras – estabelecimento destinado a criação, ao aperfeiçoamento e ao treino de cavalos, geralmente de corrida.
Gastronômade – evento destinado a criação, ao aperfeiçoamento e ao treino de boas relações e refeições.

Pronto, estava feito o link!

DSC03225DSC03230DSC03234DSC03246

Afinal de contas, quando fiquei sabendo que mais um Gastronômade (quer saber o que é?) seria realizado em São Paulo e justamente no Haras Larissa, logo pensei: temos que ir!

DSC03174

Conversamos com os sócios e acertamos tudo. Eles viriam pra São Paulo e nós aproveitaríamos pra curtir mais bons momentos (o de Brasília foi memorável) em mais um destes eventos tão descolados e marcantes.

DSC02757

Devido a distância (e a Lei Seca), optamos por ir de van ao local, pois são quase 100 km de distância da capital.

DSC03173

O problema é que a perua parecia pertencer a um astro de rock. Era toda filmada e escura o suficiente pra te deixar meio zureta, sem nenhum contato com a claridade do mundo exterior.

DSC03178

Chegamos (estávamos em 14 pessoas) e fomos nos deslocando diretamente pro local do coquetel, ao lado do lago.

DSC03191

Serviram ótimas entradas, tais como gel de tomate, raspas de siciliano, flor de manjericão; rolinho vietnamita com legumes crus, folha de espinafre roxo, emulsão de coentro e melaço de cana e aspargos marcados, mousse de queijo de cabra e brotos orgânicos (todos muito bons) …

DSC03182

… assim como o espumante rosé da vinícola Villaggio Grando (ela fica em Santa Catarina).

DSC03185

Ah! Esqueci de dizer que a chef convidada era a Viviane Gonçalves, proprietária do excelente restaurante Chef Vivi (fica na Vila Madalena e tivemos uma ótima experiência por lá) e que  de encontro aos princípios do Gastronômade, adora utilizar ingredientes frescos e naturais nas suas criações.

DSC03248

Como sempre, uma visita ao foco principal do lugar estava programada.

DSC03194

Então lá fomos todos conhecer o haras propriamente dito, …

DSC03179

… recebendo informações sobre um mundo totalmente novo pra nós, …

DSC03211DSC03204

… o dos cavalões, …

DSC03212

… dos pôneis (vide Seinfeld), …

DSC03202

… e até das carruagens.

DSC03206

Depois desta curiosa visita, rumamos a pé, …

DSC03214

… de encontro a mesa posta sobre a sombra das árvores (neste caso, faltou um pouco de sombra).

DSC03216

Nos sentamos (a Miriam e o Ailton, tios da Lourdes e que estavam conosco em Brasília, também vieram) …

DSC03220DSC03219

… coincidentemente ao lado dos produtores de frutas, o Fabiano da Família Fabiano e o pessoal das carnes do Bonsmara Beef.

DSC03221

Como sempre, o papo e a empatia de todos foram imediatos. A conversa corria solta, quando os pratos começaram a chegar.

DSC03224

Iniciamos com figo ao forno, mini cenouras caramelizadas, mini alho poró, mini funcho, redução de laranja com especiarias, broto de mostarda roxa e um mix fresquíssimo de folhas orgânicas. É uma maxi-salada, que deveria ser acompanhada por um Sauvignon Blanc que não apareceu. Em seu lugar, serviram o tinto Innominabile da Villaggio Grando, que sinceramente, não caiu muito bem.

DSC03227

Como um dos principais, uma carne maturada, um filé mignon curado com dados crocantes de abóbora, vagem holandesa e salada de mix de cogumelos e ervas orgânicas, que estava justamente no formato que os sócios nos indicaram. Ou seja, perfeita! E dá-lhe Inonnimabile Lote IV.

DSC03228

Num gesto bastante elegante, a chef Vivi serviu uma variação veggie pra Dé (que gostou muito).

DSC03232

O outro principal, uma galinha d’Angola finalizada no maçarico com endívia caramelizada, arroz preto crocante e redução de cenoura, laranja e limão verde, estava boa também. Acompanhou o vinho Villaggio Grando Além Mar 2008 que se mostrou mediano.

DSC03237

Finalizamos com uma sobremesa bem natural e refrescante: frutas ao forno, quenelle de vanilla, baba de moça de limão verde, mix de flores e broto de beterraba com fios de caramelo. Infelizmente, o vinho de sobremesa Villaggio Grande Colheita Tardia 2009 nos pareceu ter sido colhido um pouco antes da hora.

DSC03241

O tempo passa muito rápido quando estamos nos divertindo, né não?

DSC03233

Pois foi o que aconteceu. Quando percebemos, já passava das 17:30 hs e tínhamos que retornar pra SP.

DSC03195

Mais uma vez correu tudo bem e o divertimento foi garantido.

DSC03244

O Gastronômade cruzou e em primeiro lugar, o disco final.

DSC03249

Bye.

PS – A natureza é sábia. A poucos quilômetros dali caia o mundo no jogo Corinthians x Guarani em Campinas e aqui no Haras não choveu nada!

DSC03196

E a van que na ida parecia um túnel escuro, se mostrou, na volta,  muito boa pra cochilar! 🙂

DSC03250

.


É só inserir o seu email, clicar no botão "Seguir" e a cada novo post publicado aqui, você receberá uma mensagem com o link. É fácil, qualquer criança brinca, qualquer criança se diverte! :)

Junte-se a 658 outros seguidores

Posts recentes

Comentários

Blog Stats

  • 1.425.504 hits
abril 2013
S T Q Q S S D
« mar   maio »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  

Arquivos

Atualizações Twitter

Anúncios