Arquivo para agosto \29\UTC 2013

dcpv – santiago do chile – bocanáriz, olhos e ouvidos; puerto … fuy!

06/08/2013

Santiago do Chile Bocanáriz, olhos e ouvidos; Puerto … Fuy!

Nota do editor: nós tivemos um problema com o cartão da nossa máquina fotográfica e acho que perdemos as fotos dos dois primeiros dias desta viagem. O jeito foi apelar pros amigos e utilizar as fotos que tanto a Márcia/Vianney como o casal Lourdes/Eymard tiraram. Portanto, não reparem se o post resultar um tanto quanto remendado. Podem ter certeza que não foi o vinho! 🙂

E lá fomos nós pro Chile de novo.

DSC07496

Quer dizer, pra Santiago do Chile e com destino a Mendoza, na Argentina.

DSC07298

Mais uma vez, o grupo dos vinháticos se encontraria pra desvendar os segredos de Baco.

SONY DSC

Como não existe vôo direto pra esta cidade da Argentina e ninguém de nós pensou em fazer uma conexão que incluísse Buenos Aires, resolvemos passar uma noite (e consequentemente, um dia) na nossa queridinha Santiago.

SONY DSC

O vôo foi tranquilo (apesar de ser muito cedo, as 7:10 da matina) e nos encontramos com a Lourdes e o Eymard no aeroporto de Guarulhos.

DSC07350

Chegamos ao hotel W (bom como sempre) por volta das 13:00 hs,…

who1979lo_121082_sq

… com tempo suficiente pra darmos uma olhada em tudo (apelei pras fotos do site do hotel), …

who1979gr_121072_ub

… brindarmos com espumante e cones de batata frita  (estas fotos realmente desapareceram) e zarparmos diretamente pro Bocanáriz, um wine bar esperto, onde encontraríamos a Márcia e o Vianney.

DSC03010DSC03012

O Bocanáriz (conhecemos também no nosso encontro anterior) é o que podemos chamar de lugar perfeito pra se bater um papo, comer coisinhas e tomar ótimos vinhos.

DSC01666DSC03036

Ele é despojado e ao mesmo tempo, bastante aconchegante.

DSC03033

Resolvemos fazer o indicado pra estas ocasiões: tapear bastante e tomar alguns vôos.

DSC03042

Bom, tapeamos com batatas bravas, …

DSC01643

empanaditas de carne, …

DSC01641

bruschettas de presunto crudo, brochettes de muçarelas de búfala, …

DSC03021

ceviche, …

DSC03022

salada de quinua e camarões, …

DSC03024

… enfim, somente pratos gostosos.

DSC01646

E os tais vôos de vinhos, são na verdade, experimentações temáticas que versam sobre agrupamentos. Por exemplo, se experimenta 3 tipos de vinhos que são ícones do Chile, ou mais 3 (são sempre 3) que venham da cordilheira marinha e assim por diante.

DSC03027

Todos tomaram um tipo de vôo e assim, conversamos praticamente a tarde inteira. Ainda experimentamos uma garrafa dum Cinsault que não agradou muito (tinha um gosto de argila muito forte), …

DSC01651

… acompanhado de tartar de salmão e um trio de queijos com doces, por sinal, muito bons.

DSC01652

Encerramos a sessão vespertina, com um assortimento de mini-sobremesas e a degustação dum vinho de sobremesa Errazuriz, uma singela homenagem a Márcia e ao Vianney.

DSC03034

Voltamos de taxi pro hotel e ainda tivemos tempo de dar uma olhada no mercado gourmet/restaurante que fica no subsolo, o Coquinaria. Eis mais uma lugar fantástico.

DSC01658

E como só agora vimos o quarto com mais profundidade, aproveitamos pra nos preparar pro jantar que seria no restaurante Puerto Fuy. Ele é um lugar clássico, quase que um Rubayat chileno.

DSC01676

E melhor, especializado em frutos do mar das profundezas do Oceano Pacífico. O menu é ótimo e conciso.
As mulheres, a Márcia, a Lourdes e a Dé pediram a trilogia de Côngrio.

DSC01680

O Vianney escolheu um risoto de centolla (com esta apresentação exótica), …

DSC03059

… o Eymard, o Turbot com abobrinha e abóbora

DSC01677

… e eu, Ravioli de locos com espuma de champanhe.

DSC03061

Todos os pratos estavam perfeitos e muito saborosos. Já que abusamos de frutos do mar, tomamos dois vinhos brancos. Dois Sauvignon Blanc, um Matetic  e outro, um ótimo Leyda.
Obviamente, pulamos as sobremesas e constatamos o também óbvio de que a qualidade dos ingredientes impera por aqui.
Esperamos que em Mendoza também, pois amanhã (e com o grupo completo, já que a Madá e o Álvaro se juntam a nós) a viagem realmente começa de verdade.

SONY DSC

Que venha Mendoza, e que não venha em forma do Jorge, o ex-craque do Palestra.

SONY DSC

Adiós.

.

Anúncios

dcpv – é vero, é gero.

número 355
18/06/2013

É vero, é Gero.

Mais uma vez apelei pra minha biblioteca gastronômica.

DSC06474

Só que neste caso, a apelação foi deliberada.

DSC06477

Já faz um bom tempo que eu vivo olhando pro livro Gero (do restaurante homônimo pertencente aos Fasano) com bons olhos.

DSC07520

E olhe que ele é antigo aqui no pedaço. Desde 1998 está em casa e acredito que já executei (literalmente) várias de suas receitas.

DSC07529

O time que criou este livro é fantástico. Luis Tripoli e Sergio Pagano nas fotos; o texto ficou por conta do Matinas Suzuki Jr e as receitas são do incrível Luciano Boseggia.

DSC06491

É praticamente uma seleção e lendo/vendo a obra-prima não tive como não escolher (ops, conheço este bordão de algum lugar) um menu pra fazer nesta noite.

DSC06559

Vamos lá, então, as receitas do Gero.

DSC06529

Entradas – Bruschetta Mantovana e Tartar de salmone su ventaglio di zucchine.

É claro que as receitas são italianas e tradicionais.

DSC06514

No caso desta bruschetta, basta grelhar 4 fatias de pão italiano dos dois lados. Esfregue alho num deles.

DSC06520

Regue com azeite extravirgem e tempere com sal e pimenta do reino.

DSC06522

Distribua patê de azeitona verde (by sex shop) sobre as fatias de pão, coloque fatias de muçarela por cima e gratine em forno alto até o queijo derreter.

DSC06525DSC06526

Retire do forno e distribua mortadela italiana por cima.

DSC06545

Sim, ficou uma delícia.

DSC06550

Já pro tartar, basta ferver abobrinhas em água e sal por 5 minutos e colocá-las numa vasilha com água e gelo. Reserve.

DSC06487

Pique salmão (usei um defumado) e ciboulete bem fininho. Misture. Tempere com sal, pimenta do reino, limão e azeite.

DSC06535

Distribua as abobrinhas cortadas em fatias bem finas nos pratos como se fosse um carpaccio.

DSC06533

Coloque o salmão numa forma no meio do prato e desenforme.

DSC06536

Enfeite com as pontas das cebolinhas sobre o salmão e distribua 1/2 tomate sem sementes, cortado em cubinhos.

DSC06543

Regue com azeite extravirgem.

DSC06546

É mais uma receita de bons ingredientes (que novidade) e perfeita.

DSC06549

Tomamos um vinho branco, o Sauvignon Blanc Cosecha Tarapacá 2011 que achamos “natureba, pepperoso, caratapa, perfeito”.

DSC06547

Principal – Risotto ao brie, bresaola e rucola.

Nada como trazer uma boa bresaola da Itália, né? Foi o fator determinante pra eu escolher este risoto, já que eles são especialidade do Boseggia.

DSC06572

Como sempre, fazer é fácil (o difícil é acertar o ponto do arroz). Doure 1/2 cebola pequena picada, 200 de bresaola cortada em juliana e 50g de rúcula também cortada da mesma maneira em duas colheres de azeite.
Junte 380g de arroz arbóreo e refogue por alguns minutos.

DSC06554

Adicione 1/2 xícara de vinho branco seco e deixe evaporar. Junte aos poucos, caldo de carne (feito em casa).

DSC06557

Cozinhe por 16 ou 17 minutos, mexendo de vez em quando (a medida que o arroz for secando, coloque mais caldo). Junte mais 50g de rúcula e 200g de queijo brie sem casca.

DSC06564

Retire do fogo. Acrescente 50g de manteiga e 2 colheres de sopa de parmesão ralado.

DSC06561

Polvilhe com uma colher de salsinha picada. Misture bem e deixe descansar por 2 ou 3 minutos antes de servir.

DSC06570

Como diria a Dé, resultou encantador (e al dente).

DSC06575

Tomamos um bom tinto, o Cabernet Sauvignon/Malbec Goulart R que foi “NBA, de andrade, regina, porradício”.

DSC06566

Sobremesa – Crema di mascarpone al cioccolato

Esta é simples demais (ainda mais que foi a Dé quem fez!! rs)

DSC06476

Bata 4 gemas e 2/3 de xícara de açúcar de confeiteiro até obter um creme esbranquiçado. Misture aos poucos, 500g de mascarpone. Reserve.

DSC06489

Derreta 1/2 xícara de chocolate meio-amargo em banho-maria. Retire do fogo e acrescente 1 colher de sopa de creme de leite e um pouco de conhaque. Deixe esfriar.

DSC06502

Distribua o creme de mascarpone em taças individuais e por cima coloque a mistura de chocolate.

DSC06512

Leve à geladeira até a hora de servir. É chover no molhado, mas ficou muito bom.

DSC06582

Eis a opinião dos “geradeiros” italianos:
GERAlmente, um grande jantar. É vero! (Edu)
Prestíssimo, perfeito! (Deo)
Belíssimo. (Mingão)

DSC06552DSC06577

“Se você quiser realmente saber como se descobre um grande restaurante, antes de pedir a entrada, divague sobre qualquer assunto, por cinco minutos, com o dono do estabelecimento. Se ele não te encantar nesses cinco minutos de prosa à toa, caia fora. Não confie em restaurantes com pratos nota dez e com donos carisma zero”.

DSC06540

Acho que nem é preciso conversar com o Rogério pra constatar o óbvio!

DSC06482

Bye.

.

dcpv – ottavo giorno toscano – castello di ama, o piccolo inhotim.

06/06/2013

Ottavo giorno toscanoCastello di Ama, o piccolo Inhotim.

Último dia completo na Toscana.

SONY DSC

E resolvemos diferenciar.

DSC05796

Iríamos (apesar de estarmos próximos a Montalcino) pra um pouco distante região de Chianti.

DSC05814

Mais precisamente pra San Gimignano (a Manhattan Toscana), Monteriggioni e o icônico Castello di Ama.

SONY DSC

Iniciamos o dia acordando cedo, tomando o café da manhã do hotel e zarpando pra San Gimignano.

DSC05791

Este lugar é mágico (e imperdível).

DSC05862

Todas as torres que sobraram (são 14) deixam a cidadela com um jeitão místico e misterioso .

DSC05864

E pra melhorar, tomamos uns sorvetes espetaculares na considerada a melhor sorveteria do mundo, a Dondoli.

DSC05851

E olha que a competição é grande (o próprio e simpático Sr Sergio nos serviu).

DSC05852

Ainda demos uma boa olhada na feira livre, …

SONY DSC

… onde verificamos in loco aonde estão os grandes ingredientes toscanos:

DSC05838

DSC05840

DSC05841

DSC05842

DSC05843

Inclusive, compramos 1 kg dum magnífico parmeggiano de 36 meses, …

DSC05847

… e melhor, com o próprio produtor nos servindo (não, não pedimos autógrafo).

SONY DSCDSC05846

Seguimos logo após pra Monterregioni, com inúmeras paisagens toscanas…

DSC05875

… e infinitas curvas nos acompanhando.

DSC05884

Ela é uma cidadezinha minúscula (sic), onde você sente realmente que o tempo não passou.

DSC05889

Temos grandes lembranças daqui desde a nossa última viagem, com, inclusive, um almoço trufado inesquecível e com a Dé comprando um colar numa lojinha, que ela usa até hoje.

DSC05909

Repetimos o almoço e a compra nos mesmos lugares.

DSC05910

E achamos tudo encantador.

DSC05907

Comemos trufas e mais trufas.

DSC05901

A Dé provou o mesmo prato da outra vez, um Tagliolini com tartufo

DSC05904

… e eu, um filé com o mesmo tubérculo.

DSC05900

Tomamos meia garrafa (ô, direção) dum bom vinho tinto, o Tenuta Lodola Nuova.

DSC05897

Saímos rapidamente e após procurar por um bom tempo (até a Sicília, a nossa GPS italiana, quase pipocou), …

DSC05914

… finalmente chegamos, e um pouco atrasados, à vinícola Castello di Ama, que fica perto de Gaiole in Chianti.

DSC05916

O lugar é lindo e você fica o tempo todo pensando na excelência de tudo o que vimos por aqui.

DSC05983

Tudo bem que tour em vinícola (como diria a Re) é quase sempre a mesma coisa.

DSC05994

Mas neste caso, deram um tremendo upgrade ao inserirem várias obras de arte de grandes artistas contemporâneos no percurso.

DSC05961

Só pra exemplificar, vimos os muros malucos do cubano Carlos Garaicoa, …

DSC05946

… as frases engraçadinhas do Nedko Solakov, …

DSC05969

… as peças de vidro representando os órgãos do corpo humano do chinês Chen Zhen, …

DSC05924

… as folhas da Cristina Iglesias, …

DSC05965

… a escultura escondida da Louise Bourgeois (tão escondida que nem foto tiramos), a arte meio ininteligivel do italiano Giulio Paolini, …

DSC05974

… a arvore do vidro do não sei quem ( 🙂 ), …

DSC05976

… o buraco vermelho do genial Anish Kapoor, …

DSC05938

… e o happy end do Kendell Geers, a brincadeira com a palavra Revolution …

DSC05982

… e LOVE, uma homenagem ao similar nome do castelo.

DSC05981

Terminamos com uma superdegustaçào de 4 vinhos (sendo o melhor deles, o L’Apparita que custa 175€!) …

DSC05986DSC05988

… e experimentando salames, queijos e azeites.

DSC05991

Enfim,tudo perfeito!

DSC05996

Retornamos pro hotel, …

DSC05998

… com mais uma hora e meia de perfeitas vistas …

DSC06002

…e a sensação de que a Frances estava certa: …

DSC06009

… a Toscana é mesmo um lugar pra se morar.

DSC06006

Coroamos o dia com um perfeito por-do-sol sob a Toscana …

DSC06020

… e mais uma vez, optamos por jantar no restaurante do hotel.

DSC06023

A Dé comeu um peixe-espada com legumes crocantes (os dois) …

DSC06030

… e eu, mais uma tagliata de manzo com espinafre e batatas cozidas.

DSC06033

Umas verdadeiras belezuras!

DSC06025DSC06026

Pronto, mais um dia (neste caso, o último completo) terminou na Toscana.

DSC06015

E assim como o tempo parece passar numa velocidade mais lenta por aqui, impressiona que tudo também parece correr tão rapidamente.

DSC05878

São os paradoxos de uma grande região e que te fazem realmente pensar em morar um tempo por aqui.

SONY DSC

É só uma questão dele, o tempo!

SONY DSC

Arrivederci.

Leia sobre os outros dias desta viagem:
Primo giorno toscano – De FV pra Toscana, ou melhor, Cortona.
Secondo giorno toscano – Voltando a Chianti e ao Castelo de Volpaia.
Terzo giorno toscano – Uma verdadeira puxada (curva) até Urbino.
Cuarto giorno – Sob o sol (e a chuva, e a tempestade e a cozinha) da Toscana.
Quinto giorno – Menu de cidades na Toscana.
Sesto giorno – Pitigliano, Bagno Vinoni, San Quirico, Buonconvento. Isto é Toscana?
Settimo giorno toscano – Happy birthday to you.

dcpv – a sicília do jamie em 15 minutos

número 352
21/05/2013

A Sicília do Jamie em 15 minutos.

Todo mundo que passa por aqui sabe que eu não morro de amores pelo porquinho do Jamie Oliver.

DSC04001

Mas sabe também que apesar dos maneirismos dele e da vontade de ter nascido na Itália, gosto bastante de alguns livros e de alguma coisa que ele faz na tv.

DSC04012

E zapeando um dia destes no GNT, topei com um programa em que ele faz um menu quase completo (neste caso, entrada e primo) em apenas 15 minutos.

DSC04014

Quer coisa mais conveniente prum dia em que você está numa tremenda correria e não consegue pensar em nada mais rápido do que isso? 🙂

DSC04038

Pra melhorar um pouco mais, estas receitas eram italianas (que novidade!) e melhor, sicilianas.

DSC04074

O único trabalho complementar que eu tive foi pegar o meu livrinho siciliano da Coleção Folha Cozinhas da Itália e escolher tanto o complemento da entrada, como a sobremesa.

DSC04059

Vamos lá então cozinhar por 15 minutos junto com o pouco asséptico (esta foi politicamente correta, heim?) Jamie Oliver.

Entrada – Salada de Funcho e Hortelã e Fritos de Grão-de-Bico.

Estes fritos, os panelle, foram retirados do livro.

DSC04053

Eles são formados por uma massa composta de 500g de farinha de grão de bico e 1,5 litros de água que foram muito bem incorporados, temperados com sal e pimenta e cozidos em fogo médio.

DSC04022

Junte uma colher de sopa de salsinha picada e quando começar a ferver, mexa pra que não grude no fundo da panela.

DSC04020

Derrame esta mistura sobre uma bancada de pedra molhada e rapidamente, espalhe-a com uma espátula até atingir cerca de 5 mm de espessura.

DSC04026

Depois de fria, corte-a em losangos e frite em óleo bem quente.

DSC04029

Ela foi servida junto com uma salada do Jamie Oliver muito diferentona e feita totalmente com o processador.

DSC04039

Basta cortar em fatias finas, funcho, salsão, um ramo de hortelã …

DSC04044

… e, pasmem, um limão siciliano inteiro.

DSC04043

As fatias fininhas deste último darão um charme especial a tudo.

DSC04047

Aí é só temperar tudo com azeite, vinagre de vinho tinto …

DSC04069

… e servir junto com o frito.

DSC04075

Espetacular! Assim como o vinho branco italiano Frascati San Marco 2011 que foi “little king, frescati, dr Osires, Florindo”.

DSC04077

Principal – Linguini com Molho de Camarão e Pangrattato.

Estas duas são do Jamie Oliver.

DSC04096

O Pangrattato é um pretenso substituto siciliano do parmesão.

DSC04031

Para fazê-lo, basta processar duas fatias de pão italiano, dois dentes inteiros de alho e uma colher de sopa dum bom azeite …

DSC04027

… e dourar na frigideira.

DSC04030

Já pra pasta, faça o Linguini como descrito no pacote.

DSC04083

Enquanto isso, comece o molho colocando pimenta calabresa seca a gosto numa frigideira junto com uma latinha pequena de anchovas (óleo incluso).

DSC04036

Acrescente uma pitada de açafrão e junte camarões congelados.

DSC04056

Coloque dois dentes de alho esmagados e uma pitada (ou duas?) de canela. Interessante, não?

DSC04057

Adicione um vidro inteiro de passata de tomate e o suco de um limão.

DSC04058

Junte a massa cozida e sirva bem quente …

DSC04087

… junto com o Pangrattato.

DSC04097

Ficou uma verdadeira delícia siciliana.

DSC04099

Pra melhorar tomamos um outro ótimo tinto italiano, o Casa Vasari Valdichiana 2010, que foi “celebration, cássio, mariesco, mariesco”.

DSC04089

Sobremesa – Gelatina de Melancia

Este Gelo di Mellone Rosso foi escolhido justamente por causa da quantidade de melancia existente na nossa geladeira.

DSC04108

E ela é bem fácil de fazer. Dissolva 80g de amido de milho e 200g de açúcar em 1 litro de suco de melancia com um fouet, misturando bem pra não formar grumos.

DSC04004

Leve a mistura ao fogo e, após a fervura, deixe cozinhar por cerca de 2 minutos.

DSC04010

Retire do fogo, coloque em recipiente único e individual umedecido e, depois de frio, leve à geladeira.

DSC04018

Desenforme e sirva como eu fiz, com lascas de chocolate, amêndoas e flores.

DSC04109

Eis a opinião dos rápidos sicilianos:
15 minutos pra fazer, 2 horas pra degustar! (Edu)
Na chacara de Dios, não sobrou pedra sobre pedra! (Mingão)
Achei um espetáquila! (Deo)

DSC04081DSC04101

“Assim como na arquitetura, as artes e os costumes, a história da cozinha siciliana se confunde com seus invasores. Da convivência com diferentes povos ao longo dos séculos, essa ilha do sul da Itália herdou especiarias, ingredientes e receitas, o hábito saudável de cultivar e consumir vegetais e a paixão por doces e sorvetes”.

DSC04107

Me diz se com tudo isso, não é pro Jamie Oliver querer se transformar em italiano e em apenas 15 minutos?

DSC04068

Arrivederci.

.

dcpv – settimo giorno toscano – happy birthday to you.

05/06/2013

Settimo giorno toscano –  Happy birthday to you.

Mais um dia tipicamente toscano.

DSC05407

Hoje aproveitaríamos pra fazer tudo o que a Toscana pode te propiciar, além de comemorar o níver da Dé.

DSC05371

Começamos tomando o café da manhã do hotel  (e que hotel e café) e planejamos fazer passeios comuns, mas ao mesmo tempo com a verdadeira cara toscana .

DSC05375

Fomos inicialmente pra verdadeira pirambeira que é Montepulciano.

DSC05420

A cidade é uma verdadeira gracinha e encantadora.

DSC05413

Andamos muito, …

DSC05415

… curtimos tudo, …

DSC05417

… compramos uns Nobiles …

DSC05405

… e rumamos pra revisitar a terra do Pio II, Pienza.

DSC05426

Que é uma verdadeira gracinha também (ai que saudades da Hebe!).

DSC05431

E pra quem não sabe, a terra do Pecorino, aquele queijo delicioso.

DSC05434

Passeamos bastante por lá (nada como o sol da Toscana) …

DSC05430

… e pretendíamos almoçar em Montalcino, não fosse a pronta intervenção do Guia Visual: Estradas da Itália da PubliFolha.

DSC05438

Lá tem um roteiro pela região da Crete Senesi que é descrita como uma das mais impressionantes da Itália: grandes morros erodidos pelo tempo, cultivados durante séculos e frequentemente atravessados por antigos peregrinos.

DSC05442

E melhor, com uma taverna super-indicada, a Da Roberto que fica na cidadezinha de Montisi.

DSC05443

Portanto, partimos de Pienza e meia hora depois estávamos falando com o próprio Roberto (é este na esquerda).

DSC05445

Ele se apresenta como uma pessoa que não tem nem freezer, muito menos micro-ondas na sua cozinha .

DSC05469

Ou seja, só trabalha com ingredientes frescos.

DSC05523

E ele labuta sozinho. Cozinha, atende, indica, senta pra conversar, bate escanteio e cabeceia.

DSC05466

O Da Roberto é um verdadeiro e genuíno slow food.

DSC05467

Chegamos e vimos (literalmente) o menu.

DSC05447

Escolhemos uma salada de vegetais (cenoura, feijões, queijo) que estava deliciosa.

DSC05455

A Dé foi na massa com ragu de Chianina, que chegou bem antes do meu prato (lembre-se que o serviço é o próprio Roberto), …

DSC05459

… e eu pedi uma costeleta de porco com legumes.

DSC05463

Ambos espetaculares.

DSC05462

Tomamos duas taças dum ótimo vinho Rosso da região, o I Bandi 2010 e tivemos que pedir a conta, pois tínhamos agendado uma aula de culinária Toscana no hotel as 16:00 hs.

DSC05457DSC05458

Corremos bastante, passamos rapidamente nas terra das trufas, San Giovanni d’Asso e …

DSC05474

… no horário, estávamos a postos na cozinha do hotel.

DSC05522

O chef e professor, o Ricardo, inicialmente nos levou ao orto (a horta deles) pra nos mostrar a qualidade dos ingredientes que eles plantam lá.

DSC05483

Comemos morangos frescos, …

DSC05492

… vimos todo o tipo de ervas, …

DSC05504

… experimentamos o sabor suave das tenras ervilhas frescas, …

DSC05505

… ou seja, concluímos o óbvio.

DSC05488

Que eles tem um respeito imenso pela qualidade de tudo.

DSC05494

E aí nos dirigimos pra cozinha onde além de aprendermos a fazer a verdadeira pasta …

DSC05538

… e todas as suas variações, …

DSC05608

… ainda nos foi mostrado como fazer o “vero” molho de tomates, …

DSC05710

… com, inclusive, vários pulos do gato.

DSC05711

Quer saber alguns? Por exemplo, nunca coloque o azeite pra temperar qualquer coisa antes do sal e vinagre.

DSC05682

Quer outro? Sempre que for colocar uma erva fresca em qualquer preparação, amasse-a totalmente com as próprias mãos e aí corte.

DSC05696

Ainda aprendemos a fazer um zabaione em 5 minutos (e que zabaione).

DSC05723

Segue o fotoblog da aula (que foi, tecnicamente, a melhor que fizemos até hoje).

DSC05520

DSC05528

DSC05541

DSC05558DSC05564

DSC05580

DSC05587

DSC05611

DSC05626

DSC05674DSC05678

DSC05691

DSC05706

DSC05716

DSC05724

DSC05727

E como toda aula feita por aqui, o jantar ficou por conta dela.

DSC05732

Ainda aproveitamos pra conhecer as ruínas do castelo que deu nome ao Castiglion del Bosco.

DSC05735

São incríveis.

DSC05739

Assim como todo o ambiente …

DSC05747

… e a piscina com borda infinita.

DSC05744

Checamos também as limonaias.

DSC05749

As 21:00 hs e após um estupendo por-do-sol (toscano, off course), fomos pra degustação da aula no restaurante principal.

DSC05763

Iniciamos com um ótima Caprese (com os tomates temperados no formato correto, ou seja, primeiro com sal, logo após o aceto e finalizando com o azeite).

DSC05766

A Dé aprovou e deu nota 10.

DSC05768

Pedimos um Brunello de Montalcino 2008 da casa pra acompanhar tudo.

DSC05770DSC05771

Em seguida, nos foram servidas as massas que fizemos na aula.

DSC05772

Capelettis, papardelles, farfalles; todas estavam lá e com molhos vermelho de tomates e branco com manteiga e sálvia.

DSC05774

Mais uma delícia e todas al dente.

DSC05777DSC05778

Finalizamos com o zabaione servido com cantucci (receita da nona do Ricardo).

DSC05782DSC05780

Enfim, foi o coroamento duma aula inesquecível.

DSC05784

Voltamos pro nosso quarto cantando a Patativa, ou melhor, a Tarantella, ou melhor ainda, o Parabéns pra Você.

DSC05764

Arrivederci.

Leia sobre os outros dias desta viagem:
Primo giorno toscano – De FV pra Toscana, ou melhor, Cortona.
Secondo giorno toscano – Voltando a Chianti e ao Castelo de Volpaia.
Terzo giorno toscano – Uma verdadeira puxada (curva) até Urbino.
Cuarto giorno – Sob o sol (e a chuva, e a tempestade e a cozinha) da Toscana.
Quinto giorno – Menu de cidades na Toscana.
Sesto giorno – Pitigliano, Bagno Vinoni, San Quirico, Buonconvento. Isto é Toscana?

.

dcpv – uma noite igual a mamãe. ou seja, calabresa.

número – 349
23/04/2013

Uma noite igual a mamãe. Ou seja, calabresa.

A despensa local é rica em variedade de peixes provenientes do mar que banha a região. Mas os sabores do campo prevalecem. Habituados a inúmeras invasões ao longo dos séculos, os habitantes da Calábria optaram pelo refúgio nas montanhas, onde aprenderam a tirar proveito do cultivo de vegetais e frutas.

DSC03616

O que poderia refletir numa cozinha simples, trivial, na verdade se transformou numa culinária de sabores peculiares, marcada por pimenta vermelha, um item venerado pela população e que virou símbolo nacional”.

DSC03618

Sim, senhores. Mais uma vez apelei pra Coleção Folha Cozinhas da Itália pra me inspirar e ao mesmo tempo homenagear a D. Anina, minha mãe, que é uma legítima calabresa da gema.

DSC03615

Vamos lá (e com as mãos balançando) experimentar o que a Calábria tem.

DSC03659

Entrada – Sopa de favas

Esta “zuppa di fave” é um verdadeiro bálsamo (ainda mais com esta temperatura baixa!).

DSC03666

Para fazê-la, basta ter carne de sol escaldada e cortada em cubos.

DSC03620

Refogue 1 cebola grande picada em azeite, …

DSC03622

…  junte 2 tomates maduros picados, …

DSC03623

… 50 g de carne de sol …

DSC03630

… e 400 g de favas frescas congeladas.

DSC03632

Refogue um pouco mais, cubra com água, ajuste o sal e a pimenta. Cozinhe, mexendo de vez em quando, até a carne e as favas ficarem bem macias e o caldo, espesso.

DSC03661

Enquanto isso, toste no forno fatias de pão italiano regadas com azeite e salpicadas com orégano.

DSC03663

Distribua as fatias em tigelas e despeje a sopa.

DSC03668

Olha, fica uma delícia.

DSC03671

Como continuamos, eu e o Mingão, na dieta dos vinhos, acompanhamos com uma Coca Zero que foi “niente com gás, niente” …

DSC03674

… enquanto a Dé e o Deo, tomaram um vinho tinto nacional Lidio Carraro 2005 que eles acharam “do carraro, du carraro”.

DSC03677

Principal – Costeletas de cordeiro à Calabresa e Espaguete ao alho, óleo e pimenta.

Estas receitas são representativas da genuína comida da Calábria.

DSC03636

As “Costolette d’agnello alla calabrese” são simples costeletas de cordeiro …

DSC03681

… fritas em azeite e temperadas com sal e pimenta.

DSC03695

Numa outra panela, refogue em azeite 1 cebola pequena picada e …

DSC03627

… junte 500g de tomates maduros picados sem pele e sementes, …

DSC03638

… 2 pimentões vermelhos cortados em cubinhos, …

DSC03640

… 100g de azeitonas verdes sem caroço e …

DSC03641

… 2 colheres de sopa de salsinha e deixe cozinhar em fogo médio por 10 minutos.

DSC03642

Já pro “spaghetti aglio, olio e peperoncino” é só aquecer 100 ml de azeite e dourar levemente 2 dentes de alho fatiados.

DSC03679

Junte 1 colher de café de pimenta calabresa, salsinha picada e deixe mais dois minutos no fogo.

DSC03680

Enquanto isso, cozinhe o espaguete como indicado na embalagem. Escorra e misture-o imediatamente ao molho.

DSC03689

Dá pra imaginar como resultou a junção costeletas+molho+espaguete, né?

DSC03694

Sobremesa – Figos recheados

Estes “fichi ripieni” são interessantíssimos.

DSC03653

Para fazer, basta abrir 10 figos secos grandes ao meio sem separar as partes. Misture 2 colheres de sopa de nozes, amêndoas e frutas cristalizadas, todas picadas …

DSC03646

… e recheie os figos.

DSC03648

Coloque-os numa assadeira e leve ao forno pré-aquecido a 200ºC por 20 minutos.

DSC03662

Regue com mel aquecido e sirva com sorvete de creme.

DSC03697

Estes figos tem um jeito interessante de saboreá-los.

DSC03699

Você deve colocá-los inteiros na boca e chupá-los como se fosse uma bala.

DSC03701

Eis a opinião dos “mafiosi”:
Regiamente calabrês. Viva a Itália (e a coleção da Folha). (Edu)
A Calábria é nostra. (Mingão)
Io sono à la casa mia! (Deo)

DSC03676

No extremo sul da península Itálica, a Calábria é banhada pelos mares Tirreno e Jônico.”

DSC03686

Tudo bem que aqui na grande FV, o máximo que teríamos de parecido seria o rio Guaió, mas a legítima calabresa, a D. Anina, aprovou o menu totalmente.

DSC03656

E olha que nem foi corporativismo! Rs

DSC03696

Arrivederci.

.


É só inserir o seu email, clicar no botão "Seguir" e a cada novo post publicado aqui, você receberá uma mensagem com o link. É fácil, qualquer criança brinca, qualquer criança se diverte! :)

Junte-se a 644 outros seguidores

Comentários

Blog Stats

  • 1,356,053 hits
agosto 2013
S T Q Q S S D
« jul   set »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

Arquivos

Atualizações Twitter