dcpv – abruzzo, uma região aprazível.

número 395
12/08/2014

Abruzzo, uma região aprazível.

“O pulmão da Itália, como é chamada a região que compreende o maior número de reservas naturais do país, conserva traços de uma área que ficou isolada no mapa ao longo de séculos, protegida pelos imponentes e gélidos montes Apeninos”.

DSC04577

Esta é a descrição da região italiana de Abruzzo que consta da Coleção Folha Cozinhas da Itália.

DSC04502

E é bem convincente quanto ao fato de aguçar o interesse em se fazer um menu só com receitas de lá.

DSC04557

Vamos lá, então, experimentar as delicias abruzzianas (e colocar mais um lugar da Itália na wish list).

Entrada – Pallotte e Funghi trifolatti.

Pallotte. Taí um nome dificil de adivinhar o que significa. Na verdade, são bolinhos de queijo ao sugo.

DSC04553

E são feitos da seguinte maneira: amasse 500g de ricota (preferencialmente de leite de cabra) com um garfo e misture com 200g de queijo pecorino ralado, 100g de farinha de rosca e 1 ovo (no meu caso, tudo by sex shop).

DSC04505

Modele os bolinhos e empane-os em ovos batidos e farinha de rosca (necessariamente nesta ordem).

DSC04508

Reserve na geladeira em recipiente fechado, por ao menos 30 minutos. Frite-os submersos em óleo quente até ficarem dourados.

DSC04541

Enquanto isso, faça um molho ao sugo refogando dois dentes de alho socados em 3 colheres de azeite e uma lata de tomates pelados.

DSC04523

Sirva os bolinhos e por cima, o molho quente.

DSC04554

Já no caso dos funghi fica mais fácil de saber o que são.

DSC04537

No caso, simples cogumelos erynghi refogados.

DSC04542

E numa base com manteiga, azeite, 1 dente de alho e salsinha picada. Tempere com sal a gosto e cozinhe em fogo baixo por cerca de 5 minutos, até o cogumelo ficar al dente.

DSC04547

Sirva tudo muito quente e você certamente se divertirá, assim como nós.

DSC04556

Pra melhorar um pouco, tomamos o vinho branco Sol Torres 2012 que foi “insolarado, ençolarado, deuce, fenix“.

DSC04559

Principal – Gnocchi di zafferano com verdure.

“Perfeitamente adaptado ao clima dos montes Apeninos, o açafrão confere cor, sabor e aroma à massa e ao molho desta clássica receita”.

DSC04518

Bom, os gnocchi são feitos da maneira comum com somente um diferencial, o açafrão.

DSC04569

Portanto, misture 700g de batatas cozidas e passadas pelo espremedor, 200g de farinha de trigo, 2 colheres de sopa de azeite, 1 envelope de açafrão em pó diluído numa solher de sopa de água quente, 1 ovo e sal a gosto e trabalhe rapidamente até formar uma bola.

DSC04519

Enrole porções de massa numa superfície enfarinhada, formando rolinhos de cerca de um dedo de espessura e corte-os em pedaços de 2 cm. Reserve.

DSC04535

Para o molho, fatie uma abobrinha e 1 cebola em rodelas bem finas. Corte 1 pimentão vermelho e 1 verde à julienne (mais conhecido como fatias finas).

DSC04524

Refogue a cebola no azeite, junte os pimentões e a abobrinha e, assim que murcharem levemente, acrescente dois envelopes de açafrão em pó diluídos numa concha de caldo de vegetais. Cozinhe por 25 minutos.

DSC04531

Enquanto isso, cozinhe os gnocchi.

DSC04562

Regue-os com o molho ainda quente e sirva em seguida.

DSC04568

Delícia pura.

DSC04573

Pra acompanhar, tomamos um vinho tinto Alturis 2012 que foi “pátria-mãe, alpes suiços, pico da Bandeira, habemos vinus“.

DSC04572

Sobremesa – Panna cotta com salsa all’albicocca.

Panna cotta é super fácil de reconhecer. Já a albicocca vou deixar um pouco pra frente.

DSC04580

E pra fazer a tal, junte ½ litro de leite com 500g de creme de leite fresco e 50g de açúcar e leve ao fogo até dissolver os cristais, sem deixar ferver. Agregue algumas gotas de baunilha. Hidrate 1 folha de gelatina em ¼ de xícara de água, adicione ao creme e mexa até dissolver. Distribua a mistura em forminhas e leve à geladeira por ao menos 3 horas.

DSC04579

Enquanto isso, hidrate 200g de damascos secos (sim, as albicoccas!!) em água morna por 20 minutos. Leve 2 e ½ xícaras de água e 1 e ½ xícara de açúcar ao fogo, mexendo até o açúcar derreter.

DSC04513

Junte o damasco e cozinhe por 20 minutos ou até que a calda engrosse. Deixe esfriar e reserve na geladeira.

DSC04533

Desenforme a panna cotta e regue-a com a calda na hora de servir. Delícia, ainda mais com as albicoccas.

DSC04582

Eis a opinião dos abruzzeiros:
Tudo absolutamente per-fec-to! (Edu)
Superação. (Mingão)
Caiamba! Espetáquila! (Deo)

DSC04560DSC04574

“Das bucólicas montanhas, onde pequenas cidades parecem ter parado no tempo e também do mar Adriático que banha a sua costa, os abruzeses extraem inspiração e bons ingredientes para uma cozinha simples, ao mesmo tempo enriquecida pelo sabor e cor pronunciados do açafrão ou pela farta variedade de trufas encontradas nos arredores de L’Aquila”.

DSC04522

Açafrão? Trufas?

DSC04503

Precisamos ir pra lá rapidamente!🙂

DSC04538

Arrivederci.

.

0 Responses to “dcpv – abruzzo, uma região aprazível.”



  1. Deixe um comentário

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




É só inserir o seu email, clicar no botão "Seguir" e a cada novo post publicado aqui, você receberá uma mensagem com o link. É fácil, qualquer criança brinca, qualquer criança se diverte! :)

Junte-se a 625 outros seguidores

Comentários

Blog Stats

  • 1,306,308 hits
maio 2015
S T Q Q S S D
« abr   jun »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Atualizações Twitter


%d blogueiros gostam disto: