Arquivo de junho \27\UTC 2015

dcpv – dia three – passeio gastronômico em dublin.

11/10/14

Dia threePasseio gastronômico em Dublin.

Acordamos na correria.

DSC05759

Tínhamos horário marcado (9:30hs) pra fazer um tour gastronômico por locais famosos pela qualidade do que servem por aqui.

DSC05761

Para tanto, tomamos um breve café da manhã no hotel

DSC05757

… e zarpamos correndo pra não perder a hora.

DSC05705

Chegamos pontualmente e a guia já estava nos esperando, junto com o restante do grupo que seria exatamente dois casais de irlandeses.

DSC05760

Iniciamos o passeio, conhecendo uma loja de queijos artesanais irlandeses.

DSC05769

A Sheridan’s Cheesemongers é especialista e experimentamos dois tipos de queijos (vá anotando que aqui começa a maratona).

DSC05765

Andamos um pouco, …

DSC05768

… passamos por bancas coloridas de flores (como elas são comuns por aqui) …

DSC05771

… e chegamos ao The Pepper Pot Café, …

DSC05774

… um lugar bonito e bem escondido, no segundo andar dum shopping.

DSC05773

Comidas frescas, pães artesanais; tudo é bacana por lá.

DSC05776

O segundo round da degustação foi um macio baguel com salmão defumado. Simplesmente delicioso.

DSC05775

Mais uma pequena caminhada e chegamos ao Market Arcade, …

DSC05787

… uma construção vitoriana lindísssima …

DSC05800

… e onde se encontra a nossa terceira parada, a Lolly and Cooks, um lugar com comida takeaway de qualidade.

DSC05782

Lá experimentamos uma torta (quase um rocambole) de carne de porco que estava dos deuses.

DSC05783

Andamos mais um pouco e chegamos a um legítimo pub, o The Swan.

DSC05799

É realmente um legítimo e antigo pub, …

DSC05792

… onde não poderíamos deixar de beber um tradicional trago de whiskie.

DSC05795

E isso em plenas 11:00 da matina!

DSC05796

Retornamos ao Market Arcade e logo na sua saída, fica a Cocoa Atelier.

DSC05790

É uma loja de chocolates artesanais da maior qualidade.

DSC05801

Até lustres do Philippe Starck tem por lá.

DSC05802

E tome mais uma experimentação:

DSC05803

Como não poderia deixar de ser, a Fallon & Byrne estava no roteiro.

DSC05718

Demos mais uma boa olhada em todo este sex shop, …

DSC05809

… com ruibarbos, …

DSC05806

… cogumelos …

DSC05807

… pimentões …

DSC05808

,.. e tudo o mais que um legítimo sex shop tem que ter. 🙂

DSC05812

Desta vez, degustamos uma bruschetta com pastrame, queijo e dill.

DSC05810

O tour estava chegando ao fim e a nossa última parada seria no mercado de sábado do Temple Bar.

DSC05816

Mais precisamente no The Temple Oyster Bar.

DSC05815

Terminaríamos esta verdadeira viagem experimentando legítimas ostras irlandesas acompanhadas dum Sancerre.

DSC05818

Foi o Grand finale prum tour que é imperdível.

DSC05819

Reservamos tudo pela internet e a Fab Food Trails é ultraprofissional.

DSC05772

Voltamos ao hotel prontos pra almoçar (brincadeirinha!).

DSC05821

O máximo que conseguimos foi comer uma sobremesa …

DSC05828

… e tomar flutes de champagne num dos lugares mais tradicionais de Dublin, o Bewley’s Café.

DSC05825

Dali seguimos para o Castelo de Dublin.

DSC05844

Taí uma visita interessante.”Erguido no local de uma fortaleza viking, foi sede do poder britânico durante sete séculos”.

DSC05877

“O edifício medieval desapareceu, ou quase. Ainda permanecem duas torres e fortificações subterrâneas. Acima do subsolo, salões do século 18 em cores vivas:…

DSC05845

… estuques, …

DSC05850

… tapeçarias …

DSC05847

… e marchetarias, …

DSC05854

… até a sala de baile com lustres de cristal.”

DSC05851

Enfim, vale o passeio e cada um dos 4,5€ pagos por pessoa.

DSC05857

Aproveitamos a proximidade, pra conhecer o acervo que o milionário americano Sir Chester Beatty colecionou durante a sua vida toda, …

DSC05871

… na Library homônima.

DSC05873

Retornamos ao hotel, pois faríamos a primeira verdadeira refeição do dia.

DSC05878

Um chá da tarde que nos foi oferecido em cortesia pelo próprio Westin.

DSC05880

A Dé e a Re pediram chás tradicionais.

DSC05888

Eu pedi uma versão mais modernosa, que veio com acepipes diferentes e mojito em vez do chá.

DSC05887

Ambas estavam muito gostosas e bastantes divertidas.

DSC05894

A Re e a De ainda pediram uma flute de champanhe pra acompanhar tudo.

DSC05883

Uma coisa é certa: o jantar reservado teria que ser cancelado! rs

DSC05893

Só sobrou escolhermos uma vinoteca pra tomarmos um bom vinho (o tempo frio ajudou bastante). E com o cansaço batendo na porta, só sobrou mesmo o bar do hotel.

DSC05823

O problema é que lá estava uma confusão danada, a ponto de uma japonesa pegar a nossa porção de batatas fritas, comer uma parte e depois descobriram que era a nossa batata!

DSC05898

Ainda bem que pedimos mais uma garrafa de Taitinger (estávamos treinando pra parte champagnesca da viagem) e todos os problemas foram resolvidos.

DSC05899

Pra melhorar tudo (se é que isso seria possível), o conjunto tocava Fly Me To The Moon. Melhor, impossível.

DSC05991

Bye.

Veja os outros dias desta viagem:
Dia one – A caminho da Irlanda.
Dia two – Dublin – Bebedeira à vista: Guinness e Jameson.

.

 

dcpv – à procura da coxinha perfeita.

05/06/15

À procura da coxinha perfeita.

A Dé fazia aniversário. Além deste fato glorioso, ela é simplesmente louca por coxinhas.
Daí a Re ter a ideia de criar um tour de coxinhas pela praia paulistana foi muito rápido.

IMG_7288

Dei uma boa olhada no Santo Google, peguei mais algumas dicas de pessoas importantes (amigos e parentes) e pronto: estava definido mais um roteiro da agência de turismo Luz Inc. Ltda.

IMG_7259

Iniciamos pelo que prometia ser a melhor de todas: a do Bar Veloso.

IMG_7265

Ele fica na Vila Mariana. Normalmente é cheio demais e não ficamos nem um pouco surpresos em encontrá-lo totalmente crowdeado e em plenas 7 da noite!

IMG_7261

Antes deixa eu explicar os critérios estabelecidos: nós três (é claro que a Re estava junto) daríamos notas para cada uma das 5 coxinhas experimentadas e levando em consideração a aparência, o sabor, a massa, a crocância e o recheio. Todas variavam de 0 a 10.

IMG_7281

As coxinhas do Veloso (R$27,60 por seis unidades) são muito boas, tem uma crocância espetacular e o sabor é especial.

IMG_7260

Pra elas demos, na média das opiniões, 45 pontos. Além de que as caipirinhas são imperdíveis (tomamos uma de tangerina com pimenta e outra de 3 limões).

IMG_7262

Saímos de lá (de táxi, off course) e fomos direto para o Baixo Augusta.

IMG_7267

Mais precisamente pra Z Carniceria.

IMG_7264

O lugar é bem maluco e experimentamos as coxinhas da Dadá (R$ 27,00 por 8 unidades) que são bem sequinhas (são pequenas), com sabor bom e um pouco pálidas.

IMG_7276

Demos 44 pontos e aproveitamos pra tomar um Cosmo e um Aperol.

IMG_7272

Dali rumamos pra terceira parada que seria no lugar mais popular de todos, a Padaria Brasileira (fomos a pé, já que ela fica também na Augusta).

IMG_7274

Pedimos a porção de mini-coxinhas de frango (R$13,00 com 11 unidades). Esta certamente foi a mais fraca de todas, tanto que sobraram cinco. Obtiveram 25 pontos.
Pra acompanhar o rítmo, tomamos uma Coca Zero (olha a gordura! rs).

IMG_7269

Logo depois, fomos pro Octavio Café, que fica na Faria Lima.

IMG_7277

Pedimos uma porção de coxinhas DOC e não nos arrependemos. Gastamos R$ 23,00 por 8 unidades e elas estavam crocantes, saborosas e bem sequinhas (é claro que acompanhamos com um óbvio café gourmet).
Elas repetiram a média da Z Carniceria e ficaram com 44 pontos.

IMG_7270

Estávamos quase finalizando e só faltavam as coxinhas gastronômicas do ótimo restaurante Attimo.

IMG_7280

Chegamos praticamente enfastiados, mas não nos negamos a pedir uma porção de coxinhas com recheio de galinha caipira e catupiry …

IMG_7286

… devidamente acompanhadas de flutes duma Moet Chandon.

IMG_7283

Foi covardia. Elas estavam muito crocantes, saborosas, com uma ótima aparência e um apresentação muito boa. Só nos sobrou dar 49 pontos em média para elas (R$24,00 por 4 pequenas coxinhas).

IMG_7284

Resultado da experiência: nós recomendamos muito este tour e de preferência nesta mesma ordem de experimentos. Além do mais, a Dé ficou extremamente satisfeita e feliz (assim como eu e a Re).
Ah, tem mais: coxinha harmoniza muito bem com champagne. 🙂

IMG_7282

Happy birthday, my love!

Bye.

.

dcpv – o dia em que eles fizeram (quase) tudo.

número 394
29/07/2014

O dia em que eles fizeram (quase) tudo.

Olha, manter esta confraria é muito divertido. Mas dá um belo trabalho.

DSC04457

Afinal de contas, ter praticamente que rotineiramente pesquisar um menu e executá-lo, quase que uma vez por semana é, digamos, um pouco estressante.

DSC04452

Tudo bem que após estas fases, o fato de encontrar com o Deo e com o Mingão e juntos, comermos tudo (não esquecendo do maravilhoso acompanhamento da Dé) dá uma satisfação e um prazer imensos.

DSC04438

E nós (eu e a Dé) vivemos dizendo que seria interessante quando os dois, o Deo e o Mingão, assumissem as rédeas.

DSC04464

Foi o que aconteceu. Um, o Mingão, se responsabilizou por fazer uma entrada enquanto o outro, o Deo, cuidaria do prato principal. Já pra sobremesa, eu daria um jeito, afinal de contas, ninguém é de ferro! J

DSC04451

Vamos lá, então, ver o que aconteceu nesta inversão de papéis.

Entrada – Sopa Thai.

O Mingão, experiente que é, escolheu uma sopa e daquelas fumegantes pra ser a sua entrada.

DSC04462

Este prato é muito saboroso e combinou perfeitamente com o clima invernal que estamos vivendo. Pra fazê-lo, basta fritar filés de peito de frango junto com cebolas e alhos cortados.

DSC04439

Depois que aqueles estiverem corados, junte 1 maçã grande descascada e cortada em pedaços pequenos.

DSC04443

Deixe tudo refogar e acrescente caldo de galinha o suficiente pra formar uma grande sopa. Coloque um pouco de curry, pimenta dedo-de-moça e tempere com sal e pimenta.

DSC04449

Deixe apurar e coloque um pouco de manjericão cortado.

DSC04456

Quando for servir, coloque um pouco de leite de coco por cima (diretamente da garrafinha) e aproveite este sabor incrível.

DSC04463

É lógico que com um acepipe destes, só poderíamos acompanhar com um legítimo champagne Laurent-Perrier Brut que foi “original, também amam, brutal, moi aussie“.

DSC04465

Principal – Camarões ao limão.

Esta foi o Deo que escolheu e executou.

DSC04483

São camarões limpos, temperados com Fondor e passados em farinha de trigo.

DSC04469

Logo após, são fritos em azeite.

DSC04472

Enquanto isso, frite também lâminas de alho no azeite e reserve.

DSC04473

Volte tudo (camarões e alho) para uma frigideira com pouco azeite e finalize adicionando um pouco de suco de limão.

DSC04476

Como acompanhamento, fiz um tremendo purê na Bimby, com um toque de noz moscada.

DSC04481

Ficou simplesmente perfeito.

DSC04486

Tomamos um vinho branco, o Sauvignon Blanc Lagarde que foi “a la gordaça, a la petit, alagardaça, a la creveux“.

DSC04479

Sobremesa – Romeu e Julieta DOP.

Devemos esta sobremesa a Drix.

DSC04494

Afinal de contas, foi ela que trouxe todos os ingredientes (queijo de Minas e goiabada cascão) diretamente de BH.

DSC04493

O meu trabalho foi somente cortar os dois …

DSC04496

… e servir esta maravilha.

DSC04499

Eis a opinião dos cozinheiros:
Nada como ser a rainha da Inglaterra. Tudo parfait! (Edu)
Assassinaram os camarões. (Mingão)
Se sinto gratificante! (Deo)

DSC04467DSC04490

Bom, foi isso.

DSC04447

A comida esteve impecável e este formato parece que veio para ficar.

DSC04487

Mesmo porque já marcamos pra que uma vez por mês a nossa reunião aconteça deste jeito.

DSC04453

Vamos aguardar a próxima.

DSC04501

Inté.

.


É só inserir o seu email, clicar no botão "Seguir" e a cada novo post publicado aqui, você receberá uma mensagem com o link. É fácil, qualquer criança brinca, qualquer criança se diverte! :)

Junte-se a 637 outros seguidores

Blog Stats

  • 1,327,672 hits
junho 2015
S T Q Q S S D
« maio   jul »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  

Atualizações Twitter