dcpv – dia ouit – champagne – visitando mais um ícone, a ruinart.

16/10/14

Dia ouit – ChampagneVisitando mais um ícone, a Ruinart.

Mais um dia broncolhão.

DSC06323

Não nos apertamos e fomos passear.

DSC06338

O café da manhã do hotel, pra variar, é muito bom.

DSC06328

Aproveitamos dele e resolvemos ir conhecer as cidades bacanas que fazem parte da rota turística da Champanhe.

DSC06343

Começamos passando em Ay, uma cidade bem pequena, …

DSC06348

… mas charmosa …

DSC06349

… e um grande centro de produção de grandes champanhes.

DSC06351

Só aqui são 3,7 km2 de vinhedos classificados como Grand Crus.

DSC06336

Dá pra imaginar o quanto em dinheiro existe acumulado nas suas caves?

DSC06346

Passamos também em Avenay-Val-d’Or, esta minúscula e também muito charmosa.

DSC06354

Atravessamos a região da grande Montagne de Reims.

DSC06369

Além de ser uma mata espetacular …

DSC06350

… é ali que estão plantadas as melhores videiras usadas pra produção do Champagne.

DSC06363

Sem contar que as cores do outono na vegetação …

DSC06384

… transformam estes passeios em verdadeiros devaneios.

DSC06365

No caminho, cruzamos com Germaine, …

DSC06373

Ludes

DSC06382

… e terminamos o tour em Verzenay, …

DSC06400

… com os seus curiosos moinho …

DSC06404

… e farol (???) incrustados no meio de videiras de pedigrée.

DSC06402

Seguimos direto pra região de Les Creyeres em Reims, pois tínhamos um tour agendado (faça uma reserva pela Internet) na lendária produtora Ruinart.

DSC06410

Chegamos e notamos a imponência do lugar.

DSC06411

Toda a sede é muito chique …

DSC06416

… o que aumentou e muito a nossa curiosidade.

DSC06422

Éramos em 10 pessoas (8 americanos e 2 brazucas, nós mesmos).

DSC06421

Começamos com a história do champanhe e de Dom Ruinart.

DSC06420

Logo depois, entramos na cave propriamente dita.

DSC06427

Pra variar, é de ficar impressionado.

DSC06430

São 8 km lineares de cavernas de gesso em dois níveis, sendo um a 24 m de profundidade …

DSC06428

… e outro a 42 metros da superfície.

DSC06447

Tudo isso com temperatura e umidade perfeitas pra fabricação e maturação deste néctar.

DSC06450

Ficamos sabendo dum montão de curiosidades sobre este processo …

DSC06458

… e finalizamos o tour fazendo uma tremenda degustação.

DSC06459

São dois Champanhes Ruinart (um branco e um rosé) …

DSC06471

… e dois Dom Ruinart no mesmo formato.

DSC06467

Olha, este é mais um passeio imperdível e que você tem que fazer quando estiver em Reims.

DSC06478

Tudo é impressionante, especialmente estas paredes que tem quase 9000 garrafas cada uma!

DSC06448

Volto a pensar em quanto dinheiro está acumulado nestas caves?

DSC06454

Saímos de lá e voltamos pro hotel.

DSC06685

No caminho, paramos numa loja de vinhos pra comprar algumas garrafas de Champagne.

DSC06479

Aproveitamos pra conhecer produtores que nem chegam ao Brasil e que são excelentes.

DSC06481

Faremos este esforço (tomar as garrafas) pra explicar pra vocês se eles são realmente bons ou não?  (Nota da redação – já tomamos todos e eles são demais).

DSC06482

Estávamos morrendo de fome (não sei se perceberam, mas nós não almoçamos).

DSC06331

O negócio foi aguardar pelo jantar que seria no restaurante Le Theatre, em Epernay.

DSC06502

Não precisa nem dizer que ele fica justamente ao lado do teatro municipal.

DSC06501

O ambiente é bem teatral mesmo.

DSC06500

E como estávamos com fome, pedimos a comida rapidamente.

DSC06485

A Dé escolheu um peixe, o Filet de Turbot aux pousses d’epinards et pequillos.

DSC06499

Eu fui em double cote de porc aux petit légumes.

DSC06496

Ambos muito saborosos e perfeitos (como quase tudo aqui na França).

DSC06491

Tomamos 1/2 garrafa dum champagne local, o H Goutorbe …

DSC06492

… e duas taças de vinho, um branco pra Dé e um tinto local pra mim, que mostrou que as uvas daqui foram produzidas pra vinificar somente champagne.🙂

DSC06495

Enfim, o jantar foi muito bom e nos mostrou que comer acima da média aqui na França é uma moleza.

DSC06497

Au revoir.

Veja os outros dias desta viagem:
Dia one – A caminho da Irlanda.
Dia two – Dublin – Bebedeira à vista: Guinness e Jameson.
Dia three – Passeio gastronômico em Dublin.
Dia four – Dublin – City tour free. É legal?
Dia set – Champagne – Dia de Veuve Cliquot. Ou melhor, de viuvinha.

.

 

 

2 Responses to “dcpv – dia ouit – champagne – visitando mais um ícone, a ruinart.”


  1. 1 Eymard agosto 8, 2015 às 10:26 am

    Nada como recuperar a poli!!!! Acho que foram as borbulhas. Olha, essa temporada na terra do champagne é a Primeira temporada. Agora já estamos prontos para a continuidade. Afinal, House of Reims não pode acabar.

  2. 2 eduluz janeiro 22, 2016 às 5:14 pm

    O sócio é o verdadeiro Hamilton!
    Esta viagem deixou saudades (hic!). Precisamos refazê-la urgentemente. Que tal?

    Abs borbulhantes pra vcs.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




É só inserir o seu email, clicar no botão "Seguir" e a cada novo post publicado aqui, você receberá uma mensagem com o link. É fácil, qualquer criança brinca, qualquer criança se diverte! :)

Junte-se a 625 outros seguidores

Comentários

Blog Stats

  • 1,306,308 hits
agosto 2015
S T Q Q S S D
« jul   set »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  

Atualizações Twitter


%d blogueiros gostam disto: