Arquivo de novembro \28\UTC 2015

dcpv – cicília, sicília.

Número 402
18/11/2014

Cicília, Sicília.

Lá vamos nós apelar novamente para um lugar cercado de água por todos os lados.

DSC07083

E desta vez (na verdade, mais uma vez) o local é a badalada Sícilia.

DSC07062

“Na maior ilha do Mediterrâneo, as influências dos invasores históricos aparecem nos costumes, na notável arquitetura e também em sabores locais, como do atum com crostra de pistache, da cassata italiana e dos deliciosos canolis de ricota. Conheça essas e outras incríveis receitas sicilianas apresentadas no Coleção Folha Cozinhas da Itália”.

DSC07013

É, nos conhecemos outras. Mas não menos fantásticas.

DSC07055

Vamos a elas!

Entradas – Camarões gratinados e Fritada de queijo de cabra e ricota.

Este Gamberetti marinatti tem o mesmo principio de um ceviche. Compre camarões frescos, limpos e pequenos.

DSC07005

Numa vasilha, coloque os camarões e cubra-os com suco de 1 e ½ laranja e 3 limões sicilianos.

DSC07010

Junte 2 dentes de alho amassados e deixe marinar por 25 minutos.

DSC07008

Como achei o resultado um pouco estranho, coloquei esta mistura numa panela e cozinhei por alguns minutos (até o camarão mudar de cor).

DSC07045

Salpiquei sal e salsinha.

DSC07044

Apesar do desvio, o resultado foi bastante interessante.

DSC07016

Já a Frittata di caprino e ricotta, parece mais um grande omelete.

DSC07042

Com um garfo, bata 4 ovos e acrescente 1 colher de sopa de pecorino, sal, pimenta calabresa moída e colheres de sopa de leite.

DSC07025

Numa frigideira, aqueça duas colheres de azeite, coloque 100g de queijo de cabra e 100g de ricota, todos cortados em cubinhos.

DSC07032

Deixe dourar por, ao menos, 10 minutos.

DSC07036

Assim que os queijos começarem a dissolver, acrescente o ovo batido. De vez em quando, com uma espátula, desprenda a borda para que não queime (acabou dando uma ligeira queimadinha! Rs)

DSC07038

Quando a omelete estiver bem cozida, macia somente no centro, vire-a para dourar do outro lado. Transfira e sirva.

DSC07049

O conjunto das duas entradas ficou muito bom.

DSC07052

Tomamos um rose para acompanhar, o rosé D’Azur, que foi “sweet rosé, como a cote, fleur de lune, lbv”.

DSC07056

Principal – Espaguete com ricota e pecorino.

Este spaghetti com ricotta e pecorino é uma daquelas receitas italianas simples e que facilmente se transformam num clássico na sua casa.

DSC07073

Cozinhe 500g de espaguete grano duro em água fervente até que fique al dente. Junte200g de ricota fresca amassada com garfo, 50g de parmesão ralado, 50g de manteiga em temperatura ambiente e pimenta calabresa moída a gosto, num bowl.

DSC07060

Para amolecer a mistura, acrescente uma concha da água de cozimento do macarrão.

DSC07059

Espalhe este molho numa travessa e coloque sobre ele a massa escorrida e bem quente.

DSC07070

Mexa, salpique com queijo pecorino ralado e sirva imediatamente.

DSC07011

Como todo prato clássico, o resultado foi fantástico.

DSC07078

Pra melhorar, tomamos um vinho branco, o Sauvignon Blanc Antares 2012, que foi “quase quase, chardonnay blanc, incidente, pretender”.

DSC07069

Sobremesa – Torta de framboesa e ricota.

Eis mais uma obra prima da nossa pastisseur, a D Vera.

DSC07006

E por incrível que pareça, o tema ricota continuou em vigor.

DSC07081

Esta torta, que mais parece um cheesecake, utiliza massa phyllo. E ficou excelente.

DSC07085

Eis a opinião dos verdadeiros italianos:
Tudo muito bom, mas a pasta … (Edu)
Que macarrone, que comida, que sobremesa. (Mingão)
Delicia !!! (Deo)

DSC07057DSC07080

Pronto!
Parece brincadeira, mas apelar pra receitas italianas é certeza de sucesso e grande prazer.

DSC07067

Esta Bota é realmente inesgotável.

DSC07065

Arrivederci.

.

 

dcpv – dia uno – chegando e reconhecendo o piemonte.

22/11/14

Dia uno – Chegando e reconhecendo o Piemonte.

Primeiro dia de viagem é dia perdido. Certo?

DSC07103

Neste caso, até que errado.

DSC05474

Nos encontramos (a Lourdes e o Eymard viajaram conosco) no novo terminal 3 do aeroporto de Guarulhos.

DSC05467

Tudo certo e até a nova sala VIP da TAM funciona. 🙂

DSC05465

Quando fomos fazer o embarque, tivemos a primeira grande e boa surpresa.

DSC05471

Tivemos todos os quatro (apesar de termos comprado passagens independentemente) um upgrade de primeira.

DSC07088

Ou seja, foi um voo tranquilo e bastante reconfortante.

DSC07086

Chegamos em Milão no horário (13:00hs) e só não contávamos com a uma hora de espera na fila da imigração.

DSC07114

Pegamos os carros previamente alugados na Hertz e zarpamos pro coração do Piemonte, mais precisamente em San Stefano Belbo.

DSC07101

Ficaríamos hospedados no Relais San Maurizio.

DSC07133

São quase duas horas de direção em auto-estradas perfeitas, …

DSC07098

… com uma vegetação muito bonita …

DSC07115

… mais uma parada para abastecimento (dos estômagos) num AutoGrill …

DSC07104

… e tivemos a oportunidade de ver um dos mais bonitos pores do sol de nossas vidas.

DSC07105

De repente e do nada, apareceu uma faixa no céu …

DSC07131

… e nela se encaixou um sol vermelho.

DSC07126

Absolutamente perfeito!

DSC07129

Ah! Não podemos nos esquecer que escurece muito cedo nesta época do ano, perto das 17:30 hs. E foi justamente nesta hora que chegamos ao hotel.

DSC07135

Apesar de estar tudo escuro, deu pra perceber a qualidade das dependências. Afinal de contas, ele é um antigo monastério e acima de tudo, charmosíssimo.

DSC07158

Os quartos são, no nosso caso, bastante espaçosos e com uma decoração muito típica.

DSC07137

Antes de mais nada, uma happy hour foi devidamente feita por nós e melhor, com um Champagne Ruinart de boas vindas.

DSC07147

Como já é praxe nas nossas últimas viagens, reservamos o restaurante do hotel, o Guido da Costigliole (uma estrela no Michelin) pra iniciarmos as nossas aventuras gastronômicas piemontesas.

DSC07155

E não nos arrependemos.

DSC07141

A cenografia é espetacular, já que ele fica no porão do mosteiro que foi fundado por monges franciscanos em 1619.

DSC07202

É claro que a primeira impressão é a que fica. E neste caso, o cheiro inebriante das trufas é inevitável.

DSC07148

Optamos por comer pratos com elas.

DSC07151

Os piccolos de praxe nos foram enviados.

DSC07160

Enquanto isso, escolhemos todos comer tagliatelle com muitas raladas de trufas brancas …

DSC07175

… e os homens, ainda experimentaram ovos preparados em dois estilos (ambos com as gemas caudalosas) e com muitas mais raladas de trufas.

DSC07180

Em comum, os pratos completamente limpos ao final.

DSC07190

Tomamos um Barbera D’Asti muito bom …

DSC07167

…  e experimentamos um tiramisu, não tiramisu que foi apenas competente como sobremesa.

DSC07193

Mais piccolos, desta vez doces, nos foram servidos junto com o café …

DSC07199

… e a nossa primeira noite no Piemonte terminaria como esperamos que seja todo o nosso tour: comida muito boa e com pedigree.

DSC07200

Arrivederci que amanhã tem mais trufas.

DSC07294

.

 

 

dcpv – dia dis – paris – um dia só é pouco!

18/10/14

Dia dis – Paris – Um dia só é pouco!

Acordamos cedo em Champillon.

DSC06739

Tínhamos duas opções: uma seria ficar por aqui e partir pra Paris somente próximo a hora do almoço (e justamente no checkin do hotel).

DSC06741

A outra seria ir pra Paris logo cedo e apostar que o hotel nos colocaria no quarto na hora em que chegássemos.

DSC06744

É claro que contávamos com o bônus de aproveitar um pouco mais da nossa cidade, a cidade Luz.

DSC06777

Apostamos na segunda opção, tomamos o nosso café da manhã e zarpamos.

DSC06748

A viagem foi tranqüila, …

DSC06753

… bonita …

DSC06752

… e com um tremendo sol.

DSC06754

Chegamos ao hotel Le Burgundy, …

DSC06780

,.. um must que fica na região da Ópera e…

DSC06778

… fomos instalados de imediato.

DSC06779

Assim como de imediato saímos pra devolver o nosso carro alugado na Gare St Lazare.

DSC06772

Sabe que é bem legal dirigir por aqui e passar de carro por vários pontos turísticos(tudo bem, é um sábado!)?

DSC06774

Mas foi muito difícil encontrar o local do retorno.

DSC06785

Na verdade, num golpe de sorte, a Dé viu uma plaquinha pequena na parte de trás da estação de trem e entramos num estacionamento.

DSC06801

4 andares pra baixo e nos vimos deixando o carro, subindo pro escritório da Europcar e jogando a chave do carro num buraco da porta! rs

DSC06775

Voltamos andando pro hotel e praticando o que é melhor de se fazer por aqui.

DSC06771

Como é habitual, saímos pra dar uma volta pelo Marais e reencontrar os lugares que mais gostamos.

DSC06793

E vimos todos.

DSC06807

Comemos numa boulangerie, …

DSC06788

… andamos por tudo o que foi lugar …

DSC06799

… desde a Rue de Rosiers …

DSC06796

… passando pelo apê que alugamos …

DSC06798

… até finalizar na praça mais bonita de Paris, a des Vosgues.

DSC06804

Quase terminamos pois o Grand finale mesmo foi quando comemos a famosa Millefeuille do Lenotre.

DSC06810

Foram alguns minutos de puro prazer e você tem que ter um bom senso de equilíbrio pra degustar uma delas.

DSC06811

Retornamos caminhando, a tempo de passar na Aux Desirs de Manon e encomendar duas baguetes para importação (diretamente para FV).

DSC06813

Pronto! Estávamos voltando para o hotel, quando lembramos que faltava comprar algumas coisinhas. Portanto, fomos dar uma passeada até a região da Ópera.

DSC06814

Agora sim, poderíamos pensar no jantar que seria no nosso queridinho, o L’Atelier Robuchon.

DSC06824

Chegamos em Saint Germain no horário, mas não contávamos com o atraso da liberação dos nossos lugares no balcão. Uma hora mais tarde conseguimos sentar.

DSC06818

E o show continua o mesmo.

DSC06819

O profissionalismo dos garçons, …

DSC06823

… a exuberância da decoração …

DSC06852

… e a beleza da comida.

DSC06836

Cada um de nós pediu 2 pratos. A Dé escolheu l’albergine …

DSC06849

… e black cod.

DSC06831

Eu fui de camarões enrolados no cabelo de anjo …

DSC06834

… e vieiras com trufas.

DSC06845

Todos absolutamente impecáveis e muito saborosos.

DSC06826

Pra culminar tudo, tomamos um vinho corporativo, o Saint Veran que realmente mostrou a sua potência.

DSC06830

Não poderíamos deixar de pedir a sobremesa. E aí veio um Le Mont Blanc com sorvete de baunilha e marrom glacê (mais uma homenagem, sócios!).

DSC06856

Pulamos o café, nas mesmo assim ganhamos os docinhos.

DSC06858

Enfim, foi um jantar irrepreensível (mesmo com o atraso deles). O L’Atelier Robuchon continua um lugar imperdível.

DSC06862

Voltamos de taxi pro hotel, mas mesmo assim tivemos esta bela vista noturna da Pirâmide do Louvre. É, Paris é sempre Paris.

DSC06816

Au revoir, que amanhã cedo pegamos o nosso vôo de volta pra nossa terrinha.

DSC06864

Aí que saudade duma feijoada (brincadeirinha! rs).

DSC06805

Até a próxima.

Veja os outros dias desta viagem:
Dia one – A caminho da Irlanda.
Dia two – Dublin – Bebedeira à vista: Guinness e Jameson.
Dia three – Passeio gastronômico em Dublin.
Dia four – Dublin – City tour free. É legal?
Dia set – Champagne – Dia de Veuve Cliquot. Ou melhor, de viuvinha
Dia ouit – Champagne – Visitando mais um ícone, a Ruinart.
Dia neuf – E viva Dom Perignom.

 

.

 


É só inserir o seu email, clicar no botão "Seguir" e a cada novo post publicado aqui, você receberá uma mensagem com o link. É fácil, qualquer criança brinca, qualquer criança se diverte! :)

Junte-se a 640 outros seguidores

Comentários

Blog Stats

  • 1,336,399 hits
novembro 2015
S T Q Q S S D
« out   dez »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  

Atualizações Twitter