Arquivo de fevereiro \27\UTC 2016

dcpv – feliz ano novo.

número 406
06/01/2015

Feliz Ano Novo

Desejar Feliz Ano Novo (ainda mais depois de mais de um ano!) é um lugar bastante comum.

DSC08652

E espero que 2015 tenha dado pistas de que a afirmativa acima seja verdadeira.

DSC08608

Mas este menu que fiz esta noite, aproveita a oportunidade pra registrar uma receita muito boa (e simples) que fiz justamente no nosso tradicional almoço familiar do dia 01/01/2015, que contou com a ilustre presença do casal botucatuense, a Regina e o Mingão.

DSC08647

Trata-se de um camarão na manteiga de alho e mostarda, um verdadeiro coringa, que pode ser degustado como prato principal, com arroz ou no formato que mostrarei hoje, como molho duma verdadeira pasta feito em casa.

DSC08632

Vamos lá, então, à esta verdadeira obra-prima.

Entrada – Sopa fria de tomates e abacate.

Com o calor reinante, nada melhor do que uma boa sopa fria pra refrescar tudo.

DSC08624

E esta é bem simples de fazer.

DSC08602

Inicie fazendo um suco de 4 tomates grandes.

DSC08603

Numa vasilha de tamanho médio, misture o suco, 1 abacate pequeno cortado em cubos, 2 tomates cortados em cubos, ¼ de xícara de coentro picado e 1 colher de sopa de suco de limão siciliano.

DSC08600

Tempere com sal e pimenta a gosto e processe (sem nenhum advogado, please!).

DSC08605

Sirva com um fio dum bom azeite. Ficou muito boa e certamente combinou com a temperatura nesta noite.

DSC08625

Harmonizamos com um branco também muito bom, o Sauvignon Blanc Mt Hector 2013 que foi “babenco, madurga, martinez“.

DSC08627

Principal – Camarão na manteiga de alho e mostarda.

Prepare-se para o choque, porque esta receita é mesmo demais.

DSC08593

E é feita em 4 etapas.
1 – Preaqueça o forno a 230°C.

DSC08596

2 – Numa panela, usando fogo baixo, derreta 225g de manteiga junto com 2 colheres de sopa de mostarda Dijon, 1 colher de sopa de suco de limão, 1 colher de sopa de alho picado e 1 colher de sopa de salsa fresca picada.

DSC08598

3 – Coloque 500g de camarões numa assadeira rasa. Regue com a manteiga derretida.

DSC08620

4 – Leve pra assar em forno preaquecido por 12 minutos ou até os camarões ficarem rosados.

DSC08636

Eu usei estas belezuras como molho pro camarão cabelo-de-anjo feito em casa e pela Dé, óbvio.

DSC08578DSC08590

Ficou um verdadeiro espetáculo.

DSC08644

Ainda mais com a harmonização do espumante Chandon e da cava Mumm que foram “celebração, espummmmante, brutiiiiiiiíssimo“.

DSC08648

Sobremesa – Sorvete de doce de leite.

Este é da minha lavra (mais uma opção devido ao calor). Pra fazê-lo, basta misturar uma caixinha de creme de leite, a mesma medida de doce de leite e de leite.

DSC08579

Bata tudo num liquidificador e coloque na sorveteira, no meu caso, a Ferrari.

DSC08580

Pronto! Um refrescante e saboroso sorvete apareceu por aqui.

DSC08650

Eis a opinião dos adoradores de Anos Novos:
Espetacular. Um dos top one. (Edu)
Obra-prima (pena que o Deozinho não está aqui). (Mingão).

DSC08628

Ano Novo, vida nova.

DSC08618

Nós levamos este lema a sério por aqui.

DSC08640

E esperamos que todos tenham curtindo muito 2015.

DSC08584

Feliz Ano Novo para todos.

DSC08651

Bye!

.

dcpv – piemonte – dia cuatro – uma trinca quase perfeita: coppo, piazza duomo e vietti.

25/11/14

Dia cuatro – Uma trinca quase perfeita: Coppo, Piazza Duomo e Vietti.

É claro que o dia amanheceu broncolhão.

DSC07674

Mas nada nos impediria de comemorar (e bem) o nosso aniversário de casamento.

DSC07713

Maneiramos no café da manhã no hotel

DSC07677

… e zarpamos pra Canelli, onde marcamos uma visita para conhecer o prestigiado produtor de vinhos Coppo.

DSC07679

Chegamos lá e tínhamos um pequeno problema: aparentemente invertemos (inverti!) os horários das visitas das vinícolas, tanto do Coppo como do Vietti.

DSC07702

Mesmo assim, o Sr Paolo Coppo, o dono do negócio, quebrou o nosso galho e nos mostrou o porquê da excelência do vinho que ele produz.

DSC07680

Ele foi muito paciente e conseguimos visualizar todo o processo e como são produzidas pérolas como Camp Rouss e Pomorosso.

DSC07699

Eis o fotoblog da visita:

DSC07681

DSC07682

DSC07683

DSC07685

DSC07687

DSC07689

DSC07690

Fizemos uma degustação de 4 vinhos, já com o filho dele, o Luigi, ao final e ainda compramos alguma coisa pra trazer pro Brasil.

DSC07697

Saímos de lá debaixo de chuva e rumamos pra Alba, a terra das trufas.

DSC07780

Tínhamos uma reserva pra almoçar no Piazza Duomo, o restaurante gourmet (e três estrelas do Michelin) do chef Enrico Crippa.

DSC07728

O lugar é difícil de encontrar. Ele fica no segundo andar dum prédio em frente ao Duomo de Alba.

DSC07716

E é super-moderno e muito bonito.

DSC07706

São oferecidos vários tipos de menu-degustação, mas terminamos escolhendo uma entrada e um prato principal pra cada um.

DSC07727

Foi uma sábia escolha, pois nos foram oferecidos vários piccolos.

DSC07719DSC07721

E todos com muita qualidade e criatividade.

DSC07733DSC07734

Iniciamos a comemoração com flutes de espumante italiano pra todos.

DSC07708

Como entradas, a Lourdes e o Eymard escolheram cardo, uma verdura específica do Piemonte com trufas brancas, óbvio.

DSC07754

A Dé pediu uma creme de patate, lassam gauchinni.

DSC07753

Eu fui de Capesante (mais conhecido como vieiras) e radici.

DSC07758

Todos absolutamente perfeitos e acompanhados das indefectíveis trufas brancas.

DSC07759

Pra comer trufas também nos pratos principais, não pensamos todos em pedir o mesmo prato, o Agnolotti ao Plin de Fondutta.

DSC07765

Perfeito e extremamente trufado.

DSC07767

Como não poderia deixar de ser, escolhemos um ótimo Barbaresco, o La Spineta, pra acompanhar este perfumado prato.

DSC07760

No mais foi curtir um ótimo e diferente café …

DSC07778

… e todos os piccolos doces que o chef nos enviou.

DSC07773

Resumo da ópera: o Piazza Duomo Duomo é um lugar imperdível (apesar de algumas opiniões contrárias, né Jusça?) e que você não pode deixar de ir se estiver pelo Piemonte.

DSC07761

E já que a esperança é a última que morre, corremos mais um pouco pra chegar no Vietti e ver se conseguíamos fazer o tour.

DSC07781

Só que desta vez não deu certo.

DSC07783

A Sra Vietti nos atendeu e além de informar que seria impossível, nos disse que eles não tinham mais nenhuma reserva pro restante da semana.

DSC07782

Tudo bem que estávamos errados, mas que ela foi um pouco indelicada, ah, ela foi.

DSC07785

Só nos restou dar uma passeada em torno do Castello Falletti Di Barolo, …

DSC07786

… tirar umas fotos do magnífico entorno …

DSC07802

… descobrir a Cantina Comunale, um lugarzinho bacana que vende vinhos produzidos em Castiglione Falletti …

DSC07795

… e melhor, com um tasting de 3 tipos deles (um Barbaresco, um Dolcetto e um Barolo) …

DSC07798DSC07799

… acompanhado de salame e queijo.

DSC07796

Voltamos pro hotel, com a noite caindo e com uma neblina incrível (já eram 17:30 hs).

DSC07800

Marcamos uma happy hour no bar pra comemorarmos melhor o nosso 31º aniversário de casamento (com um presentinho da nossa amada Re) …

DSC07803

… e acompanhado dum legítimo representante francês, uma Krug, …

DSC07804

… e fomos jantar no bistrô do próprio hotel, já que com toda aquela neblina, seria impossível sair.

DSC07806

E não nos decepcionamos.

DSC07808

Todos escolhemos opções frugais. 🙂

DSC07809

A Lourdes e o Eymard dividiram tanto uma salada completa, …

DSC07819

… quanto um vitelo tonato bem diferente.

DSC07817

A Dé, como não poderi deixar de ser, também foi numa salada enquanto eu, escolhi um Penne com salsiccia.

DSC07815

Pra complementar e celebrar, tomamos um Barolo Gaja DOCG que caiu como uma luva com a temperatura baixa reinante.

DSC07821

Só sobrou tempo pruma foto coletiva e aproveitamos a proximidade do hotel pra rápidamente estar nas nossas caminhas.

DSC07828

Happy birthday to us!

DSC07825

Arrivederci.

Veja os outros dias desta viagem:
dia uno – Chegando e reconhecendo o Piemonte
Dia due – Barolo, a cidade.
dia tre – Piemonte – Olha que nome legal de cidade: La Morra.

PS – Não é porque é a minha filhinha, não, mas a Re criou um blog bem bacana, o Meu Desafio do Dunga (http://meudesafiododunga.wordpress.com) que trata dum “desafio” que ela se propôs que é fazer corridas de 5, 10, 21 e 42 Km, sim, uma verdadeira e real maratona em 4 dias seguidos na Disney e em 2018!

Pateta
Para tanto, ela posta sobre a sua preparação e ao mesmo tempo, nos passa informações muito curiosas e interessantes sobre tudo o que envolve o mundo deste tipo de corrida (e com textos, modéstia a parte, muito bacanas).
Dê um pulo lá e divirta-se!

.

 

 

 

dcpv – thaítalo. é carne (e moída)

número 405
16/12/2014

Thaítalo. É carne (e moída).

O fio condutor deste menu é a carne moída.

DSC08515

E por mais incrível que pareça, nenhuma delas é carne de boi. Numa receita usarei frango e na outra porco (em forma de linguiça).

DSC08518

Ambas são homenagens. A entrada, ao Mestiço, um dos nossos restaurantes preferidos na praia e com uma cozinha com tendências tailandesas.

DSC08537

E o principal, a Itália (pra variar).

DSC08516

Vamos lá, então.

Entrada – Krathong-thong.

Esta entrada é a melhor de todas em todos os tempos. Nós aprendemos a comer krathong-thong sempre que possível. E nunca enjoamos.

DSC08534

E o que são os tais? São cestinhas crocantes recheadas com uma carne moída de frango, milho e temperos especiais.

DSC08546

Para fazê-la, basta fritar 4 colheres de sopa de cebola finamente picada e 200g de frango cozido picado bem fininho por 2 minutos.

DSC08534

Adicione 2 colheres de sopa de cenoura bem picada, 2 colheres de açucar, 1/4 de colher de chá de shoyu, 1/2 colher de coentro em pó e 1/2 colher de sal e frite por mais 3 minutos.

DSC08535

Deixe esfriar e divida esse recheio entre as cestinhas fritas (até tenho a receita delas, mas aproveitei umas que sobraram do pedido que fizemos ao Mestiço no final de semana).

DSC08545

Não preciso nem dizer que ficaram maravilhosas.

DSC08547

Ainda mais acompanhadas (descoberta nossa) dum espumante muito bom, o  Cava Freixenet Cordon Negro que foi “dia da marmota, cordão cheiroso, fresh gordon“.

DSC08549

Principal – Polenta a Calabresa.

Esta também estava fácil de fazer (mesmo porque a Dé adora polenta).

DSC08563

Aproveitei o nosso retorno do Piemonte com alguns bons ingredientes, entre eles uma Polenta ao Taragno.

DSC08517

Foi só juntar um bom caldo de legumes com os grãos e ela estava feita.

DSC08562

Pro molho, fiz uma base com salsão e cenoura cortados finos, …

DSC08526

… juntei a linguiça cozida e cortada em pedaços (sem a pele)…

DSC08527

… coloquei alguns tomates cortados (sem pele e sem recheio) …

DSC08528

… uma lata de tomates pelados e deixei apurar.

DSC08530

Ai foi só servir a polenta quente com o molho também quente.

DSC08565

Uau! A noite estava devidamente aquecida.

DSC08567

Harmonizamos com um bom tinto, o Zinfandel Niles 2011 California que achamos “emblemático, deofanzin, sunrise“.

DSC08571

Sobremesa – Pudim de limão e canudos variados.

Eis mais uma sobremesa feita pela nossa pastissier oficial, a D Vera.

DSC08572

Um tremendo pudinzão e canudinhos pra serem preenchidos pelos mais variados doces.

DSC08574

Calóricos, mas extremamente saborosos.

DSC08576

Fique com a opinião dos moídos (perceba que o Deo teve que trabalhar no lodjinha e não pode comparecer a esta festa):
Comida excelente. A melhor polenta que comi até hoje!! (Edu)
A melhor polenta que eu comi na minha vida. (Mingão)

DSC08551DSC08568

Pronto!

DSC08521

Este menu ítalo-tailandês caiu bem demais.

DSC08520

Ainda mais, parodiando o Mingão, com a presença da melhor entrada que comemos nas nossas vidas.

DSC08523

ความอยากอาหารที่ดี!

.


É só inserir o seu email, clicar no botão "Seguir" e a cada novo post publicado aqui, você receberá uma mensagem com o link. É fácil, qualquer criança brinca, qualquer criança se diverte! :)

Junte-se a 640 outros seguidores

Comentários

Blog Stats

  • 1,336,399 hits
fevereiro 2016
S T Q Q S S D
« jan   mar »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
29  

Atualizações Twitter