dcpv – dia dos – chile – revisitando o vale do colchágua e a magnífica vinícola lapostolle.

29/02/20

Dia dos – Chile – Revisitando o vale do Colchágua e a magnífica vinícola Lapostolle.

Dia de mudança de hotel é dia perdido, certo?

Errado.

Hoje iríamos de Santiago para o Vale do Colchágua.

Mais precisamente, reviver a nossa hospedagem (estivemos lá em 2012)

… na Lapostolle …

… um  Relais & Châteaux muito bom.

Acordamos cerdo, tomamos todos o nosso café …

… e pegamos o transfer.

Foi um pouco mais de duas horas de translado.

Fomos nos divertindo no caminho …

… fizemos um pipitstop num posto bacana …

… e quando percebemos, já tínhamos chegado.

O lugar é uma belezura …

… e muito grande.

É claro que ver as videiras totalmente peladas …

… forma um ambiente um tanto diferente …

… mas, ao mesmo tempo, é bem bonito e exótico.

Fomos desembarcando, nós 6, …

… vendo o quão exuberante é o vale todo.

Tudo ficou ainda mais vistoso …

… e apaixonante.

Repetir a experiência por aqui foi uma boa ideia.

Ficamos aguardando a chegada da Lourdes e do Eymard, que vieram direto do aeroporto …

… e pronto, fomos almoçar.

O restaurante é bem bacana, …

… com ótimas vistas do Vale …

… e o almoço foi excelente (como sempre).

Todos comemos um polvo (agradeci muito) como entrada, …

… um genuíno salmão chileno como principal …

… e uma sopa fria de frutas vermelhas com sorbet de maçã como sobremesa, …

… além de experimentar os bons vinhos da Lapostolle.

Terminamos e demos uma passada nas nossas casitas.

O hotel tem somente 4 delas …

…ou seja, estávamos só nós na propriedade.

As casitas são extremamente confortáveis …

… e todas têm uma vista espetacular de todo o lugar (olha só!).

Estávamos prontos pra fazer o tour pela vinícola Montes …

… que fica bem perto da Lapostolle.

E ela também é muito bonita …

… e bem cuidada.

A nossa guia nos passou ótimas informações …

… a respeito de como a matéria prima é bem tratada na Montes.

Não é à toa que eles produzem alguns dos vinhos ícones chilenos.

Além de nos mostrar todo o processo de produção, …

… ficamos sabendo que eles também usam o feng shui como ferramenta.

Muito interessante.

Mas mais ainda, foi ver a sala de descanso dos barris de carvalho.

Ela mais parece um verdadeiro santuário.

Até canto gregoriano fica tocando por lá pra que o vinho se desenvolva duma melhor forma.

Finalizamos tudo com uma degustação de 4 vinhos, …

… sendo um branco e três tintos.

Confesso que achei os vinhos medianos (pro meu gosto) e assim, não me interessei muito em comprar algum.

Ainda tivemos tempo de dar uma olhada na bela lojinha …

… e no novo e bonito restaurante que tem a grife do chef argentino Francis Mallmann.

Também confesso que não sou fã das comidas que ele faz (acho ele meio fanfarrão), …

… mas, ao ver o restaurante, você tem vontade de comer lá.

Saímos correndo pra ver se conseguíamos curtir o por do sol na Lapostolle.

E não só deu tempo, como tudo estava especialmente bonito.

Incrível como os pores do sol são lindos por aqui.

Ainda tivemos tempo de tomar um vinho …

… e dar uma passada na casita da Madá e do Álvaro …

… pra fazer um happening regado a Talking Heads e quetais.

Como o tempo passa muito rápido quando você está se divertindo, …

… já estava na hora do jantar.

Que seria exclusivo pra nós 8.

Começamos experimentando canapés …

… acompanhados de Pisco Sour.

Sentamos, conversamos bastante e a entrada, uma sopa fria de espinafres com peixe cozido em baixa temperatura chegou.

Como principal, uma coxa confitada de pato, que não achei muito boa.

Os vinhos que harmonizaram com a comida também não foram espetaculares.

Resumindo, achei o nível do jantar bem médio, …

… coisa inesperada pela qualidade que a Casa Lapostolle normalmente apresenta.

O legal foi comemorar o niver do Álvaro com todos juntos.

Continuamos conversando bastante e resolvemos descansar, …

… porque amanhã a programação é intensa …

… e não podemos esquecer que estamos em plena Copa do Mundo (xiii!).

Hasta.

Acompanhe o primeiro dia desta mini big trip:
dia uno – Chile – Santiago – Vino, poesia, Isla Negra e ele, Neruda!

.

Anúncios

4 Responses to “dcpv – dia dos – chile – revisitando o vale do colchágua e a magnífica vinícola lapostolle.”


  1. 1 Madá dezembro 1, 2018 às 8:29 am

    Que maravilha rever esses momentos! Os registros estão espetaculares! A gente sempre se diverte, e muito 🙂 Acho que ainda vale mais uma repetição. Por coincidência, ontem curtimos o Le Rosé deles, pas mal!

  2. 3 marcialube dezembro 10, 2018 às 9:20 am

    Concordo com a Madá quando ela diz “que ainda vale mais uma repetição”.
    Foram momentos de alegria, descontração, amizade, gastronomia e vinhos.


Deixe uma resposta para eduluz Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.




É só inserir o seu email, clicar no botão "Seguir" e a cada novo post publicado aqui, você receberá uma mensagem com o link. É fácil, qualquer criança brinca, qualquer criança se diverte! :)

Junte-se a 663 outros seguidores

Comentários

Blog Stats

  • 1.413.325 hits
dezembro 2018
S T Q Q S S D
« nov   jan »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  

Arquivos

Atualizações Twitter

Anúncios

%d blogueiros gostam disto: