Archive for the 'confraria' Category

dcpv – giorno ventuno – itália – toscana – estas top models toscanas (san gimignano e monterriggioni) são demais!

04/05/2019 (Vivido em 20/10/2017)

Giorno ventuno – Itália – ToscanaEstas top models toscanas (san gimignano e monterriggioni) são demais!

E não é que retornamos na dupla San Gimignano/Monteriggioni?

Hoje fomos apresentá-las pra Helena, pro Lucas, pra Márcia e pro Deo.

E, pra variar, curtimos muito.

Fomos cedo pra San Gimignano .

Pra quem não se lembra, esta cidade é aquela das torres, a Manhattan italiana..

E dos ângulos especiais para fotos.

Pra todo lugar onde se olha, …

… obtém-se uma paisagem bacana e totalmente diferente.

Enfim, uma grande top model. É claro que subimos pela via principal, …

… clicando bastante …

… e chegamos logo a Piazza della Cisterna, ….

… provavelmente o lugar mais charmoso …

… e onde, certamente, se come o melhor sorvete do mundo, …

… na gelateria Dondoli .

Depois de nos deliciarmos, descemos pelo lado oposto da praça, …

… onde descobrimos novos ângulos desta über model.

E a vista da região externa não fica nada a desejar, …

… se comparada …

… ao que se vê na cidade.

Sem contar que o comércio todo é muito charmoso (tem cada flor lá!)  …

…. e com lojas muito diferentonas.

Estávamos com fome , …

… mas antes demos uma parada pra tomar alguns Spritz …

… e observar tudo o que passava na nossa frente, assim como aqueles velhinhos do Muppet Show. Lembra?

Tinha feito uma reserva na Trattoria Rigoletto que fica fora das muralhas da cidade …

… e é muito pequena.

Pedimos um montão de comidas diferentes 😀, …

… tais como picis, …

… spaghetti cacio e pepe, …

… spaghetti ao sugo, …

… lasanhas e outros quetais.

Tomamos bons Vernaccias …

… e além de gostar da comida, demos muitas risadas.

Ainda pedimos duas sobremesas só pra beliscar.

Um mil folhas (seriam duas folhas? 🙂 )…

… e um cantuccini com vin santo.

Olha, o lugar é bastante curioso e a comida é muito boa.

Subimos toda a rua, …

… compramos mais algumas coisinhas …

… tomamos mais alguns sorvetes …

… e fomos pra Monterriggioni (isso sim é uma reunião da Confraria!) .

A bela cidade é muito pequena .

E isto é que a faz muito divertida.

Esta pequena top model …

… se mostra de uma forma muito bonita aos nossos olhos.

E como não poderia deixar de ser, …

… fomos brindados com mais um por do sol.

Na verdade, este foi “o” por do sol.

Só nos restou agradecer por toda esta visão …

… e tirar mais e mais fotos.

Voltamos pra casa, …

… pra nossa Pietrina

… resolvemos que jantaríamos pizza novamente no I Tre Pini…

… e com a companhia de dois Chiantis Clássico.

Mais uma vez, demos graças de estar participando de toda esta festa.

Infelizmente, não consegui tirar fotos do céu estrelado desta noite.

Mas fica a lembrança de que a Toscana é muito mais bonita ao vivo, …

… do que qualquer imagem possa captar.

E tenho dito!

Arrivederci.

Veja os outros dias desta epopéia:
giorno uno – itália – toscana, amore mio ou o inicio duma bela jornada!
giorno due – itália – toscana – um simples domingo.
giorno tre – itália – toscana – antinori, o visionário.
giorno quattro – itália – florença – lindíssima, como sempre!
giorno cinque – itália – san gimignano, a verdadeira manhattan toscana e porque não dizer, uma über model
 giorno sei – itália – toscana – siena e monteriggioni, a maior e menor, são belíssimas.
giorno sette – itália – toscana – eu prefiro as curvas das estradas de chianti.
Itália – Toscana – Giorno otto – Em Impruneta, como os imprunetanos!
Itália – Toscana – Giorno nove – Certaldo, uma cidade pra se conhecer em camadas.
giorno diece – Itália – Toscana – Comida pantragruélica com o maior açougueiro do mundo!
giorno undici – Itália – Toscana – Retornando à Florença, que continua mais bela do que nunca!
giorno dodici – itália – prada na toscana? e lucignano, você conhece?
giorno tredici – Itália – Toscana – My name is … (by Suzanne Vega)
giorno quattordici – Itália – Toscana – San Gimignano e Monteriggioni, a vingança!
giorno Quindici – Toscana – Impruneta – Nunca foi tão bom ficar em casa.
giorno Sedici – Itália – Toscana – Fiesole, vicino a Firenze.
giorno Diciotto – Itália – Toscana – Repetido mas bom demais.
giorno Diciannove – Italia – Toscana – Colle di Volterra.
giorno Venti – Itália – Toscana – Jogo de Siena.

Anúncios

dcpv – giorno venti – itália – toscana – jogo de siena.

19/10/2017

Giorno venti – Itália – Toscana – Jogo di Siena.

Com este novo e grande grupo, teríamos que voltar a Siena.

E voltamos.

E foi um prazer, já que sempre é um prazer retornar a esta bela cidade.

É claro que paramos no estacionamento Fontanabranda, que fica perto das providenciais escadas rolantes que dão acesso ao centro histórico.

Olhamos tudo mais uma vez, …

… e desta vez, chegamos primeiro ao imponente Duomo.

Impressionante verificar como estas construções são exageradas e…

… ao mesmo tempo, bonitas.

Difícil entrar lá e não ficar imaginando como foi todo o processo executivo?

Mas é certo que o resultado final foi espetacular.

Desta vez entramos (ingresso a 4 euros) …

… com direito a observar tudo, …

… inclusive os belos painéis que estão no chão, …

… bem como conhecer na biblioteca Piccolomini, …

… que é um ambiente muito especial,…

… com afrescos de Pinturicchio em todas as suas paredes.

É realmente uma obra incrível.

Saímos de lá e ficamos um tempo sentados na escadaria pensando na vida.

Resolvemos almoçar e eu já tinha feito uma reserva no restaurante Particolare Di Siena.

É um ambiente bem diferente dos que encontramos por aqui, …

… e a comida não fica atrás.

Poderíamos, inclusive, chamá-lo de modernoso pros padrões toscanos.

Fizemos os pedidos.

Alguns pediram pici, …

… outros fusillones com cebola rossa e guanciale …

… e outros, otras cositas.

Ah, a entrada que a Dé pediu estava muito boa: flan de pecorino, quase um petit gateau salgado.

Acompanhamos com um vinho branco Vernaccia e um tinto Chianti DOCG.

Tudo excelente e dando a certeza que é um lugar pra ser indicado e revisitado.

Ainda demos mais uma passeada …

… pela Piazza_del_Campo, onde acontece o famoso Palio.

Que maravilha!

Voltamos pra nossa villa, pois tínhamos marcado um churrasco.

E de linguiças e de bistecas suínas e fiorentinas.

Para tanto, passamos no nosso açougue preferido em Impruneta, o Nannidici.

Fomos muito bem servidos novamente …

… e desta vez, contamos com o apoio incondicional da Dé, que conhece muito da matéria. 😀

Até parece!

Ainda passamos na festa de San Lucca e compramos “due frangui” assados e crocantes.

Ou seja, o jantar, mais uma vez, foi maravilhoso.

Comemos salada e as carnes estavam macias e …

… suculentas.

Deste jeito e com estes ingredientes, fica fácil fazer qualquer coisa (olha a confraria aí, gente!).

São os segredos da Toscana.

Arrivederci.

Veja os outros dias desta epopéia:
giorno uno – itália – toscana, amore mio ou o inicio duma bela jornada!
giorno due – itália – toscana – um simples domingo.
giorno tre – itália – toscana – antinori, o visionário.
giorno quattro – itália – florença – lindíssima, como sempre!
giorno cinque – itália – san gimignano, a verdadeira manhattan toscana e porque não dizer, uma über model
 giorno sei – itália – toscana – siena e monteriggioni, a maior e menor, são belíssimas.
giorno sette – itália – toscana – eu prefiro as curvas das estradas de chianti.
Itália – Toscana – Giorno otto – Em Impruneta, como os imprunetanos!
Itália – Toscana – Giorno nove – Certaldo, uma cidade pra se conhecer em camadas.
giorno diece – Itália – Toscana – Comida pantragruélica com o maior açougueiro do mundo!
giorno undici – Itália – Toscana – Retornando à Florença, que continua mais bela do que nunca!
giorno dodici – itália – prada na toscana? e lucignano, você conhece?
giorno tredici – Itália – Toscana – My name is … (by Suzanne Vega)
giorno quattordici – Itália – Toscana – San Gimignano e Monteriggioni, a vingança!
giorno Quindici – Toscana – Impruneta – Nunca foi tão bom ficar em casa.
giorno Sedici – Itália – Toscana – Fiesole, vicino a Firenze.
giorno Diciotto – Itália – Toscana – Repetido mas bom demais.
giorno Diciannove – Italia – Toscana – Colle di Volterra.

.

dcpv – giorno sedici – italia – toscana – fiesole, “vicino a firenze”.

15/10/2017

Giorno sedici – Itália – Toscana – Fiesole, “vicino a Firenze”.

Hoje resolvemos acordar um pouco mais tarde.

E o jeito foi escolher um passeio próximo de Impruneta.

Dentro do que não conhecemos (já vimos quase tudo), uma das opções seria Fiesole.

É uma cidade bem próxima de Florença e tida como muito bonita.

Rumamos pra lá por volta das 11:00 hs e ela fica a menos de meio hora da nossa villa.

Só a subida já é super agradável.

Paisagens espetaculares …

… e uma vista escandalosa de Firenze.

Pena que estava tudo muito nebuloso, mas mesmo assim estava lindo.

Estacionamos bem longe do centro e fomos andando até lá.

Chegamos na praça principal e fomos surpreendidos com a e existência duma feirinha bem no seu centro.

Demos uma boa olhada em tudo, …

… compramos algumas coisas …

… e fomos fazer um pit stop, …

… tomando alguns Aperol Spritz …

… e comendo uma boa pizza margherita.

Andamos mais um pouco e fomos conhecer o parque das ruínas romanas.

Ele fica bem no centro …

… e é extremamente interessante.

O seu anfiteatro do século I é bastante conservado …

… e dá pra entender o porque dele ser utilizado ainda hoje para shows.

Cá pra nós, deve ser bastante interessante assistir a algum espetáculo por lá.

Voltamos para o estacionamento, pois tínhamos combinado almoçar em Impruneta.

Não preciso nem dizer que a descida foi super agradável …

… e muito contemplativa.

Chegamos em na cidade e levamos um susto, pois não imaginávamos que uma multidão estaria lá …

… por conta do início da festa do padroeiro da cidade, San Lucca.

Estacionamos perto do apê da Regina e do Mingão …

… e fomos andando até o centro.

Realmente tinha muita gente, …

… ainda mais considerando os padrões usuais.

O centro, em frente à igreja, estava tomado de barracas com os mais variados produtos.

Roupas, comidas, temperos, sapatos, flores…

… tudo misturado formando um mosaico de sabores e cores.

Enfim, uma típica festa italiana.

Fomos comer no nosso fornecedor de carnes, a Maccheleria Naninici.

Degustamos duas tábuas de frios, queijos e porchetta

… e tomamos um bom Chianti DOCG.

Além de ver toda a população passando.

Nos sentimos como aqueles velhinhos do Muppet Show.

Vocês sabem quais são, né?:)

Perto dali, comemos os melhores bomboloni das nossas vidas …

… cremosos o suficiente pra te fazer pedir outro e outro e outro e …

Ainda passeamos mais um pouco …

… e depois resolvemos assistir ao por do sol na nossa villa.

E que por do sol!

Sinta o relax!

Um verdadeiro espetáculo da natureza, …

… que durou um bom tempo, …

… inclusive, deixando cores maravilhosas no céu atramontado Toscano.

Tomamos mais um bianchetto …

… e já era hora de nos recolher.

Afinal de contas, temos que nos resguardar, porque mais uma semana se inicia …

… e os novos convidados, Madá e Álvaro, chegarão diretamente de Paris e em grande estilo!

Arrivederci.

Veja os outros dias desta epopeia:
giorno uno – itália – toscana, amore mio ou o inicio duma bela jornada!
giorno due – itália – toscana – um simples domingo.
giorno tre – itália – toscana – antinori, o visionário.
giorno quattro – itália – florença – lindíssima, como sempre!
giorno cinque – itália – san gimignano, a verdadeira manhattan toscana e porque não dizer, uma über model
 giorno sei – itália – toscana – siena e monteriggioni, a maior e menor, são belíssimas.
giorno sette – itália – toscana – eu prefiro as curvas das estradas de chianti.
Itália – Toscana – Giorno otto – Em Impruneta, como os imprunetanos!
Itália – Toscana – Giorno nove – Certaldo, uma cidade pra se conhecer em camadas.
giorno diece – Itália – Toscana – Comida pantragruélica com o maior açougueiro do mundo!
giorno undici – Itália – Toscana – Retornando à Florença, que continua mais bela do que nunca!
giorno dodici – itália – prada na toscana? e lucignano, você conhece?
giorno tredici – Itália – Toscana – My name is … (by Suzanne Vega)
giorno quattordici – Itália – Toscana – San Gimignano e Monteriggioni, a vingança!
giorno Quindici – Toscana – Impruneta – Nunca foi tão bom ficar em casa.

.

dcpv – giorno dodici – itália – prada na toscana? e lucignano, você conhece?

11/10/2017

Giorno dodici – Itália Prada na Toscana? E Lucignano, você conhece?

Este dia prometia.

Afinal de contas, a turma toda estava na Toscana ..

… e pronta pra passear.

Iniciamos o nosso tour diário fazendo o que provavelmente seria uma das coisas mais absurdas numa viagem à Toscana.

Ir a um outlet. 🙂

E neste caso, conheceríamos o da Prada, tida por ser uma marca, digamos, não muito barata.

Acontece que a nossa sobrinha e afilhada, a Luma, trabalha na Prada-SP e tem um desconto especial pra família.

Eu pensei que ficaríamos no máximo uns 30 minutos por lá, mas o negócio ficou tão bom que permanecemos quase 2 horas.

Todo mundo comprou algumas/muitas coisas (encontrei uma polo por 33€) e pasmem, até o Mingão se fartou.

De lá fomos direto para Lucignano.

Pra quem não conhece, é mais uma cidadezinha imperdível da Toscana.

Fotogênica ao extremo, …

… sua configuração lembra um labirinto.

Como estava passando um pouco da hora do almoço, …

… encontramos um restaurante aberto, o La Maggiolata…

… e demos uma tremenda sorte.

O lugar é muito bacana e a comida é excelente.

Pedimos vários pici…

fatto a mano …

… carnes …

… gnochi …

… mais gnocchi …

… penne …

… mais penne, …

… tortelli …

… e duas garrafas dum ótimo Nobile de Montepulciano.

Indicamos fervorosamente este lugar (procure pelo Fabrizio).

Continuamos andando em direção ao centro …

… e tirando muitas ótimas fotos (com suas respectivas lembranças).

As da igreja matriz não ficam atrás, …

… bem como de várias casinhas belíssimas.

Ainda tomamos um bom gelato …

… antes de partirmos para Pienza.

Que é a terra do queijo Pecorino….

… e do Papa Pio II (daí o Pienza, capisce?).

Chegamos lá …

… demos uma boa olhada em tudo …

… e percebemos o quanto Pienza é bonita, …

… e por isto, uma das nossas favoritas na Toscana (mais uma, hahaha).

A sua praça principal é muito imponente …

… e todos os seus prédios são representativos.

Mas o melhor estava por vir (ainda mais acompanhado por Aperois Spritz).

A vista de todo o vale …

… que se tem da sua muralha.

É, certamente, um dos espetáculos da natureza mais reconfortantes do Universo.

Tivemos que agradecer demais …

… por estarmos tendo este momento tão especial.

Ainda pensamos numa saideira, já que estava escurecendo.

Porque não passar na Enoteca la Fortezza, em Montalcino, …

… e fazer uma piccola degustação de Brunellos?

Foi exatamente o que fizemos.

Estar na Fortezza é algo muito “spitchiaale”!

Voltamos pra Impruneta e …

… aproveitamos pra comer uma pizza …

… no aprazível Il Chichibio

… acompanhados de duas garrafas dum Chianti DOCG do Frescobaldi.

Ou seja, o dia foi uma verdadeira (e literal) beleza.

É tudo isso sem dirigir, já que o meu cunhado, o Luiz, estava pilotando a sua van, com onze passageiros.

Só na Toscana mesmo.

Arrivederci.

 

 

dcpv – giorno cinque – itália – san gimignano, a verdadeira manhattan toscana e porque não dizer, uma über model

04/10/2017

Giorno cinque – Itália San Gimignano, a verdadeira Manhattan toscana e por que não dizer, uma übermodel.

Você sabe o que é uma übermodel, né?

Pois San Gimignano é a verdadeira übermodel das cidades toscanas.

É incrível como ela é bonita em todos os seus ângulos.

E olha que nem precisa ser um super fotógrafo para conseguir as melhores fotos.

Basta ter as condições climáticas ideais e um pouco, só um pouco, de boa vontade.

Acordamos tarde (ritmo toscano e devido aos Marques de Paula), tomamos uma ótimo café e …

… rumamos pra Manhattan Toscana.

E por que Manhattan Toscana?

Porque San Gimignano é reconhecida pelas suas altas e charmosas torres, …

… comparadas aos belos arranha-céus da famosa região nova-iorquina.

Cá pra nós, San Gimignano é muito mais bonita.

É claro que foi difícil encontrar lugar nos estacionamentos.

Afinal de contas, uma horda de turistas, assim como nós, estava disposta a ganhar seu dia tendo visões que gratificam estar vivo.

E a agradecer por cada momento que se passa por aqui,

Fizemos o circuito normal que todo turista que se espreme faz.

Entramos pela porta principal, onde não se vê nenhuma das torres, …

… subimos a rua principal, …

… e chegando próximo da Piazza della Cisterna, …

… você começa a ter a visão delas .

São esplendorosas e extremamente fotogênicas.

Ainda mais com este céu azul.

E estando na Piazza, você fica sem respiração ao presenciar tamanha beleza.

Como bônus, ainda toma um ótimo gelato no Dondoli,…

… que faz deste sorvete uma verdadeira obra de arte.

Resolvemos almoçar no extremo oposto da cidade, …

… o que nos obrigou a caminhar mais um pouco e descobrir mais alguns segredos desta bela modelo.

O almoço foi frugal e muito divertido.

Demos boas risadas tomando dois litros de um bianchetto feito com a uva icônica da região, a Vernaccia

… e comemos risotos, …

,.. papardelles, …

… lasanhas …

… e maialinos.

Retornamos pra Piazza e decidimos tomar uma saideira na enoteca Divinorum.

Sábia decisão.

O lugar é muito bacana …

… e sua parte externa tem uma das melhores vistas da região.

Aproveitamos pra tomar alguns Aperol Spritz …

…  e curtir cada vez mais a cidade.

Retornamos pelo lugar onde entramos…

… e conversamos muito sobre tudo o que acabamos de presenciar.

Foi um verdadeiro desfile de moda …

… onde a übermodel brilhou mais uma vez.

Como bônus, ainda chegamos na nossa villa, …

… a tempo de presenciar mais um daqueles pores do sol espetaculares …

… e que além de tirarem o fôlego, …

… te fazem agradecer por tudo (desculpem a redundância) o que você tem nesta vida.

Ainda tivemos tempo de tomar duas garrafas dum bom Chianti, …

… duas de um bom Vernaccia…

… além de cozinharmos pela primeira vez por aqui, …

… um ótimo fusilli com alho e peperoncini.

Taí mais um motivo pra agradecer. 🙂

Grazie e …

… arrivederci.

.

 

dcpv – dia tredici – toscana – sob o por do sol da mesma.

03/08/2016

Dia tredici – ToscanaSob o por do sol da mesma.

É, este lado da Toscana, mais perto de Montalcino é muito particular.

A maioria das cidades são muito bonitas …

… e as estradas são demais.

A cada momento…

… e em cada curva, você vê aquelas paisagens de calendário.

Acordamos até que tarde (aqui tudo funciona mais tarde),…

… tomamos uma lauto café da manhã …

… e zarpamos para Montepulciano.

Cerca de uma hora depois, estávamos lá.

E tudo foi muito divertido.

Começa que a cidade é uma verdadeira pirambeira.

Pra você chegar até a Piazza Central …

… tem que andar muito.

E é tudo subida!

Mas vale a pena, …

… já que cada beco é um colírio.

Após nos divertirmos muito, …

… e apesar do calor …

… retornamos pra passar numa cidadezinha quase off no circuito Toscano.

Ele se chama San Quirico d’Orcia.

E é, pra variar, lindíssima.

Pequena e charmosa, …

… vale a pena ficar ali tomando um vinho da casa, …

… e ver o tempo passar.

Como estava no horário do almoço, resolvemos comer no restaurante duma vinícola próxima.

E a escolhida foi a Fattoria dei Barbi, em Montalcino.

Não poderia ser melhor.

Pedimos bruschettas e Caprese como entrada.

Como principais, a Dé foi de fetuccini ao ragu, …

… o Eymard escolheu frango com ameixas …

… e eu e a Lourdes, sabiamente, experimentamos polpetinni que estavam divinos.

Tudo regado a um vinho branco, o único que a Barbi produz.

Fizemos umas comprinhas na loja …

… e fomos para o hotel, pois tínhamos marcado uma visita pra vinícola do próprio Castello Banfi.

Foi um passeio básico, pra quem está acostumado com este tipo de tour (né, Re? 🙂 ), …

… mas o mais interessante foi ver onde ficam guardadas as preciosidades, …

… os Brunellos Banfi.

Pra terminar o dia passeando, resolvemos tocar pra Montalcino.

Ela não é reconhecidamente uma cidade maravilhosamente bonita, …

… mas tem o seu charme …

… e a iluminação do sol se pondo ….

…. contribuiu muito pra isso.

Além do mais, fomos conhecer a Fortezza, …

…. onde fica uma Vinoteca muito especial.

Aproveitamos a oportunidade e testamos 5 tipos de Brunellos especiais. Foi um voo e tanto.

Saímos de lá …

… e vimos o mais bonito por do sol Toscano até agora.

Tudo ficou super iluminado …

… e espetacular.

Restou jantar novamente no bom restaurante do hotel, o Castello Banfi, onde pulamos as entradas…

… e a Lourdes e a Dé pediram um Risotto especial com cebolas, aceto e amêndoas , …

… o Eymard repetiu o prato de fritos do mar …

… e eu, um risoto de lulas, mexilhões e menta.

Tudo muito bom e acompanhado dum vermentino Banfi muito bom.

Foi isso!

O dia foi comprido, muito divertido …

… e lindo!

Arrivederci.

 

.

dcpv – traveller flavours by Teresa Perez.

número 424
07/07/2015

Traveller flavours by Teresa Perez.

Pra quem não conhece, D Teresa Perez é proprietária da agência de turismo homônima, que vende tours, uns mais bacanas do que os outros.

Tivemos o prazer de fazer uma viagem ao Peru com a sua presença e o que podemos dizer é que ela é uma pessoa muito agradável e simpaticíssima.

Pois ela acabou de lançar um livro que trata obviamente de grandes viagens e melhor, com o upgrade de incluir receitas bacanas e muito divertidas de cada um destes lugares.

Daí a fazer um menu com elas foi um pulo, ou melhor, um city tour.

Vamos lá, então, as receitas do Traveller Flavours by Teresa Perez.

Entrada – Gaspacho de cerejas com neve de queijo fresco.

Antes de mais nada, fiquei bastante surpreso com esta receita pois ela é feita totalmente no Thermomix. E graças a Dé, eu tenho um na minha cozinha.

É claro que a sua origem é espanhola (é uma receita da chef Dani Garcia). Comece fazendo o Gaspacho.

Coloque no copo do Thermomix, 8 tomates maduros, 1/2 cebola, 1/2 pimentão verde, 1 pedaço de pão do dia anterior, 1/4 de dente de alho, 1 fio de vinagre de Jerez, 200g de polpa de cereja e sal a gosto.

Triture por 2 minutos, em velocidade progressiva de 5 a 10. Acrescente um fio de azeite e programe 15 segundos, em velocidade 15.

Retire do copo e deixe descansar na geladeira.

Para a neve de queijo fresco, ponha 100g de leite no copo do Bimby (este é o nome do Thermomix em português lusitano) e programe por 2 minutos, 100°C e velocidade 1.

Acrescente 250g de queijo fresco e 30g de glucose líquida (mais conhecida como Mel Karo) e triture por 1 minuto, velocidade progressiva de 5 a 10. Quando o creme de queijo estiver bem gelado, deixe descansar no congelador.

Para servir, coloque o gaspacho no prato, sobre ele o creme de queijo …

… e decore com filés de anchova e pistaches.

Aproveitamos o calor e tomamos um bom vinho branco, o Chardonnay Cefiro, que achamos “olé, margoso, bogart, chichichilelele“.

Principal – Murg Ka Soola.

Esta é claramente indiana, do chef Sameer Shah, do Taj Rambagh Palace, Palace, hotel que fica em Jaipur.

E são utilizadas coxas de frango desossadas e cortadas em dois pedaços.

Inicie aquecendo óleo numa panela e salteando 100g de cebola cortada bem fina em fogo baixo até que fique dourada. Retire e deixe esfriar.

Depois, num processador, triture até virar um pasta.

Para marinar, use 200g de coalhada seca, 2 colheres de sopa de pasta de gengibre, 1 colher de sopa de pasta de alho, 1 colher de chá de pimenta vermelha seca, suco de dois limões, 1/2 colher de chá de garam masala, a pasta de cebola dourada e sal a gosto.

Marine o frango com essa pasta e deixe ao menos 6 horas na geladeira.

Após esse tempo, cozinhe o frango no forno preaquecido a 180°C por 25 minutos.

Sirva quente, salpicado com coentro, chaat masala e suco de limão.

Aproveitei e fiz um arroz basmati, porque senão haja frango pra alimentar todos os que estão aqui. 🙂

Tomamos um vinho tinto, o espanhol Monastrell 2011, que foi “mozinho, curlyjoe, momô, manolão“.

Sobremesa – Bolo de cenoura do The Connaught.

Esta receita é do chef Romuald Feger, do restaurante Espelette que fica no famoso hotel The Connaught de Londres. E é um daqueles bolos com cara de veggie (pra variar, foi a Dé que fez).

Numa tigela grande, misture todos os ingredientes secos (250g de farinha de trigo, 25g de fermento em pó, 1 e 1/2 colher de chá de canela, 1 colher de chá de noz moscada e 125g de coco ralado seco). Em outra tigela grande, bata numa batedeira 250g de açúcar mascavo e 5 ovos até que o volume dobre.

Lentamente ponha 185ml de óleo vegetal, batendo o tempo todo. Acrescente os ingredientes secos de uma só vez e mexa lentamente com uma espátula.
Misture lentamente 500g de cenoura ralada e nozes e passas picadas (a gosto).

Despeje numa forma de bolo bem untada.

Ponha no forno a 170°C por uns 40 minutos (teste se está bom com um palito).

Ficou muito bom mesmo.

Eis o que os viajantes acharam de tudo:
Comida de primeira classe. Assim como as viagens da D Teresa. (Edu).
Maravilha D Teresa! Che comida! (Mingão)
Teresíssima! Espetaquilar! (Deo)

Bom, é isso. Se você gosta de viajar e de comer bem, este livro, o Traveller Flavours, sabores que alegram a vida, da D Teresa Perez é imprescindível.

Ele certamente alegrará a sua vida (e o seu estômago).

Bye.

.

 

 

 

 

 

 

 

 

 


É só inserir o seu email, clicar no botão "Seguir" e a cada novo post publicado aqui, você receberá uma mensagem com o link. É fácil, qualquer criança brinca, qualquer criança se diverte! :)

Junte-se a 663 outros seguidores

Comentários

Blog Stats

  • 1.413.339 hits
maio 2019
S T Q Q S S D
« mar    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

Arquivos

Atualizações Twitter

Anúncios