Archive Page 2

dcpv – ó friuli-venezia giulia.

número 419
02/06/2015

Ó Friuli-Venezia Giulia.

Lá vamos nós novamente experimentar as gostosuras de uma das regiões da Itália. Desta vez, escolhi a Friuli-Venezia Giulia, mais conhecida como Trieste (fica bem no nordeste da Bota).

dsc00216

“Limitados a leste pelo mar Adriático, as praias e portos do Friuli-Venezia Giulia contrastam com o interior repleto de colinas e cidades antigas”.

dsc00188

Esta é a apresentação da região no livro dedicado a ela na Coleção Folha Cozinhas da Italia. E deixa margem a uma boa imagem, né não?

dsc00204

Vamos lá, então, apreciar (mais uma vez) a belíssima culinária italiana.

Entrada – Figos assados com presunto cru.

Estes fichi al forno con prosciutto crudo são muito bons (sem contar que a Dé adora figos). Para fazê-los, corte 12 figos maduros, mas firmes, no sentido longitudinal.

dsc00185

Coloque as metades numa assadeira untada com azeite, com a parte cortada para cima. Regue com um fio de azeite e tempere com sal a gosto.

dsc00183

Leve os figos ao forno preaquecido a 180°C por cerca de 20 minutos ou até ficarem dourados.

dsc00189

Sirva-os regados com mel e com fatias de presunto cru fatiado (de preferência San Daniele, que é da região).

dsc00211

Acompanhamos com um bom vinho tinto, o Pinot Noir Baron Kinsmore 2013, que foi “canalizador, rosin, edmara, marin“.

dsc00220

Principal – Risoto com camarão.

Este risoto é muito bom e tem uma boa particularidade.

dsc00231

Os camarões são feitos separadamente e adicionados à receita quando faltarem 5 minutos pro arroz ficar pronto.

dsc00191

Empane 800g de camarões limpos levemente em farinha de trigo.

dsc00192

Aqueça 3 colheres de sopa de azeite e refogue os camarões rapidamente. Retire e reserve.

dsc00194

Na mesma panela, refogue 1 cebola picada até começar a dourar e acrescente 1 xícara de molho de tomate e 1/2 xícara de caldo de peixe (que você usará pra fazer o risoto).

dsc00198

Ajuste o sal e a pimenta, deixe reduzir por cerca de 20 minutos, acrescente os camarões e o suco de meio limão à panela, misture bem e retire do fogo. Reserve.

dsc00199

Enquanto isso, vá fazendo o risoto no formato usual.

dsc00200

Faltando os tais 5 minutos pro arroz ficar al dente, junte o molho de camarões e continue mexendo até atingir aquele ponto.

dsc00225

Finalize o risoto incorporando manteiga e salpicando salsinha.

dsc00229

Ficou uma verdadeira delícia (tanto que até a Dé comeu duas vezes).

dsc00234

Aproveitamos pra tomar um bianchetto, o Pinot Grigio Argento 2013, que foi, segundo os legítimos oriundi, “cicatriz, grisalho, dario, macunaima“.

dsc00228

Sobremesa – Pudim de Aveia

NR – Não tiramos nenhuma foto da sobremesa! Acho que foi culpa dos vinhos! 🙂 

Este Budino di Avena é muito característico.
Comece (foi a Dé que fez) hidratando duas colheres de sopa de uvas-passas em água morna por 15 minutos.
Numa panela grande, misture 1 litro de suco de maçã e 100g de aveia em flocos e cozinhe por 10 minutos, mexendo sem parar.
Retire do fogo e misture 2 colheres de sopa de mel, 3 maçãs Gala sem casca fatiadas, as passas já escorridas, 1 pitada de canela e 1 pitada de sal.
Despeje a mistura numa forma de 23cm de diâmetro untada com azeite e polvilhada com farinha de rosca.
Leve ao forno preaquecido (180°C) por cerca de 30 minutos ou até que esteja firme.
É quase um mingauzão de aveia e por isso mesmo, muito bom.

Eis a opinião dos, cada vez mais, italianos:
Top cinque. Espetáquila! (Edu)
Eu quero que você Top!!! Top!!! Top!!! (Mingão)
Hoje foi o avesso da Lua; seria “auL”? Bom demais! (Deo)

dsc00222dsc00236

“Quase sempre esquecida nos roteiros turísticos, essa região localizada no nordeste da Itália, já na fronteira com a Europa Central, foi por muito tempo alvo de povos invasores. Romanos, venezianos, austríacos e húngaros deixaram suas influencias na cultura, arquitetura e também na culinária regional”.

dsc00209

Esqueceram de nos citar, os ferrazenses.

dsc00187

Arrivederci.

.

 

 

 

 

 

 

 

dcpv – dia tien – amsterdã – de barco e de trem, só faltou a bike.

25/03/2016

Dia tien – Amsterdã – De barco e de trem, só faltou a bike.

O dia amanheceu nublado.

dsc03799

Mas foi altamente proveitoso.

dsc03798

O único problema (se é que isso seria um) é que não tínhamos ainda um programa definido.

dsc03895

O passeio pra Keukenhof ficou pra sábado. Portanto, tulipas, por enquanto, nem pensar.

dsc04179

Resolvemos tomar um bom café da manhã num lugar aprazível …

dsc03791

… e redefinir o nosso roteiro.

dsc03794

E a Re sugeriu irmos passear de barco.

dsc03803

É realmente um jeito diferente de conhecer Amsterdã.

dsc03796

Afinal de contas, você vê monumentos, …

dsc03805

… reconhece uma boa parte dos 500km de canais …

dsc03823

… e das mais de 400 pontes que existem por aqui.

dsc03818

Amsterdã é praticamente uma Veneza contemporânea …

dsc03828

… e realmente é muito mais do que a cidade da maconha e das prostitutas que muitos estereotipam.

dsc03833

E como cosmopolita que somos, aproveitamos a variedade e acabamos indo almoçar num legítimo restaurante chinês que fica próximo da Central Station.

dsc03839

Sea Palace é realmente muito típico.

dsc03860

A comida nos fez lembrar do Ping Pong, que infelizmente fechou em SP.

dsc03843

Pedimos no estilo um monte de coisas para experimentar. Batatas com croquete …

dsc03848

… Bun de carne, …

dsc03855

… Camarões empanados com macarrão, …

dsc03853

… Pastéis de massa folhada de frango ao curry, …

dsc03858

… Sopa de wonton …

dsc03851

… e Acelga com carne de porco.

dsc03856

Tudo muito bom e muito chinês.

dsc03842

Bebemos taças de vinho branco e fomos conversar …

dsc03861

… no espetacular prédio da biblioteca municipal …

dsc03806

… sobre o que faríamos a tarde, …

dsc03864

… logo após tomarmos um bom cafezinho …

dsc03869

… acompanhado duma fatia de bolo e pétalas de tulipas feitas de chocolate.

dsc03870

Mais uma vez a Re deu uma ideia excelente. Que tal fazer um bate-volta?

dsc03872

E pra Haarlem, uma cidadezinha muito bonita e que fica somente a 20 minutos de trem de Amsterdã?

dsc03879

Topamos e rumamos pra Central Station.

dsc03800

Comprar os bilhetes foi uma verdadeira moleza e em poucos minutos, estávamos embarcados.

dsc03876

A viagem foi uma beleza (como é bom o nível de vida desta moçada do primeiro mundo) e quando chegamos, percebemos que acertamos.

dsc03878

Haarlem é muito bacana (a cidade é toda free Wi-Fi) …

dsc03882

… e andamos muito pelo centro histórico.

dsc03883

Tudo é encantador …

dsc03894

… e o comércio também é bem bacana.

dsc03886

Encerramos o tour no Gran Caffe Brinkmann, onde experimentamos os famosos Bitterbaillen (croquetes crocantes de carne), um pedaço de queijo italiano taleggio e três flutes de prosecco.

dsc03892

Foi o final feliz de um grande passeio.

dsc03884

Não se esqueça: quando estiver em Amsterdã, tire um meio período pra conhecer Haarlem.

dsc03896

Vale totalmente a viagem.

dsc03893

A volta foi tão tranquila quanto a ida.

dsc03875

E depois, foi só a preparação pro jantar que seria no restaurante De Kas.

dsc03901

Pra começar, o lugar é impressionante.

dsc03902

Imagine dois galpões, sendo que um é uma estufa onde o chef planta a maioria dos seus ingredientes e o outro, o lugar bonito e moderno onde você fará a sua refeição.

dsc03904

Pois é o que acontece por lá.

dsc03929

E a filosofia do estabelecimento é justamente utilizar estes ingredientes fresquíssimos pra fazer os seus pratos.

dsc03923

Só tinha um problema; o menu degustação é obrigatório. Para isso acontecer, a Re e a Dé tiveram que ceder.

dsc03905

A primeira entrada foi um caldo com vegetais, muito bem temperado.

dsc03907

Logo em seguida, veio couve-flor em todas os seus formatos acompanhada de vários legumes tais como salsão, beterraba, rabanete e outros menos votados.

dsc03910

O prato principal foi haddock com alface grelhada e molho de wasabi.

dsc03911

Tudo muito bem equilibrado e bem temperado.

dsc03916

O que fazer com o vinho? Optamos por fazer a paridade e tomamos uma taça deles pra cada um dos pratos.

dsc03925

Ainda tínhamos a sobremesa, mas para evitar desperdícios, optamos por dividir uma só. E estava boa, com uma torta de laranja e sorvete de laranja sanguínea (manja?).

dsc03918

Pagamos a conta e só nos restou visitar a estufa, …

dsc03919

… tirar várias fotos …

dsc03924

… e pensar como seria bacana se SP tivesse um restaurante como esse.

dsc03928

E as bikes? Nós não andamos nelas, mas elas são onipresentes na cidade (dizem que são mais de 500000) e estão em todos os lugares.

dsc03838

É, essa Amsterdã promete (e olha que nem fomos a um coffee shop ainda!).

dsc03814

Tot ziens.

Veja os outros dias desta viagem:
dia un – paris, a cidade dos luz.
dia deux – paris – frank gehry e cidade luz, tudo a ver.
dia trois – paris – tour gastronomico por montmartre.
dia catre – paris – tour de chocolate (e otras cositas más) por saint german de prés.
dia funf – berlim – o por do sol no portão de Brademburgo.
dia sechs – berlim – passeio prazeroso a pé.
dia sieben – berlim – kadewe e bundestag, verdadeiros sex shops alemães.
dia acht – berlim – visitando a ilha dos museus e comendo o melhor currywurst.
dia negen – amsterdã – ô lugarzinho bacana (o red light também é).

.

dcpv – é domingão na terça!

número 418
19/05/2015

É domingão na terça.

Acordei nesta terça meio que com vontade de fazer alguma coisa sem receita. E aí, lembrei de tudo aquilo gostoso que comemos nos almoços familiares de domingo.

dsc00148

Como nunca tinha feito (pelo menos, que eu me lembre) uma refeição domingueira no dcpv, optei então por pratos que não precisariam de receita, por serem clássicos aqui em casa.

dsc00139

E sabe que o climão domingueiro caiu muito bem para uma fria terça a noite?
Tem mais; desta vez não empratei nada. Tudo foi servido em travessas e dá pra imaginar o que o Mingão e o Deo comeram, já que bastava pegar o que eles queriam!! 🙂

dsc00131

Vamos lá, então!

Pratos (sim, desta vez não teríamos entrada):

1 – Batatas rústicas.

Esta receita é carro-chefe da Rita Lobo e eu já fiz tantas vezes e ela é tão simples, que eu simplesmente nem olho mais no livro dela. Inicie cozinhando em água fria, tantas batatas (com casca) quanto você quiser comer.

dsc00129

Assim que a água começar a ferver, marque 6 minutos e retire as batatas. Espere esfriar e corte em palitos triangulares (normalmente em 8 partes e na perpendicular).Disponha-as numa assadeira, espalhe bastante alecrim fresco e besunte com azeite, além de temperar com pimenta do reino e sal.

dsc00130

Aguarde uns 45 minutos, não esquecendo de virar os pedaços de vez em quando pra que todos assem uniformemente. Ficam deliciosas e estas especialmente (veja a cor final delas!).

dsc00141

2 – Macarrão feito em casa com molho vermelho.

Tudo perfeito. O molho foi feito no novo formato. E qual é este novo formato?

dsc00126

Fritar duas metades de cebola descascada em bastante manteiga, colocar duas latas de tomate pelado e pra variar um pouco, aproveitar um bacon moído diretamente do sex shop.

dsc00128

O macarrão, a Dé fez (ela realmente se especializou).

dsc00138

Só nos restou misturar estas duas maravilhas (macarrão+molho) e correr para o abraço.

dsc00153

3 – Lombo assado.

Um simples (se é que podemos chamar assim) lombo temperado (by sex shop) …

dsc00120

… e assado com esmero.

dsc00145

Felizes, comemos tudinho.

dsc00142

E bebemos também o vinho tinto EPU, que foi “saudades, taqueo, tapariu, epustulante“, segundo os domingueiros, nós mesmos.

dsc00159

As travessas ficaram no seguinte formato:

dsc00157

Sobremesa – Pudim de leite condensado.

É claro que uma refeição domingueira não estaria completa sem a inclusão dum manjado pudim de leite condensado.

dsc00169

E é facílimo de fazer. Basta liquidificar uma lata de leite condensado, duas latas (use a mesma medida) de leite e dois ovos.

dsc00113

Coloque tudo numa forma redonda com um furo no meio e asse em banho-maria.

dsc00116

Ficou muito bom.

dsc00170

Seguem abaixo a opinião dos domingueiros:
Hey, hey, hey, que dia feliz. Minha terça, alegre vai ser. (Edu)
Uma comida Angelical é o Máximo. (Mingão)
Roda Viva revivido! Com classe! (Deo)

dsc00161

Pronto! Sabe que esta ideia de fazer um jantar domingueiro foi (modéstia a parte) muito boa!

dsc00123

Afinal, descontração, ambiente familiar, muitas risadas e boa comida tem tudo a ver com o dcpv.

dsc00158

Se bem que, não resisti e dei uma pequena empratada na minha refeição. Ê, vício!!

dsc00165

Bye.

.

 

dcpv – dia negen – amsterdã – ô lugarzinho bacana (o red light também é).

24/03/2016

Dia negen – AmsterdãÔ lugarzinho bacana (o Red Light também é).

O dia amanheceu nublado, frio e úmido.

dsc03705

Não precisa nem dizer que estávamos em Berlim.

dsc03677

E hoje voaríamos para Amsterdã.

dsc03795

Só deu tempo de tomar um ótimo café da manhã próximo do hotel, …

dsc03710

… dar uma passeada no que, provavelmente deva ser o maior quarteirão do mundo …

dsc03712

… com tempo de fazer uma visita técnica num supermercado próximo …

dsc03713

… e estávamos prontos pra ir pro aeroporto.

dsc03717

O Tegel fica na ex-Alemanha Oriental e é quase um Congonhas, com todos os defeitos que este tem.

dsc03718

Fizemos um voo tranquilo pela KLM …

dsc03725

… e chegamos no horário determinado.

dsc03720

Escolhemos ficar no Sofitel Legend Amsterdam The Grand, que fica num palácio super antigo e com muita história.

dsc03740

Tanta que ate um tour eles fazem pra explicar todo o processo de transformação que passou. Os quartos não são grandes, …

dsc03733

… mas a vista deles é impressionante.

dsc03736

E aí ficamos pensando naquela máxima: dia de viagem é dia perdido, certo?

dsc03741

Errado, quando estamos com uma guia como a Re.

dsc03738

Do nada ela perguntou se não queríamos fazer o tour do Red Light District (quer saber o que é?)?

dsc03743

Como aceitamos, ela só teve o trabalho de reservar pela Internet e pronto.

dsc03744

Saímos rapidamente do hotel, atravessamos uma verdadeira esquadrilha da fumaça representado pelos coffee shops (você sabe pra que servem, né?), …

dsc03745

… compramos um daqueles famosos (e gostosos) cones de batatas fritas …

dsc03748

… e as 19:00 hs estávamos na Dam pro inicio do tour.

dsc03750

Ele realmente é muito interessante.

dsc03749

Através de informações da guia (e de traduções da Re) …

dsc03754

… você fica sabendo do porquê desta famosa zona de meretrício ter se instalado nesta região da cidade, além de mais um montão de curiosidades.

dsc03756

A origem das vitrines onde as prostitutas ficam também é muito intrigante,…

dsc03762

… bem como saber o quanto este ramo movimenta na economia da cidade.

dsc03761

Fico somente devendo foto dias “meninas” mesmo porque, neste caso, elas são terminantemente proibidas.

dsc03766

De qualquer forma, quando estiver por aqui, faça este passeio. Ele é bem barato (14€ por pessoa) e vale cada centavo.

dsc03755

Pra continuar no clima, resolvemos jantar num restaurante thai que fica no próprio Red Light.

dsc03767

Bird é bem típico e certificado pelo governo da Tailândia.

dsc03774

Pedimos, de entrada, rolinhos primavera, …

dsc03776

… e carne de porco caramelada com alho, além de frango com leite de coco e legumes, este, exemplarmente bem apimentado.

dsc03777

Harmonizamos todo este tempero com um bom sauvignon blanc francês.

dsc03778

Voltamos caminhando felizes, embriagados pelo cheiro da “danada” que emana de quase todos os lugares …

dsc03784

… e pensando como a vida é bela.

dsc03757

Tot ziens.

Veja os outros dias desta viagem:

.

 

dcpv – é com você, lombardia.

número 417
12/05/2015

É com você, Lombardia.

“Os atrativos da região mais rica e desenvolvida da Itália vão muito além das famosas grifes e designers de Milão, admirados no mundo inteiro. A elegante e sofisticada Lombardia também dita a moda quando o assunto é gastronomia.”

É claro que dei mais uma apelada par minha Coleção Folha Cozinhas da Itália.

dsc00028

E desta vez, optei pela Lombardia, já que é por lá, em Milão, que chegam todos os voos da TAM. O resultado? Mais uma vez, imperdível.

dsc00034

Acompanhe todo este menu fantástico.

dsc00090

Auguri.

Entrada – Polenta com Gorgonzola.

O gorgonzola é um queijo típico desta região. E dá um toque especial ao molho que acompanha a polenta.

dsc00059

Para fazê-lo, basta derreter 120g dum bom gorgonzola (no caso, um italiano), junto com 120ml de leite …

dsc00039

… e 120ml de creme de leite em fogo baixo. Adicione pimenta a gosto e reserve.

dsc00040

Enquanto isso, ponha 1,5l de água para ferver (com sal a gosto).

dsc00049

Adicione a farinha de polenta (uma caixinha) italiana aos poucos e vá mexendo em fogo brando até atingir o ponto desejado.

dsc00048

Sirva a polenta coberta com o molho de gorgonzola bem quente.

dsc00055

Ficou verdadeiramente delicioso e combinou muito com o friozinho reinante (não preciso nem dizer que a Dé adorou).

dsc00060

Acompanhamos com um tinto libanês, o Oumsiyat Jaspe 2010, que foi “habib, polentoso, salim, apolentado“.

dsc00063

Principal – Pizzoccheri

Este Pizzoccheri nada mais é do que uma massa rústica com batata e repolho. É o que podemos chamar dum representante legítimo da cozinha pobre desta região da Itália.

dsc00026

Inicie fazendo a massa do macarrão no formato de sempre. A única grande diferença é que em vez de utilizar a máquina pra dar forma ao macarrão, você o corta com a faca, em tiras irregulares da espessura de um dedo.

dsc00030

Ao mesmo tempo, leve 200g de batatas em rodelas de 1 cm de espessura ao fogo alto numa panela grande com bastante água.

dsc00071

Quando a água da batata ferver, junte 1 colher de sopa de sal e 1/4 dum repolho branco cortado em tiras de 0,5 cm. Cozinhe por cerca de 15 minutos.

dsc00057

Junte a massa ao cozido de batatas e repolho, misturando com um garfo e cozinhe até ficar al dente. Escorra.

dsc00084

Para fazer o molho, derreta 100g de manteiga e refogue alho e sálvia a gosto.

dsc00075

Finalize juntando a massa, as batatas e o repolho ao molho.

dsc00081

Dê um toque final com tiras de fatias de queijo prato e parmesão ralado.

dsc00087

Olha, também ficou uma verdadeira delícia.

dsc00091

Tomamos um vinho tinto chileno, o Carmenere Gratia 2013, que foi “baunilhado, … a Deus, obrigado, cavaloso“.

dsc00083

Sobremesa – Creme de Mascarpone  

Este é tão fácil de fazer, quanto é bom. Bata 3 gemas com 3 colheres de sopa de açúcar até ficar claro e fofo.

dsc00022

Acrescente 200g de queijo mascarpone e misture delicadamente.

dsc00020

Adicione 4 colheres de sopa de rum e incorpore 2 claras em neve, mexendo suavemente.

dsc00019

Sirva gelado, polvilhado com cacau.

dsc00096

Não precisa nem dizer que todo mundo achou esta sobremesa bem pequena.

dsc00100

Eis a opinião do oriundi:
Como diria SS: é com você, Lombardia! Un spetacollo! (Edu)
Hours concours. (Mingão)
Devo de dizer que após tantos anos, as vezes a gente se surpreende! Na simplicidade a mágica aparece fulgurante, admirável! Tão 10 que após todos esses anos tem certamente um peso considerável! (Deo) 

dsc00066dsc00093

Esta coleção Folha Cozinhas da Itália é brincadeira.

dsc00106

Nela se encontram receitas das mais variadas regiões da Itália e todas, eu disse todas, tem que ser reproduzidas porque são demais.

dsc00032

Cá pra nós, a Itália é demais.

dsc00099

Arrivederci.

.

 

 

dcpv – dia acht – berlim – visitando a ilha dos museus e comendo o melhor currywurst

23/03/2016

Dia acht – Berlim – Visitando a ilha dos museus e comendo o melhor currywurst.

Broncolhaço! Esta é a verdadeira definição pra este dia.

dsc03615

Resolvemos tomar café no museu Pergamon, um vez que ontem tentamos visitá-lo mas não conseguimos (a fila estava muito grande).

dsc03616

Pegamos um táxi e zarpamos, em plenas 10:00 hs pra Ilha dos Museus.

dsc03494

A fila pra compra de ingresso até que estava pequena (juro que tentei pela internet, mas o site somente em alemão dificultou bastante).

dsc03496

O grande problema aconteceu na hora de entrar no museu. A quantidade de gente nem era muito grande, mas a inabilidade dos guardas que tomavam conta era imensa.

dsc03617

Resultado? Ficamos quase uma hora e meia na espera e num frio considerável.

dsc03618

E tudo isso pra dizer que o Pergamon é um museu muito bom, mas não tem muita coisa imperdível, não!

dsc03622

Quanto ao nosso café da manhã, dançamos.

dsc03647

O museu não tem café e tivemos que improvisar comprando capuccinos e pretzels em plena chuva.

dsc03651

Como complemento, compramos o ticket conjunto, com direito a entrar também em outro museu vizinho e bacana, o Neues.

dsc03637

A atração maior dele é o busto de Nefertiti.

dsc03642

Enquanto você não chega a ele, se delicia com a arquitetura do prédio. Ela é espetacular.

dsc03645

A coleção nem tanto, já que quem já foi ao Louvre (como nós) nada surpreende.

dsc03644

E na verdade, a grande surpresa é justamente não poder tirar foto alguma da grande superstar, a Nefertiti.

dsc03652

Mas, pelo menos, conseguimos ver e fotografar o famoso chapéu dourado.

dsc03648

Saímos de lá, praticamente insatisfeitos e resolvemos nos satisfazer com a especialidade da casa, comida.

dsc03654

E fomos atrás do melhor currywurst de Berlim. Pegamos um táxi e rumamos pro Konnopke’s.

dsc03653

Se você quiser o melhor currywurst (que nada mais é do que uma excelente salsicha com um bom ketchup e batatas fritas), vá lá.

dsc03658

E a praticidade deles é incrível (coisa que não aconteceu nos museus). Você entra numa fila, faz o pedido e em segundos, voilá, está tudo na sua mão.

dsc03662

Eu e a Re pedimos o curryworst normal. A Dé pediu com salada de batatas.

dsc03655

E pra acompanhar, uma boa cerveja alemã. Tudo perfeito.

dsc03661

Depois desta magnânima refeição, pegamos um táxi outra vez e fomos conhecer o Sony Center.

dsc03666

Ele fica na Potsdamer Platz e tem uma cobertura com uma estrutura que é simplesmente incrível.

dsc03668

Como o frio reinava, resolvemos tomar um expresso e comer um donut, pois não somos de ferro.

dsc03673

O restante da tarde foi passear pela Friedrischstrase …

dsc03680

… e comprar alguns sapatos alemães.

dsc03683

Pronto!

dsc03682

Só nos restava o jantar.

dsc03679

E resolvemos encerrar a nossa temporada germânica num lugar típico: o italiano Bocca di Bacco. rs

dsc03689

Esta foi uma dica do grande Eymard. E a noite foi perfeita.

dsc03690

Primeiro, que o lugar parece mesmo com um restaurante italiano.

dsc03692

Depois que a comida combina perfeitamente com o ambiente.

dsc03703

Pedimos uma entrada pra dividirmos, uma burrata com pomodorini.

dsc03694

A Re, que estava sem fome, foi de Sopa de batata com cebolas.

dsc03699

A Dé, um papardelle com ragu de pato e funghi porcini.

dsc03697

Eu, um ravioli com ragu de vitela, purê e crispy de prosciutto.

dsc03696

Tudo maravilhoso e ainda mais acompanhado dum tinto do Gaja, o Promis 2013. Prontíssimo.

dsc03701

A despedida berlinense foi realmente em grande estilo, e melhor, estávamos a 10 minutos das nossas caminhas.

dsc03704

Guten abend!

Veja os outros dias desta viagem:

dcpv – D.O.C.P. – denominação de origem controlada do paladar

número 316
05/05/2015

D.O.C.P. – Denominação de Origem Controlada do Paladar.

Volto a insistir com o Paladar. Que nada mais é do que o excelente suplemento de gastronomia que vem encartado no Estadão todas as quintas-feiras.

dsc09967

E quando li uma matéria da Patricia Ferraz (não é corporativismo! rs) sobre pratos com indicação de origem, não resisti.

dsc09966

Tive que, por obrigação, refazer todas as receitas que ela indicou.
Como mote, todas elas são clássicas e estão ou deveriam estar num livro imperdível, Genius Recipes, da Kristen Miglore, que acaba de ser lançado nos Estados Unidos.

dsc09974

Vamos lá então, ao D.O.C.P.

Entrada – Molho de tomate, cebola e manteiga da Marcella Hazan.

Eu sempre quis fazer um macarrão com molho como entrada. E esta receita revolucionária (você que gosta de molhos vermelhos, tem que fazê-la) me propiciou esta feito.

dsc09996

A Dé providenciou a massa feita em casa.

dsc09979

O molho é feito da seguinte maneira:
1 – Ponha 70g de manteiga sem sal numa panela.

dsc09970

2 – Adicione 2 latas de tomates pelados italianos, 1 cebola média descascada e cortada ao meio e sal a gosto.

dsc09971

3 – Cozinhe por 45 minutos em fogo baixo.

dsc09991

É só isso e fica uma delícia.

dsc09992

Bastou juntar o macarrão, finalizar com parmesão e correr para o “abbraccio”!!

dsc09997

Acompanhamos esta maravilha com o tinto Pinotage False Bay 2012 que foi “verdadeiro, true, verité, vero”.

dsc09999

Principal – Gratin de Arroz com abobrinha da Julia Child.

Como a Patricia escreveu, é um arroz de forno. Metido, diferente, mas um arroz de forno.
Ainda mais com a grife Julia Child (lembram do filme Julie&Julia?).

dsc00009

Comece ralando 900g de abobrinhas no ralo grosso. Transfira-as para uma peneira, com uma vasilha embaixo, ponha 2 colheres de chá de sal e deixe escorrer por alguns minutos para drenar. Importante: reserve o líquido.

dsc09969

Misture o líquido reservado da abobrinha com leite até completar 590ml e reserve. Faça 90g de arroz branco (eu fiz um Basmati).

dsc09972

Refogue 160g de cebola bem picada numa frigideira no azeite até começar a dourar. Adicione 2 dentes de alho grandes picados finamente e a abobrinha. Mexa por 5 minutos.

dsc09973

Polvilhe 2 colheres de sopa de farinha de trigo, deixe cozinhar por mais 2 minutos e tire do fogo. Aqueça o suco de abobrinha e adicione aos poucos, a panela com as abobrinhas refogadas.
Tire a panela do fogo, junte o arroz cozido e 60g de queijo parmesão ralado.

dsc09976

Unte um refratário, espalhe nele o arroz com as abobrinhas, polvilhe duas colheres de queijo parmesão e leve ao forno por meia hora.

dsc09983

Segui o conselho da Julia e servi este magnífico arroz de forno com costeletas de vitela.

dsc09985

“Una meraviglia”!

dsc00011

Tomamos mais um tinto, o Garnacha GG 2013 que achamos “consuelo, jeitoso, jeitoso, bündchen, long dong“.

dsc00014

Sobremesa – Bolo de Chocolate da Nigella Lawson.

“Esqueça as caras e bocas que a Nigella faz enquanto cozinha, com grandes decotes e ar sensual, já pronta para receber as visitas. E dê uma chance a este bolo de chocolate dela: é um escândalo – no melhor sentido”.

Patrícia, concordo com você. Este bolo é escandaloso (e foi a Dé que fez). Comece untando uma forma retangular e forre com papel manteiga.

dsc09960

Bata 225g de manteiga com 375g de açúcar na batedeira, adicione 2 ovos grandes batidos e uma colher de chá de baunilha e bata apenas para misturar.

dsc09958

Derreta 100g de chocolate meio amargo em banho-maria, espere amornar e adicione à mistura de manteiga.

dsc09953

Ponha 250ml de água para ferver. Misture 200g de farinha de trigo com 1 colher de chá de fermento químico e adicione delicadamente a manteiga e a água, uma colherada a cada vez, alternando.

dsc09959

Despeje a massa na forma.

dsc09962

Asse o bolo por meia hora em fogo médio. O bolo deve estar com a superfície firme, mas com o interior macio, ainda esponjoso.

dsc09963

Desenforme quando estiver frio e coma o mais rapidamente possível. É um verdadeiro escândalo (comemos muuuuuuito!).

dsc09965

Eis a opinião dos clássicos:
Clássico é clássico. Tudo gg! (Edu)
Special one. (Mingão)
A longdong dinner! Marvellous! (Deo)

dsc00001dsc00015

Como vocês já sabem, sou um verdadeiro fão do Paladar. E a cada dia, a surpresa positiva é maior.

dsc09952

Acreditem que parei de assinar o Estadão, mas praticamente obrigo a Flora a passar na banca de jornais toda quinta, só pra ver (e ler e degustar) todas as maravilhas que lá aparecem.

dsc09994

Vida longa ao Paladar (e que nunca se transforme naquele arremedo de suplemento de gastronomia de uma página que é o Comida da Folha).

dsc00006

Auguri.

.

 

 


É só inserir o seu email, clicar no botão "Seguir" e a cada novo post publicado aqui, você receberá uma mensagem com o link. É fácil, qualquer criança brinca, qualquer criança se diverte! :)

Junte-se a 637 outros seguidores

Blog Stats

  • 1,328,605 hits
abril 2017
S T Q Q S S D
« mar    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

Atualizações Twitter