Posts Tagged 'castello di ama'

dcpv – giorno ventotto – itália – toscana – despedida: o castello di ama é imbatível.

15/06/2019 (vivido em 26/10/2017)

Giorno Ventotto – Itália – Toscana Despedida: o castello di Ama é imbatível.

Hoje seria dia retornar ao fantástico Castello di Ama.

Afinal de contas, é sempre um prazer visitar esta vinícola que tem um conceito sensacional.

Já tínhamos ido anteriormente duas vezes até lá, mas desta vez seria especial já que a Re estaria junto.

O dia amanheceu bem broncolhão e com cara de chuva, …

… coisa rara por aqui.

Rumamos pra região de Gaiole in Chianti.

O tour começaria as 10:30 e chegamos no horário.

Como novidade, ficamos sabendo que ele seria privativo.

Nós sete (Lourdes, Eymard, Marcia, Deo, Re, Dé e eu) tivemos o privilégio de sermos guiados pela Alice, que foi extremamente informativa.

Iniciamos vendo, literalmente, como se produz um vinho, …

… mesmo porque, estávamos em plena época pós colheita.

E pra quem não sabe, o Castello di Ama é quase que um pequeno Inhotim, …

… com várias obras de arte de famosos autores, tais como Daniel BurenAnish Kapoor e outros menos votados…

… sendo mostradas durante o tour.

Segue um foto blog com as fotos de várias destas instalações.

Terminamos o passeio com o famoso neon escrito Revolution ao contrário …

… e onde é frisada a palavra Love.

É muito bacana.

Ainda tivemos tempo pra ver a produção de azeite.

É sensacional ver aquele olio verde aparecer depois das azeitonas serem espremidas.

Melhor que isso, só degustá-lo, que foi o que fizemos quando da prova de 4 vinhos da vinícola.

Foram 4 rossos, iniciando com o Chianti, logo após o super Toscano Haiku, mais um Chianti de 10 anos e um reserva 2011 que estava espetacular.

Terminamos o tour muito felizes, não só pela quantidade de bons vinhos provados, mas especialmente, pela quantidade de ótimas e esclarecedoras informações que a Alice nos passou.

Aproveitamos pra almoçar por lá mesmo.

É incrível, como tudo é muito bem cuidado no Castello di Ama.

A ideia principal de misturar arte com a elaboração de bons vinhos é louvável.

E ela continua no restaurante onde tudo é pensado para a sua satisfação.

Pedimos algumas entradas para compartilhar.

Abobrinha em forma de lasanha, abóbora gratinada e erva doce frito …

…foram os escolhidos.

Como principais, gnocchi ao sugo,…

… tagliata di manzo, …

… batatas crocantes e perfumadas, …

… lasanha,…

… enfim, tudo muito bom e ainda mais, acompanhado duma garrafa do Haiku.

Olha, este passeio beirou a perfeição, apesar do tempo não estar colaborando.

Resolvemos ir embora e devido a proximidade, …

… conhecer a bela Radda in Chianti.

Olhamos por fora, gostamos muito do que vimos, mas resolvemos ir pra Firenze, já que a neblina e a garoa eram muito fortes.

E quando chegamos, o clima tinha melhorado o suficiente pra fazermos o nosso manjado circuito a pé.

Iniciamos pela rua Tornabueno, a de lojas luxuosas, cruzamos a ponte Santa Trinitá …

… pra ter uma visão mais dramática da Ponte Vecchio …

… e tomamos mais um ótimo e último gelato na Gelateria Santa Trinitá.

Passamos por trás do Arno, cruzamos a Ponte Vecchio …

… até chegarmos a Piazza della Signoria …

… e ao Duomo.

Então resolvemos dar uma parada no Eataly

… e como ainda tínhamos tempo, …

… andamos até a Officina di Profumo Sta Maria Novella.

Esta farmácia é muito antiga …

… e mesmo que você não compre nada, o que eu duvido, …

… visitá-la é sempre um ótimo passeio.

Ainda tivemos tempo de comer algumas boas mozzarellas …

… no Obicà, um restô especializado nelas.

Resolvemos voltar pra nossa casa em Impruneta, …

… e simplesmente curtir a nossa estante forrada com todas as rolhas dos vinhos que bebemos aqui com os nossos queridos amigos.

O restante foi curtir a última noite na Toscana …

… e ficar feliz por ter conseguido levar adiante um projeto tão bacana como este.

Afinal de contas, comemorar os seus quase 60 anos passando quase um mês numa villa na Toscana não é mole, não!

Ou melhor, é sim. 🙂

E certamente, é uma experiência que será repetida.

Arrivederci.

PS (e vai ser dos graaaaaaandes!)

Nos separamos na manhã seguinte (note a presença na foto do genial Ivan, o caseiro “invisible”).

A Marcia e o Deo foram passear pela Europa…

… e nós 5 (Lourdes, Eymard, Re, Dé e eu) ainda fomos curtir Milão.

No caminho, conhecemos o outro restô do Massimo Bottura, o Franceschetta.

Comida variada …

… moderna (em Modena!) …

… e muito boa, como esperado.

Já em Milão, fomos só nos Greatest Hits.

Aimo e Nadia, …

… sempre excelente …

e chique.

Museu Armani Silos, …

outro espetáculo, …

… moderno …

… e muito exótico.

Uma bela passada por Navigli …

… pra abastecer.

Uma outra pela cobertura …

… da La Rinascente …

… onde vimos, o por do sol mais raiz de toda a viagem.

Passamos em mais um …

… daqueles museus modernos …

… interessantes (é a Fondazione Prada)…

… e finalizamos este devaneio …

… com chave de ouro (passamos no Peck) …

… degustando o vero Spaghetti ao Vongole do Il Coriandolo.

Agora, sim. Arrivederci, querida Itália!

Veja os outros dias desta epopéia:
giorno uno – itália – toscana, amore mio ou o inicio duma bela jornada!
giorno due – itália – toscana – um simples domingo.
giorno tre – itália – toscana – antinori, o visionário.
giorno quattro – itália – florença – lindíssima, como sempre!
giorno cinque – itália – san gimignano, a verdadeira manhattan toscana e porque não dizer, uma über model
 giorno sei – itália – toscana – siena e monteriggioni, a maior e menor, são belíssimas.
giorno sette – itália – toscana – eu prefiro as curvas das estradas de chianti.
Itália – Toscana – Giorno otto – Em Impruneta, como os imprunetanos!
Itália – Toscana – Giorno nove – Certaldo, uma cidade pra se conhecer em camadas.
giorno diece – Itália – Toscana – Comida pantragruélica com o maior açougueiro do mundo!
giorno undici – Itália – Toscana – Retornando à Florença, que continua mais bela do que nunca!
giorno dodici – itália – prada na toscana? e lucignano, você conhece?
giorno tredici – Itália – Toscana – My name is … (by Suzanne Vega)
giorno quattordici – Itália – Toscana – San Gimignano e Monteriggioni, a vingança!
giorno Quindici – Toscana – Impruneta – Nunca foi tão bom ficar em casa.
giorno Sedici – Itália – Toscana – Fiesole, vicino a Firenze.
giorno Diciotto – Itália – Toscana – Repetido mas bom demais.
giorno Diciannove – Italia – Toscana – Colle di Volterra.
giorno Venti – Itália – Toscana – Jogo de Siena.
giorno Ventuno – Itália – Toscana – Estas top models toscanas San Gmignano e Monterriggioni são demais.
giorno Ventidue – Italia – Firenze – É sempre um prazer revê-la.
giorno Ventiquattro – Italia – Toscana será que deveríamos retornar pra Pisa e Luca?
giorno Venticinque – Itália – Toscana – San Gimignano/Monteriggioni – Esta dobradinha é demais!
giorno Ventisei – Itália – Toscana – Pienza e Lucignano –  Duas pérolas toscanas.
giorno Ventisetti – Itália – Toscana – Greve, Castellina e Antinori: é  muito Chianti minha gente!

 

Anúncios

dcpv – dia quattordici – toscana – visitando o castello di ama e o piccolo inhotim novamente.

04/08/2016

Dia quattordici – Toscana Visitando o Castello di Ama e o piccolo Inhotim novamente.

Nós já estivemos no Castello di Ama em 2013.

E nos obrigamos a retornar.

Porque realmente vale a pena.

É uma visita à vinícola totalmente diferenciada e interessantíssima.

Bom, acordamos cedo, tomamos o café da manhã no hotel …

… e rumamos pra Gaiole in Chianti.

É lá que fica o Castello di Ama.

Foi quase 1,5 hs dirigindo …

… mas só o prazer de desfrutar da paisagem toscana (e da companhia), já ameniza tudo.

Chegamos no horário …

… e a nossa guia já estava nos esperando.

O tour vinícola é bacana, mas nada além do esperado (né, Re?).

Já o tour artístico é espetacular.

O dono da vinícola resolver instalar um monte de obras contemporâneas no espaço …

… e você acaba passando por todas elas.

Temos trabalhos do Anish Kapoor, da Louise Borgeaus, do Chen Zhen e de mais um montão de artistas renomados.

Segue o fotoblog com as instalações:

Este do Anish Kapoor não é sobre o eclipse! 🙂

É claro que a degustação final foi especial.

Enfim, uma visita ao Castello di Ama Ama torna-se obrigatória quando se está na Toscana.

E será mais ainda, se você fizer uma reserva no seu restaurante.

A comida é caseira (que beleza!) e com um ótimo preço.

Como entrada, a Lourdes e eu pedimos pappa al pomodoro.

O Eymard escolheu uma torta de pecorino.

A entrada da Dé, a pepperonatta, veio junto com o principal dela, polpetinni.

O Eymard e eu pedimos lasanha.

Já a Lourdes foi de tortelli com ragu bianco.

O vinho foi delicioso. Pedimos o Vigneto La Casuccia 2011 da casa que era simplesmente uma beleza.

Dali, fomos pra Greve in Chianti, pois queríamos visitar a Antica Macelleria Falorni.

Este estabelecimento é muito antigo mesmo…

… e é especialista em frios.

É praticamente impossível passar por lá sem comprar …

… ou experimentar várias coisas.

Subimos um pouquinho e fomos conhecer uma cidadezinha pequena (?), pacata e bem bonitinha.

Ela se chama Montefioralle.

A sensação que se tem nesse lugar é que o tempo não passa, ou passa rápido demais! Rs

Aproveitamos a proximidade pra conhecer a Badia a Passignano (e dá-lhe Antinori).

Ela também é muito bonita …

… e certamente, poderia estar no Vale do Loire.

Fizemos o caminho de volta para o Castello Banfi com muita disposição …

… e já pensando no jantar.

Que seria no restaurante do hotel do Ferragamo, o Castiglion del Bosco.

Optamos por comer na Il Canônica que é um pouco menos luxuoso que o restaurante estrelado.

Acontece que tivemos um superproblema com o GPS (a Fiorina) e quase não chegamos a tempo, tamanho o lugar estranho que ele nos enfiou.

Foi uma verdadeira aventura com o piloto Eymard barbarizando ao volante.

De qualquer forma, voamos, chegamos e ficamos felizes pela acolhida.

Como não estávamos com fome, pedimos o básico.

A Lourdes, o Eymard e a Dé foram de bacalhau. E estava muito bom.

A particularidade é que a comida era a mesma, mas os pratos cerâmicos eram diferentes.

Muito diferentes e belos.

Eu inventei um pouco e pedi um purê, quase uma sopa de feijões brancos com polvo e camarão. Também estava muito bom.

Tomamos dois vinhos brancos e pronto.

Estávamos liberados pra dormir o sono dos justos e numa cama mais do que confortável.

Sem contar o tremendo céu estrelado que a Toscana nos mostrou.

Arrivederci…

… e até próxima, Itália.

.


É só inserir o seu email, clicar no botão "Seguir" e a cada novo post publicado aqui, você receberá uma mensagem com o link. É fácil, qualquer criança brinca, qualquer criança se diverte! :)

Junte-se a 661 outros seguidores

Comentários

Blog Stats

  • 1.417.991 hits
julho 2019
S T Q Q S S D
« jun    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

Arquivos

Atualizações Twitter

Anúncios