Posts Tagged 'dia dos namorados'

dcpv – valentine’s day na grande FV

especial, né bem?
12/06/2012

Valentine’s Day na grande FV

Hoje seria dia de comemorar do jeito costumeiro: jantar “fora”.

Nós resolvemos inovar e fazer uma bela refeição “dentro”.

Nada de filas; nada de dúvidas sobre ir num restaurante novo ou tradicional; nada de reclamar de tudo (do trânsito, da conta, do manobrista, etc).

Deixaríamos as responsabilidades pros de sempre: a Dé enfeitaria tudo e eu cozinharia (aproveitamos que o Mingão estaria em Botucatu e o Deo, sabe-se lá em que lugar do Pará!)

E cá pra nós, com uma data destas, um friozinho convidativo e esta companhia, ficar em casa e comer de acordo com o “figurino” (esta é nova! rs) é um grande prazer.

Vou dar um conselho (pros maridos, claro!): faça um jantarzinho destes pra sua esposa, e em qualquer data. Ela vai adorar.

Vamos lá.

Entrada – Salada de fava, aspargo e vagem com molho de mostarda. 

Esta receita modesta é do talentoso Jamie (aquele porquinho da tv).

Basta juntar quantidades iguais de fava (usei feijões brancos em lata), …

… aspargos aparados, …

… além de vagens também aparadas …

… e ambos cozidos levemente.

Tempere com um molho especial de mostarda feito com uma colher de sopa cheia de Mostarda Dijon, …

… 2 colheres de sopa de suco de limão, 5 colheres de sopa de azeite do bom e 1 colher de chá de pimenta-do-reino moída na hora.

Pronto! Taí uma entradinha que agrada as mulheres.

Você já vou alguma delas não gostar de saladas?

E como a data requere, tomamos um Champagne verdadeiro, o Laurent-Perrier que acrescentou “buinhas” ao nosso namoro.

Principal – Risotto di salmone e mascarpone

É claro que você tem que pesquisar e encontrar alguma receita que seja interessante.

Mas é mais claro ainda que esta receita se encaixe nos ingredientes que você ja tem. Foi o caso do mascarpone e do salmão defumado.

Eles estavam disponíveis aqui em casa e só tive o trabalho de lembrar como encaixá-los numa criação do Boseggia. Vamos a mais uma aula risotística (estas quantidades são pra dois pombinhos).

Doure 1/4 de colher de sopa de cebola picada em um pouco de manteiga e 1/2 colher de sopa de azeite.

Junte 100 g de salmão defumado em tiras …

… e flambe com 1/8 de xícara de vodka (quanto mais bebida, melhor!). Reserve.

Numa outra panela, doure 1/2 colher de sopa de cebola picada em um pouco de manteiga e 1/2 colher de sopa de azeite. Junte 90g de arroz carnaroli e regue por alguns minutos.

Adicione caldo de peixe aos poucos e quase em ponto de fervura.

Cozinhe por aprox 18 minutos, mexendo de vez em quando (a medida que o arroz for secando, coloque mais caldo).

Experimente e veja se o arroz está al dente.

Acrescente o salmão e 100g de mascarpone.

Misture delicadamente (cuidado com a delicadeza! rs), polvilhando com 1 colher de sopa de cebolinha em pedaços.

Deixe descansar um pouquinho e sirva. Putz! Ficou uma delícia.

E como a ocasião pedia, tomamos um Grand Cru, o Corton-Charlemagne Bouchard Père et Fils 2008 que upgradeaou tudo.

Sobremesa – Cuscuz doce 

Mais uma do little pig.

Só que desta vez escolhida sobre medida pra Dé. Ela é fã de cuscuz.

A idéia principal é hidratar 100g de cuscuz marroquino numa panela média, junto com 275 ml de leite e 1 colher de sopa de mel, mexendo de vez em quando. Não cozinhe demais, pois o objetivo é obter uma consistencia bem líquida.

Enquanto isso, coloque 100g de damasco seco picado numa vasilha com raspa de uma laranja. Encha com água fervendo apenas na quantidade suficiente para cobrí-los.

Coloque esta mistura num liquidificador, adicione o suco de metade duma laranja e bata até formar um purê.

Torre 1 punhado de pistaches descascados …

… e ao final, coloque uma colher de sopa de mel.

Monte colocando o purê de damasco e os pistaches “melizados” sobre o cuscuz..

Delicioso.

Eis a opinião dos pombinhos:

O amor é lindo. (Dé)
O amor é lindo. (Edu)

Bom é isso! Fuja da bagunça do Dia dos Namorados e faça um belo jantar na sua casa.

A sua namorada, noiva, patroa, esposa, companheira ,whatever vai adorar.

Faça e não se arrependerá! Né, Dé?

É sim! Bchos

Hasta.

.

dia dos namorados no marcel

nosso amor é lindo! tão lindo!
12/06/10

Dia dos Namorados no Marcel.

Nós não podemos reclamar de 2010. Comemoramos dois dias dos Namorados. Um em pleno Marais e no restaurante Vins des Pyrenées.

O outro foi na praia e no Marcel, aquele em que brilha o chef Raphael D’Espirite.
Todo mundo sabe que o Marcel é famoso pela sua comida de primeira e especialmente pelos souflês que são feitos por lá.

E estranhamente nunca tínhamos ido. É verdade que já ameaçamos um montão de vezes (todo mundo diz que o menu-degustação dele é disparado o melhor custoxbenefício da cidade!!), mas desta vez não nos escaparia já que li que eles estavam fazendo reservas pro dia dos Namorados. Tudo bem que elas só eram feitas pras 20:00hs.

20:00 hs? É cedo, né? Mas é melhor ter a certeza deste horário do que a total incerteza que esta data proporciona.
Chegamos no horário e fomos encaminhados à nossa mesa. Estava bem iluminada, mas a luz amarelada não permitiu fotos muito boas.
O couvert era composto de pães fresquinhos e potinhos de vidro com saborosos geléia de tomate, patê de figado e manteiga . Ah! Também tinha um outro bom patê de presunto e batata.

O menu era especial e com algumas escolhas. Como as entradas eram duas e nós um casalzinho bonitinho e democrático, cada um escolheu uma.
A Dé foi de Creme de cogumelos e palmito pupunha. Suave, quentinho, muito bem temperado. Do jeito que a Dé gosta.

Eu escolhi uma salada de tomates confitados, pignolis, folhas de manjericão e pó de queijo branco. Um prato extremamente simples e saboroso. Como o amor!

Pra dar um pouco mais de romantismo, tomamos um Chablis 2006. Como todo bom vinho branco francês, este tinha um odor concentrado e amadeirado aém do perfume intenso.. Enfim, era bom pra namorar.

Seriam 4 as opções dos principais: duas de  frutos do mar (camarão e bacalhau), uma de  carne e um souflê, a tal especialidade da casa.
Não precisa nem dizer que a Dé escolheu o suflê de queijo brie e aspargos . E que se deu bem já que ele representava e muito bem a fama do Marcel/Raphael.
Dá pra falar que a “criança” topetuda, quase um Elvis gastronômico é mesmo um espetáculo!!

Eu, o Mr Frutos do Mar, escolhi os camarões ao creme de açafrão e alho porró com tagliatelle de cenouras.  O molho estava super cremoso e a flor de capuchinha junto com as folhas amargas dela deram uma pegada a mais aos camarões carnudos e ao ponto..

Como o próprio dia pedia, tudo teria que terminar com açúcar e com afeto. Um trio de mini-sobremesas foi servido : creme-brulée, mousse de chocolate e tortinha de maçãs.
Faltou o docinho de coco, mas eu nem senti a sua ausência  já que estava com o meu: a Dé!!

Prontíssimo. Restaurante devidamente conhecido (voltaremos brevemente) e com a fama confirmada. A comida do Raphael é muito boa e fica melhor ainda quando experimentada com romantismo.

Abs e bjs para todos.  O amor é lindo!

.


É só inserir o seu email, clicar no botão "Seguir" e a cada novo post publicado aqui, você receberá uma mensagem com o link. É fácil, qualquer criança brinca, qualquer criança se diverte! :)

Junte-se a 656 outros seguidores

Comentários

Blog Stats

  • 1.428.404 hits
novembro 2019
S T Q Q S S D
« out    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  

Arquivos

Atualizações Twitter