Posts Tagged 'ducasse sur seine'

dcpv – jour dix – frança – grafitti em belleville, space invaders e barco do ducasse: p… que o paris!

03/01/2020 (vivido em 13/12/2018)

Jour dix – FrançaGrafitti em Belleville, Space Invaders e Barco do Ducasse: Pque o Paris!

Nada como acordar em Paris, né?

É mesmo.

Ainda mais quando se está na Rive Gauche …

… e no hotel Lutetia.

Tomamos um café no hotel mesmo, …

… por sinal, excelente, …

… pois tínhamos pressa pra sair e …

… chegar no horário no nosso tour que seria em Belleville  …

… um bairro não muito conhecido por turistas …

… mas que é bastante interessante.

E seria mais ainda pra nós, porque o nosso passeio …

… constaria justamente em ver os lugares …

… onde são/foram feitos o melhor da Street Art parisiense.

Pode parecer meio maluco, mas achei o conteúdo deste tour muito interessante.

Pegamos um táxi, com um daqueles motoristas franceses ranhetas …

… e muito divertidos.

E o passeio foi longo, quase uma hora do hotel até o ponto de encontro.

Que seria no teatro Menilmontant.

Chegamos no horário, …

… e o nosso guia, o simpático Thon Thon estava nos esperando.

Como o tour seria privado, …

… iniciamos curtindo a rua du Retrait.

Todos os habitantes de lá …

… gostam muito de Street Art …

… e isso é visto …

… nas paredes de quase todos os prédios.

Incrível, o bom gosto …

… e a leveza dos grafittis.

É claro que o passeio todo merece um fotoblog.

Mas além disso, o Thon Thon acrescentou muitas boas infos.

Desde coisas dos bairros visitados …

… (Belleville e sua vista inclusos) …

… assim como um joguinho interessante, o Space Invaders Paris (clique aqui para o download)

É quase como caçar Pikachus, …

… mas você procura figuras parecidas com os Space Invaders …

… que estão por toda parte, aponta o seu celular, lê estas figuras …

… e marca pontos quando elas realmente pertencerem ao jogo (existem algumas falsas).

É muito legal e te faz ver Paris de uma forma diferente!

A Dé baixou e virou uma exímia caçadora.

Continuamos andando, …

… (andamos muuuuuuito) …

… e vendo diferentes tipos de Street Art …

… em todos os cantos dos bairros.

Fecharíamos o tour num ponto qualquer de Belleville …

… mas o guia fez questão de nos deixar na porta do restaurante onde almoçaríamos.

Mas ainda passamos num montão de pontos pra reconhecer os Space Invaders Paris (esta obra toda é de um artista desconhecido)…

… e retornar a lugares que sempre gostamos …

… como o Marais …

… e o Centre Pompidou.

Logo, logo, estaríamos na porta do La Dame de Pic.

Pra quem não sabe, Anne Sophie Pic foi a primeira mulher a ter 3 estrelas no Guia Michelin.

E o restaurante todo tem uma aura muito feminina.

Além de que o staff todo é muito simpático.

Estranhei, mas a Dé resolveu escolher o menu degustação (acho que foi corporativismo 🙂 ).

É claro que vieram alguns amuses.

A Dé iniciou com uma entrada de legumes em vários formatos.

A minha foi um foie gras muito suave.

Continuamos com, tanto pra mim como pra Dé, maravilhosos ravióli de brie com leite de batata e infusão de lemon pepper.

Nos principais, escolhemos frutos do mar e da terra, respectivamente.

A Dé foi de Monkfish iodized covered with a crispy coockies and Combawa emulsion.

Eu, The Black Angus beef chuck, melting shalots with marrow salsify in two ways.

Sensacionais!

Finalizamos com um milfolhas bem diferentão e saboroso pra Dé …

… e um maçã quente com sorvete de whisky, pra mim.

Tomamos Champagne, vinhos brancos e tinto, tudo da casa.

Olha foi um daqueles almoços sensacionais mesmo.

É claro que depois desta esbórnia, …

… resolvemos retornar a pé …

… pro hotel …

… curtindo mais um por do sol parisiense.

Demos uma pequena descansada …

… e fomos dar um giro por Saint-German.

Acabamos passando na Grande Epicerie …

… e sem querer encontramos com a panela mais bacana que já vimos (dica da Nina Horta).

Vai diretamente pra Nova Toscana! 😀

Já estava quase na hora do jantar e hoje iríamos experimentar a nova empreitada do grande chef Alain Ducasse.

Ele tem um barco super moderno que dá uma volta de quase duas horas pelo Sena com uma gastronomia muito boa.

É claro que não dá pra esperar o resultado como se tudo fosse feito numa cozinha normal de um restaurante, mas o conjunto todo funciona muito bem.

Vejamos: logo de cara você é colocado numa mesa onde bem em frente está a Torre Eiffel iluminada.

Chega a ser covardia a quantidade de fotografias que se tira.

Logo depois, são servidas flutes de Champagne.

O tipo de menu é escolhido no momento da reserva (tudo é feito através do site Ducasse Sur Seine) …

… e você só tem o trabalho de escolher os pratos entre as opções.

A preentrada, um salmão defumado foi servida para todos, assim como o vinho branco Pessac Leognan.

Escolhemos entradas diferentes. A Dé foi de veloutè …

… e eu, de lagosta.

Como segunda entrada, a Dé legumeou novamente e eu, foiegrasieie (note que as fotos estão bem mais ou menos por causa da escuridão).

Por enquanto tudo ótimo, …

… assim como a paisagem …

… porque é realmente especial …

… ver Paris iluminada…

… e em quase toda a sua extensão.

Estávamos nos divertindo muito …

… quando o principal que nós dois escolhemos chegou: vieiras ao ponto com aspargos nem tanto (moles pacas!).

Continuamos nos deliciando com o passeio …

… e com a estabilidade do barco (a Dé nem sentiu!).

Enfim, é um tour bem bacana e recomendamos muito.

Ainda curtimos mais um pouco a visão da belíssima tour iluminada e corremos pra pegar um táxi, …

… com um motorista muito legal que falava que entendia português, mas só se comunicava em italiano.

Só dormindo e descansando pra parar de dar risadas! 😀😀

Au revoir!

Veja os outros dias desta viagem:
jour Un – França – Alsácia – O primeiro chucrute e o primeiro riesling alsaciano a gente nunca esquece. Ainda mais passando pela Champagne.
jour Deux – França – Alsácia – A verdadeira Disney.
jour Trois – França – Alsácia – Andando e conhecendo a Strasbourg roots.
jour Quatre – França – Alsácia – Eu prefiro mesmo as curvas das estradas alsacianas.
jour Cinq – França – Isto é que é um verdadeiro devaneio artístico-etílico: da Álsacia pra Champagne passando pelo Pompidou.
jour Six – França – Champagne – Möet Chandon e Cité du Champagne: dois lugares diferentes com o mesmo fim: buinhas.
jour Set – França – Champagne – Dois extremos que se encontram numa flute: Taittinger e Franck Bonville.
jour Huit – França – A madame (Pommery) e o peixe (Salmon) dominam a Champagne.
jour Neuf – França – Como diria o grande Tim: de Champagne à Paris, não há nada igual.

.


É só inserir o seu email, clicar no botão "Seguir" e a cada novo post publicado aqui, você receberá uma mensagem com o link. É fácil, qualquer criança brinca, qualquer criança se diverte! :)

Junte-se a 657 outros seguidores

Comentários

Blog Stats

  • 1.441.210 hits
abril 2020
S T Q Q S S D
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  

Arquivos

Atualizações Twitter