Posts Tagged 'eñe'

dcpv – executamdo a executiva

01/02/11
número 283

Executamdo a executiva.

Hoje eu fiz uma coisa que sempre tive vontade.

O negócio é o seguinte: todas as vezes que eu leio um menu (pode ser de restaurante, de avião, em revistas, etc), fico imaginando como seria fazer as receitas que estão lá só com a informação existente. Ou seja, quase nenhuma!

Pegar os ingredientes conhecidos e complementar com a sua imaginação.

E quando a minha sogra me disse que tinha trazido o menu da business class da TAM, eu pensei: taí uma oportunidade  de ouro!

Porque além de eu conseguir realizar o meu desejo, reproduziria a comida pensada pelos irmãos Sergio e Javier Torres (restaurante eñe) pra funcionar lá nos ares e melhor ainda, conseguiria fazer a comparação entre os dois resultados finais.

Putz, é quase uma experiência sociológica!

Vamos, então, ao menu trilingue da executiva da TAM.

Devidamente executado no dcpv!

Entrada – Folhas verdes servidas com salmão defumado, aspargos e tomates cereja.

“O sol que brilha no Mediterrâneo ajudou na produção de ingredientes muito especiais, os quais, hoje são a base de uma das culináras mais saborosas do mundo”.

É claro que eu não dei opção alguma aos comensais já que no menu original existia também a possibilidade de se pedir as mesmas folhas com frango grelhado, beringelas e brocolis.
E também adaptei no que foi possível porque além de substituir alguns ingredientes, tive que  inventar alguma coisa não citada.

A primeira foi o molho da salada.

Como eu colhi o que tinha de mais fresco na minha horta (vários tipos de alface, azedinha, quirquinha, manjericão, rúcula selvática, etc), harmonizei com um saboroso molho de mostarda e mel (feito pela Dé).

Os aspargos eu tinha grelhado em papilote no churrasco de domingo e defumado com tomilho.

Já no caso do salmão defumado foi substituição pura. E acredito que com ganho, pois cozinhei no leite alguns pedaços de haddock defumado.

Empanei-os com uma crosta de pão italiano ralado, tomilho fresco, sal, pimenta, manteiga e coloquei no forno por uns 10 min até dourarem.

Resultou num prato muito saboroso com um belo destaque ao contraponto do toque defumado dos aspargos com a crocância do haddock adicionando o aspargo “tomilhizado”.

Segundo Dé e os tripulantes Mingão e Deo, ponto pra nós = dcpv 1 x 0 eñe aéreo.

Tomamos um vinho branco Chardonnay Septimo Dia 2008 (nenhuma referência ao temporal domingoso que passou por aqui) que foi “vulcânico, exorcizador, bonitão, itacarpetoso” segundo os possuidores do Cartão Azul do Fidelidade. nós mesmos.

Principal – Filé Mignon ao Molho de Tomate com hortelã e arroz com vegetais.

“Specially developed for TAM Airlines with the assistence at multi-award-winning chefs Sergio and Javier Torres, this menu combines with rich transition with a healthy dash and creativity”.

É claro que o menu trilingue (português, inglês e espanhol) da executiva deixa tudo mais glamoroso. Mas este filé é muito bom.

Fiz alguns medalhões de filé mignon com bacon enrolado …

… e um molho de tomate (congelado by D Anina) finalizado com bastante hortelã.

O arroz de vegetais é o famoso (pelo menos aqui em casa) à grega que a Flora faz.

O prato todo resultou bem saboroso e mesmo o bacon (que não constava do menu original) deu um toque espanhol/mediterrâneo a tudo.

Acho que novamente ganhamos: dcpv 2 x 0 executiva da TAM.

Pra completar, tomamos um tinto uruguaio, o Tannat Bouza Parcel Única 2008 que foi “sufoco, lindo e blair, mississipi, bouzão” segundo os irmãos gêmeos, nós mesmos.

Sobremesa – Torta Mil Folhas

“Saboree y observe aromas únicos, texturas sofisticadas y gostos inolvidables, siempre com personalidad y ligereza”.

Esta, especialmente, também sempre quis fazer.

Ficou boa, mas não perfeita como a do Lenôtre (ô pretensão).

Um creme pastisseur muito bem feito recheando várias camadas de massa folhada assada e …

… finalizada com açúcar de confeiteiro, além de devidamente maçaricada.

Boa! E como a da TAM não estava nenhuma maravilha, dá pra tascar um 3 x0 como resultado final. Ainda mais que “matamos” o restante da garrafa do Barolo Chinato.

Eis a opinião dos legítimos comissários de bordo:

Devidamente executado. EsTAMos satisfeitos. (Edu)
Entrada perfeita, prato principal perfeito, sobremesa sublime. (Mingão)
Dessert parfait! Principal honesto! Entrada deliciosa! Resumo : bom prácarai!!! Déo)

“Neste voo, você poderá se deliciar com a proposta dos dois chefs que são reconhecidos por trabalharem on Mediterranean cuisine that make the most of each ingredent`s natural qualities. Aprovecha cada sabor. Este menu foi desarrollado exclusivamente para usted”.

E para nosotros también. Até logo, see you y adiós!

.

RW no DCPV é eñe

ma che rw, que nada!
12/09/09

RW no DCPV é eñe.

Pra quem não sabe, RW ou Restaurante Week   é um evento paulistano onde restaurantes ( 202 deles)  oferecem refeições completas a preços módicos ( R$ 27,50 no almoço e R$ 39,00 no jantar)  e com este chamariz,  a possibilidade de um montão de gente experimentar lugares completamente novos ( e que antes eram proibitivos)  e/ou fazer uma bela refeição “barata” em lugares conhecidos.

DSC01141-2

Teria tudo pra dar certo! Mas normalmente não dá. E sabe porque? Porque a maioria dos donos de restaurantes  simplesmente ignoram que este período ( 2 semanas) seria um tremendo investimento em marketing direto e em vez de se esforçarem pra oferecer qualidade, fazem exatamente o contrário. Resultado: um montão de gente insatisfeita e reclamando aos 4 cantos ( vide Que Bicho Me Mordeu…)

DSC01158-2

Nós ( eu e a Dé) resolvemos fazer a nossa RW. Aproveitamos uma promoção do cartão Diners Club, o Diners Gourmet Experience e reservamos no eñe justamente no sábado ( 12/09). E porque o eñe?

DSC01171-2

Porque gostamos bastante, sempre comemos bem por lá e os pratos são ao mesmo tempo, modernos e tradicionais.
O achamos tão injustiçado como foi o Mani há um tempo atrás.  E melhor, não participava da RW o que significaria  não ter filas.

DSC01156-2

Começamos o almoço com o belo couvert. Pãezinhos, embutidos de origem e uma bela linguicinha apimentada.

DSC01144-2 DSC01146-2

Pedimos uma taça de um vinho branco Esencia de Valdemar Viura e uma dum rosé Javier Asencio 2006 Navarrra. Notem que a carta toda é de vinhos espanhóis.

DSC01145-2

Chegaram as nossas entradas. Coca de pan com tomate, um pão crocante com uma pasta de tomate bem temperada com azeite e sal ( quase um pan con tomate estilizado)…

DSC01149-2

… e um tartar de vieiras com coulis de beterraba que além de lindo e fotogênico, estava delicioso com um toque perfumado de limão siciliano nas vieiras.

DSC01151-2

Deixa eu explicar um pouco mais sobre o restaurante: eñe( fala-se enhe) simplesmente significa o nosso nh. É dos irmãos gêmeos Sergio e Javier Torres e a proposta é de se fazer alta gastronomia baseada em tapas. Ou seja, é um restaurante tipicamente espanhol (e modernoso)  e o chef executivo é o Flavio Miyamura.

DSC01142-2     DSC01143-2

Voltando ao almoço, a Dé pediu um Bacalao al pil-pil, uma posta respeitabilíssima de bacalhau com uma emulsão de azeite e alho e um levíssimo purê de batatas. Um prato muito leve e delicado. A Dé adorou e eu também se bem que não comi muito.

DSC01160-2

Eu fui de Fideuá de Pescados y Gambas, uma paella feita de macarrão cabelo de anjo com frutos do mar que era super diferentão (o meu estilo!) com a massa crocante e escura devido a absorção de um belo caldo de peixe. Ainda acompanhava um aioli super bem feito.

DSC01161-2

Aproveitamos a promoção do Diners ( os pratos principais e as sobremesas do titular e do seu acompanhante saem pela metade do preço) e pedimos uma degustação de sobremesas.

DSC01169-2

Cinco belos  doces que serão apresentados pela nossa predileção ( do bom pro ótimo): sorvete de chocolate, torta de chocolate quente, sorbet de tangerina e gengibre, turon helado de almendras e musse de crema catalana. Estes dois últimos merecem uma melhor explicação: o torrone parece uma paçoquinha upgradeada e a mousse, um mingau aerado de leite com canela. Divinos !

DSC01168-2

Pronto, justiça seja feita! O eñe continua sendo um restaurante espetacular e com um menu mais do que agradável. Uma boa idéia ( e que ainda vamos fazer) é aproveitar as variações  de tapas (quentes e frias) do cardápio e passar algumas horas “tapeando” e  experimentando a nueva cucina española!

DSC01163-2

Vade retrum RW (pelo menos, neste formato)!

Hasta!        

 .


É só inserir o seu email, clicar no botão "Seguir" e a cada novo post publicado aqui, você receberá uma mensagem com o link. É fácil, qualquer criança brinca, qualquer criança se diverte! :)

Junte-se a 657 outros seguidores

Comentários

Blog Stats

  • 1.441.225 hits
abril 2020
S T Q Q S S D
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  

Arquivos

Atualizações Twitter