Posts Tagged 'fete des vignerons'

dcpv – tag acht – suíça – riviera de montreux – nada como comer um queijo gruyère na cidade onde foi feito. você sabe o que é a fête des vignerons?

02/08/2019

Tag Acht – Suíça – Riviera de MontreuxNada como comer um queijo gruyère na cidade onde foi feito. Você sabe o que é a Fête des Vignerons?

Sabe que ultimamente passei a não ser tão rígido com os nossos roteiros?

É claro que continuo pesquisando bastante e …

… listando muitas coisas que gostaria de fazer …

… em cada um dos lugares que visitamos.

Mas nem sempre tudo acontece como planejamos.

E aí é necessária uma adaptação, um plano B.

Pois foi o que aconteceu neste dia.

Mudei quase tudo o que tinha planejado por conta do tempo ruim.

A substituição foi feita, já que em vez passear por Montreux …

… resolvi dedicar a manhã a Berna, …

… a capital da Suíça …

… já que lá existe um montão de calçadas cobertas.

Capisce?

Antes disso, tomamos um bom café da manhã no hotel e …

… finalmente zarpamos pra Berna, …

… debaixo duma chuva bem pesada.

Fica a quase uma hora do hotel …

… e aproveitamos pra por as nossas plays lists em dia.

Chegamos ainda com chuva e …

…  a tempo de ver o espetáculo do Zytglogge que vem a ser o relógio da cidade.

Ele é muito antigo e sempre 4 minutos antes de cada hora, …

… as suas peças se movimentam.

Junta aquele montão de turistas, inclusive nós, …

… olhando tudo com muita atenção.

Confesso que esperava um pouquinho mais, mas foi interessante.

Aproveitamos pra passear pela rua principal, …

…  conhecer as suas inúmeras e …

… belas fontes de água, …

… todas com água potável.

Ali perto, fica a casa do Einstein.

É, o gênio viveu aqui.

E este tour é bem interessante, apesar da casa ser bem pequenininha.

Mas só de pensar que muitas das ideias …

… que revolucionariam o mundo …

… foram boladas ali (olha só as notas baixas da criatura!) …

… já dá uma certa euforia (vai que mais conhecimento passe pelo ar? 🙂 ).

Retornamos pro carro…

… pra tentar ir até o Bärengraben, …

… o lugar onde os ursos vivem, …

… mas impossível estacionar.

Pelo menos, descobrimos um ponto …

… pra ter uma das melhores vistas …

… desta belíssima cidade.

Pra completar o tour, …

… passamos no Paul Klee Zentrum, …

… o museu feito para abrigar inúmeras obras deste grande artista.

Só a arquitetura da obra já valeria a visita.

São 3 prédios em formato de onda …

… que resultam num conjunto harmonioso e …

… muito bem integrado com a natureza.

Não tivemos tempo de ver as exposições, …

… mas entramos no prédio …

… e na lojinha, …

… que também é imperdível.

Como o tempo urgia (vai vaquinha dançante aí?), …

… fomos pra Gruyères.

Que nada mais é do que a terra onde o homônimo e famoso queijo é feito.

E além disso, talvez seja …

… umas das cidades mais graciosas e …

… minúsculas do mundo.

Chegamos lá, estacionamos e subimos.

Por que Gruyères fica bem no alto e …

… ela tem praticamente uma rua somente ….

… com várias lojinhas além de …

…  restaurantes aprazíveis.

Por falar neles, fomos direto …

… pro Chalet de Gruyères, …

… (tinha feito uma reserva) …

… e adivinhem o que fomos comer?

Fondue e …

… raclete. Hahaha

O restaurante é muito típico e …

… quando se está lá, o aroma predominante é de queijo (ohhh e huuuummmm!).

Curtimos muito tudo.

A comida estava ótima e …

… tomamos duas taças dum bom branco suíço.

Saímos satisfeitos; deu tempo de dar mais uma passada na “cidade” e …

…  conhecer o Museu HR Giger, o cara que criou o Alien, aquele de Hollywood (a Dé nem pensou em entrar).

Também vimos o bar do museu, …

… que é incrível.

O cenário todo é doidão, …

… o teto lembra várias colunas vertebrais …

… e as cadeiras são maluconas também.

Enfim, parece que se está entrando numa outra dimensão.

Continuamos passeando (a Dé adquiriu alguns acessórios esotéricos) e …

… chegamos até o famoso …

… Castelo de Gruyères.

Ainda deu pra passar na Maison de Gruyères, …

… uma fábrica de queijos …

… onde “passamos” o tour que parecia meio chinfrim e …

… compramos uns queijinhos pra comer na Nova Toscana.

Retornamos pro hotel, …

… pois tínhamos um espetáculo inusitado pra ver em Vevey.

Fête des Vignerons se realiza somente de 20 em 20 anos.

E é verdadeiramente um acontecimento.

A cidade fica muito agitada e …

… é incrível como a população participa ativamente do espetáculo.

São mais de 5000 figurantes (quase 10% da população) …

… fazendo as mais variadas funções.

E a arena, …

… montada especialmente para o evento …

… é grandiosa …

… e lindíssima.

Chegamos um pouco mais cedo, …

… (o espetáculo iniciaria às 21:00hs) …

… demos uma volta pela área …

… tomamos uma tacinha de vinho e …

… fomos nos alojar nos nossos lugares.

Quando o show começou, …

… tomamos um choque.

O negócio todo é extremamente “profissa” e …

… os impactos, tanto visual …

… como emocional são imensos.

É demais ver como o respeito à natureza, através da representação do ciclo do vinho …

… faz com que o povo todo se respeite muito.

Este merece realmente o cinematográfico fotoblog.

Ficamos até o final, …

… e se existe uma comparação, …

… é que a Fête des Vignerons se parece com uma ópera visual, …

… com muita coisa simples e melodramática, …

… muita poesia e …

… um encantamento final arrebatador.

Certamente estaremos aqui daqui a 20 anos.

Retornamos de ônibus e funicular para o hotel e …

… nos sentimos como se estivéssemos no Carnaval, …

… tamanha a quantidade de habitantes fantasiados.

Uau, que dia!

Veja os outros dias desta estupenda viagem:
Tag ein – Suíça/Liechtenstein – Zurich/Vaduz – Museu de árvore? Adega do Príncipe?
Tag zwei – Liechtenstein/Alemanha/Suíça – Visitando 3 países num dia só e de carro.
Tag drei – Suíça – Zurich/Basel – City tour guiado e museu Vitra Design combinam? Sim e muito.
Tag vier – Suíca – Zurich – Furka Passs and my name is Luz, Eduluz e com licença pra jantarmos com a Pink.
Tag fünf – Suíça – Zurich – Lucerna e Pink: duas superstars.
Tag sechs – Suíça – Zurich/Andermatt – Bondinhos de todos os tipos: circulares, telefericos, regulares e até conversíveis.
Tag sieben – Suíça – Andermatt/Vevey – O dia de babar em cima de Lauterbrunnen. Ou quase.

 

dcpv – tag sieben – suíça – andermatt/vevey – o dia de babar em cima de lauterbrunnen. ou quase!

08/08/2020 (curtido em 01/08/2019)

Tag Sieben – Suiça – Andermatt/VeveyO dia de babar em cima de Lauterbrunnen. Ou quase!

Foi uma pena, …

… mas acordamos cedo, …

… tomamos o nosso lautíssimo café da manhã …

… no The Chedi, …

.. partimos pra conhecer cidadezinhas pequenas …

… e muito bem conceituadas turisticamente na Suíça.

Ah! Era justamente o feriado do …

… dia nacional suíço.

Ainda deu tempo de dar uma passada no Oberalp Pass …

… que fica muito próximo do The Chedi, …

… quase que na frente dele.

A primeira parada seria em Iseltwald.

Ela fica quase que no meio do caminho entre Andermatt e a Riviera de Montreux.

E, pra variar, é uma cidade muito bonitinha.

Situada à beira dum lago …

… com a cor da água bem esverdeada …

… que se acentuava mais ainda …

… com a luz do sol.

Ah, frisando que hoje é o dia Nacional da Suíça,…

… feriado nacional e …

… que a suíçada está toda na rua …

… aproveitando a vida e o sol.

Continuamos com a intenção de chegar em Lauterbrunnen.

Sabe aquela imagem com a cachoeira que cai …

… como um véu de noiva …

… bem no centro da cidade?

Pois é justamente lá.

Como tudo estava muito cheio …

… fomos direto pra Trümmelbach.

Ela é aquela cachoeira …

… que acontece dentro das rochas …

… e com uma força incrível.

Dá pra imaginar quanto tempo a água proveniente do degelo precisou …

… pra escavar um caminho no meio das rochas?

E além de tudo, o passeio é incrível.

Começa que você paga o ingresso (11€ pp) e …

… entra num ascensor que te leva 100m acima.

Aí você decide se quer subir mais um pouco e …

… visitar todos os 10 pontos de observação …

… ou desce, pra ver os seis primeiros.

Decidimos subir, fazer o circuito completo e não nos arrependemos.

É muito impressionante.

Tudo é muito úmido, …

… frio e …

… fantástico.

A natureza te coloca no teu devido lugar …

… só restando admirar.

Foi o que fizemos, …

… além de tirar muitas fotos legais.

Ainda tentamos mais uma vez dar uma parada em Lauterbrunnen, …

… mas o máximo que conseguimos foi entrar no estacionamento, …

… chegar perto da Staubbach, a cachoeira e …

… zarpar pra mais uma aventura.

O nome dela seria Lake Blausee.

De passagem e …

…  por um engano do Wase (gracias) …

… acabamos passando em Interlaken

… vendo um pouco da festa do dia da Suíça e de quanto a população participa tão ativamente.

Quanto ao Blausee, não nos decepcionamos.

Quer dizer, sim.

Tudo estava tão lotado …

… que desistimos rapidamente e …

… rumamos pro hotel Le Mirador, que fica na Riviera de Montreux.

Chegamos lá e logo de cara, gostamos muito.

Tudo bem que ele não é tão suntuoso como o The Dolder e o The Chedi.

Mas a sua vista para o lago de Genebra, …

… ou para os íntimos, Lac Léman, …

… é simplesmente matadora.

E o nosso quarto não ficou atrás.

Bem confortável com uma varanda pra lá de gostosa, …

… nos proporcionando uma experiência diferente de toda a viagem: …

… usaremos bastante o transporte público.

Todo hóspede de qualquer hotel ganha um cartão que dá direito a usar gratuitamente o transporte e também alguns descontos em museus.

Foi o que fizemos.

Saímos pra reconhecer o terreno.

Por conta da Fête des Vignerons, um evento que acontece a cada 20 anos, …

… toda a cidade de Vevey estava lotada.

Imagine uma tremenda área sendo montada só para o espetáculo …

… com zilhares de barraquinhas com vinhos, comidas e muita diversão?

Pois era o que estava acontecendo.

Por sorte percebi a importância desta festa e comprei ingressos para assistir ao espetáculo (amanhã a noite) …

… que reproduz o ciclo do vinho.

São mais de 5000 atores participando; é realmente grandioso.

Como tínhamos pouco tempo, demos só uma olhada, …

… pegamos o ônibus e o bondinho, …

… que tem a estação ao lado do hotel …

.. e prometemos voltar amanhã, pra curtir não tão somente o show, …

… como todo o entorno.

Marcamos pra jantar no restaurante Le Pátio, do próprio hotel.

É claro que o menu era em homenagem ao dia da Suíça.

Bem frugal, mas super bem feito.

Muitas receitas com produtos típicos.

Um buffet com entradas; como principais, um peixe pra Dé …

… e carne pra mim …

… mais a escolha de algumas sobremesas.

Como plus, uma queima de fogos de artifício …

… em toda a região do largo pra comemorar o niver da Suíça.

Happy Birthday to you!

Veja os outros dias desta estupenda viagem:
Tag ein – Suíça/Liechtenstein – Zurich/Vaduz – Museu de árvore? Adega do Príncipe?
Tag zwei – Liechtenstein/Alemanha/Suíça – Visitando 3 países num dia só e de carro.
Tag drei – Suíça – Zurich/Basel – City tour guiado e museu Vitra Design combinam? Sim e muito.
Tag vier – Suíca – Zurich – Furka Passs and my name is Luz, Eduluz e com licença pra jantarmos com a Pink.
Tag fünf – Suíça – Zurich – Lucerna e Pink: duas superstars.
Tag sechs – Suíça – Zurich/Andermatt – Bondinhos de todos os tipos: circulares, telefericos, regulares e até conversíveis.

.

 

 

 

 


É só inserir o seu email, clicar no botão "Seguir" e a cada novo post publicado aqui, você receberá uma mensagem com o link. É fácil, qualquer criança brinca, qualquer criança se diverte! :)

Junte-se a 656 outros seguidores

Comentários

Blog Stats

  • 1.470.349 hits
outubro 2021
S T Q Q S S D
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Arquivos

Atualizações Twitter