Posts Tagged 'gatronomia'

dcpv – delivery do mercadão.

17/12/2013
número 374

Delivery do Mercadão.

Você sabia que existe um delivery do Mercado Municipal de SP, o popular Mercadão?

DSC09983

Pois ele existe, sim e melhor, funciona bem.

DSC00021

A Dé testou o serviço. Ela entrou no site, fez o pedido e no dia seguinte, as mercadorias estavam na nossa casa.

DSC09985

Tudo bem que ela teve uns desacertos quando do fechamento da compra, bem na hora do pagamento com cartão de crédito, mas, nada que um bom telefonema não resolvesse.

DSC00056

É claro que aproveitei pra incluir no pedido algumas coisinhas pra execução dum menu por aqui: rãs, paleta de cordeiro e otras cositas mas.

DSC00039

Vamos então, ao menu do Mercadão no dcpv.

Entrada – Rãs à Provençal.

Eu tinha quase certeza que viriam pernas de rã. Mas quando fui verificar, percebi que eram rãs inteiras (precisamente 3,5).

DSC09988

De qualquer forma, era o suficiente.

DSC09990

E para fazê-las, basta passá-las em farinha de trigo e fritá-las em manteiga derretida por uns 5 minutos.

DSC00017

Acrescente 4 tomates sem pele cortados em cubos, 4 dentes de alho picados e finalize com suco de 1 limão e salsinha picada.

DSC00025

Servi imediatamente com o acompanhamento duma salada.

DSC00035

Quer saber qual o gosto da carne de rã? Parece com frango e é muito gostosa (nada a ver com sapo! rs).

DSC00036

Tomamos um vinho branco, o austríaco Müller Gruner Veltliner 2012 que foi “imperatriz, gerd, silas, oito”.

DSC00053

Principal – Pernil de cordeiro assado com molho de vinho.

O pernil do Mercadão estava com uma cara ótima.

DSC09984

E o fiz da seguinte maneira: pré-aqueci o forno a 200°C. Temperei o cordeiro com sal e pimenta e coloquei sobre uma assadeira com uma grelha.

DSC09987

Arrumei 4 fatias de bacon sobre o pernil e assei por 45 minutos, virando somente uma vez.

DSC09994

Numa vasilha pequena, misturei ½ xícara de farinha de rosca, 2 colheres de sopa de salsinha picada, 1 dente de alho picado e 2 colheres de sopa de cebolinha. Polvilhei esta farinha temperada sobre o caldo que se acumulou na parte de baixo da assadeira.

DSC09999

Retornei com o cordeiro e deixei até que a farinha de rosca tenha corado, por cerca de 10 minutos.

DSC00004

Retirei a assadeira do forno (ponha o cordeiro numa travessa e cubra com papel alumínio). Coloquei tudo numa panela, acrescentei 2 colheres de sopa de vinho branco seco e 1/3 de xícara de caldo de carne.

DSC00014

Deixei o molho ferver , abaixei o fogo e cozinhei por 5 minutos.

DSC00018

Fatiei o cordeiro e servi com o molho de vinho …

DSC00041

… e um purê feito na minha Bimby.

DSC00046

Um verdadeiro espetáculo …

DSC00047

… assim como o vinho tinto italiano, o Altùris Venezia Giulia 2012 que foi “kopenhagen, nescau, himalaia. nove”, segundo os adoradores de sex shop, nós mesmos.

DSC00051

Sobremesa – Torta de maçã.

Esta a Dé fez totalmente no chute.

DSC00012

Pegou massa phyllo, colocou numa forma redonda …

DSC00006

… e recheou com fatias bem finas de maçã gala.

DSC00007

Polvilhou açúcar e levou ao forno até ficar dourada.

DSC00024

Aí foi só juntar uma bola de sorvete de creme e emendar dois pedaços (todos, inclusive eu, comemos os tais dois).

DSC00054

Eis a opinião dos comedores de sanduíche de “mortandela”:
Que o ano que vem seja igual a este último menu. (Edu)
Fecho de ouro. (Mingão)
Chave de ouro, pra encerrar o ano deliciosamente compartilhado nos pratos, entradas, saladas e fechadas! (Deo)

DSC00038DSC00050

Olha, a compra feita através do delivery do Mercadão foi mais do que aprovada.

DSC00028

Fica somente um senão: o frete é salgado (a entrega é no outro dia e por Sedex) e neste caso, você tem que comprar o suficiente pra que ele não tenho um custo muito alto.

DSC00027

Porque o benefício é garantido.

DSC00048

Ademã.

.

dcpv – da cachaça pro vinho – concha y toro – trio – sumito estevez – dcpv(?) e… toscana

ganhei!
22/10/08

dcpv – Concha y Toro – Trio – Sumito Estevez – dcpv (?) e… Toscana

Eu me considero um sujeito de sorte. Mas, nunca fui de ganhar alguma coisa. Rifas, loterias (se bem que eu não jogo, rs), sorteios, bolões e todas estas coisas que normalmente precisamos da famigerada “sorte” pra chegar lá!

Por outro lado, gosto bastante de participar de alguns concursos culturais onde os prêmios são interessantes,o que normalmente significa ter a ver com viagens e/ou gastronomia.

Pois bem! Recebi um e-mail da Expand (sou cadastrado) sobre um concurso em que o “chef venezuelano Sumito Estevez iria cozinhar especialmente pra você e mais dez amigos“. E tudo regado pelo vinho que ele é o patrono, o chileno TRIO Sumito da Concha y Toro.
Dei uma pesquisada e descobri que os vinhos TRIO foram planejados pra serem sempre assemblages de 3 uvas. E que o Sumito, o chef, gosta muito de combinar ingredientes nativos e exóticos do Oriente com as técnicas da culinária européia e ingredientes locais.

Pensei, vou participar e teria que mandar uma frase com a resposta pra seguinte pergunta: Qual é a melhor receita para acompanhar o seu vinho Trio preferido com os amigos ?”.
Raciocínio lógico: trio – 3 – assemblage. Enviei a frase: ” A melhor receita é criar um assemblage: vinhos Trio (40%), Sumito Estevez (35%) e a minha turma (25%)”.
Bingo! Jack pot! Deu aqui! Bati! É isso mesmo.
Recebi um telefonema da Flávia (na verdade, a Dé recebeu!) com a informação que eu tinha ganho! E, grato a Flávia pelo pronto atendimento, pois até a vaga a mais que eu pedi, ela conseguiu.

E ganhei um jantar totalmente gratis e exclusivo no espaço Mais Gourmet na Vila Olímpia, incluindo translado (sim senhores, eles vieram até Ferraz de Vasconcelos nos buscar), com o chef Sumito Estevez cozinhando somente pra nós e pra melhorar mais ainda, numa quarta-feira!

Portanto, vamos á sessão extraordinária do dcpv em terras paulistanas com a presença ilustres dos nossos convidados:


Da esquerda pra direita e com a seguinte convenção nome e parentesco:
Paula (enóloga da Concha y Toro), Marcelo (sobrinho), Kátia (cunhada), Marco (cunhado), Luiz (cunhado), Carla (cunhada), D. Anina (a querida mamãe), Lucas (filho do Mingão), Déo (irmão e dcpv), Mingão (compadre e dcpv), Sumito (o chef), eu, a Dé e a Re.
E acreditem que eu estava pensando numa comemoração especial pra nossa 200º reunião (estamos na 196º), mas já que esta caiu do céu, vamos considerar como se fosse!

Bom, chegamos um tanto quanto “azeitado”‘ pois aproveitamos o caminho (quase 1:15 hs, praticamente um recorde!) pra conversar e degustar dois belos espumantes: um Codorniu Espanhol e um Reserva da Serra Brasileiro.

O lugar, o Mais Gourmet, é bem despojado, mas muito bonito e funcional. O pessoal da Expand (o Pedro, a Helen, a Anna Rita e a Flávia) e da Concha y Toro (a Paula e a Soledad) estava nos aguardando e fomos levados pro espaço onde seriam servidos os pratos .

A mesa estava muito bonita e como entrada, um Salmon Unilateral com Holandesa de Maracuyá. O chef Sumito Estevez veio nos dar as devidas explicações. Nos disse que ele gosta de usar ingredientes frescos e que tenham a ver com o lugar. É claro que ele marinou o salmão com cachaça!

 

Estava delicioso e com o molho bem leve de maracujá mais a saladinha, formou-se o Trio delícia!

Acompanhamos o salmão com o vinho branco TRIO Chardonnay (70%)/ Pinot Grigio (15%)/ Pinot Blanc (15%) 2007 que segundo a Paula era um assemblage perfeito para acompanhar peixes, mariscos e saladas verdes.

Vejam as 12 opiniões sobre este branco charmoso e muito aromático : “verão, surpreendente, limoso, uva itália, jovem, trilegal, primaveril, refrescante, cítrico, ácido, suave, controverso

Enquanto isso, fomos dar uma bela “fuçada” na cozinha, já que o Sumito nos convidou.
Já no primeiro prato, uma  Pasta Doblada ao Cacao, o Sumito nos explicou que ele utilizou cacau, a fruta e não o chocolate.


O Sumito e a Paula, a enóloga da Concha y Toro

Por isto esta cor tão escura nos remetia inicialmente ao sabor do doce, mas com a adição do recheio de funghi e o molho denso e precioso, a unica coisa que poderíamos falar era:  1, 2. 3 … Sumito/TRIO outra vez!

E para acompanhar, o que na minha opinião seria o melhor vinho da noite, um TRIO Merlot (65%)/ Carmènère (20%)/ Cabernet Sauvignon (15%) 2006, que foi : “starbucks, cacau show, caramelo, delícia, fargas, sensacional, bouquet garni, encorpado, trio ternura, neaugebauer, torrado, romance” segundo os 12 lídimos representantes da gastronomia ferraz-vasconcelence.
Um verdadeiro perfume com base em chocolate e café. Tri-legal!

Estávamos no segundo prato, um Pollo ao Vino que, pra variar, também foi uma maravilha. Frango muito bem cozido no próprio vinho que o acompanhou e servido com batatas e cebolas carameladas. Redundância: uma delícia equilátera! Um verdadeiro triângulo!

O vinho que cozinhou o frango, também foi tomado por nós. Um TRIO Cabernet Sauvignon (70%)/ Shiraz ( 15%)/ Cabernet Franc (15%). Olha o que os nossos queridos convidados disseram sobre ele (opa, nós também opinamos!) : “friends forever, força, swerdine, jack nicholson, caramelado, tridimensional, uma noite de verão, persistente, wanderley cardoso, madeira, king kong, tarzan”.
Por favor, leve em consideração o teor alcoólico da moçada!

Pra finalizar a noite, uma bela sobremesa, uma Sopa de Vino Tinto com Brunoise de Frutas em que o conjunto todo ou seja, o sabor, a aparência e a harmonia dos ingredientes formaram um verdadeiro triunvirato  dos doces!

Como não existe um vinho TRIO para sobremesas (fica a sugestão!), re-experimentamos todos os 3 TRIOS novamente (parece aquela dos três trigues!!).
Aproveitei pra fazer uma pesquisa sobre qual deles se harmonizaria melhor e com 4 votos, venceu o Merlot/Carmènère/Cabernet Sauvignon. Merecido!


Eis o saldo da noite : garrafas vazias às pencas!

Bom, só nos restou voltar pra casa felizes (obrigado pela van pois senão seríamos facilmente pegos pela Lei Seca) e cantando as mais puras pérolas dos cancioneiros italianos, franceses e brasileiros.
Foi uma tremenda noite, uma noite iluminada servida, como salientou o Mingão, ‘a la gordaça’!
Tudo aconteceu da melhor maneira: o Sumito Estevez é fera e foi muito simpático; o lugar estava com uma aura impressionante; a comida estava perfeita e os vinhos TRIO (R$ 37,00 cada na Expand. Olha o jabá!) casaram perfeitamente com tudo, cumprindo  o objetivo do menu que era mostrar a perfeita harmonização dos vinhos com esta receitas específicas.

A possibilidade de acontecer esta mesma noite, neste mesmo formato, é bem pequena pois além de aparecer um novo concurso igualzinho, eu teria que ter a mesma inspiração e porque não dizer, a mesma ‘sorte”. Portanto, vou aproveitar a ‘deixa’ e maquiar a minha própria frase ( eu posso, sou o autor):

” A melhor receita é criar um assemblage: vinhos TRIO (33,33%), Sumito Estevez (33,33%) e a nossa alegria (33,34%)”.

Até, até e até!


A foto não foi tirada pela Dé: cortaram a minha cabeça!

PS – Estamos (eu e a Dé, é claro !) dando início as comemorações de 25 anos de casados. E sendo assim, rumaremos pra Toscana.
O dcpv ficará descansando também e enquanto estivermos por lá, tomem conta da casa
Arrivederci!

 

Estas fotos são do site Alma de Viajante que por sinal é muito bom!
Prometo trocá-las pelas nossas assim que as tirar ao vivo, em cores e espero que com altíssimo astral!

.

dcpv – da cachaça pro vinho – copacabana palace.

número 8
15/10/03

dsc07637.jpg

 dcpv – Copacabana Palace.

Introdução – Após tomar conhecimento e o teor da reunião extraordinária ocorrida, fica lavrado o protesto dos dois membros ausentes da dita cuja (o que os olhos, o paladar e o olfato não veem, provam e cheiram; o coração não sente) !!!

Cachaças do dia

Serra Morena – encorpadinha, não pega, mistura equilibrada, boa.

Maré Alta (branca) – excelente, caninha, sabor cítrico, tem bouquet e pedigree.

Do Barril – macia, amansada, melhorou 300%, não existe pinga ruim, existe barril ruim.

Carvalheira – maravilhosa, corpo e sabor perfeitos, top five, ¨hours concours¨.

MENU

Principal – Costeletas de Cordeiro ao Pistache com Batata Baroa ao Alecrim ( Carli – pag 91)

Considerações finais

Muito bom. Bastante alecrim e o molho combinou bastante (Edu)

Redundância dizer que foi ¨marveilleuse¨! (Déo)

Irrepreensível !!! (Domingos)

dsc07696.jpg

Fotos do brinde do Hotel Constantia Uitsig na região vinícola de Cape Town e prato de frutos do mar do restaurante Blues em Camps Beach também em Cape Town (dica do Ricardo Freire, o Riq do ViajenaViagem).

Explicação: O Carli da receita é o Francesco Carli, chefe do restaurante do Copacabana Palace. E a cachaça do Barril começou a me fazer ver que as cachaças tem uma variação muito pequena, pois ela foi uma experiência em que eu coloquei um monte de restos de cachaças num barrilzinho de carvalho e com toda esta tecnologia o resultado final até que foi apresentável.


É só inserir o seu email, clicar no botão "Seguir" e a cada novo post publicado aqui, você receberá uma mensagem com o link. É fácil, qualquer criança brinca, qualquer criança se diverte! :)

Junte-se aos outros seguidores de 653

Posts recentes

Comentários

Blog Stats

  • 1.446.821 hits
junho 2020
S T Q Q S S D
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  

Arquivos

Atualizações Twitter