Posts Tagged 'joes stone crab'

dcpv – day sixteen and final – usa – seattle/miami – iluminando e finalizando a viagem em grande estilo.

29/11/2019 (vivido aquaticamente em 04/11/2018)

Day Sixteen and Final – USA – Seattle/MiamiIluminando e finalizando a viagem em grande estilo.

Passamos a noite voando de Seattle para Miami.

Chegamos cedo, …

… pegamos a máquina alugada (e que máquina) …

… e fomos pro hotel East.

Ele fica em downtown e …

… dentro do Brickell City Centre.

O nosso quarto era simplesmente maravilhoso …

… com uma tremenda vista do mar.

Demos uma rápida olhada em tudo …

… e fomos bater pernas no shopping.

Incrível como esta zona de Miami está bonita …

… e com muitas atrações.

Aproveitamos pra almoçar frugalmente …

… na filial do Casa Tua.

O menu? Caprese, pulpito …

… e fritas.

Caiu uma chuva leve, …

… mas logo estava sol de novo …

… e escureceu maravilhosamente.

Beliscamos no jantar …

… ali mesmo no shopping …

…. e fomos dormir.

A descompressão era necessária.

Acordamos com um belo nascer do sol …

… e em Miami, go shopping.

Passamos no nosso preferido, …

… o Village of Merrick Park …

… e por falar em preferidos, …

… fomos almoçar galinhas do mangue …

… no Joe’s Stone Crab.

Que delícia!

O calor …

…e o sol estavam abrasadores …

… ou seja, retornamos pro hotel pra dar uma descansada …

… e fomos encontrar com a Ana (minha MAninha), o Mauro e o Gringo, um amigo deles que logo virou nosso também …

… pra jantar no Fointanebleu.

Companhia agradável, mas comida cara e meia-boca. 🙂

De qualquer forma, marcamos um passeio de dia inteiro pra amanhã com eles.

Mais um amanhecer bonito, …

… mais um bom café da manhã …

… e iniciamos o dia …

… passeando com o pessoal todo, conhecendo o apê do Gringo..

O ponto alto foi o tour de lancha que ele nos proporcionou.

A princípio estavamos um pouco preocupados porque a Dé enjoa em qualquer barquinho, …

… mas ela tirou de letra. 🙂

E o negócio todo foi um espetáculo.

Este vale o necessário fotoblog.

E vimos um dos melhores …

… e mais dramáticos pores do sol …

… das nossas vidas.

Tudo muito potente …

… e num formato simplesmente perfeito.

Pra encerrar com chave de ouro, …

… a turma toda foi jantar …

… no queridinho dos queridinhos, o Estiatorio Milos.

Entradas reconfortantes, …

… peixes fresquíssimos, enfim, tudo perfeito.

Estiatorio Milos é realmente demais!

Só nos restou dormir, …

… dar uma ultima passeada por Miami …

… e pegar o caminho do Castello di Luce.

Esta foi mesmo uma viagem completa!

Vancouver sempre nos encantou.

Seattle entrou no rol das preferidas.

E Miami , ainda mais com esta companhia ilustre, é a nossa eterna queridinha.

Hasta la vista, baby!

Veja como foram os outros dias desta viagem:
day One – USA/Canadá – Como chegar em Vancouver após divertidas 43 horas.
day Two – Canadá – Vancouver – Fazendo city tours, inclusive de hidroavião.
day Three – Canadá – Vancouver – Voando na NBA.
day Four – Canadá – Vancouver – Passeio por Granville Island/.
day Five – Canadá – Vancouver – Nem só de sol vive o turista.
dia Six – Canadá – Vancouver – Capilano/Grouse/cervejas: tripleta duca.
day Seven – Canadá – Vancouver – Sea to sky sobre rodas e que rodas!
dia Eight – Canadá – Vancouver – Sea to Sky, ô nominho verdadeiro e bonito!
day Nine – Canadá/USA – Vancouver/Seattle – Atravessando a fronteira num boa e legalmente.
day Ten – USA – Seattle – Conhecendo a fundo a exuberancia da Bainbridge Island.
day Eleven – USA – Seattle, a terra dos Seahawks.
day Twelve – USA – Seattle – Boeing e Starbucks Roastery Reserve: o dia das grandes descobertas.
day Thirteen – USA – Seattle – Dia tecnológico: MoPop, Miicrosoft e os Gates.
day Fourteen – USA – Sseattle – Um grande passeio guiado pela cidade incluindo o incrível museu do vidro.
day Fifteen – USA – Seattle – Em busca das folhas de outono perfeitas.

.

 

 

 

 

 

dcpv – miami V – esta casa já é nossa.

Miami VEsta casa já é nossa.

O restaurante Casa Tua é o que podemos chamar de oásis italiano em plena South Beach.

DSC00204

Afinal de contas, fica difícil pensar num lugar tão encravado no coração de Miami e ao mesmo tempo, tão respeitoso às tradições italianas de se alimentar.

DSC00329

Não é a toa que toda vez que viajamos pra cá, visitamos esta potência a fim de sentir o verdadeiro sabor da Bota.

DSC00044

Chegamos (o tempo estava chuvoso) e fomos alojados na parte externa da casa.

DSC00196

Antes tomamos duas flutes de champagne no bar (incrível a quantidade de brasileiros que já descobriram esta maravilha).

DSC00178

Optamos por dividir uma cremosa burrata …

DSC00184

… e pedimos os principais.

DSC00183

A Dé escolheu o risotto a parmegiana com trufas pretas …

DSC00189

… e eu, um talharim com ragu de cordeiro.

DSC00188

Ambos, maravilhosos.

DSC00187

É claro que não deixaríamos de pedir o melhor Tiramisu que comemos nas nossas vidas.

DSC00193

E ainda bem que não observamos nenhuma novidade: ele continua leve e saboroso, ou seja, maravilhoso.

DSC00181

Só nos restou, pedir os nossos expressos e constatar que o Casa Tua está não só na cidade errada, como no país errado.

DSC00198

Ou seria o certo?

DSC00077

PS  – Por falar em clássico, desta vez exagerámos e fomos 2 vezes ao Joe’s Stone Crab.

DSC00153

Pra quem gosta de patas enormes de caranguejo, este é o lugar pra se ir.

DSC00164

Bye.

.

dcpv – miami – 10th and last day – azul da cor do mandarin

03/2011

Miami – 10th and last day –  Azul da cor do Mandarin.

Este dia amanheceu maravilhosamente (mais um).

Muito sol e muito vento.

Ficamos estimulados e fomos caminhar até a Ocean Drive (e pela orla)  pra tomarmos o famoso café responsável no Starbucks e darmos mais uma bela olhada em todo a harmonia do conjunto art deco.

Voltamos ao hotel e adivinhem o que fomos fazer? Compras!

Pausa pra explicação: colocamos em ação nesta viagem o que estávamos prometendo há um tempão. Deixamos pra comprar aqui em Miami tudo o que queríamos comprar em São Paulo e achávamos que o preço estava muito alto ou muito além do real. É claro que no balanço final confirmamos que a diferença auferida foi o suficiente pra pagar toda a viagem e ainda sobrar algum.

Voltando, resolvemos explorar o comércio instalado na Collins Ave (entre a 5th e a 10th).

Diesel, Armani, Gap, Sephora, Victoria’s Secret (meu Deus, qual é o segredo desta Vitória?), Coop, Banana Republic, enfim, quase todas as grifes conhecidas nas terras brazucas, estão instaladas lá e uma ao lado da outra, com o charme de se viajar no universo engraçadíssimo e curioso do dia-a-dia da cidade.

Tudo bem que estava um calor infernal, mas mesmo assim foi muito divertido (e não foi só pra nós).

Resolvemos repetir a proeza do almoço de ontem e retornamos ao Joe’s Stone Crab.

Mais algumas patinhas dos bichinhos (também conhecidos como menippe mercenaria) que aqui não são peludos (será o primeiro mundo?)

… tomates assados com queijo e espinafres excelentes e …

… por incrível que pareça, as vedetes do almoço: as crocantes e deliciosas batatas fritas. Que aparentemente não são batatas propriamente ditas, mas sim, um purê condimentado delas e frito como se fossem pequenos churros. Deu pra entender?

Demos uma passadinha no hotel só prum pit stop físico/visual e …

… aproveitamos pra fazer um minitour arquitetônico pela região do Design District.

Vimos o belíssimo prédio da  Bacardi , …

… com um anexo mais lindo ainda, …

… além do Adrienne Arsht Center for the Performing Arts, um local muito bonito pra se ver espetáculos.

Pegamos mais um congestionamento (se Miami que tem aquelas belíssimas e largas ruas está assim, São Paulo tem mais é que ficar congestionada o tempo todo mesmo) e …

… fomos dar uma passada no mais agradável shopping de lá, o Village at Merrick Park.

Ele tem jardins muito bem cuidados,…

… lojas muito boas, …

… um ambiente super-agradável e melhor, …

… é a céu aberto.

O que te permite ver belíssimos pores do sol.

E aproveitar aquela luz do entardecer pra tirar ótimas fotos enquanto a sua mulher dá uma última olhadinha naquela loja imperdível (atenção: não tenho problema nenhum em acompanhar a Dé nestas tarefas e ouso dizer que até comprei mais (em quantidade) do que ela).

Inclusive, passei no tremendo sex shop que é a Williams-Sonoma.

Já tinha escurecido (nesta época, por volta das 18:00hs) o que não impediu de irmos dar uma olhadinha numa outra conhecida construção destes ares: o Biltmore Hotel e a sua torre espanhola.

Ainda tivemos a companhia do mais romântico luar de toda a viagem.

Como ir tomar banho com este espetáculo na tua janela?

Correria total, conseguimos chegar só 30 minutos atrasados da reserva feita pelo OT (que continua esplêndido. Todas deram certo!)  no restaurante Azul do hotel Mandarin Oriental.

Pra variar, o lugar é muito bonito (apesar de um pouco old fashion) com uma vista muito bacana das águas da baia do Porto de Miami.

O hotel é todo oriental (oh!) e muito bem decorado.

Sentamos, pedimos uma água com gás (o calor nos obrigou) e demos uma olhada no menu, que preocupou um pouco, pois a Dé não viu muita coisa que ela gostava.

O chefe nos mandou um agradinho enquanto escolhíamos tudo.

Como única opção de entrada, ela foi de Organic Green Salad, uma simplória salada de verdes que mostrou aquilo que sempre ouvimos dizer por aí: a tal cozinha de ingredientes. Estava fresquíssima e com um maravilhoso gosto de mato.

Eu aproveitei a onda e experimentei um Japanese Hamachi Tiradito, uma mistura nipo-peruana com peixe fresco cortado em fatias temperado com aji, pimenta e gengibre. Uma aquarela de sabores.

Tomamos apenas ½ garrafa dum Sauvignon Blanc Californiano  (precisávamos de sobriedade pra fazer todas aquelas compras caberem nas malas! 🙂 ) e escolhemos os principais.

A Dé foi novamente na única opção: num Sea Bass Chileno com acompanhamento duma torre de tomates e tostadas de pão miga com um molho refrescante de hortelã e iogurte. Excelente.

Eu arrisquei pedindo um risotto. E me dei bem, pois estava acompanhado do que poderíamos chamar de um aquário completo (peixe, marisco, mexilhão, vieiras, camarão), al dente e numa apresentação espetacular. Que prato!

Com outra sobremesa passada, os cafés expressos vieram acompanhados de ótimas mignardises.

Foi certamente a melhor refeição de toda a viagem (galinhas do everglades a parte!).

E com direito a passeio pelo lindíssimo lobby do hotel e …

… a pose do folclórico montador de pratos de lá (não parece o Chris Rock?).

Agora, sim! Missão cumprida e é certo que deixamos de ver algumas coisas (mais uma vez, a visita pros Everglades foi adiada), mas é mais certo ainda que voltaremos mais vezes.

Ainda achamos Miami muito mais divertida que NY quando o eixo da viagem é compras/gastronomia/turismo  (opinião polêmica, eu sei! rs).

See U. E hasta.

.

dcpv – miami – 9th day – mangrove’s chicken ou melhor, comendo no joe’s stone crab

/03/11

Miami – 9th Day – Mangrove’s Chicken ou melhor, comendo no Joe`s Stone Crab.

Mais um dia espetacular.

Aproveitamos pra acordar cedo e caminhar em pleno calçadão southbeachiano com um nascer do sol escandaloso de bonito.

Confirme se foi ou não?

Aproveitamos o embalo e fomos fazer o que nós, paulistas, mais sabemos: passear/comprar em shopping.

Conhecemos o famoso Bal Harbour, o mall dos bacanas.

E cá pra nós, ele é bacana mesmo.

Acho que é a maior densidade de marcas famosas por m2 que já vimos.

Faz o shopping Cidade Jardim parecer a loja da D. Maria.

Compramos algumas coisas. “Caroçamos” em outras.

Enfim, foi puro divertimento.
Continuamos o glamour conhecendo uma deli, o Epicure que é uma belezura, uma verdadeira “loja do sexo”.

Fica bem no centro de SoBe (existe isso?). Lá  tem produtos do mundo inteiro e de altíssima qualidade.

Eles também produzem coisas incríveis na padaria, inclusive uns cupcakes que são espetaculares e que foram devidamente “traçados” no nosso carro.

Passamos pela Lincoln Road  (com a sua grama natural) e …

…  fomos realizar um sonho antigo.

Comer no Joe’s Stone Crab.

O restaurante é super famoso por oferecer vários produtos com as galinhas do mangue (os tais mangrove’s chicken do título do post), os caranguejos e o carro-chefe são as enormes patinhas das “figuras” (verifiquem no site o período em que elas são oferecidas, pois são bastantes sazonais).

Curioso, eles as servem frias e com dois molhos, sendo um de azeite e o outro, um tipo de rosé.

Na verdade, levamos um grande susto já que chegamos lá as 14:15 e o maitre nos disse que o serviço tinha “acabado de acabar”. Mas ao mesmo tempo, informou que o Take Away funciona o dia inteiro e ao lado dali.

Batata! Fomos lá e nos esbaldamos.

Pedimos patinhas em profusão, a famosa batata-purê assada e crocante , uma saladona e 2 copos dum Chardonnay do Mondavi.

Comemos lá mesmo (é quase uma lanchonetona bacana). Ô vida boa! Taí um lugar pra voltar várias vezes.    

          

Depois disso, mais um pouquinho de compras. E desta vez, uma trifeta: Bed Bath & BeyondTarget and Best Buy.

Só sobrou ir jantar no Michy’s, um restaurante da chef Michelle  Bernstein que fica num lugar isolado (6927, Biscayne Boulevard) e é bem doidão.  

Parentesis pros nossos atrasos: caprichamos nesta viagem. Não conseguimos chegar no horário em nenhum compromisso! rs 
O ambiente é muito interessante. Pessoas habituées e descoladas estavam misturadas a curiosos como nós.

A decoração também é um pouco modernosa, uma vez que o salão é retangular (parece uma grande garagem) e tem várias coisas com motivos florais, inclusive as cadeiras.

A Dé logo se interessou pelo Gaspacho Branco, uma combinação muito interessante de tomates, pepinos, pistaches e etc. (não precisa nem dizer que o ambiente era escuro. A lanterninha fez falta, viu sócios?)

Eu fui coerente e pedi uma das especialidades dos mares da Flórida: uma coxa de pato frita com um chutney docinho. Maravilhoso.

Tomamos 2 taças dum branquinho ianque e escolhemos os principais. A Dé foi de simples gnocchi com bastante molho vermelho e uma cobertura de queijo fontina gratinado. Bom, mas não tão leve quanto o garçom havia proclamado.

Eu experimentei um ótimo Chupe de Mariscos, uma bouillabasse floridense com muitos frutos do mar, um tempero apimentado e muito saboroso.

A experiência quase esotérica de se comer no Michy’s foi muito boa.

Pronto! Findo mais um dia de compras e boas refeições.

Hasta la vista (e no cartão), baby!

.


É só inserir o seu email, clicar no botão "Seguir" e a cada novo post publicado aqui, você receberá uma mensagem com o link. É fácil, qualquer criança brinca, qualquer criança se diverte! :)

Junte-se a 656 outros seguidores

Posts recentes

Comentários

Blog Stats

  • 1.435.617 hits
janeiro 2020
S T Q Q S S D
« dez    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

Arquivos

Atualizações Twitter