Posts Tagged 'marcel deiss'

dcpv – jour quatre – frança – alsácia – eu prefiro mesmo as curvas das estradas alsacianas.

14/12/2019 (vivido em 07/12/2018)

Jour quatre – França – Alsácia – Eu prefiro mesmo as curvas das estradas alsacianas.

É, bem que eu tentei conhecer as cidadezinhas que compõe a região de vinho da Alsácia num só dia.

Claro que foi impossível, já que é muito difícil vê-las tão rapidamente.

Cada uma tem a sua particularidade e são tão bonitinhas, …

… que fica impossível correr.

Acabei, então, sacrificando uma reserva que tínhamos no restô do Villa Lalique (mesmo porque menu degustação cansa! 😄)…

… pra conhecer as que não conseguimos ver e rever as que gostamos mais.

No caso, Riquewihr (e com homenagem especial à Marcie).

Mas vamos começar pelo princípio. 😄

Acordamos cedo, …

… tomamos um cafezão próximo do hotel …

… e zarpamos pro Chateau Haut Koenigsbourg.

Ele fica a quase uma hora de Strasbourg …

… e é uma mini cidade.

E muito interessante.

É uma fortaleza bem situada em cima duma montanha …

… e tem tantos detalhes …

… e é tão grande …

… que você precisará de pelo menos umas três horas …

… pra conhecer uma parte das suas atrações.

O bom é que tem que seguir um circuito …

… o que torna tudo muito fácil,…

… até de ser entendido.

Segue o mais que obrigatório fotoblog:

Como tínhamos que ir pra Riquewihr, …

… optamos pelo drive thru …

…e retornamos pra cidade que achamos mais bonita até agora.

Antes e como fica pertíssimo, …

… passamos pela sua prima Unawihr que é minúscula …

… mas nos proporciona chegar a Riquewihr pela parte de cima, …

… ou seja, totalmente não turística e …

… com estradas no meio das videiras.

Na verdade, tínhamos visto Riquewihr (este nome é bem legal, né?) somente a noite, …

… com a iluminação especial de Natal …

… mas deu pra perceber que ela é imperdível.

Fazendo uma comparação, ela é quase uma San Gimignano alsaciana.

Tem somente uma rua principal e é toda cheia de charme.

Cada detalhe te faz prestar atenção no local …

… e tirar um montão de fotos bacanas.

E as vielas transversais …

… também são dignas de cenários cinematográficos.

Ah, o mercado Natal tem bancas …

… com produtores locais …

… e é claro que aproveitamos pra comprar uns queijinhos saborizados.

Como estaríamos por lá na hora do almoço, …

… aproveitei pra fazer uma reserva no Brendelstub.

Ele é o segundo restô do chef Jean-Luc Brendel.

A intenção é fazer uma cozinha mais leve e mais barata do que o restaurante estrelado dele …

… com um jeitão medieval …

… e ele cumpre facilmente esta promessa.

A Dé pediu gnocchi de espinafre como entrada …

… e uma torta, que na verdade era uma pizza fina de munster, que nada mais é do que o queijo mais famoso da Alsacia.

Eu fui do menu do dia que constava duma degustação da tal pizza …

… e dois tremendos nacos dum presunto muito bem cozido com uma batata perfeita!

Tomamos um Cremant pra começar …

… e, óbvio, Riesling do Marcel Deiss pra terminar.

Saímos meio que correndo (que novidade!) …

… já que a programação era intensa.

Próxima parada: Maison Trimbach, …

… um dos produtores mais famosos dos famosos vinhos alsacianos.

Experimentamos um Riesling espetacular (sempre eles) e fizemos a importação pra grande FV.

Caraca, como os vinhos Alsacianos são baratos!

Perto dali fica o centro de Ribeauvillé …

… mais uma cidadezinha muito bonita, …

… charmosa …

… e elegante.

O tempo urgia (não nos esqueçamos que anoitece por volta das 16:30) …

… e partimos pra próxima parada.

Vinhos! Brancos! Domaine Marcel Deiss.

Experimentamos mais alguns “biancowgen”, …

… no caso eles são especialistas em fazer assemblages …

… e nos apaixonamos por um mais redondo e sem aqueles nuances adocicados que uma boa parte dos brancos alsacianos apresentam.

Certamente aumentamos o nosso déficit da balança comercial. 😂

E, mais uma vez, como estávamos bem perto, fomos conhecer mais uma daquelas cidadezinhas charmosas.

Bergheim é a tal.

A cidade é bem diferente das demais …

… por ser um pouco mais rústica e menos cenográfica.

E pra combinar com este clima, estava rolando um Mercado de Natal Medieval …

… com tudo o que é tipo de produto e comida …

… além de fogueiras das mais diferentes espécies …

… e, pasmem, até passeios de pôneis. Demais.

Bom, já estava escuro pra caramba …

… e apesar de ainda ter mais algumas cidades pra conhecer, optamos por voltar pro hotel.

É, estávamos bem cansados!

Tanto que em vez de sair (tudo bem que estava chovendo bem forte) optamos por comer no bar do Sofitel e, tomando, pra variar um pouco, uns Puillys.

A Dé escolheu um prato típico da região, um omeletê!

E eu fui mais radical e alsaciano! Pedi um hamburguê com batatá frrrrritá!

Tudo “absolument délicieux”!

Só nos restou subir os quatro andares que nos separavam da nossa querida caminha.

Au revoir!

Veja os outros dias desta viagem:
jour Un – França – Alsácia – O primeiro chucrute e o primeiro riesling alsaciano a gente nunca esquece. Ainda mais passando pela Champagne.
jour Deux – França – Alsácia – A verdadeira Disney.
jour Trois – França – Alsácia – Andando e conhecendo a Strasbourg roots.

.


É só inserir o seu email, clicar no botão "Seguir" e a cada novo post publicado aqui, você receberá uma mensagem com o link. É fácil, qualquer criança brinca, qualquer criança se diverte! :)

Junte-se a 656 outros seguidores

Posts recentes

Comentários

Blog Stats

  • 1.435.629 hits
janeiro 2020
S T Q Q S S D
« dez    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

Arquivos

Atualizações Twitter