Posts Tagged 'molise'

dcpv – é molise e basilicata?

número 422
23/06/2015

É Molise e Basilicata?

Você já ouviu falar destas regiões italianas?

Pois elas ficam ao Sul da Itália e são lugares que “parecem ter parado no tempo. Nos vilarejos de pescadores a beira-mar ou nas aldeias cravadas nas montanhas, os moradores de Molise e Basilicata jogam conversa fora ou simplesmente apoiam-se nas janelas para apreciar a vida que segue seu curso lento e tranquilo”.

Tudo isso (e mais as receitas desta noite) foram tirados do livro Coleção Folha Cozinhas da Itália.

Não tem como não se apaixonar e ao mesmo tempo, sonhar em como seria conhecer este ritmo de vida tão intenso! 🙂

Vamos lá.

Entrada – Cappelle di funghi al forno.

Estes cogumelos ao forno são bem charmosos.

Para fazê-los, basta limpar bem 12 cogumelos grandes (Portobello ou Shitake), destacando os cabinhos.

Pique estes cabinhos e misture-os com 2 colheres de sopa de salsinha picada, 2 dentes de alho socados, 1 colher de sopa de farinha de rosca, 2 colheres de sopa de parmesão ralado e sal e pimenta a gosto.

Recheie o chapéu dos cogumelos com esta mistura e reserve.

Corte 6 batatas descascadas em fatias finas e espalhe-as no fundo de um refratário untado com azeite.

Regue as fatias de batata com um fio de azeite e disponha os cogumelos recheados sobre elas.

Distribua pedacinhos de manteiga sobre cada cogumelo e leve ao forno preaquecido a 180°C por 30 minutos ou até dourarem.

Resultou num prato com os cogumelos muito saborosos e as batatas bem crocantes.

Pra melhorar, tomamos um vinho branco, o Pinot Grigio Vitis Castellargo 2013, que foi “pulo do gato, larguíssimo, ponta grossa, grandino”.

Principal – Polenta al ragú di salsiccia.

Esta foi covardia, já que a Dé é uma polentóloga militante.

O ragu, o molho desta polenta é imperdível.

Pra fazê-lo, basta ferver 2 linguiças suínas num pouco de água, escorra e pique-as, retirando a pele.

Aqueça duas colheres de sopa de azeite e refogue 1 talo de salsão picadinho, 1 cenoura ralada e 1 cebola picadinha até dourarem.

Junte a linguiça e regue com 4 colheres de sopa de vinho tinto. Depois que o álcool evaporar, acrescente 2 latas de tomate pelado.

Cozinhe por 20 minutos, regando com água sempre que o molho secar (eu usei um bom caldo de legumes).

Enquanto isso, faça a polenta de acordo com a embalagem.

Sirva regada com o molho bem quente.

Estava tão boa que todos comemos (Dé inclusa) pelo menos duas vezes!! 🙂

Ainda mais harmonizando com o vinho tinto italiano, o Barbera D’Asti Castelvero 2012 que foi “paixão, veríssimo, vulu, paisano”, segundo nós mesmos.

Sobremesa – Torta al limone.

Este bolo (cuidado que torta em italiano significa bolo) de limão é muito peculiar.

Para fazê-lo, bata 4 claras em neve bem firme. Depois, bata as 4 gemas com 100g de açúcar manualmente até ficar bem espumoso. Acrescente 150g de farinha de trigo, 150g de fécula de batata, 150g de manteiga derretida, baunilha a gosto e 1 colher de sopa de fermento em pó.

Incorpore raspas e suco de 1 limão siciliano e adicione um copo de licor de cereja, 1 pitada de sal e as claras em neve. Despeje a massa numa forma de aro removível com 20cm de diâmetro untada com manteiga e enfarinhada.

Asse em forno preaquecido a 180°C por 30 minutos, até que fique ligeiramente dourado.

Olha, não sei se foi a fécula ou não, mas o bolo ficou muito bom e diferente.

Eis a opinião dos, nesta hora, bem molises:
Molise e Basilicata? Onde ficam? Mas a comida é muito boa! (Edu)
Troppo grandíssimo o jantar! (Mingao)
Cosa che qui? Uno espetacolo! (Deo)

Realmente a Itália é uma caixinha de surpresas.
“Molise, desconhecida até mesmo por alguns italianos, é uma das menores regiões da Itália, tendo sido desmembrada de Abruzzo apenas em 1963”.

“Outro destino ainda fora dos principais roteiros turísticos é a montanhosa e pacata Basilicata, cuja capital é Potenza. Na região, que tem em media apenas 58 habitantes por quilometro quadrado, é bastante comum percorrer horas de estrada sem encontrar uma única pessoa”.

É, nós precisamos ir pra lá!.

Arrivederci.

.

 

 

dcpv – molise e basilicata. já ouviu falar?

número 331
02/10/12

Molise e Basilicata. Já ouviu falar?

Molise e Basilicata são as duas menores regiões do Sul da Itália. Elas parecem ter parado no tempo.

DSC09611

Nos vilarejos de pescadores à beira-mar ou nas aldeias cravadas em montanhas, os moradores jogam conversa fora ou simplesmente apóiam-se nas janelas para apreciar a vida que segue seu curso lento e tranquilo.

DSC09704

Esta é a introdução interessante do livro sobre a culinária desta regiões peculiares, o fascículo 19 da Coleção Folha Cozinhas da Itália.

DSC09608

Quanto mais eu pesquiso sobre os italianos, mais acho interessante todo o material desta coleção. Neste caso, estas pequenas regiões pouco exploradas pelo turismo mostram o quanto absorveram dos seus grandes e conhecidos vizinhos, a Puglia e a Campanha.

DSC09653

Nas despensas destes lugares encontramos berinjela vermelha de Rotonda, o queijo burrico, o famoso Caciocavallo, o feijão de Sarconi, a lingüiça Lucanica, a carne-seca de ovelha Misischia, o queijo pecorino di Filiano, a salsiccia, mais conhecida como lingüiça di Pietracatella, o queijo Scamorza, a sopressata Lucana e o manjado Peperoncino, a nossa pimenta vermelha.

DSC09634

Ou seja, um montão de ótimos ingredientes que nunca ouvimos falar, e pior, jamais experimentaremos.

DSC09663

Vamos lá, portanto, saborear a comida simples, campestre e de ingredientes de Molise e Basilicata.

DSC09657

Bebidinha – Spritz Aperol

Se você nunca experimentou, experimente.

DSC09666

É um drinque refrescante e viciante. Basta misturar uma parte de H2O Limão, 2 de Aperol (se não encontrar, use algum bitter com Cynar, Campari, Cinzano, etc) e 3 de Prossecco.

DSC09669

Entrada – Insalata di cipolle caramellate e rucola e Peperonata.

Pra esta salada de cebolas carameladas e rúcula, corte 2 fatias de pão italiano em cubinhos, regue com azeite e toste na frigideira. Deixe esfriar.
Descasque e corte 4 cebolas roxas em gomos finos.

DSC09631

Aqueça 3 colheres de sopa de azeite, adicione os gomos de cebola e pulverize com 2 colheres de sopa de açúcar. Tampe a panela e cozinhe em fogo baixo por 30 minutos, mexendo de vez em quando, até a cebola dourar uniformemente.

DSC09652

Junte um pouco de caldo de legumes, 1 colher de sopa de vinagre balsâmico e continue cozinhando até a cebola ficar macia.
Retire do fogo, tempere com sal e deixe amornar.

DSC09673

Enquanto isso, faça um vinagrete com 5 colheres de sopa de azeite, 1 e 1/2 de vinagre de vinho tinto e 1 de mostarda de Dijon. Misture tudo.

DSC09633

Monte, distribuindo nos pratos as folhas de rúcula, os cubos de pão, o vinagrete, a cebola caramelada e os tomates secos.

DSC09671

Sirva polvilhada com queijo pecorino ralado.

DSC09674

Já pra Peperonata, os pimentões refogados, limpe bem e corte-os em tiras.

DSC09613

Fatie cebolas e dentes de alho a gosto e refogue-os em azeite, juntamente com louro.

DSC09615

Assim que a cebola estiver transparente, acrescente os pimentões, tempere com sal e pimenta e cozinhe em fogo alto por 10 minutos, até que fiquem macios.

DSC09616

Agregue molho de tomate e cozinhe em fogo brando até reduzir e encorpar.

DSC09639

Servi os dois juntos formando uma entrada italianíssima e das boas.

DSC09679

Nos sentimos como um daqueles italianos das cidades do interior e tomamos um bom espumante, o Pinot Noir/Chardonnay Pongrácz que foi “animal, spritzado, mandelesco, aperolado” segundo os oriundi, nós mesmos.

DSC09678

Principal – Fusilli com farelo de pão e Legumes à Camponesa

Fusilli con la mollica. É assim que esta receita é chamada na Itália. E é um grande exemplo de boa comida feita com sobras.

DSC09684

Cozinhe 320g de fusilli em abundante água com sal até ficar bem al dente (conselho: tire um pouco antes).
Numa panela grande antiaderente, derreta 4 colheres de sopa de manteiga e junte 3 colheres de sopa de farinha de rosca (eu triturei um pão velho italiano na minha Bimby), misturando até tostar bem.

DSC09682

Salteie a massa na farinha rapidamente, coloque salsinha e tempere com sal e pimenta a gosto. Junte 40 de queijo pecorino ralado.

DSC09686

Já a Ciambotta, ou seja, os legumes, são feitos da seguinte maneira: lave 250g de berinjelas, fatie-as em rodelas de 1 cm e deixe-as em repouso por 1 hora numa peneira, polvilhadas com sal.

DSC09635

Corte 250 g de batatas, 250 de de tomates em cubinhos e 250g de pimentões vermelhos em tiras.

DSC09638

Frite a berinjela (seque-as bem) em azeite quente e deixe escorrer em papel absorvente.

DSC09640

No mesmo azeite, frite os cubinhos de batata, as tiras de pimentão e deixe escorrer também.

DSC09642DSC09648

Noutra panela, aqueça um fio de azeite e acrescente todos os ingredientes fritos, o tomate e um dente de alho.

DSC09661

Deixe cozinhar em fogo baixo por cerca de 20 minutos, até que os legumes estejam bem macios. Ajuste o sal e sirva.

DSC09688

É o que realmente podemos chamar de comfort food.

DSC09701

Anda mais acompanhado dum vinho tinto Crash Ribera del Quadiana que foi “HQ, Spirit, Dick Tracy, batidão“, segundo os Ninos, os italianinhos, nós mesmos..

DSC09696

Sobremesa – Dolce di noci

Este é realmente imperdível.

DSC09690

Pique bem 500g de nozes (observadores, também colocamos um pouco de amêndoas), junte 400g de açúcar, 2 ovos e misture bem.

DSC09622

Espalhe a massa com o rolo sobre uma superfície lisa até atingir 0,5 cm de espessura.

DSC09627

Corte em quadradinhos de 4 cm e disponha-os em assadeira forrada com papel-manteiga.

DSC09636

Enquanto isso, bata 1 clara em neve, junte suco de 1/2 limão e 2 colheres de sopa de açúcar.

DSC09625

Cubra os biscoitos com este glacê e leve ao forno pré-aquecido a 250ºC por cerca de 15 minutos ou até dourarem.

DSC09689

Sirva-os quentes (se bem que eles frios também são excepcionais).

DSC09697

Eis as opiniões dos bambinos:
Bisar é repetir a mesma sensação, o mesmo prazer. Estes biscoitinhos de nozes são brincadeira! (Edu)
Instant replay (duas vezes maravilhoso). (Mingão)
Espetáquila! (Deo)

DSC09681DSC09706

“As bucólicas e montanhosas regiões de Molise e Basilicata, no Sul da Itália, parecem ter parado no tempo com suas cidades pequenas e pouco populosas. As receitas remetem aos sabores deixados pelas avós italianas.”

DSC09693

É, precisamos conhecer estes lugares urgentemente.

DSC09708

Ciao.


É só inserir o seu email, clicar no botão "Seguir" e a cada novo post publicado aqui, você receberá uma mensagem com o link. É fácil, qualquer criança brinca, qualquer criança se diverte! :)

Junte-se a 637 outros seguidores

Blog Stats

  • 1,327,638 hits
abril 2017
S T Q Q S S D
« mar    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

Atualizações Twitter