Posts Tagged 'ny'

dcpv – dia eight – usa – conhecendo a periferia de ny.

08/02/2020 (bordeado em 18/01/2019)

Day Eight – USAConhecendo a periferia de NY.

Hoje seria praticamente o primeiro dia de turismo propriamente dito.

A feira de varejo, a NRF, acabou.

As visitas técnicas à lojas de supermercados também acabaram.

Ou seja, começaríamos a turistar.

O tempo estava bem broncolhaço.

Acordamos com neve caindo.

Fomos tomar um lauto café da manhã no Starbucks …

… e às 9:00 da matina, a guia Aline da Civitatis estava nos esperando.

Contratei um tour, o Contrastes de NY, em português, …

… pra conhecermos algumas regiões periféricas …

… e não muito turísticas da cidade.

Iniciamos passeando pela região oeste da cidade, indo em direção ao Bronx.

A primeira parada foi no belíssimo …

… estádio dos NY Yankees.

Pausa para fotos …

… e para verificar a quantas andava a neve.

Seguimos chegando na parte mais pesada …

… e a que estamos acostumados a ver nos cinemas.

Muita Street Art …

… e muitas histórias sobre gangs e assassinatos …

… nos foram contadas.

É claro que vimos aqueles lugares que ficaram marcados pelos filmes (remember Paul Newman), …

… mas também percebemos o quão culturalmente e …

… miscigenado o Bronx é.

Demos uma parada estratégica prum pipitstop …

… numa padoca uruguaia …

… e continuamos, indo pro Queens.

Passamos pelo estádio dos Mets, o Citi Field

… e pelo complexo de Flushing Meadows, …

… onde é realizado o US Open.

Ali ao lado fica o Corona Park, …

… onde o famoso Globo, …

… remanescente da feira mundial …

… fica e reina absoluto.

E antes de ficarmos um pouco congelados …

… vimos uma bairro muito bonito, o Malba, …

… com adoráveis mansões …

… e vistas muito bonitas …

… da ponte Whitestone …

… e da água e seus derivados.

Após etnias …

… e etnias diferentes, …

… chegamos ao hippado Brooklyn.

Mais especificamente a Williamsburg …

… que é um dos lugares mais cools da região.

Muitas lojinhas alternativas e bacanas, …

…. muitos restôs transados …

… e muita gente interessante (Elvis incluso).

Esta é a receita desta bairro pra dar tão certo.

Passamos pela bairro judeu …

… e fomos pro Dumbo (Down Under Manhattan Bridge Overpass), …

… tirar aquela foto obrigatória …

… da ponte de Manhattan.

Pedimos pra Aline nos deixar por lá mesmo, …

… pois queríamos fazer um tour particular por lojas transadas.

Iniciamos pela Space Ninety 8, uma filial da American Outfiters …

… que tem um montão de coisas bacanas pra vender.

Continuamos indo tomar um café especial …

… no Toby’s Coffee …

… e comer um bomboloni de salt caramelo.

Que lugar!

Em seguida, fomos visitar o Whole Foods de lá …

… que é imperdível.

Este vale mesmo o minifotoblog:

Próxima parada na Whisk, …

… uma loja onde você …

… encontra tudo para cozinha e cozinhar.

Passsamos na Toms, uma loja engajada que vende bons calçados …

… e na Apple, que por aqui, …

… como esperado, é bem alternativa …

…e com um design moderno.

Na sequência, a Mast

… se mostrou ser quase que …

… uma boutique de chocolates.

Finalizamos dando um pulo na Brooklyn Denin Co

… que não nos pareceu uma loja muito diferente das normais do setor.

Voltamos pro hotel, …

… fomos comer e beber …

… alguma coisa …

… no bar hippster do The Standard (seria uma premonição?).

Aproveitamos e também passamos na popup store …

… que comemora os 90 anos …

… do ratinho Mickey.

Eis outra experiência de compra muito bacana com, inclusive, produtos personalizados.

Voltamos pro hotel e fomos pra Times Square.

Sim, praquela muvuca colorida …

.. e muito impressionante.

Demos uma entrada…

… na loja conceito da Levi’s.

Ela é muito interessante …

… e tem um visual fantástico, …

,.. mas não encontramos nada que nos emocionasse.

Nos dirigimos pro teatro Nederland …

…onde assistiríamos ao musical Pretty Woman.

É claro que ele é baseado no filme homônimo, (não pode tirar fotos, mas encontrei estas no Santo Google) …

… e, de qualquer forma, são duas horas de muita diversão.

Uma pena não podermos ver a atuação da Julia e do Richard, os originais, …

… mas foi bastante interessante.

Só nos restou enfrentar o frio …

… e dormir o soninho dos justos, periféricos e musicados.

See U!

Veja os outros dias desta viagem:
day One – USA – New York, New York.
day Two – USA – Andando muito nas lojas diferenciadas de NY.
days Three and Four – USA – Varejando por NY.
days Five and Six – USA – Supermercadeando por NY, parte I.
day Seven – USA – Supermercadeando por NEY, a vinganca. Já ouviu falar do Vertical Horizon?

.

 

 

 

 

dcpv – ny – dia nine – despedida em alto estilo

19/10/2013

NY – Dia nine – Despedida em alto estilo.

A despedida diurna começou num formato que consagrou NY: um brunch.

DSC09401DSC09404

Havíamos reservado um (quer coisa mais novaiorquina?) no Asíate, o restaurante do afamado hotel Mandarin Oriental (esta dica foi dada pela Márcia Lube).

DSC09390

Chegamos e nós alojamos numa excelente mesa com vista pra rua e …

DSC09440

… melhor, pro Central Park.

DSC09439

Chamamos uma Billecart-Salmon (era a nossa despedida oficial) …

DSC09415

… e começaram a chegar a entradas.

DSC09414

Mais precisamente 4 delas e vieram num formato muito simpático, além de serem deliciosas.

DSC09408

Logo após, você tem que escolher 2 pratos quentes entre seis opções: a Lourdes optou por ravioli de abóbora e waffles de morango

DSC09418

… a Dé foi de salada com queijo de cabra e salmão

DSC09428

… o Eymard escolheu ovos mexidos e salmão, …

DSC09419

… enquanto que eu, decidi pelos mesmos ravioli da Lourdes e por filé mignon.

DSC09424

Mais uma vez a excelência de tudo foi a tônica.

DSC09425

Pra finalizar, a sobremesa comum a todos: um creme de abacaxi e uma torta de café e chocolate.

DSC09431

Ainda conseguimos dar um breve passeio pelo Central Park e pudemos babar no belo início do outono:

DSC09445

DSC09446

DSC09447

DSC09448

DSC09451

DSC09453

DSC09456

DSC09461

DSC09462

DSC09464

DSC09479

DSC09480

DSC09482

DSC09486

DSC09489

Olha, foi um adeus, ou melhor, um até breve daqueles.

DSC09459DSC09458

Goodbye NY.

Leia sobre os outros dias desta viagem:
Dia one – New York, niu iorque.
New York – Dia two – Eeeeeéééé touchdown.
NY – Dia three – Linha alta; High Line. E Fiiiiiiiiiiiiígaro.

NY – Dia four – O rei MoMA.
NY – Dia five – Compras, trufas e mais trufas.
NY – Dia six – Mais uma bola de três.
NY – Dia seven – Per che, Per Se.
NY – Dia eight – A mim, a ti, A Voce.

.

dcpv – ny – dia eight – a mim, a ti, a voce.

18/10/2013

NY – Dia eight – A mim, a ti, A Voce.

Mais um dia eclético.

DSC09210

Fizemos compras, turistamos e até andamos de Pedicab.

DSC09218

Vamos começar pelo princípio.

DSC09220

Tomamos um bom café da manhã no Obikà, do Trump Tower.

DSC09211

De lá, descemos pra passear a pé por NY.

DSC09213

A intenção seria ir no sentido de downtown e almoçar na Grand Central Station.

DSC09253

Só que enquanto isso, aproveitamos pra conhecer a Biblioteca Municipal, que é bastante antiga e lindíssima.

DSC09221

Demos uma boa olhada em  tudo …

DSC09234

… e percebemos o valor que o americano dá pra informação (vide o xará Snowden).

DSC09226

Aproveitamos que estávamos próximos e almoçamos no Grand Central Oyster Bar .

DSC09259

Inicialmente, encontramos com a prima do Eymard, a Maria e aí fomos comer.

DSC09269

O lugar é muito tradicional …

DSC09254

… e tem bastante história.

DSC09277

Apesar que a comida nos pareceu um tanto quanto meia-boca.

DSC09270

É claro que iniciamos pedindo um grande pratos de ostras (ótimas)…

DSC09266

… e uma entrada de camarões pra Dé, que não aprecia muito as bivalves.

DSC09267

Acompanhamos tudo com um Sancerrrrrrre Fournier 2011 que não estava a altura das ostras.

DSC09264

O problema apareceu quando resolvemos escolher os principais.

DSC09262

Pedimos vários tipos de peixes, mas todos pareciam variação do mesmo tema. Sempre um peixe com o acompanhamento de brócolis/batatas/cenouras.

DSC09272

Ou seja, não existia a mínima imaginação e o gosto de tudo parecia um pouco pasteurizado.

DSC09274

Conversamos bastante e nos despedimos da prima do Eymard.

DSC09281

O nosso próximo destino seria o museu da Matemática, uma dica da Drix, que caiu como uma luva no nosso programa.

DSC09286

Descemos toda a Madison Ave e na altura da 26th, chegamos.

DSC09285

E foi uma grata surpresa.

DSC09288

O museu é iterativo …

DSC09301

… e você aproveita cada uma das experiências que lá são mostradas.

DSC09305

Inclusive, andar numa bicicleta com rodas quadradas.

DSC09295DSC09291DSC09300DSC09294

Logo depois da visita, mais uma vez aproveitamos a proximidade pra curtir mais uma happy hour na Eataly (que sex shop!!).

DSC09310

Espumante Ferrari, burratas e prosciuttos fizeram parte do menu.

DSC09314DSC09315

Resolvemos inovar e voltamos de pedicab pro hotel.

DSC09320

Pra variar, foi muito divertido.

DSC09324

O jantar seria no restaurante A Voce, um italiano decente e muvucado que fica no Time Warner.

DSC09333

E olha, certamente foi a segunda melhor refeição que fizemos nesta viagem.

DSC09364

Iniciamos pedindo um vinho branco californiano …

DSC09340

…dividindo entradas de atum …

DSC09347

… e uma burradita. Ambos perfeitos.

DSC09346

Como principais, todos optaram por massas com exceção da Dé que foi de bacalhau.

DSC09350

A Lourdes escolheu orecchiette de beterraba, …

DSC09352

… o Eymard, raviolis de lagosta, …

DSC09354

… e eu, polvólogo que sou, um gnocchi com molho do octopussy.

DSC09355

Como estávamos no embalo, tomamos mais um branco, um Chassignon Montrachet Les Champs-Gains que harmonizou perfeitamente com tudo.

DSC09357

Num arroubo, pedimos sobremesas. Uma, farofa de azeite de oliva com sorvete de manjericão, …

DSC09363

… e outra, uma torta de chocolate com sorvete de leite condensado.

DSC09360

Olha, foi realmente uma refeição memorável e digna da despedida noturna desta grande cidade.

DSC09365

Mesmo porque ainda haveria uma despedida diurna.

DSC09454

Bye.

Leia sobre os outros dias desta viagem:
Dia one – New York, niu iorque.
New York – Dia two – Eeeeeéééé touchdown.
NY – Dia three – Linha alta; High Line. E Fiiiiiiiiiiiiígaro.

NY – Dia four – O rei MoMA.
NY – Dia five – Compras, trufas e mais trufas.
NY – Dia six – Mais uma bola de três.
NY – Dia seven – Per che, Per Se.

.

dcpv – ny – dia seven – per che, per se.

18/10/2013

NY – Dia Seven – Per che, Per Se.

Mais um dia de compras e de refeições.

DSC09060

E desta vez, fomos de compras pra casa, na Bed Bath&Beyond.

DSC09074

Inclusive, realizei o sonho de ter a própria Ferrari, uma legítima Kitchen Aid vermelha.

DSC09670

Logo depois desta aventura shopaholic, nós preparamos pro que deveria ser a melhor refeição de toda a viagem.

DSC09177

E ela aconteceria no Per Se, o restaurante do estrelado chef Thomas Keller, que fica no complexo Time Warner.

DSC09168

Iniciamos com um pequeno problema técnico: o dress code do lugar indica que todo cliente tem que vestir paletó.

DSC09176

É claro que o Eymard e eu não estávamos com tal costume na hora do almoço, ainda mais depois de passarmos na BBB.

DSC09071

Tivemos que pegar as “jackets” emprestadas lá mesmo e até que não ficamos tão mal assim.

DSC09172

O restante foi admirar a vista do restaurante e curtir tudo.

DSC09084

A escolha do comida foi simples: todos fizemos o menu degustação do chef de 5 pratos, com exceção da Dé, que escolheu a mesma quantidade de pratos, só que do vegetariano (que novidade!).

DSC09120

Pra iniciar (e jogar o barco definitivamente nas pedras) chamamos uma Taitinger fresquíssima.

DSC09083

Antes dos pratos definidos nos menus, o chef nos enviou dois piccolos (por sinal, deliciosos).

DSC09089

O menu veggie da Dé foi composto de Caramelized Sunchoke Velouté, …

DSC09090DSC09092

Tuscan Kale Stuffed Peppers, …

DSC09101

Grilled Globe Artichokes, …

DSC09112

Roasted Butternut Squash Agnolotti

DSC09124

… e assortiment of desserts (na verdade, 3 sobremesas).

DSC09128DSC09136DSC09140

Pra nós (Lourdes, Eymard e eu) foram servidos Oysters and Pearls, …

DSC09090

Salad of Grilled Sunchokes, ….

DSC09102

Beets and Leeks, …

DSC09117

Snake River Farms Calotte de Boeuf

DSC09127

… e assortiment of desserts (mais 3 sobremesas).

DSC09130DSC09140DSC09150

Agora, pra você imaginar, pense que todos os pratos estavam muito mais gostosos do que o visual deles.

DSC09126

Ou seja, tudo foi absolutamente perfeito e na medida certa.

DSC09131

Tomamos uma garrafa dum vinho branco californiano e …

DSC09097DSC09098

… nos embasbacamos com os docinhos…

DSC09159

… e os chocolates que acompanhavam os cafés (vejam a expressão da Lourdes!).

DSC09153

Ou seja, foi certamente a melhor refeição (celebração?) que fizemos em toda a Big Apple.

DSC09162

Voltamos pro hotel, fomos fazer mais algumas comprinhas e nós preparamos pra encontrar a nossa sobrinha, a Carla (filha do Deo) junto com o Adriano, o marido dela que estavam, naquele momento, morando em NY.

DSC09070

E por incrível que pareça, encontramos casualmente com ela pela manhã no Central Park, quando estava passeando com os cachorros deles, o George e o Jambom.

DSC09069

Quanto ao jantar (que tínhamos marcado anteriormente) seria no Cafe Fiorello, um italiano próximo do Lincoln Center.

DSC09190

E tudo foi excelente, com exceção da comida que esteve bem fraquinha.
Inicialmente, pedimos um tinto do Langhe e uma tremenda burrata pra dividirmos.

DSC09193

Como principal, todos escolhemos a especialidade da casa, a Lasagna, que mais parecia uma pizza apastelada.

DSC09195

Gostosinha e só isso.

DSC09196

Como sobremesa, um Tiramisu; mais parecia um bolo de aniversário. 🙂

DSC09203

Resumo da ópera bufa: o lugar estava cheio, mas a comida deixou bastante a desejar.

DSC09192

De qualquer maneira, foi muito divertido, porque encontrar a Carla e o Adriano é sempre um tremendo prazer.

DSC09201

E além do mais, depois de comer no Per Se, tudo pareceria brincadeira de criança.

DSC09108

Bye.

Leia sobre os outros dias desta viagem:
Dia one – New York, niu iorque.
New York – Dia two – Eeeeeéééé touchdown.
NY – Dia three – Linha alta; High Line. E Fiiiiiiiiiiiiígaro.

NY – Dia four – O rei MoMA.
NY – Dia five – Compras, trufas e mais trufas.
NY – Dia six – Mais uma bola de três.

.

dcpv – ny – dia six – mais uma bola de três.

17/10/2013

Dia Six – NY – Mais uma bola de três.

Mais um dia de compras. Combinado com algum passeio, mas foi basicamente mais um dia de compras.

DSC08934

Resolvemos ir pra região do SoHo (South of Houston).

DSC08942

Tomamos um lauto café da manhã no hotel Mercer.

DSC08928

E fomos conhecer o bairro, que é bastante aprazível e tem uma cara de Vila Madá.

DSC08941

Compramos algumas coisas (Dean&DeLuca, Armani, Cole Haan) …

DSC08935

… e fomos almoçar num dos restaurantes do Mario Batali, o Casa Mono.

DSC08944

Ele é bem pequeno e tem uma comida baseada na espanhola.

DSC08971

Ou seja, tapeamos a vontade.

DSC08947

Pedimos polvo, …

DSC08953

croquetes de bacalhau, …

DSC08955

pão com tomate, …

DSC08960

batatas bravas, …

DSC08965

… peito de pato …

DSC08967

… e uma mancada, fígado de frango em forma de bruschetta, que não foi comido por ninguém (fígado não dá!! rs).

DSC08964

A comida agradou no geral, mas não foi o que podemos chamar de inesquecível.

DSC08962

Acompanhamos tudo com uma ruinzinha Cava Mono …

DSC08948

… e um vinho tinto espanhol Psi 2010, muito bom.

DSC08961

Voltamos de táxi para o hotel e ainda tivemos tempo de apoiar a mulherada numa compra de fundamental importância: mais sapatos. 🙂

DSC08977

Corremos um pouco porque o programa noturno seria ir até o Brooklyn pra ver o time de basquete da casa jogar.

DSC08981

Melhor, o jogo seria dos Brooklyn Nets contra o super-campeão Miami Heat.

DSC09001

Pra início de conversa, o ginásio, o Barcleys Center é de fechar o comércio.

DSC08991

Super-moderno, confortável, bonito; é o mínimo que podemos falar dele. É simplesmente prazeroso assistir a um jogo neste lugar.

DSC08994

Até a comida é aceitável e você passa 3 horas por ali se divertindo e entendendo o porque dos americanos gostarem tanto de esportes.

DSC08989

Segue um pequeno fotoblog com os melhores lances da partida (que por ser pré-temporada, podemos desculpar, já que foi dum nível técnico sofrível).

DSC08993

DSC08996

DSC09002

DSC09005

DSC09015

DSC09016

DSC09017

DSC09027

O resultado foi 86×62 para os Nets, numa jornada irreconhecível do Heat.

DSC09029

Como um upgrade, ainda tivemos vistas incríveis de Manhatan, tendo como referência o Brooklyn.

DSC09042

É New York, New York.

DSC09040

Bye.

Leia sobre os outros dias desta viagem:
Dia one – New York, niu iorque.
New York – Dia two – Eeeeeéééé touchdown.
NY – Dia three – Linha alta; High Line. E Fiiiiiiiiiiiiígaro.

NY – Dia four – O rei MoMA.
NY – Dia five – Compras, trufas e mais trufas.

.

dcpv – ny – dia five – compras, trufas e mais trufas.

16/10/2013

NY – Dia five  – Compras, trufas e mais trufas.

Tiramos estes dois dias pra praticar o esporte que consagrou os brazucas: comprar.

DSC08877

Fomos na Nike, na Bloomingdale’s, …

DSC08878

… na Victoria’s Secret e a muitos outros lugares.

DSC08895

Almoçamos no Le Train Bleu, restaurante da loja de deptos Bloomingdales. A comida foi Ok.

DSC08879

Especiais de frango e couscous pro Eymard e pra Lourdes, …

DSC08892

paillard de frango pra Dé …

DSC08888

… e moulles et frites para mim.

DSC08894

Tudo correto. apenas isso.

DSC08883

O acontecimento do dia seria no Eataly, o sex shop nova-iorquino. Faríamos uma aula/jantar sobre trufas.

DSC08902

E tudo começou assim: tivemos um pequeno frisson por conta do tempo de demora do trajeto do hotel até o Eataly.

DSC08899

Saímos com meia hora de adiantamento e conseguimos chegar com 10 minutos de atraso. A sala estava lotada e a organização era impecável.

DSC08903

Tudo se iniciou com explicações sobre o tubérculo dadas por um especialista, um produtor italiano (o que facilitou bastante a nossa compreensão, dado o inglês macarrônico dele).

DSC08906

Em seguida serviram o primeiro prato, bruschetta com ricota, abóbora, mel e trufa negra.

DSC08909

Era muito boa e foi acompanhada por um ótimo espumante italiano, o Contratto Millesimato Brut 2007.

DSC08908

Continuamos a conversa com algumas curiosidades sobre o mercado de trufas e mais um prato foi servido, a óbvia carne cruda con vinagrete al tartufo nero. Esta também estava muito boa e muito bem temperada.

DSC08911

A Dé comeu legumes empanados.

DSC08913

A harmonização foi feita com um vinho branco Pomino Marchesi Frescobaldi DOC 2012.

DSC08887

Era tempo de perguntas. E todas foram muito bem respondidas pelo especialista.

DSC08907

Enquanto isso, o prato que mais representa o movimento trufístico foi servido, um tagliatelle con burro ao tartufo, mais conhecido como tagliatelle com manteiga e trufa branca. Uma verdadeira pasta al dente que foi devorada por todos os presentes, inclusive nós.

DSC08917

Pra beber, nos serviram um vinho tinto do Langhe, um Nebbiolo Brandini DOC 2009. Frise-se que todos os vinhos eram excelentes.

DSC08923

Você pensa que acabou? Nananinaná. Terminamos tudo com um arrosto (eu disse arrosto!) com tartufo bianco, bietola e purê de verdura.
Os três pedaços de carne foram um certo exagero, mas ela estava deliciosa.

DSC08919

Já pra Dé (eles perguntaram quem não comia carne vermelha e ela prontamente levantou a mão) ofereceram Canelonni de cogumelos.

DSC08921

Olha, foi uma aula/jantar muito legal, bastante informativa e como não podíamos deixar de esperar, com uma comida de alto nível.
Recomendo bastante um evento deste tipo, caso você esteja passeando por esta maravilha que é o Eataly.

DSC08625

Ainda aproveitamos pra dar mais uma olhada na loja e compramos algumas coisinhas bastantes úteis.

DSC08619

Só nos restou, caçar literalmente um taxi, retornar pro hotel a tempo de tomarmos um Cremant gelado para relaxarmos um pouco mais.

DSC09043

New York, New York.

Leia sobre os outros dias desta viagem:
Dia one – New York, niu iorque.
New York – Dia two – Eeeeeéééé touchdown.
NY – Dia three – Linha alta; High Line. E Fiiiiiiiiiiiiígaro.

NY – Dia four – O rei MoMA.

.

dcpv – ny – dia four – o rei moma.

16/10/2013

NY – Dia four – O rei MoMA.

Mais um dia na Big Apple.

DSC08706

Mais um belo dia em NY.

DSC08705

Acordamos e fomos tomar café na Le Pain Quotidien.

DSC08702

E logo depois, rumamos pro Museu de Arte Moderna, o popular MoMA.

DSC08709

Não somos o que podemos considerar adoradores de arte moderna, mas neste caso, a exceção teria que ser feita.

DSC08712

Afinal de contas, o acervo todo deste museu é de deixar qualquer um de cabeça pra baixo.

DSC08728

Só a seção de design já valeria a visita.

DSC08732

Mas encontramos Warhol, …

DSC08730

Monet, …

DSC08754

Miró, …

DSC08755

… e muitos outros mais (e que outros).

DSC08752

Mais uma vez, vale o fotoblog:

DSC08713

DSC08719

DSC08717

DSC08726

DSC08727

DSC08729

DSC08731

DSC08734

DSC08740

DSC08742

As lojinhas do MoMA são espetaculares e te fazem comprar todo o tipo de tranqueira bacana e imprescindível pra sua vida.

DSC08762

Aproveitamos e fizemos uma reserva no restaurante do próprio museu, o The Modern.

DSC08764

E ele é moderno mesmo e bastante transado.

DSC08773

Funciona no esquema degustação (entrada, principal e sobremesa).

DSC08767DSC08768

E escolhemos os seguintes pratos como entrada: a Lourdes, bolas de foie gras.

DSC08778

A Dé, uma salada de verdes com bolas de queijo de cabra.

DSC08777

O Eymard e eu, sardinhas em escabeche.

DSC08775

Tudo muito bem temperado e com uma aparência incrível (parece mesmo comida de museu).

DSC08770

Continuamos com os principais: a Lourdes pediu carne, …

DSC08787

… a Dé e o Eymard, bacalhau com chouriço

DSC08790

… e eu, um peixe com ostras.

DSC08788

Mais uma vez, todos muito bons e fotogênicos.

DSC08792

Finalizamos com as sobremesas. Quatro diferentes …

DSC08799

… e variações de sorvetes,

DSC08801

… chocolates, crocantes e quetais.

DSC08802

Acompanhamos tudo com um vinho branco californiano, o Au Bon Climat.

DSC08781

Foi certamente um almoço memorável (grato, Lu Betenson pela dica).

DSC08796

Retornamos ao hotel …

DSC08805

… e rumamos pro West Side só pra dar um olhada em tudo e passear pela Zabar’s, …

DSC08808

… um mercado super tradicional e com a maior seção de queijos que já vimos.

DSC08806

Voltamos andando até o Time Warner, onde veríamos uma demonstração do grande chef Daniel Boulud, na loja da Williams-Sonoma.

DSC08823

Ele ensinou a fazer uma receita utilizando linguado …

DSC08822

… e aproveitou pra autografar os nossos livros.

DSC08828

Foi bem legal.

DSC08834

Continuamos andando pro hotel (tomamos um sorvete da GROM no caminho) ….

DSC08835

… e fomos nos preparar pro jantar, que seria no Betony, um restaurante bem próximo e que foi criado a partir duma dissidência do pessoal do famoso Eleven.

DSC08848

O ambiente é muito bonito e clássico.

DSC08870

Escolhemos duas pequenas entradas pra dividir. Uma era lobster roll, creme fraiche, salt and pepper

DSC08845

… e a outra, um curioso e saboroso bife de língua com foie gras e outras coisas.

DSC08846

O pão era delicioso e quentinho.

DSC08840

Como principais, a Lourdes escolheu Sheeps Milk Ravioli, mostarda mint and eggplant, …

DSC08860

… a Dé, Roasted Chicken, chanterelles, black radish

DSC08861

… e o Eymard e eu, Seared brookl trout, rainbow chard and wild rice.

DSC08864

Todos muito bons. Tomamos dois vinhos brancos; um Poully Fousse e um esloveno (!,,!).

DSC08842DSC08857

Obviamente pulamos as sobremesas e pagamos a conta felizes e satisfeitos por termos descoberto um restaurante tão bacana.

DSC08858

É a gigante e gastronômica NY pulsando.

DSC08869

Goodbye.

Leia sobre os outros dias desta viagem:
Dia one – New York, niu iorque.
New York – Dia two – Eeeeeéééé touchdown.
NY – Dia three – Linha alta; High Line. E Fiiiiiiiiiiiiígaro.

.

dcpv – ny – dia three – linha alta; high line. e fiiiiiiiiiiiiígaro.

15/10/2013

NY – Dia threeLinha alta; High Line. E Fiiiiiiiiiiiiiígaro.

Acordamos meio que não sabendo exatamente o que fazer.

DSC08522

Até que o Eymard indicou pra tomarmos café no hotel Standard.

DSC08514

Ele é bem diferentão, hyppado e fica no Meatpacking (perto do The High Line).

DSC08519

Depois dali, aproveitamos pra andar pela vizinhança e fomos conhecer o Chelsea Market.

DSC08524

Uau, que lugar.

DSC08528

Pode pensar em qualquer coisa excelente na área gastronômica que você encontrará por lá.

DSC08531

Este vale o fotoblog:

DSC08526

DSC08530

DSC08532

DSC08534

DSC08540

DSC08544

DSC08547

DSC08549

DSC08550

Saímos e entramos no High Line.

DSC08557

Pra quem não conhece, é um parque suspenso que foi construído sobre uma linha de trem elevada que estava desativada.

DSC08577

É muito legal, pois você anda por sobre a cidade, …

DSC08581

… cruzando ruas …

DSC08589

… margeando edifícios (ah, o voyerismo)…

DSC08559

… e ao mesmo tempo, tendo uma vegetação exuberante ao seu lado.

DSC08565

Enfim, é uma grande idéia (não, não acredito que dê pra fazer alguma coisa parecida no nosso Minhocão).

DSC08582

Vale mais um mini-fotoblog.

DSC08560

DSC08561

DSC08562

DSC08568

DSC08575

DSC08584

DSC08588

Saímos do The High Line na 32 (como se anda por aqui!) e passamos pela região atacadista de flores:

DSC08598

DSC08599

DSC08603

DSC08604

Mais um pouquinho e …

DSC08596

… chegamos em outra maravilha nova-iorquina, o Eataly (este nome/trocadilho é sensacional, né?).

DSC08616DSC08625

Esta loja italiana de alta gastronomia propicia compras incríveis e melhor, comidas irresistíveis.

DSC08623DSC08624

É claro que sentamos no balcão da seção de frios …

DSC08619

… e pedimos mozzarella di búfala, …

DSC08635

… salumi, …

DSC08638

… saladas, …

DSC08634

… formaggi, …

DSC08637

… e azeitonas, …

DSC08640

… além dum espumante Ferrari Brut bem geladinho.

DSC08627

Pegamos um taxi, voltamos pro hotel e fomos nos concentrar pra Ópera.

DSC08646

Iríamos ao MetOpera pra assistir ao espetáculo Norma.

DSC08651

Olha, a experiência é inesquecível.

DSC08652

Além da arquitetura externa …

DSC08654

… e da interna …

DSC08660

… o MetOpera é especial e borbulhante.

DSC08669

Uma pena não podemos tirar muitas fotos, mas ficou a sensação de que este mundo operístico tem que ser melhor explorado por nós.

DSC08670

E tem mais, a Sondra Radvanovsky, a solista, canta demais.

DSC08682

Dali, aproveitamos pra fazer uma boquinha no Bar Bouloud. Ele fica bem na frente do Met.

DSC08685

E é a casa mais tranquila do conglomerado Boulud.

DSC08699

Devido ao adiantado da hora, fomos frugais nos pedidos. Sopas de abóbora pra Lourdes, …

DSC08694

… de beterraba pra Dé …

DSC08695

… e hambúrgueres gourmets (afinal de contas, tem a grife Boulud) pra mim e pro Eymard, com as batatinhas mais crocantes que eu já comi.

DSC08696

Tudo isso acompanhado por um vinho tinto Côte du Rhône muito bom, o L’Elementaire.

DSC08691DSC08688

Bom, foi isso! Podemos classificar este dia como 5 estrelas. Chelsea Market, …

DSC08538

… High Line, …

DSC08583

… Eataly …

DSC08618

… e Ópera. Todos espetaculares! Bravo!

DSC08664

Bye.

Leia sobre os outros dias desta viagem:
Dia one – New York, niu iorque.
New York – Dia two – Eeeeeéééé touchdown.

.

dcpv – eataly/NY – a família esteve por lá

final de fevereiro/2011

Eataly/NY A Família esteve por lá.

Como todos vocês já sabem, somos fãs incondicionais do sex shop Eataly. Conhecemos o de Turim e o de Milão.

Desta vez, os nossos correspondentes oficiais, a Re e o Hugo, foram ao Eataly New York e ficaram apaixonados por absolutamente tudo. Inclusive, fizeram um almoço no Manzo, um dos n restaurantes que existem por lá. Leia o relato dela (com os devidos comentários do Hugo):

Chegamos ao Manzo no horário marcado, 13h30, depois de descermos a pé desde o Central Park (mais ou menos da 59 até a 23), ou seja estavamos preparados e com fome!
Chegamos e entramos no espaço da Eataly. O restaurante escolhido, o Manzo, se localizava na parte de trás, à esquerda. Sem problemas, fomos para a mesa.

Logo de cara pedimos dois vinhos (bom na verdade, a pedidos do Hugo, eu pedi os dois vinhos). O meu era um Montepulciano, muito bom por sinal, o outro eu realmente não lembro o nome, só que era um Cabernet também muito bom e um pouco mais suave.

As entradas: pra mim Mozzarela di bufala Campana with fetunta. Uma delícia!!! Bem cremosa, com um pão delicioso e um azeite maravilhoso.

Pro Hugo, Carpaccio of Tenderloin with shaved parmigiano, lardo & olio Toscano. Segundo ele, “o carpaccio estava sensacional, derretendo na boca, entrada um pouco viking, mas uma boa pedida pros amantes da carne.”

Pro prato principal, Agnolotti del plin with brown butter & parmigiano, uma delícia, massa no ponto e sem intenção alguma, casou perfeitamente com o meu vinho. Ainda não sei do que se trata o agnolotti (e por sinal não sei até hoje, pq me recuso a saber uma coisa que eu não se vou gostar ahahahhaha).

O outro prato foi o Ribeye with potatoes, brodo & gorgonzola, que o Hugo achou uma delícia. A carne estava muito boa e fez um casamento perfeito com a batata souflé.

Já para a sobremesa dividimos um Limoncello torta – lemon liqueur cake with  yogurt  and cranberryEra uma delicía e até mesmo o Hugo, que não gosta de sobremesa, ficou com aquele gostinho de quero mais. Não era muito doce e por isso ele gostou, mas tinha açúcar o suficiente, que foi o que eu gostei. Então foi mais uma combinação perfeita!

Nota Gerais (sim, nossas notas foram iguais pra todos os pratos):

Entrada – 9.5
Prato Principal –9
Sobremesa – 10

Ou seja, é um restaurante super recomendado pra quem quiser ir.
E como bônus ainda fomos lá dois dias depois pra tomar sorvete, já que estavamos morrendo de vontade, já que no dia, depois de toda essa comida, não deu pra comer. Eu experimentei um de giandiua, o Hugo um de framboesa e banana;  todos os  sabores são sensacionais.


                    

Então, ir ao Eataly é uma boa pedida pra quem não quer almoçar e só passar pra conhecer em alguma tarde, ou mesmo pra quem quer almoçar e não quer perder muito tempo ou gastar um pouco a mais. Existem as outras opções de restaurantes rápidos dentro do Eataly, como La Piazza, onde dá pra comer queijos e embutidos e ainda tomar um ótimo vinho da adega, ou mesmo Le Verdure que tem o foco em vegetais e  nas suas preparações.
Enfim tem pra todo gosto.

PS – Puxa, não é que a nossa “filhinha” e o namorado estão pegando gosto pela boa gastronomia?
Que venham mais posts deste nível. A família agradece.

.

dcpv – da cachaça pro vinho – ny – benoit de alain ducasse

ny
25/06/08

dcpv – Benoit do Ducasse 

Todo mundo conhece (ou ouviu falar) de Alain Ducasse. Big-chef francês, andou se aventurando por NY com relativo fracasso, mais por cisma dos americanos do que qualquer outra coisa! Montou restaurantes (Mix, ADNY) que não vingaram e foram considerados caros demais pelo que ofereciam.

Ele abriu recentemente o Adour ( no hotel St Regis) que é bem afrescalhado e como contra-ponto, o Benoit, um bistrô numa região turística (e talvez por isso, críticos torceram o nariz pra sua comida), na West 55th, 60, numa linha do que podemos chamar de um restaurante não formal, mas com uma gastronomia diferenciada .

Já saí daqui com o jantar reservado pelo Open Table pra mim e pra Dé (a Re foi ver musicais, pra variar) com uma referência através do belo post que a Alexandra Forbes fez lá no Boa Vida e onde dizia que o frango assado era imperdível.
Fomos caminhando (como é normal em NY) do hotel até o bistrô (são 10 quadras) e chegamos no horário, 20:30 hs.
O restaurante estava cheio e fomos acomodados rapidamente . Como é bom o 1º mundo e o seu sistema de reservas que funciona. Quando será que teremos esta “revolução” por aqui?
O menu prometia: olhamos, pesquisamos e acabamos escolhendo  o …. frango assado.

Sim, senhores. Um frangão “de padoca” (ou melhor, de boulangerie) assado com muitas ervas e com um charme: ele é mostrado pra você antes de ir ao forno!
Ideia excelente e ouso dizer que 90 % dos presentes optaram por este prato tal a quantidade de galináceos que estavam sendo comidos por todos os lugares.

Enquanto o “penoso” estava torrando, pedimos o nosso Poully Fumme Le Cris 2006 e começamos a conversar quando a garçonete, a Lua, uma capoeirista brasileira se apresentou.
Não precisa nem dizer que trocamos um monte de informações com ela que é bastante simpática e atenciosa.

Logo depois, chegou o frangaço. Ou melhor, o Roasted Chicken with Garlic, cloves pomme pure.
Fica mais bonito assim mas numa tradução livre seria: frango assado com batatinhas palito fininhas e super crocantes.

Poxa, é de comer até o osso de tão bem assado que estava. E é claro que eu comi pois sou maluco por ossos de frango bem “sequinhos”!
Esta é a verdadeira comfort food! Muito crocante e com os alhos assados que acompanhavam em ponto de purê. Uma delícia !

Ainda ganhamos (com a ajuda da Lua) dois copinhos de um late harvest pra fazer a digestão.

Uma grande noite nova-iorquina.
Voltamos andando e sonhamos com os anjinhos tendo a bela visão noturna da Times Square!

Bye !

PS – O Benoit foi recentemente espinafrado por críticos americanos (no NYT e no Paladar).
Continuo com a minha opinião. Ele é muito bom!

.


É só inserir o seu email, clicar no botão "Seguir" e a cada novo post publicado aqui, você receberá uma mensagem com o link. É fácil, qualquer criança brinca, qualquer criança se diverte! :)

Junte-se aos outros seguidores de 654

Comentários

Blog Stats

  • 1.448.714 hits
julho 2020
S T Q Q S S D
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

Arquivos

Atualizações Twitter