Posts Tagged 'obiká'

dcpv – ny – dia eight – a mim, a ti, a voce.

18/10/2013

NY – Dia eight – A mim, a ti, A Voce.

Mais um dia eclético.

DSC09210

Fizemos compras, turistamos e até andamos de Pedicab.

DSC09218

Vamos começar pelo princípio.

DSC09220

Tomamos um bom café da manhã no Obikà, do Trump Tower.

DSC09211

De lá, descemos pra passear a pé por NY.

DSC09213

A intenção seria ir no sentido de downtown e almoçar na Grand Central Station.

DSC09253

Só que enquanto isso, aproveitamos pra conhecer a Biblioteca Municipal, que é bastante antiga e lindíssima.

DSC09221

Demos uma boa olhada em  tudo …

DSC09234

… e percebemos o valor que o americano dá pra informação (vide o xará Snowden).

DSC09226

Aproveitamos que estávamos próximos e almoçamos no Grand Central Oyster Bar .

DSC09259

Inicialmente, encontramos com a prima do Eymard, a Maria e aí fomos comer.

DSC09269

O lugar é muito tradicional …

DSC09254

… e tem bastante história.

DSC09277

Apesar que a comida nos pareceu um tanto quanto meia-boca.

DSC09270

É claro que iniciamos pedindo um grande pratos de ostras (ótimas)…

DSC09266

… e uma entrada de camarões pra Dé, que não aprecia muito as bivalves.

DSC09267

Acompanhamos tudo com um Sancerrrrrrre Fournier 2011 que não estava a altura das ostras.

DSC09264

O problema apareceu quando resolvemos escolher os principais.

DSC09262

Pedimos vários tipos de peixes, mas todos pareciam variação do mesmo tema. Sempre um peixe com o acompanhamento de brócolis/batatas/cenouras.

DSC09272

Ou seja, não existia a mínima imaginação e o gosto de tudo parecia um pouco pasteurizado.

DSC09274

Conversamos bastante e nos despedimos da prima do Eymard.

DSC09281

O nosso próximo destino seria o museu da Matemática, uma dica da Drix, que caiu como uma luva no nosso programa.

DSC09286

Descemos toda a Madison Ave e na altura da 26th, chegamos.

DSC09285

E foi uma grata surpresa.

DSC09288

O museu é iterativo …

DSC09301

… e você aproveita cada uma das experiências que lá são mostradas.

DSC09305

Inclusive, andar numa bicicleta com rodas quadradas.

DSC09295DSC09291DSC09300DSC09294

Logo depois da visita, mais uma vez aproveitamos a proximidade pra curtir mais uma happy hour na Eataly (que sex shop!!).

DSC09310

Espumante Ferrari, burratas e prosciuttos fizeram parte do menu.

DSC09314DSC09315

Resolvemos inovar e voltamos de pedicab pro hotel.

DSC09320

Pra variar, foi muito divertido.

DSC09324

O jantar seria no restaurante A Voce, um italiano decente e muvucado que fica no Time Warner.

DSC09333

E olha, certamente foi a segunda melhor refeição que fizemos nesta viagem.

DSC09364

Iniciamos pedindo um vinho branco californiano …

DSC09340

…dividindo entradas de atum …

DSC09347

… e uma burradita. Ambos perfeitos.

DSC09346

Como principais, todos optaram por massas com exceção da Dé que foi de bacalhau.

DSC09350

A Lourdes escolheu orecchiette de beterraba, …

DSC09352

… o Eymard, raviolis de lagosta, …

DSC09354

… e eu, polvólogo que sou, um gnocchi com molho do octopussy.

DSC09355

Como estávamos no embalo, tomamos mais um branco, um Chassignon Montrachet Les Champs-Gains que harmonizou perfeitamente com tudo.

DSC09357

Num arroubo, pedimos sobremesas. Uma, farofa de azeite de oliva com sorvete de manjericão, …

DSC09363

… e outra, uma torta de chocolate com sorvete de leite condensado.

DSC09360

Olha, foi realmente uma refeição memorável e digna da despedida noturna desta grande cidade.

DSC09365

Mesmo porque ainda haveria uma despedida diurna.

DSC09454

Bye.

Leia sobre os outros dias desta viagem:
Dia one – New York, niu iorque.
New York – Dia two – Eeeeeéééé touchdown.
NY – Dia three – Linha alta; High Line. E Fiiiiiiiiiiiiígaro.

NY – Dia four – O rei MoMA.
NY – Dia five – Compras, trufas e mais trufas.
NY – Dia six – Mais uma bola de três.
NY – Dia seven – Per che, Per Se.

.

Anúncios

dcpv – decimo giorno toscano – milão – scalando da vinci. e em 3D.

08/06/21013

Decimo giorno toscano – MilãoScalando Da Vinci. E em 3D.

Nada como estar numa cidade grande (e bacana).

DSC06192

Milão é assim.

DSC06210

Quer tomar café num lugar legal?

DSC06183

Vá ao Emporio Armani Caffé.

DSC06186

E foi o que fizemos.

DSC06184

Logo após, umas comprinhas básicas pra Dé (La Perla e Wolford) …

DSC06187DSC06191

… e toca a andar pela cidade.

DSC06189

Como estávamos perto, resolvemos dar uma entrada no famoso Museu do Teatro alla Scala.

DSC06206

A visita é muito legal (as fotos são proibidas, mas …) …

DSC06200

… e você fica por dentro de tudo o que já aconteceu no templo da Ópera, …

DSC06203

… além de ter uma visão de como é assistir a um espetáculo por lá.

DSC06197

Fizemos mais algumas comprinhas básicas (dvds de óperas, etc) …

DSC06207

… e rumamos pra região do Duomo.

DSC06243

Lá, sobre o piso da Galeria Vittorio Emanuele II, acontecia uma exposição muito legal sobre a vida do Leonardo Da Vinci.

DSC06219

Dava pra ter uma visão em 3D de tudo o que este gênio conseguiu projetar (e algumas vezes executar) …

DSC06213

… bem como, todo o seu legado artístico.

DSC06214

Em suma, tudo muito interessante e instrutivo.

DSC06217

Como a fome já estava batendo, resolvemos fazer um boquinha na área de alimentação da loja de deptos La Rinascente.

DSC06224

Optamos por comer no Obikà, um restaurante-lanchonete especializado em muzzarellas de búfala.

DSC06222

Leia (no original) o principio deles: “qui da Obikà abbiniamo la migliore Mozzarella di Búfala Campana DOP con prodotti selezionati provenienti da fattorie e aziende agricole artigianali, I cui produttori nel tempo sono diventati nostri amici”.

DSC06239

Depois disto tudo, escolhemos pratos bem típicos.

DSC06231

A Dé optou por uma mussarela cremosa acompanhada de pesto e pomodorini, …

DSC06229

… e eu, duma bem suave com um prato de salumi.

DSC06233

Ambos perfeitos e muito vem acompanhados por duas taças dum bianchetto, um Vermentino.

DSC06236

Ainda passeamos (ufa, que calor) pela região. Compramos algumas coisas na MUJI e no sex shop Peck.

DSC06245

Retornamos ao hotel pra descarregar a muamba, demos uma breve descansada e partimos pra 10 Corso Como, uma loja conceito, bem ao estilo da Colette, se é que você me entende.

DSC06258

Andamos até que bastante (um pouco mais de meia hora) até chegarmos lá.

DSC06274

E nos surpreendemos positivamente. Nem tanto pela loja (que é muito bacana, mas vende as coisas caras demais), …

DSC06259

… mas, principalmente, pelo entorno.

DSC06256

A rua, a Corso Como, é um boulevard,…

DSC06257

… com muitas lojas diferentonas e bacanas, …

DSC06262

… e barzinhos transados (é claro que fizemos uma happy hour por lá).

DSC06265DSC06268

Enfim, vale a visita!

DSC06269

Retornamos andando pro hotel pensando em abrir o apetite.

DSC06270

Afinal de contas, iríamos jantar no Il Coriandolo, um restaurante que faz parte das nossas lembranças milanesas (é a nossa terceira vez nele).

DSC06283

É claro que ele continua a mesmíssima coisa (ainda bem).

DSC06289

Tudo muito antigo e até o garçon que nos atendeu foi o mesmo das últimas vezes.

DSC06302

Pra variar, escolhemos um vinho branco do Gaja, o Rossj Bass pra acompanhar a comida.

DSC06286

Como entrada, optamos por Gamberetti (os famosos camarõezinhos) com gergelim e molho de soja. Perfeitos.

DSC06288

Como principais, a Dé foi na oferta do produto do dia. Neste caso, um risoto de funghi fresquíssimos

DSC06292

com trufas negras. Ouso dizer, que neste caso, nem eu faria melhor! 🙂

DSC06295

Eu não ousei nada, e pedi o mesmo prato de sempre, um Spaghetti com Vongole Veraci.

DSC06294

Olha, ouso dizer novamente que foi o melhor de todos os tempos.

DSC06297

Tanto que prometemos voltar no almoço de amanhã, quem sabe pra comer e beber tudo igual a este jantar.

DSC06299

É isto o que a Itália tem de bom. As mesmas coisas são, no mínimo, iguais ao que sempre foram, quando não, muito melhores.

DSC06303

Resumindo, Milão é uma cidade a ser descoberta.

DSC06280

Arrivederci.

Leia sobre os outros dias desta viagem:
Primo giorno toscano – De FV pra Toscana, ou melhor, Cortona.
Secondo giorno toscano – Voltando a Chianti e ao Castelo de Volpaia.
Terzo giorno toscano – Uma verdadeira puxada (curva) até Urbino.
Cuarto giorno – Sob o sol (e a chuva, e a tempestade e a cozinha) da Toscana.
Quinto giorno – Menu de cidades na Toscana.
Sesto giorno – Pitigliano, Bagno Vinoni, San Quirico, Buonconvento. Isto é Toscana?
Settimo giorno toscano – Happy birthday to you.
Ottavo giorno toscano – Castello di Ama, o piccolo Inhotim.
Nono giorno toscano-milanese: uma ponte imaginária.

dcpv – giorno sette – roma – itália – campo de fiori, frutas, legumes e verduras, além de queijos e massas.

13/11/2011

Giorno Sette – Roma – Itália – Campo de Fiori, frutas, verduras e legumes, além de queijos e das massas.

Vamos lá com a mesma ladainha: foi mais um belo dia de sol. Acordamos um pouco mais tarde, já que planejamos andar muuuuito.

Tomamos um lauto e bom café da manhã e zarpamos pro passeio número 11 do guia Roma – Roteiros pra explorar a cidade a pé.

Desta vez nos baseamos no intitulado “A morte em cada esquina“.

O prefácio dele é o seguinte: “ao lado da história cristã de Roma corre uma outra, de escândalos, horrores e injustiças que é revelada neste passeio por palácios e pizzas, ops, piazzas”. 🙂

E veja que qualquer semelhança não é mera coincidência, ja que naquele tempo, “os ricos e poderosos viviam na impunidade e a justiça muitas vezes dependia apenas do dinheiro. Príncipes, papas e aristocratas ricos costumavam ser cruéis, gananciosos e corruptos.”

Bom, o tour se inicia pelo Campo dei Fiori. E melhor, pela feira que acontece lá toda manhã (exceto aos domingos).

São produtos e mais produtos da mais alta qualidade.

Flores, óbvio, …

… frutas, …

… verduras,  legumes, …

… sofritos, …

… tomates …

… e outras coisas apimentadas.

Depois deste banho de cultura gastronômica, retornamos ao passeio.

Antes, conhecemos a tremenda padoca, a Campo de’ Fiori, …

… onde percebemos o cuidado que eles tem com a higiene e com os nosso amigos de 4 patas. 🙂

Na sequência, passamos pelo Palazzo Farnese, a atual Embaixada da França (que por sinal paga a simbólica bagatela de 1€ por cada 99 anos de aluguel. Uma pechincha!).

Próximos dali estão a Igreja de Santa Maria dell’Orazione e Morte e a Via Giulia, uma rua com os mais belos “palazzi” da cidade.

Vimos mais um belo lugar, o Palazzo Spada

… e adentramos ao Gheto Judaico.

Como sempre, as histórias sobre segregação são sempre muito tristes. E neste caso também, já que até um muro foi erguido pra isolá-los em 1559. Somente em 1888 é que esta muralha foi derrubada.

O que não impediu a Via de Portico d’Otttavia se transformar numa das atrações gastronômicas de Roma.

A alcachofra à Judia servida por aqui é de perder a cabeça.

Demos uma desviada e aproveitamos pra ver os templos de Jupiter e Juno, erguidos pelo imperador Augusto em 23 a.C, para a sua irmã Ottavia.

Passamos também pelo Teatro di Marcello e…

… voltamos ao roteiro original, ou seja, atravessamos a ponte Fabricio …

… pra adentrarmos a Isola Tiberina, uma versão “povera” da Ile de St Louis.

Este tour acaba aqui, mas como estávamos no Trastevere, aproveitamos pra fazer um pedaço do tour 6 intitulado “O bairro do Diabo“.

E por que esta denominação? Porque o Trastevere (que significa atrás do Tibre) tem a fama de ser um lugar estranho e de diversão garantida …

… com ruas que homenageiam os visitantes ilustres, …

… com as suas casas com heras, …

…  restaurantes e janelas festivas …

… e até docerias excelentes como a Panetteria Roamana onde compramos vários docinhos de pistache, biscoitos champanhe e canolis.

Voltamos ao Campo dei Fiori  pra “secarmos” um pouquinho mais a feira …

… e pra almoçar num velho conhecido, o bar especializado em muçarelas, o Obiká.

Ele fica bem numa esquina da piazza e nos sentamos pra apreciar a paisagem.

A Dé escolheu uma Salada com burrata

… e eu, uma muçarela defumada de búfala com  mortadela.

Ficamos um bom tempo vendo o tempo passar numa versão romana (taí o dolce far niente) …

… e resolvemos fazer algumas comprinhas.

Pra isso, voltamos ao hotel e fomos caçar alguns lugares na região da Piazza di Spagna.

Antes, uma breve Happy Hour no próprio hotel …

… com direito a tomar uma birra Moretti (tudo na faixa!).

Depois desta movimentação (estávamos pregados e certamente batemos o nosso recorde hoje), resolvemos conhecer uma enoteca novinha, a Palatium, que fica na região do hotel.

O lugar é bacanésimo (brevemente seremos especialistas em enotecas romanas) e, mesmo sem reserva, conseguimos uma mesa.

Pedimos uma ótima degustação de salumi e fromage (todos DOP e com certificação da região do Lazio), …

… duas taças de vinho branco do Lazio (claro!) …

… e realmente merecíamos uma boa noite de sono.

Incrivel, mas estudar História neste formato, cansa bastante e pasmem, emagrece!

Arrivederci.

Acompanhe os outros dias desta viagem:
Giorno uno – Roma – Mucho gusto. Molto ‘Gusto.
Giorno due –Roma – A primeira (e a segunda, e a terceira, e a enésima) vez na Pizzerie Bafetto a gente nunca esquece.
Giorno Tre – Roma – Itália – Aquarela do Brasile nos jardins do Vaticano.
Giorno Cuatro – Roma – Itália – A biga moderna.
Giorno cinque – Roma – Itália – Mamma mia na terra dela mesma.
Giorno Sei – Roma – Itália – Ben (o) Hur(so) amico.

.


É só inserir o seu email, clicar no botão "Seguir" e a cada novo post publicado aqui, você receberá uma mensagem com o link. É fácil, qualquer criança brinca, qualquer criança se diverte! :)

Junte-se a 658 outros seguidores

Posts recentes

Comentários

Blog Stats

  • 1.425.256 hits
outubro 2019
S T Q Q S S D
« set    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

Arquivos

Atualizações Twitter

Anúncios