Posts Tagged 'picasso'

dcpv – dia deux – paris – frank gehry e cidade luz, tudo a ver.

16/03/2016

Dia deux – ParisFrank Gehry e Cidade Luz, tudo a ver.

Está frio em Paris, mas tá gostoso.

DSC02899

Acordamos um pouco mais tarde, resolvemos tomar café num destes bares bacanas e …

DSC02901

… explorar museus que ainda não conhecemos na vizinhança.

DSC02902DSC02903

O primeiro foi o do Picasso, …

DSC02906

… que além de ter a sua belíssima edificação totalmente reformada …

DSC02904

… ainda apresenta uma coleção espetacular do mestre espanhol.

IMG_9689

Tão espetacular e diversificada que você fica com uma dúvida incrível: …

IMG_9688

… como este gênio tinha tempo pra tantos afazeres e …

IMG_9693

… com resultados tão espetaculares?

IMG_9696

Afinal de contas, além de suas pinturas, …

IMG_9697

… suas esculturas são um deleite e …

IMG_9695

… aqui você fica sabendo das várias fases do trabalho dele, desde o planejamento até a execução final.

IMG_9690

Logo ali pertinho, fica o museu Carnavalet …

DSC02911

… que além de ter a entrada franqueada, …

DSC02918

… nos mostra toda a história de Paris.

DSC02916

Taí um outro passeio imperdível.

DSC02919

Como era hora do almoço, optamos por conhecer um restaurante tailandês, o Au Petit Thai, que também fica ao lado do apê.

DSC02931

É uma comida mais do que correta e caiu como uma luva, pra nós que somos fãs dos temperos tailandeses.

DSC02924

Experimentamos todos uma sopa de frango com leite de coco, …

DSC02929

… outra sopa de frango com gengibre, …

DSC02926

… carne de porco com molho de caramelo e frango com gengibre.

DSC02925

Tudo bem spice e thai ao extremo.

DSC02923

Como sobremesa, optamos por conhecer uma loja especializada em eclairs, a L’Eclair de Génie, que é excepcional.

DSC02922

Taí um exemplo de franquia que seria bem sucedida na nossa praia.

DSC02932

Demos uma passadinha rápida no apê e rumamos, via metrô, para o Bois de Bologne, …

DSC02933

… um parque excepcional e que dificilmente as pessoas visitam quando estão em Paris.

DSC02934

Quer dizer, visitavam, pois agora lá está o museu da Fundação Louis Vuitton.

DSC02969

O prédio desta fundação é o verdadeiro espetáculo.

DSC02935

Ele foi projetado pelo renomado arquiteto Frank Gehry e como toda obra dele (vide Guggenheim de Bilbao), sua atenção é voltada pelas suas curvas.

DSC02971

O exterior dele é fabuloso …

DSC02936

… e o interior não fica atrás.

DSC02940

É claro que você deve dar um desconto por haver exposições de arte moderna, mas esta com artistas chineses até que é bem interessante.

DSC02951

Segue um fotoblog com detalhes arquitetônicos do prédio e também da exposição.

DSC02941

DSC02943

DSC02953

DSC02955

DSC02956

DSC02957

DSC02959

DSC02963

DSC02968

A vista do topo do prédio é plural.

DSC02945

De um lado você tem o skyline de La Defense ..

DSC02948

… e do outro, uma visão charmosa da Torre Eiffel.

DSC02944

Pra terminar a visita com chave de ouro, tomamos umas flutes de champagne …

DSC02967

… no impressionante bar do instituto.

DSC02966

Enfim, quando estiver na cidade Luz, dê uma passada na Fundação.

DSC02962

Retornamos num microônibus que faz o trajeto até a Champs Elysees, com direito à vista do Arco do Triunfo.

DSC02973

Isto é Paris!

DSC02972

Pegamos o metrô em pleno rush e só deu tempo de tomar um banho e jantar em grande estilo no bistrô A Mere.

DSC02977

É lá que o chef brasileiro Maurício faz uma comida bem diferente da francesa tradicional.

DSC02978

O lugar é diferentão e bastante despojado, com um menu que privilegia os produtos frescos e a criatividade da sua cozinha.

DSC02982

Após conversarmos com o Maurício, decidimos por fazer uma pequena degustação com 2 entradas, um principal e uma sobremesa para todos da mesa.
E eu vi o inimaginável, senhores!

DSC02993

Ou seja, Renata e Débora comendo escargots, ….

DSC02984

… ovos moles com frutos do mar, …

DSC02985

… frango (até aí, tudo bem) com boudin (dê uma clicada aqui pra saber o que é isso?) …

DSC02987

… um torrone de chocolate com, pasmém, couve frita!

DSC02990

Tudo acompanhado dum ótimo vinho branco da casa, o Saint Aubin 2012.

DSC02981

Olha, foi no mínimo, muito divertido.

DSC02991

O restante foi muita conversa, muitas risadas e a promessa de que esta experiência terá que ser repetida.

DSC03284

Au revoir!

Veja o primeiro dia desta viagem:
Dia un – Paris, a cidade dos Luz.

.

 

dcpv – da cachaça pro vinho – provence – huitième jour – a procura da lavanda perfeita junto com o pablo picasso.

11/07/2010

dcpv – Provence – Huitième Jour –  A procura da lavanda perfeita junto com o Pablo Picasso.

Mais um dia na bela Provence.

E este incorporaria definitivamente um quarto elemento à família, a Maria do GPS, a grande figura que sempre nos manda virar “na segunda na rotunda”. Pra quem não sabe, rotunda é uma rotatória.

O programa seria caçarmos as lavandas. Ou melhor, os campos de lavanda já que estamos em plena safra daquelas magnéticas flores.
Saímos cedo, mas antes tomamos café em Gordes.

E com um tempo pra passar no marchezinho e abastecermos os olhos com tomates de todos os tipos e cores, …

… vagens malucas, …

… pimentas ardidas e …

… a clara intenção de levar pelo menos uma destas cabeças de alho pra grande Ferraz de Vasconcelos.

Logo após, uma visita na mais manjada das localidades lavandísticas do pedaço: a Abbaye Notre-Dame de Sénanque, que fica bem perto de Gordes.

Ela é uma abadia bem bonita e um ponto turístico dos mais “crawdeados”.
Confesso que esperávamos um pouco mais das lavandas que não estavam totalmente roxas, mas a arquitetura do prédio é de impressionar.

Dali fomos pra Saignon. Dizem que a região próxima a ela é profícua nas flores típicas da Provence.

Achamos e elas eram bem bonitas, …

…, mas ainda não eram as que imaginávamos.

Enquanto isso, víamos substitutos à altura e tão encantadores quanto elas: os girassóis que também estão florindo nesta época em praticamente todos os cantos desta região.

Através duma dica da Rachel Verano, reservei pela internet entradas prum passeio guiado pelo Chateau de Vauvenargues.

Mais uma cidade bonitinha (a quantidade delas por aqui é inimaginável) e próxima a Aix (é, andamos bastante).
Ou seja, rodamos pra chuchu  e a Maria GPS quebrou altos galhos.

O Castelo é lindíssimo e tem uma particularidade: é do Pablo Picasso. Ele morou e criou um montão de obras por lá no período de 1959 a 1961,

Inicialmente fiquei bastante contrariado por não permitirem fotos, mas após ao final do tour, concordei.
Afinal de contas, é muito mais interessante prestar atenção em tudo o que  a guia fala (e neste caso,  o nosso tradutor simultâneo da marca Renata funcionou muito bem) do que perder alguma coisa com focos e enquadramentos).

Sobrou um registro fantástico de dados sobre o Pablito. A sua mais completa admiração por Cézanne; o seu processo criativo; a sua maluquice; o seu jeito de viver a vida da melhor maneira; a sua intensidade em tudo o que fazia e a certeza que jamais veremos/leremos alguma coisa sobre ele sem nos interessarmos muito mais.

Além da arquitetura do castelo que é admirável e de todas as obras de arte que ele criou e que estão por lá.
E tem mais: o banheiro é incrível (com medidas desproporcionais. Parece que você está num daqueles sonhos malucos) e conta com uma obra exclusiva, já que ele cismou com um revestimento de cimento que estava sendo feito e pintou sobre ele na hora da sua execução e antes da secagem. Ou seja, a parede vale milhões!

Comemos alguma coisa rapidamente por lá mesmo (paninis, água e cerveja) e resolvemos dar um pulo em Valensole.

Também era longe, mas queríamos ver a quantas andava  a verdadeira floração das lavandas.

Partimos pra lá com uma imagem montada e qual não foi a nossa surpresa ao avistarmos a dimensão de tudo.

São campos, campos e mais campos e tudo te deixa mais do que emocionado.

Resolvemos procurar por fazendas mais bem aparelhadas e nos embrenhamos pelas estradinhas (grato, Maria).

Fomos rapidamente recompensados pois avistamos plantações perfeitas e extremamente bem cuidadas.

Até a tal clássica e lindíssima foto com a árvore no meio delas foi possível fazer.

E a da família também!
Fala a verdade, é ou não é o mais belo campo de lavandas e luzes?

Uma verdadeira covardia!
Deftig, schoon, skøn, kaunis, beau,  gyönyörû, indah, uruwashii, formosus, прекрасный, bello, zuri, vacker, enfim, belíssimo.

No caminho da volta, conhecemos brevemente Lacoste.
Chegamos, vimos e fomos embora, sem comprar nenhuma camiseta.

O nosso dia estava mais do que ganho e resolvemos ficar no hotel tomando um belo champanhe (na terra deles), comendo um queijo comprado na feira (uma especialidade deles) e assistindo a Espanha ser campeã do mundo de futebol (uma especialidade nossa).

Nada mal, né não?
Au revoir e até Chateauneuf du Pape.

.


É só inserir o seu email, clicar no botão "Seguir" e a cada novo post publicado aqui, você receberá uma mensagem com o link. É fácil, qualquer criança brinca, qualquer criança se diverte! :)

Junte-se a 656 outros seguidores

Comentários

Blog Stats

  • 1.470.250 hits
outubro 2021
S T Q Q S S D
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Arquivos

Atualizações Twitter