Posts Tagged 'rita lobo'

dcpv – esta rita é lobo!

Número 411
10/02/2015

Esta Rita é Lobo!

“Cozinhar não precisa ser complicado. Mais ainda, pode ser uma delícia não só para os outros, mas para você. Foi-se o tempo em que receber os amigos em casa significava passar o dia todo no fogão, tentando executar uma sucessão de pratos elaborados a tempo de tomar pelo menos uma ducha.

DSC08968

Em Cozinha de Estar: receitas práticas para receber, Rita Lobo revela todos os segredos da arte de receber bem, deixar os convidados à vontade e surpreendê-los com pratos que vão parecer ter dado muito mais trabalho do que realmente deram – e você vai se divertir nesse meio-tempo, claro.”

DSC08993

Vamos então as receitas do Cozinha de Estar (eita livrinho bonito e bom!).

Entrada – Sopa thai de leite de coco e frango.

“A grande vantagem de servir pratos com sabores mais exóticos é que eles oferecem menos margem para comparação”.

DSC09001

Modo de preparo:

1 – Leve ao fogo alto, 1 litro de caldo de galinha (feito em casa). Quando ferver, adicione 2 saquinhos de chá de erva-cidreira, desligue o fogo e tampe a panela.

DSC08973

2 – Corte 400g de filé de peito de frango em cubos pequenos e tempere com pouco sal.

DSC08987

3 – Fatie 1 xícara de chá de cogumelos de Paris em três partes. Rale (1 colher de sopa) de gengibre. Abra 2 pimentas dedos de moça na metade, retire as sementes e corte em fatias finas.

DSC08986

4 – Retire os saquinhos de chá da panela, acrescente 1l de leite de coco e o gengibre e ligue o fogo alto. Assim que ferver, abaixe o fogo para médio, junte os cubinhos de frango, os cogumelos, a pimenta e deixe cozinhar por 5 minutos.

DSC08995

5 – Acrescente 2 colheres de sopa de nampla. Coloque ½ xícara de chá de suco de limão, 2 talos de cebolinha cortados finamente e 10 folhas de coentro rasgadas com as mãos. Sirva bem quente.

DSC08984

Olha, ficou espetacular. Untuosa, bem temperada e levemente apimentada; um mimo!

DSC09003

Acompanhamos com uma cava, a Segura Viudas que foi “prazer, …seguuuuura…, velve, widow“.

DSC09007

Principal – Risoto de abóbora assada.

“Na minha casa sempre tem abóbora japonesa. É divina, pouco calórica e ultraversátil. Ela se transforma em infinitas preparações”.

DSC09024

Esta receita é bem simples.

DSC09013

Um simples risoto feito da maneira tradicional …

DSC09014

… misturado a abóbora assada.

DSC09021

Que é feita da seguinte forma:
1 – Compre 500g de abóbora japonesa em cubos de 2 cm (aprox). Preaqueça o forno a 180°C .

DSC08971

2 – Lave e seque 10 folhas de sálvia e descasque 4 dentes de alho.

DSC08978

3 – Numa assadeira, disponha os cubos de abóbora, as folhas de sálvia e os dentes de alho.

DSC08979

4 – Regue com azeite, tempere com sal e pimenta-do-reino e misture bem para envolver todos os ingredientes. Leve ao forno para assar por cerca de 50 minutos. Prontíssimo!

DSC09018

Foi justamente na mistura dos dois (abóbora e risoto) que o sabor se pronunciou (não se esqueça que a abóbora é juntada somente após terminar de fazer o risoto).

DSC09029

Tomamos, pra ser diferentes, um vinho tinto libanês, o Oumsiyat Jaspe 2010 que achamos “ napoleônico, jaspiônico, labibs, simonesco“.

DSC09026

Sobremesa – Pudim de claras.

“Que maneira delicada de terminar uma refeição.”

DSC09041

Vou simplificar a receita, mesmo porque ela é bem simples: faça uma calda com ¾ de xícara de açúcar e ¼ de xícara de água, transfira para uma forma de pudim e bata 10 claras na batedeira (até o ponto de neve firme), acrescente 2 xícaras de chá de açúcar aos poucos. No final, junte as raspas de l limão e 1 colher de sopa de suco do mesmo limão. Leve ao forno (150°C) e asse em banho-maria.

DSC08969

Ficou deliciosa e realmente finalizamos a refeição duma forma bem delicada.

DSC09042

Eis a opinião dos chapeuzinhos vermelhos:
Cozinha prática e deliciosa. (Edu)
Cozinha pré-carnavalesca. (Mingão)
Meiga e prazerosa! (Deo)

DSC09011DSC09032

“Ninguém deve ser escravo da cozinha, mas, num mundo de fast food, delivery e comida congelada, cada vez mais as pessoas estão redescobrindo o prazer de cozinhar e de receber as pessoas em casa, sem compromisso.

DSC09037

E é isso que Rita Lobo recupera nesta nova edição de Cozinha de estar; receitas práticas para receber.”

DSC09031

É isto mesmo! Acredito que todo mundo ficou bem à vontade!

DSC09004

Bye.

.

Anúncios

dcpv – mingão e rita lobo – tudo a ver

Número 407
13/01/2015

Mingão e Rita Lobo – Tudo a ver.

O Mingão apareceu por aqui numa destas terças da vida dizendo que tinha feito uma receita incrível de peixe no final de semana.

DSC08707

Eu fiquei com isto na cabeça e por conta de falta de ideia do que fazer, resolvi perguntar pra ele, através do whatsapp, como se fazia?
Resultado? Teremos por aqui a primeira receita feita através desta tecnologia.

DSC08667

E pra complementar, dei uma pesquisada no site Cozinha Prática, da Rita Lobo, até encontrar alguns pratos que se encaixariam com este calor saárico reinante nestes dias (e noites).

DSC08698

Vamos lá, então, a este encontro inusual e bacana!

Entrada – Gaspacho

Esta receita é da Rita Lobo. E é tão fácil de fazer, quanto se encaixa neste clima veranesco.

DSC08693

Para fazer, basta liquidificar 200ml de suco de tomate e 1 fatia de pão amanhecido.

DSC08656

Enquanto isso, corte em pedaços meio pepino japonês e 1 rodela de pimentão vermelho. Coloque no liquidificador.

DSC08662

Adicione um dente de alho descascado, ½ colher de sopa de vinagre de vinho tinto, ½ colher de sopa de azeite e bata por 2 minutos, até formar uma sopa lisa. Tempere com sal e pimenta do reino.

DSC08692

Deixe gelar e sirva. Ficou realmente delicioso e combinando muito com a temperatura vigente.

DSC08697

Pra melhorar, tomamos um bom espumante, o Prosecco Fantinel Extra Dry, que achamos “fresco, uvanel, balde“.

DSC08689

Principal – Peixe no forno com farofa.

Como eu já citei lá em cima, esta eu peguei com o Mingão e através do watsapp:
Mandei a seguinte mensagem pra ele: fala, Dr. Estou procurando receitas e lembrei do seu peixe. Como é mesmo?
Ele respondeu: é só misturar farinha de rosca, mais ou menos 200g com 100g de queijo parmesão ralado e raspas de limão.

DSC08708

O peixe é temperado antes (com sal e pimenta).

DSC08664

É só passar em manteiga líquida e empanar bem na farinha e levar ao forno.

DSC08675

Colocar bastante farofa na parte de cima porque fica uma delícia.

DSC08679

Ah! Servi com um bom arroz basmati feito conforme manda a tradição, ou seja, somente com água fervente e finalizado com couve refogada.

DSC08705

É simplesinho e gostosinho.

DSC08709

Tá certo, Dr. Em ambas definições.

DSC08712

Tomamos um bianchetto muito bom, o Sauvignon Blanc Santa Carolina 2014 que foi “éclair, sorvetoso, ferraz”.

DSC08716

Sobremesa – Crocante de pêssego.

Mais uma da Rita Lobo (aquele programa dela, o Cozinha Prática do GNT é muito bom).

DSC08722

Preaqueça o forno a 200°C. Passe os pêssegos em calda duma lata por uma peneira, lave bem em água corrente.

DSC08671

Enquanto isso, numa tigela junte 50g de manteiga gelada, ½ xícara de chá de farinha de trigo e 3 colheres de sopa de açúcar demerara. Misture com a ponta dos dedos até formar uma farofa grossa.

DSC08681

Transfira os pêssegos com a cavidade pra cima para um refratário e preencha com a farofa, levando pra assar por cerca de 20 minutos, até dourar.

DSC08682

Sirva quente com sorvete de baunilha (feito em casa e de preferência, na Ferrari).

DSC08725

Eis a opinião dos improvisadores:
Um luxo. O peixe estava sublime! (Edu)
Beleza, tudo ótimo! (Mingão)

DSC08701DSC08726

Pronto!

DSC08663

Ficou provado mais uma vez que não é necessário ter um fio condutor pra que surja um menu inesquecível.

DSC08721

Bastam boas receitas (e um pouco de química entre elas).

DSC08688

Bye.

.

panelinha na estadão e no dcpv.

número 344
05/03/2013

Panelinha na Estadão e no dcpv

Programa de culinária você já viu aos montes. Mas este caso é diferente.
A conhecida chef Rita Lobo (alguém ainda lembra do restaurante Oriental?) teve uma idéia que parece estranha, mas é brilhante.

DSC02645

Pra quem não sabe ela pilota as Organizações Panelinha composta do site/blog homônimo, é escritora de livros bem bacanas (já fiz alguns menus com receitas deles) e a partir do último domingo (03/03/13) é também a apresentadora dum programa culinário no … rádio.

DSC02664

Isto mesmo. A rádio Estadão transmitiu (e transmitirá) o programa Panelinha.
Tudo funciona da seguinte maneira: a Rita posta durante a semana e no blog dela, as receitas que formarão um menu completo (aperitivo, entrada, principal e sobremesa) do programa.

DSC02643

Você compra tudo o que for necessário e no domingo as 12:00 hs, ouve como as receitas são feitas, além de se divertir muito com as dicas, o alto astral e os comentários dos participantes (note que a Daniela Bravin é a sommelier encarregada das prováveis harmonizações).

DSC02640

Eu ouvi todo o programa, virei fã e aproveitei a oportunidade pra reproduzir o menu todinho.

DSC02612

Vamos lá então as receitas do primeiro programa Panelinha, na rádio Estadão.

Bebidinha – Negroni.

O especialista, o Antonio Farinaci, uma “graça” segundo a Rita, indicou este drinque refrescante e caracterizado como um abridor de apetite.

DSC02661

Para fazer, basta colocar uma rodela de laranja no fundo dum copo americano. Complete com gelo.
Despeje 1 dose de gim, uma de vermute tinto e uma de Campari.

DSC02654

Agite ligeiramente com uma colher bailarina e pronto!

DSC02659

A Rita indicou servir amêndoas torradas. Abri e lata e pronto! rs

DSC02642

Entrada – Figo caramelizado com presunto cru.

“Elegante, esta preparação combina a doçura do figo à potência do presunto cru e ganha o toque do frescor das folhas de manjericão”

Esta receita é muito simples. E como todas, muito gostosa.

DSC02614

Pra preparar, basta cortar os figos ao meio no sentido do comprimento (deixe-os bem secos).

DSC02615

Aqueça uma frigideira antiaderente em fogo médio. Regue com azeite e coloque os figos, com o lado das sementes para baixo.

DSC02647

Assim que começar a dourar, vire. Deixe dourar por mais alguns minutos (2 ou 3).

DSC02648

Num prato, disponha as fatias de presunto cru, as metades dos figos caramelizados com as sementes para cima, as folhas de manjericão ao redor (usei um thai) e regue tudo com uma colher (sopa) de mel.

DSC02683

Ficou uma delícia.

DSC02684

Ainda mais acompanhado dum vinho rosé, o Les Valentines Cotes de Provence 2011 que foi “tenros, ó querida, Rodolfo, Legasô”.

DSC02670

Principal – Risoto de ervilha e hortelã tradicional.

“Levíssimo, este refrescante risoto é ideal pros dias quentes. A graça dele é o casamento da ervilha com o hortelã. Mas não deixe de preparar o caldo de legumes em casa. Faz a maior diferença”

Caldo preparado (cenouras, salsão, cebola, água, louro, cravos-da-índia, grãos de pimenta), o resto foi preparar o risoto na forma tradicional.

DSC02695

Refogue ½ cebola cortada fininha em 2 colheres de azeite até ficar transparente.

DSC02687

Junte 2 xícaras de arroz arbóreo e espere refogar.

DSC02688

Regue com ½ xícara de chá de vinho branco, espere evaporar e adicione uma concha de caldo de legumes (quente).

DSC02689

Vá juntando xícaras de caldo a medida que o risoto for secando, não esquecendo de mexer constantemente (em forma de 8).

DSC02692

Após 12 minutos, junte 1 xícara de chá de ervilhas congeladas e misture bem.

DSC02690

Quando o arroz estiver al dente (cozido, mas com o grão durinho no meio), desligue o fogo e adicione folhas de hortelã (a gosto), ½ xícara de chá de parmesão (legítimo) ralado na hora e misture bem.

DSC02702

Junte 2 colheres de sopa de manteiga e mexa até incorporar.

DSC02697

Verifique o sabor e corrija os temperos. Pra servir, decore com mais folhas de hortelã e regue com um fio de azeite.

DSC02707

Refrescante é apelido.

DSC02715

É claro que seguimos a indicação da Daniela Bravin e servimos um Chardonnay Jacobs Creek 2011 que disse “velho amigo, R.C., clássico, domingoso”.

DSC02727

Sobremesa – Brownie

“O brownie foi inventado nos Estados Unidos, mas é sensação no mundo inteiro. Caia em tentação e prepare rapidinho esta receita unânime”

Caímos em tentação e a nossa patissier, a Dé, caprichou.

DSC02634

E pra fazer, basta aquecer o forno a 180ºC. Unte uma assadeira retangular média com manteiga e polvilhe farinha de trigo.

DSC02633

Passe 2 xícaras de chá de farinha de trigo e 3 colheres de chá de fermento em pó numa peneira e coloque numa tigela. Pique grosso 170 g de chocolate branco e junte a mistura. Reserve.

DSC02629

Derreta 170g de chocolate meio-amargo e 200 g de manteiga no microondas (a Dé utilizou esta dica da Rita, em vez de usar o banho-maria).

DSC02625

Numa batedeira, junte 1 e ½ xícara de chá de açúcar e 3 ovos. Bata em velocidade por cerca de 3 minutos ou até que a mistura fique esbranquiçada. Desligue a batedeira e aos poucos, misture com uma espátula o chocolate derretido.

DSC02626

Adicione aos poucos a mistura de farinha com chocolate branco, mexendo delicadamente. Transfira esta massa pra assadeira untada.

DSC02632

Leve ao forno pré-aquecido para assar por cerca de 20 minutos. A massa ainda deve estar úmida quando sair do forno (com a aparência dum bolo ligeiramente cru). Deixe esfriar e sirva com sorvete de creme.

DSC02635

Tome cuidado com o tempo no forno. Se assar demais, vira bolo e não brownie.
Ficou tão bom que não tivemos como não tomar uma dosesinha (tá bom, duas) do anisete da D Anina.

DSC02722

Eis a opinião dos paneladinhos:
Panelão e Estadinho: grande dupla! (Edu)
Delícia, assim você me mata! (Mingão)
Espetáquila e a mi no cabe la culpa! (Deo)

DSC02686DSC02718

Olha, na minha opinião, este programa veio pra ficar. Os colaboradores são bem bacanas, as dicas de utensílios são muito legais, a Rita também indica livros muito bons, além de entrevistar gente interessante (o deste domingo foi o Fabio Porchat).

DSC02599

E como eles finalizam mandando beijos prum montão de gente, nós também faremos a mesma coisa.

DSC02662

Beijos de todo o dcpv pra produção deste programa tão inteligente e interessante, o Panelinha na rádio Estadão.

DSC02646

Até.

.

olha a Lobo, olha a Lobo: é o cozinha de estar no dcpv.

número 339
18/12/2012

Olha a Lobo, olha a Lobo: é o Cozinha de Estar no dcpv.

Eu tenho o livro Cozinha de Estar da Rita Lobo há um tempão (um par de anos). Já o usei tanto pra fazer algumas receitas por aqui, como, e principalmente, a Dé o utilizou pra compor os nossos menus rotineiros.

DSC09784

E não é que passeando pela Saraiva do Morumbi (a Dé foi fazer as unhas), topei com a nova versão dele?

DSC09774

É claro que comprei, pois além de estar com uma cara modernosa, o livro me pareceu ser muito mais completo e bacana.

DSC09827

“Quem não gosta de juntar a família ou os amigos e ficar jogando conversa fora? E, como todo mundo sabe, essa reunião com muita frequencia acaba acontecendo em volta duma mesa. É claro que a conversa em si já é uma delícia, mas e se em vez de ficar só nos aperitivos ou na comida pronta você servisse uma salada de abacate e camarão como entrada? E se você fizesse uma anchova assada no papillote como prato principal? Uma gelatina de vinho branco e especiarias de sobremesa? E todos dividissem uma jarra de sangria?”

DSC09832

Caramba, este livro é a nossa cara! Só faltou a Rita escrever que seria interessante montar uma pequena confraria e que esta reunião acontecesse todas as terças a noite (de preferência e no mínimo, por 340 vezes).

DSC09773

Vamos lá, então, obedecer a Rita Lobo.

Bebidinha – Caipiroska de Mexirica com Coentro.

Simples e básica. 3 mexiricas descascadas e socadas com folhas de coentro. Vodka e sacolejo.

DSC09782

Entradas – Sopa de Mandioquinha com Ovas de Salmão e Salada de Abobrinha.

“Esta receita já virou um clássico. Receitas de avó com um toque de glamour não tem mesmo como dar errado”.

Pra fazer é muito simples (se bem que eu fiz tudo na minha Bimby). Descasque e corte 500g de mandioquinhas em pedaços uniformes.

DSC09713

Transfira pruma panela com 1 litro de caldo de galinha e leve ao fogo alto. Quando começar a ferver, abaixe para médio e deixe cozinhar até que a mandioquinha fique bem cozida.

DSC09736

Enquanto isso, pique bem fino 2 colheres de sopa de ciboulette.

DSC09747

Bata 1 xícara de creme de leite com um batedor de arame até ficar com consistência de chantilly. Reserve na geladeira.
Com a mandioquinha cozida, bata tudo até a sopa ficar bem lisa.

DSC09767

Volte a sopa pra panela e leve ao fogo, juntando uma xícara de creme de leite e a cebolinha. Deixe aquecer, mas sem ferver.

DSC09787

Sirva com umas colheradas do creme batido e ovas de salmão por cima.

DSC09795

“Originalmente, esta salada leva o incrível molho de tahine (pag 122). Mas abobrinha é um alimento tão bom para o verão que preferi fazer uma preparação mais levinha, ideaal para um almoço num dia quente”

Corte 4 abobrinhas em fatias finas (use um descascador de legumes)…

DSC09745

… e regue com o molho formado por 3 colheres de sopa de suco de limão, 6 de azeite, 1 dente de alho descascado, sal e pimenta.

DSC09770

As duas entradas juntas tornaram este jantar um verdadeiro almoço num dia de verão.

DSC09792

Perfeitas! E absolutamente refrescantes.

DSC09796

E como a própria Rita indicou no livro, tomamos um espumante, ou melhor, uma Cava, a 1312 Mestres pra contrastar com a temperatura da sopa. A achamos “campeão, 11, veranesca, cavalheresca“.

DSC09797

Principal – Picadinho oriental com abacaxi.

“Em vez do picadinho tradicional, gosto de servir esta versão oriental, que leva saquê e shoyo. Além de saborosa, essa receita tem uma qualidade para anfitriões que também são cozinheiros: fica pronta em dois palitos”.

E fica mesmo (palavra de anfitrião).

DSC09821

Pra fazer, basta fatiar uma peça de 1 kg de filé mignon em bifes de cerca de 1 cm …

DSC09727

… e estes cortados em tirinhas e posteriormente, cubos.

DSC09740

Corte abacaxi em cubos, o suficiente pra encher duas xícaras de chá.

DSC09751

Leve uma wok ao fogo alto com duas colheres de sopa de óleo. Quando estiver bem quente, coloque a carne e deixe dourar por 2 minutos.

DSC09750

Junte 3 dentes de alho picados, 1 colher de cha de gengibre ralado e mexa bem por mais um minuto.

DSC09759

Adicione 1/3 xícara de chá de saquê e a mesma medida de shoyo e deixe cozinhar por mais dois minutos, acrescentando os cubos de abacaxi.

DSC09760

Acrescente 1 colher de sopa de maisena dissolvida em 1 1/2 xícara de chá de água e mexa bem em fogo alto, até o molho engrossar.

DSC09764

Sirva imediatamente.

DSC09806

Decore com ramos de tomilho ou de cibolette.

DSC09816

Atenção – Se não for servir imediatamente, desligue o fogo depois de juntar o abacaxi e deixe pra acrescentar a maisena quando for esquentar pra servir.

Ainda fiz uma farofa simples de cebola e farinha de mandioca …

DSC09805

… além de crocantes batatas ao forno …

DSC09733

… com alecrim.

DSC09763

Este prato é realmente dois palitos. Ou melhor dizendo, dois hashis!

DSC09813

Mais um ponto pra Rita que transformou ingredientes básicos numa grande comida.

DSC09815

Tomamos um tinto que sofreu muito pra acompanhar este picadinho thai. Ele, o Ortas Les Viguiers 2009 Cotes du Rhône, foi “mundial, 2012, du cotê, garboso“.

DSC09817

Sobremesa – Bolo encharcado de laranja, amêndoa e canela.

“Bolo não costuma ser sobremesa. Mas este foge à regra. Tem sabor elegante, textura delicada, macia, é um bolo cheio de personalidade”.

E como fazer?

DSC09710

Unte uma forma redonda média com manteiga (de preferência com aro removível e sem furo no meio). Preaqueça o forno a 180°C. Separe as gemas das claras de 8 ovos.

DSC09711

Junte, numa tigela grande, 1 xícara de chá de açúcar, 2 colheres de chá de canela em pó e raspas de 2 laranjas-baía, 8 gemas e misture muito bem.

DSC09715

Por último, acrescente 200g de farinha de amêndoa.

DSC09717

Na batedeira, bata as 8 claras em neve até que fiquem firmes.

DSC09719

Retire e junte 1/3 delas à mistura das gemas e bata vigorosamente. E depois o restante com bastante delicadeza.

DSC09722

Transfira a massa para a forma e leve ao forno pra assar.

DSC09725

Espere esfriar, retire o aro e coloque a calda de laranja.

DSC09756

Este bolo ficou tão bom, mas tão bom  (a Dé caprichou), que todo mundo repetiu…

DSC09785

…(alguns birrepetiram! 🙂 )

DSC09830

Taí verdadeiramente um jantar confortável.

DSC09833

Eis o que os homens-sofás acharam de tudo:
É a Lobo! É a Lobo! Que comida, que tudo, que bolo! (Edu)
Se o mundo acabar e o Corinthians for campeão mundial, eu comi o melhor bolo do mundo! (Mingão)
De cabo a rabo, simplesmente espetacular! Notação marcante para o bolim (ou bolo ou pudim) molhadíssimo! Ui, delícia! (Deo)

DSC09801DSC09823

“Ninguém deve ser escravo da cozinha, mas num mundo de fast-food, delivery e comida congelada, cada vez mais pessoas estão redescobrindo o prazer de cozinhar e de receber as pessoas em casa, sem compromisso. É isso o que Rita Lobo recupera nesta nova edição de Cozinha de estar: receitas práticas pra receber”.

DSC09799

Falou, disse, escreveu e provou, Rita.

DSC09820

Ou melhor, nós provamos. E aprovamos.

DSC09834

Bye.

.


É só inserir o seu email, clicar no botão "Seguir" e a cada novo post publicado aqui, você receberá uma mensagem com o link. É fácil, qualquer criança brinca, qualquer criança se diverte! :)

Junte-se a 654 outros seguidores

Comentários

Blog Stats

  • 1.402.088 hits
dezembro 2018
S T Q Q S S D
« nov    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  

Arquivos

Atualizações Twitter

Anúncios