Posts Tagged 'toscana'



dcpv – giorno diciannove – itália – toscana – colle di volterra.

18/10/2017

Giorno diciannove – ItáliaToscana – Colle di Volterra.

Hoje seria o primeiro dia com a turma da Regina e do Mingão completa (6 pessoas) e a Marcia e o Déo, além da Dé e eu.

Ou seja, dez pessoas em dois carros e em plena Toscana.

Optei por visitarmos duas belas cidades: a primeira foi Colle di Val D’Elsa.

Ela não é propriamente uma villa turística.

Mas é linda.

Chegamos percebendo o visual da cidade alta encravada na colina …

… e aproveitamos pra passear muito, …

… já que ela é bastante comprida …

… e com vistas arrebatadoras da região …

… nos seus dois lados.

Subimos para o centro histórico e …

… praticamente escolhemos o lugar onde almoçaríamos.

Continuamos andando, …

… conhecemos uma ótima loja de cristais, especialidade de Colle, …

… e finalmente, paramos pra almoçar.

O L’Angolo é uma trattoria bem simples, …

… mas, honesta.

Toda a comida entregue foi muito boa.

Pedimos muitos raviólis de farro, …

… outros tantos gnocchi de urtiga, …

… pici al aglione …

… e pici cacio e pepe.

Harmonizamos com um bom Vernaccia bio que caiu muito bem com o incrível calor reinante.

Ainda passamos numa bela doceria pra adoçar a boca e continuar o tour.

Seguimos viagem para Volterra.

Que é um vilarejo etrusco muito charmoso.

Só a sua praça principal já vale a visita.

Mas todas as suas ruelas, …

… com os devidos entroncamentos, …

… acabam gerando imagens inesquecíveis.

E tudo fica melhor, …

… quando se encontra uma Enoteca (não me pergunte o nome? 😊) …

… em que seu proprietário, Massimo, é uma figuraça.

Fomos “obrigados” a fazer uma degustação …

… com três ótimos vinhos da região …

… e todos desconhecidos de nós, brasileiros.

É claro que pedimos uma boa tábua de frios para acompanhar tudo.

Voltamos nos divertindo com as imagens da cidade …

… e fomos brindados com um incrível …

… por do sol, …

… daqueles de nos fazer agradecer por estarmos vivos …

… e vivendo este momento lindo (ê, Roberto Carlos).

Ainda tivemos tempo de passar no mercado e comprar algumas coisas pra fazer o nosso jantar na nossa villa.

Abrimos os trabalhos com bons Spritz, …

… tomamos Vernaccias e Chiantis, comendo pasta com pangratatto …

… salada de verdes (com romãs do nosso quintal)…

… e de finocchio, mais conhecido como erva doce (deliciosa) …

… linguiças …

… e frango com creme de leite e ervas (sobras da feira de ontem).

Enfim, foi um jantar divertido e delicioso (é claro que terminamos com um limoncello).

Na verdade, ele poderia ser classificado como um com 8,5 graus na escala Richter.

Um verdadeiro estrondo Toscano!

Arrivederci.

Veja os outros dias desta epopéia:
giorno uno – itália – toscana, amore mio ou o inicio duma bela jornada!
giorno due – itália – toscana – um simples domingo.
giorno tre – itália – toscana – antinori, o visionário.
giorno quattro – itália – florença – lindíssima, como sempre!
giorno cinque – itália – san gimignano, a verdadeira manhattan toscana e porque não dizer, uma über model
 giorno sei – itália – toscana – siena e monteriggioni, a maior e menor, são belíssimas.
giorno sette – itália – toscana – eu prefiro as curvas das estradas de chianti.
Itália – Toscana – Giorno otto – Em Impruneta, como os imprunetanos!
Itália – Toscana – Giorno nove – Certaldo, uma cidade pra se conhecer em camadas.
giorno diece – Itália – Toscana – Comida pantragruélica com o maior açougueiro do mundo!
giorno undici – Itália – Toscana – Retornando à Florença, que continua mais bela do que nunca!
giorno dodici – itália – prada na toscana? e lucignano, você conhece?
giorno tredici – Itália – Toscana – My name is … (by Suzanne Vega)
giorno quattordici – Itália – Toscana – San Gimignano e Monteriggioni, a vingança!
giorno Quindici – Toscana – Impruneta – Nunca foi tão bom ficar em casa.
giorno Sedici – Itália – Toscana – Fiesole, vicino a Firenze.
giorno Diciotto – Itália – Toscana – Repetido mas bom demais.

.

dcpv – giorno diciotto – itália – toscana – repetido, mas bom demais (ainda mais com a Madá e o Álvaro).

17/10/17

Giorno diciotto – ItáliaToscana – Repetido, mas bom demais (ainda mais com a Madá e o Álvaro). 

Aproveitamos que o Mingão foi buscar a Helena e o Lucas em Firenze, …

… e como estávamos somente com a Madá e o Álvaro, …

… para repetir alguns programas toscanos legais.

Iniciamos o dia voltando ao Antico Frantoio Doglia pra mostrar pra eles como é o ciclo de formação do azeite.

E com uma trilha sonora …

… de responsa. Hey, ho, let’s go!🤟🤟

Chegamos lá e a Ughetta, a guia, já nos esperava.

Iniciou mostrando como era feito o azeite antigamente, …

… com moagem na pedra, …

… utilização de filtros …

… e outros quetais.

Hoje o processo é quase todo mecanizado e asséptico …

… resultando num produto menos romântico, mas muito melhor.

O passeio todo nos trouxe informações curiosas e muito interessantes.

Finalizamos com uma degustação de uma taça de vinho …

… e um prato contendo uma bruschetta com azeite, legumes crus e minicapreses.

Tudo muito fresco e toscano, especialmente o azeite que tinha sido feito no dia anterior.

Voltamos pra casa e resolvemos ir até o centro de Impruneta.

Lá estava acontecendo a festa milenar do padroeiro da cidade, San Lucca.

E isto deixou a cidade bastante movimentada.

Passeamos pelas ruas,…

… chegamos à praça onde um montão de barracas expunham os seus produtos.

Sabe que era muito interessante?

Chegamos a ir até a parte de comidas, onde visualizamos uma grelha com muitos frangos e costelas. Pareciam deliciosos!

Como tínhamos planos pro almoço, deixamos pra vir a noite com o grupo do Mingão e, talvez, com a Márcia e o Deo, que chegariam também.

Seguimos direto pra vinícola Antinori nel Chianti Classico.

A verdade é a seguinte: quantas vezes formos lá, tantas vezes ficaremos entusiasmados.

A obra toda é espetaculosa (foram gastos 130 milhões de euros) …

… e te deixa de boca aberta.

Não foi diferente com a Madá e o Álvaro.

Subimos direto para o teto, …

… sim, este lugar com parreiras é o teto do edifício, …

… onde fica o restaurante, pra conseguir um lugar na parte externa.

Demos sorte, pois não tínhamos feito reserva, …

… e nos sentamos numa mesa com vista pras parreiras.

Pedimos um tremendo vinho tinto, o Bramasole 2014 do próprio Antinori, …

… e escolhemos pratos muito interessantes.

A Dé foi de bacalhau …

… eu, de hambúrguer de Chianina, …

… a Madá, de ravioli …

… e o Álvaro, de tagliata.

Tudo muito bom, tão bom que resolvemos pedir duas sobremesas.

Sorvete de creme com farofa de amêndoas e …

… cheesecake de pêssego.

Foi um grand finale de um dia muito especial com estes amigos tão queridos.

Voltamos pra casa, tomamos um bom Champagne e eles voltaram pra Paris (coitados! 😁) …

… enquanto, nós (coitados 😀), ficamos na Toscana…

… tentando captar os melhores ângulos …

… deste lugarzinho modesto! 😉

A noite, aproveitamos pra comemorar o aniversário do Fon, o genro da Regina e do Mingão …

… e comendo pizza no restô I Tre Pini.

Desta vez, todos chegaram no horário (Márcia e Deo já estavam integrados ao grupo) …

… e pedimos muitas margheritas, …

… especiais de prosciutto e mozzarella de búfala …

… e um Chianti DOCG muito bom.

Enfim, foi a comemoração perfeita …

… no lugar perfeito …

… e melhor, na Toscana.

A perfeita!

Valeu, Madá e Álvaro. One, two, three, four …

Arrivederci.

Veja os outros dias desta epopéia:
giorno uno – itália – toscana, amore mio ou o inicio duma bela jornada!
giorno due – itália – toscana – um simples domingo.
giorno tre – itália – toscana – antinori, o visionário.
giorno quattro – itália – florença – lindíssima, como sempre!
giorno cinque – itália – san gimignano, a verdadeira manhattan toscana e porque não dizer, uma über model
 giorno sei – itália – toscana – siena e monteriggioni, a maior e menor, são belíssimas.
giorno sette – itália – toscana – eu prefiro as curvas das estradas de chianti.
Itália – Toscana – Giorno otto – Em Impruneta, como os imprunetanos!
Itália – Toscana – Giorno nove – Certaldo, uma cidade pra se conhecer em camadas.
giorno diece – Itália – Toscana – Comida pantragruélica com o maior açougueiro do mundo!
giorno undici – Itália – Toscana – Retornando à Florença, que continua mais bela do que nunca!
giorno dodici – itália – prada na toscana? e lucignano, você conhece?
giorno tredici – Itália – Toscana – My name is … (by Suzanne Vega)
giorno quattordici – Itália – Toscana – San Gimignano e Monteriggioni, a vingança!
giorno Quindici – Toscana – Impruneta – Nunca foi tão bom ficar em casa.
giorno Sedici – Itália – Toscana – Fiesole, vicino a Firenze.
giorno Diciassette – Italia – Toscana – Em busca das trufas brancas toscanas.

.

 

 

dcpv – giorno diciassette – italia – toscana – em busca das trufas brancas toscanas

16/10/2017

Giorno diciassette – ItáliaToscana – Em busca das trufas brancas toscanas. 

Hoje tentaríamos encontrar o que é bastante difícil por aqui: trufas brancas.

E todos indicam que a melhor cidade para isto é San Miniato.

Acordamos no horário normal, por volta das 9:00 hs , tomamos o nosso costumeiro café da manhã e rumamos pra lá.

Ela fica a uns 40 km de Impruneta.

Chegamos e mais uma vez nos surpreendemos.

A infra é bem legal e no próprio estacionamento existe um elevador pra facilitar a subida até a  cidade.

E ela é, pra variar, bem bacana.

Comprida e com vários detalhes interessantes …

… com vistas arrebatadoras do vale.

Em cada esquina, …

… em cada subida …

… você vê cenas matadoras. 😂

Resolvemos subir até a Torre di Federico (nada a ver com o querido chefão Flávio).😊

Olha, a subida é bastante íngreme …

… mas compensa, …

… porque você consegue ver quase 360 graus de todo o vale.

É um belo skyline (ótimo pra dar uma relaxada!)

E onde entra a trufa branca nesta história?

Pois é, tentamos encontrar um lugar pra comprá-las, mas os poucos que existiam estavam fechados.

Não se esqueça que era uma segunda feira (data sagrada na Itália).

Mas mesmo assim, conseguimos comprar a mais bela e gostosa costeleta de porco do mundo, na Sergio Falaschi.

O jeito foi almoçar no único lugar aberto …

… bem ruinzinho pros padrões toscanos …

… e descobrir, através do santo Google, onde as tais eram vendidas.

Descobrimos, fomos lá …

… e compramos umas pequeninas, mas suficientes pra fazer uma pasta pros nossos amigos Madá e Álvaro que viriam diretamente de Paris, só pra passar o dia conosco.

Ainda visitamos o centro de Impruneta,…

… passamos no nosso fornecedor oficial de carnes, o Nannicini Simone

… e retornamos pra nossa villa pra fazer os preparativos pro jantar.

E foi uma beleza.

O sol, como sempre, colaborou bastante.

A Madá e o Álvaro chegaram de Paris em alto estilo e totalmente descapotados.

Iniciamos os trabalhos …

… com o som por conta do DJ Álvaro (ciúmes à parte do residente botucatuense).

E a partir daí, a comida e a bebida rolaram soltas.

Tomamos Ferraris , ..

… Chiantis de diversos tamanhos  …

… e bianchetos.

Comemos bruschettas de tomate …

… e de carpaccio, …

… capreses, …

… fizemos uma pasta apropriada …

… que seria harmonizada com elas, …

… as trufas brancas!

Note que descobrimos uma nativa, a Madá, exímia fatiadora dos tartufos!

Ah, não vamos esquecer das inesquecíveis bistecas fiorentinas (ma che Dario Cecchini, que nada!) …

… e da providencial finalizada com cantuccini e Vin Santo.

Uau, que dia!

Que tudo!

Arrivederci!

Veja os outros dias desta epopéia:
giorno uno – itália – toscana, amore mio ou o inicio duma bela jornada!
giorno due – itália – toscana – um simples domingo.
giorno tre – itália – toscana – antinori, o visionário.
giorno quattro – itália – florença – lindíssima, como sempre!
giorno cinque – itália – san gimignano, a verdadeira manhattan toscana e porque não dizer, uma über model
 giorno sei – itália – toscana – siena e monteriggioni, a maior e menor, são belíssimas.
giorno sette – itália – toscana – eu prefiro as curvas das estradas de chianti.
Itália – Toscana – Giorno otto – Em Impruneta, como os imprunetanos!
Itália – Toscana – Giorno nove – Certaldo, uma cidade pra se conhecer em camadas.
giorno diece – Itália – Toscana – Comida pantragruélica com o maior açougueiro do mundo!
giorno undici – Itália – Toscana – Retornando à Florença, que continua mais bela do que nunca!
giorno dodici – itália – prada na toscana? e lucignano, você conhece?
giorno tredici – Itália – Toscana – My name is … (by Suzanne Vega)
giorno quattordici – Itália – Toscana – San Gimignano e Monteriggioni, a vingança!
giorno Quindici – Toscana – Impruneta – Nunca foi tão bom ficar em casa.
giorno Sedici – Itália – Toscana – Fiesole, vicino a Firenze.

dcpv – giorno sedici – italia – toscana – fiesole, “vicino a firenze”.

15/10/2017

Giorno sedici – Itália – Toscana – Fiesole, “vicino a Firenze”.

Hoje resolvemos acordar um pouco mais tarde.

E o jeito foi escolher um passeio próximo de Impruneta.

Dentro do que não conhecemos (já vimos quase tudo), uma das opções seria Fiesole.

É uma cidade bem próxima de Florença e tida como muito bonita.

Rumamos pra lá por volta das 11:00 hs e ela fica a menos de meio hora da nossa villa.

Só a subida já é super agradável.

Paisagens espetaculares …

… e uma vista escandalosa de Firenze.

Pena que estava tudo muito nebuloso, mas mesmo assim estava lindo.

Estacionamos bem longe do centro e fomos andando até lá.

Chegamos na praça principal e fomos surpreendidos com a e existência duma feirinha bem no seu centro.

Demos uma boa olhada em tudo, …

… compramos algumas coisas …

… e fomos fazer um pit stop, …

… tomando alguns Aperol Spritz …

… e comendo uma boa pizza margherita.

Andamos mais um pouco e fomos conhecer o parque das ruínas romanas.

Ele fica bem no centro …

… e é extremamente interessante.

O seu anfiteatro do século I é bastante conservado …

… e dá pra entender o porque dele ser utilizado ainda hoje para shows.

Cá pra nós, deve ser bastante interessante assistir a algum espetáculo por lá.

Voltamos para o estacionamento, pois tínhamos combinado almoçar em Impruneta.

Não preciso nem dizer que a descida foi super agradável …

… e muito contemplativa.

Chegamos em na cidade e levamos um susto, pois não imaginávamos que uma multidão estaria lá …

… por conta do início da festa do padroeiro da cidade, San Lucca.

Estacionamos perto do apê da Regina e do Mingão …

… e fomos andando até o centro.

Realmente tinha muita gente, …

… ainda mais considerando os padrões usuais.

O centro, em frente à igreja, estava tomado de barracas com os mais variados produtos.

Roupas, comidas, temperos, sapatos, flores…

… tudo misturado formando um mosaico de sabores e cores.

Enfim, uma típica festa italiana.

Fomos comer no nosso fornecedor de carnes, a Maccheleria Naninici.

Degustamos duas tábuas de frios, queijos e porchetta

… e tomamos um bom Chianti DOCG.

Além de ver toda a população passando.

Nos sentimos como aqueles velhinhos do Muppet Show.

Vocês sabem quais são, né?:)

Perto dali, comemos os melhores bomboloni das nossas vidas …

… cremosos o suficiente pra te fazer pedir outro e outro e outro e …

Ainda passeamos mais um pouco …

… e depois resolvemos assistir ao por do sol na nossa villa.

E que por do sol!

Sinta o relax!

Um verdadeiro espetáculo da natureza, …

… que durou um bom tempo, …

… inclusive, deixando cores maravilhosas no céu atramontado Toscano.

Tomamos mais um bianchetto …

… e já era hora de nos recolher.

Afinal de contas, temos que nos resguardar, porque mais uma semana se inicia …

… e os novos convidados, Madá e Álvaro, chegarão diretamente de Paris e em grande estilo!

Arrivederci.

Veja os outros dias desta epopeia:
giorno uno – itália – toscana, amore mio ou o inicio duma bela jornada!
giorno due – itália – toscana – um simples domingo.
giorno tre – itália – toscana – antinori, o visionário.
giorno quattro – itália – florença – lindíssima, como sempre!
giorno cinque – itália – san gimignano, a verdadeira manhattan toscana e porque não dizer, uma über model
 giorno sei – itália – toscana – siena e monteriggioni, a maior e menor, são belíssimas.
giorno sette – itália – toscana – eu prefiro as curvas das estradas de chianti.
Itália – Toscana – Giorno otto – Em Impruneta, como os imprunetanos!
Itália – Toscana – Giorno nove – Certaldo, uma cidade pra se conhecer em camadas.
giorno diece – Itália – Toscana – Comida pantragruélica com o maior açougueiro do mundo!
giorno undici – Itália – Toscana – Retornando à Florença, que continua mais bela do que nunca!
giorno dodici – itália – prada na toscana? e lucignano, você conhece?
giorno tredici – Itália – Toscana – My name is … (by Suzanne Vega)
giorno quattordici – Itália – Toscana – San Gimignano e Monteriggioni, a vingança!
giorno Quindici – Toscana – Impruneta – Nunca foi tão bom ficar em casa.

.

dcpv – giorno quindici – toscana – impruneta – nunca foi tão bom ficar em casa

14/10/2017

Giorno Quindici – Itália – Toscana – Nunca foi tão bom ficar em casa. 

Hoje seria o dia da primeira turma familiar ir embora.

Vamos sentir muitas saudades de todos.

Especialmente da van que nos levava pra todos os lugares e ainda conseguíamos estacionar em lugares especiais.

Como não podíamos ir muito longe, optamos por conhecer Impruneta, já que além de ser dia de feira …

… ainda seria o início da festa do padroeiro da cidade, San Lucca.

Chegamos olhando tudo e até que compramos bastantes coisas.

Meias, camisetas (note que o tempo estava broncolhaço), …

… sementes …

… porchetta na nossa macelleria preferida, …

… e vários tipos de frituras, tais como frangos, linguiças, polentas, batatas fritas, …

… e muitas “otras cositas mas”.

Passeamos também pela rua principal de comércio, …

… onde adquirimos doces mais do que especiais (não tinha bomboloni).

Ou seja, foi um dia de descobertas imprunetanas.

De lá, partimos pra casa pra complementar o almoço.

Aproveitei pra fazer um risoto de salame que modéstia à parte, ficou muito bom.

Tomamos vários Vernaccias DOCG …

… e aproveitamos tudo, inclusive, mais um daqueles belíssimos céus azuis toscanos.

Chegou a hora do pessoal ir embora e brindamos a vida boa com um boliccine Ferrari.


Pronto, foram vários momentos muito bons …

… que certamente serão repetidos.

Aproveitamos (nós quatro) que não teríamos muito tempo pra ir em algum lugar turístico e…

… fomos turistar num hipermercado, o Coop de Poggibonsi (o Verano deles).

O lugar estava simplesmente lotado.

Dá gosto de ver os italianos comprarem grandes ingredientes …

… e pra nós, é impressionante ver como a variedade oferecida é excepcional.

Voltamos pra casa, pois tínhamos uma reserva pra jantar no restaurante Bellavista, em Impruneta.

Esta foi uma dica do proprietário da casa, o Pietro (foi até que boa, só boa. Acho que o dono é parente dele!).

O lugar é bem antigo (que novidade) e tradicional (que novidade).

Todos pedimos ravioli.

Com trufas negras, …

… com molho à bolonhesa …

…e com molho de rúcula e pistaches.

Além de tomarmos ótimo Chianti DOCG.

Ainda abusamos pedindo uma sobremesa, a torta Bellavista, que mais parecia um grande bolo Pullmann. 🙂

Como a Dé sempre diz, as sobremesas italianas são meio sem graça.

Voltamos pra casa mais do que felizes …

… e esperando que os novos hóspedes se divirtam tanto quanto nos divertimos com os que estiveram aqui.

Viva a Toscana!

Arrivederci.

dcpv – giorno quattordici – Itália – Toscana – San Gimignano e Monteriggioni, a vingança!

13/10/2017

Giorno quattordici – ItáliaToscana –  San Gimignano e Monteriggioni, a vingança!

Mais um dia puxado.

Depois da esbórnia de ontem à noite, …

… e mesmo com todo mundo com sono, …

… teríamos que cumprir com o programado (que chato, né?). 🙂

Iniciamos num vizinho nosso, o Antico Frantoio Doglia.

Para quem não sabe, frantoio é um lugar onde azeitonas são transformadas em azeite. E nós fomos justamente descobrir como isso é feito.

Uma pena que desta vez, as azeitonas ainda não tinham sido colhidas.

Mas a nossa guia, a Ugheta, nos explicou tudo claramente (em italiano) …

… e pudemos perceber como o sistema hoje em dia, …

… é completamente mecanizado…

… e isso aumenta em muito …

… a qualidade do produto final.

Ainda tivemos uma pequena degustação de azeite em três formatos de comida: numa salada Caprese, em fagioli bianco e numa bruschetta simples.

Estava perfeito, ainda mais acompanhado dum bom Chianti rosso.

Resumindo, este passeio é super recomendável.

Por ser perto, passamos na vinícola Antinori nel Chianti Classico.

É um lugar pra se ir tantas vezes quantas forem possíveis.

Mesmo que não se faça um tour (altamente recomendável) …

… só a arquitetura já vale a visita.

Fuçamos em tudo o que era possível …

… e visível …

… e ainda consegui com que passassem o filme da história dos Antinori só para o nosso grupo.

Taí outro lugar que certamente retornaremos com os outros hóspedes.

Em seguida, rumamos para a belíssima San Gimignano.

Tudo bem que ela é muito turística …

… mas, ali, cada vista é uma obra prima.

Ainda mais com esta luz toscana.

Andamos bastante …

… curtimos muito …

… almoçamos num lugar bacana, a Locanda de Sto Agostinho, …

… onde comemos vários especialidades locais …

… tais como capreses, …

… pici, …

… lasanha de alho poró …

… gnocchi com trufas negras …

…e tomamos alguns Vernaccias.

Aproveitamos pra recarregar nossas energias tomando um sorvete campeão do mundo, o Dondoli.

Pronto, o dia perfeito estava terminando.

Mas resolvemos dar um up, passando na pequena jóia Monterriggioni.

E mais uma vez ela não nos decepcionou.

Esta minúscula e encantadora cidade …

… é sedutora …

… e o seu por do sol …

… é matador.

Pra terminar a noite, …

… pedimos uma tábua de frios e queijos …

… e tomamos mais um bianco Vernaccia DOCG.

Pronto, estávamos no estágio perfeito …

… em que só faltava emitir um ooooooooommmmm …

… e agradecer por este dia Toscano maravilhoso com a família.

Arrivederci.

 

 

 

dcpv – giorno tredici – itália – toscana – my name is … (by suzanne vega)

12/10/2017

Giorno tredici –  Itália – Toscana – My name is … (by Suzanne Vega)

Hoje seria mais um daqueles dias puxados.

Eu sei que estamos na fase slow trip.

Afinal de contas, 28 dias tranquilos numa villa na Toscana é o que todos desejam.

Mas quando a família está por aqui e somente por 5 dias, temos que acelerar.

Portanto, zarpamos pra Pisa rapidamente.

Ela fica a quase uma hora de Impruneta.

O caminho é bem bonito …

… e não tem como não chegar e não ficar impressionado com o conjunto todo do Batistério.

No período que você fica por lá …

… você só tira fotos dela, a torre inclinada.

Tudo bem que algumas são manjadas, mas não tem como não tirar …

… e de todas as maneiras possíveis.

É outra super model toscana.

Permanecemos lá por quase uma hora e meia …

… e partimos pra charmosa vizinha, Lucca, onde tínhamos uma reserva pro almoço, no restaurante Buca di Sant’Antonio.

O lugar é muito bacana e é realmente muito necessário utilizar o site de reservas The Fork.

Comemos ótimos bacalhaus, …

… gnocchi …

… stocafisso …

… pulpo ou polvo (adivinha pra quem?) …

… além de bebermos duas garrafas dum bianchetto da região.

As sobremesas também foram destaque.

Variadas e muito gostosas.

Logo após este regabofes slow food, aproveitamos pra conhecer a cidade.

E não tem como não lembrar da música da Susane Vega.

My name is Lucca. I live on the second floor … Hahahaha.

O lugar é muito charmoso …

… e tem várias alternativas para turistar.

Optamos por andar por toda a cidade, …

… atravessá-la …

… vendo os seus cantinhos mais belos até chegar na sua maior atração.

A muralha. Ela é um espetáculo.

Na verdade, é mais como uma rua pavimentada e arborizada.

E te dá vista, tanto da parte murada, como de paisagens externas.

Enfim, é uma grande passeio.

Retornamos pra Impruneta, porque o nosso objetivo seria fazer uma churrasco com a utilização da melhor matéria prima neste quesito, …

a carne Chianina.

Pra isto, contamos com a ajuda do Pietro, o proprietário da casa, que nos levou até um açougue espetacular em Impruneta, o Nannicini Simone.

Compramos tudo com, inclusive, suculentas Bistecas alla Fiorentina.

Voltamos pra casa e o Luiz, meu cunhado, assou a carne meticulosamente.

Comemos, graças a Dé, uma salada fresquíssima …

… e tomamos, Aperóis Spritz, …

… vários Chianti …

… junto com uma Magnum do Antinori (carraspanass vieram) …

… e depois, foi só curtir o ar …

… e as carnes toscanas.

Ma che Dario Cechini que nada!

É o Brasil superando a Itália…

… em todos os quesitos, especialmente na malemolência e na iireverência.

Arrivederci.

Veja os outros dias desta epopeia:
giorno uno – itália – toscana, amore mio ou o inicio duma bela jornada!
giorno due – itália – toscana – um simples domingo.
giorno tre – itália – toscana – antinori, o visionário.
giorno quattro – itália – florença – lindíssima, como sempre!
giorno cinque – itália – san gimignano, a verdadeira manhattan toscana e porque não dizer, uma über model
 giorno sei – itália – toscana – siena e monteriggioni, a maior e menor, são belíssimas.
giorno sette – itália – toscana – eu prefiro as curvas das estradas de chianti.
Itália – Toscana – Giorno otto – Em Impruneta, como os imprunetanos!
Itália – Toscana – Giorno nove – Certaldo, uma cidade pra se conhecer em camadas.
giorno diece – Itália – Toscana – Comida pantragruélica com o maior açougueiro do mundo!
giorno undici – Itália – Toscana – Retornando à Florença, que continua mais bela do que nunca!
giorno dodici – itália – prada na toscana? e lucignano, você conhece?

 

dcpv – giorno dodici – itália – prada na toscana? e lucignano, você conhece?

11/10/2017

Giorno dodici – Itália Prada na Toscana? E Lucignano, você conhece?

Este dia prometia.

Afinal de contas, a turma toda estava na Toscana ..

… e pronta pra passear.

Iniciamos o nosso tour diário fazendo o que provavelmente seria uma das coisas mais absurdas numa viagem à Toscana.

Ir a um outlet. 🙂

E neste caso, conheceríamos o da Prada, tida por ser uma marca, digamos, não muito barata.

Acontece que a nossa sobrinha e afilhada, a Luma, trabalha na Prada-SP e tem um desconto especial pra família.

Eu pensei que ficaríamos no máximo uns 30 minutos por lá, mas o negócio ficou tão bom que permanecemos quase 2 horas.

Todo mundo comprou algumas/muitas coisas (encontrei uma polo por 33€) e pasmem, até o Mingão se fartou.

De lá fomos direto para Lucignano.

Pra quem não conhece, é mais uma cidadezinha imperdível da Toscana.

Fotogênica ao extremo, …

… sua configuração lembra um labirinto.

Como estava passando um pouco da hora do almoço, …

… encontramos um restaurante aberto, o La Maggiolata…

… e demos uma tremenda sorte.

O lugar é muito bacana e a comida é excelente.

Pedimos vários pici…

fatto a mano …

… carnes …

… gnochi …

… mais gnocchi …

… penne …

… mais penne, …

… tortelli …

… e duas garrafas dum ótimo Nobile de Montepulciano.

Indicamos fervorosamente este lugar (procure pelo Fabrizio).

Continuamos andando em direção ao centro …

… e tirando muitas ótimas fotos (com suas respectivas lembranças).

As da igreja matriz não ficam atrás, …

… bem como de várias casinhas belíssimas.

Ainda tomamos um bom gelato …

… antes de partirmos para Pienza.

Que é a terra do queijo Pecorino….

… e do Papa Pio II (daí o Pienza, capisce?).

Chegamos lá …

… demos uma boa olhada em tudo …

… e percebemos o quanto Pienza é bonita, …

… e por isto, uma das nossas favoritas na Toscana (mais uma, hahaha).

A sua praça principal é muito imponente …

… e todos os seus prédios são representativos.

Mas o melhor estava por vir (ainda mais acompanhado por Aperois Spritz).

A vista de todo o vale …

… que se tem da sua muralha.

É, certamente, um dos espetáculos da natureza mais reconfortantes do Universo.

Tivemos que agradecer demais …

… por estarmos tendo este momento tão especial.

Ainda pensamos numa saideira, já que estava escurecendo.

Porque não passar na Enoteca la Fortezza, em Montalcino, …

… e fazer uma piccola degustação de Brunellos?

Foi exatamente o que fizemos.

Estar na Fortezza é algo muito “spitchiaale”!

Voltamos pra Impruneta e …

… aproveitamos pra comer uma pizza …

… no aprazível Il Chichibio

… acompanhados de duas garrafas dum Chianti DOCG do Frescobaldi.

Ou seja, o dia foi uma verdadeira (e literal) beleza.

É tudo isso sem dirigir, já que o meu cunhado, o Luiz, estava pilotando a sua van, com onze passageiros.

Só na Toscana mesmo.

Arrivederci.

 

 

dcpv – giorno undici – Itália – Toscana – Retornando à Florença, que continua mais bela do que nunca!

10/10/2017

Giorno undici – Itália – ToscanaRetornando à Florença, que continua mais bela do que nunca!

Nós já sabíamos que iríamos bem mais do que uma vez pra Florença nestas nossas férias.

Afinal de contas, a nossa villa que fica em Impruneta, é a menos de 20 minutos de lá.

E sabíamos também que a maioria dos nossos convidados iria querer conhecer esta belíssima cidade.

A trupe formada pela Katia, Luiz, Luma, João, Bia, Fernando e o sr Antônio foi a tripulação da vez.

Basicamente fizemos o mesmo roteiro que eu e a Dé traçamos na semana passada.

E saímos pelas estreitas estradinhas toscanas (nota, o Luiz dirigia uma van!).

Foi interessante demais.

Iniciamos estacionando a van (não se esqueça que a Regina e o Mingão também estavam juntos) na garagem próxima da estação Santa Maria Novella …

… e fomos passear.

Passamos pela igreja, …

.. andamos até o rio Arno,…

… pelas ruas com lojas de grifes (via de Tornabuoni) …

… e chegamos propriamente ao rio, …

… na ponte Santa Trinitá.

Estando lá, …

… não tem como não tirar grandes fotos das duas pontes próximas, …

… sendo que uma é a Ponte Vecchio. Belíssima!

É claro que passamos na nossa queridinha, a Gelateria Santa Trinita .

Sorvetes tomados …

… andamos do outro lado do rio (ah, Drexler) …

… até chegar à Ponte.

Atravessamos, passando pela usual horda de turistas (incluindo nós) …

… e nos encaminhamos pra Piazza della Signoria, …

… onde mais uma multidão de turistas se alojava.

Mas nem isso tira a beleza do lugar, pelo contrário.

Como estávamos em cima da hora e sem reservas, resolvemos almoçar num daqueles restaurantes com vista pra Piazza.

O Il Cavallino é turisticão, mas bem interessante e não comemos mal (coisa quase impossível de acontecer por aqui).

Pedimos um montão de pratos , …

… dois Vernaccias …

… e continuamos o nosso tour.

Fizemos uma leve parada…

… para reabastecimento.

Desta vez o objetivo seria observar uma das construções mais impressionantes de Florença, o Duomo.

Não tem como não ficar de boca aberta ao vê-lo …

… e pensar como foi concebido e construído, …

… tamanho o nível de todos os detalhes.

Sem contar a imensa Cúpula de Brunelleschi …

… que deixa qualquer engenheiro encafifado em imaginar como foi o seu projeto e execução.

Como o sol já estava se pondo, …

… voltamos para o estacionamento,…

… não sem antes dar uma passada na Officina Profumo Farmaceutica di Santa Maria Novella.

Este é um lugar que você não cansa de ir …

… e que dá vontade de passar algum tempo por lá, …

… só pra sentir a sua aura e o seu perfume (sou só eu que acha que usar os sabonetes da viagem pós-viagem prolonga a mesma? 🙂 ) .

Saímos correndo porque ainda pretendíamos ver o por do sol na Piazzale Michelangelo.

E valeu a pena.

Ver todo o skyline de Florença …

… com as variações de cores …

… e o anoitecer, foi, mais uma vez, espetacular.

Taí outro lugar imperdível, ….

…. especialmente se visto logo após uma boa caminhada por Florença.

Voltamos pra casa, …

… com o Luis dirigindo bravamente a van pelas ruas (??) estreitas de Impruneta …

… e fomos jantar no restaurante I Tre Pini, pra comemorar em alto estilo o níver da Katia.

Tudo bem que esperamos quase duas horas pra Regina e pro Mingão chegarem (estas ruas estreitas de Impruneta são incríveis).

Pedimos várias especialidades da região …

… como pici, …

… gnochettes, …

… penne …

… e outros quetais, …

… além de várias garrafas dum ótimo espumante Franciacorta.

Ainda comemos algumas sobremesas, .,.

… cantamos parabéns pra Katia, não esquecendo das presenças ilustres  …

… e fomos dormir embalados pelas curvas das Estradas do Chianti.

Arrivederci.

.

dcpv – giorno diece – Itália – Toscana – Comida pantragruélica com o maior açougueiro do mundo!

09/10/2017

Giorno diece – Itália – Toscana – Comida pantagruélica com o maior açougueiro do mundo!

Hoje estaríamos por conta do Dario Cecchini.

Afinal de contas, consegui fazer uma reserva pra comermos na famosa Officina della Bistecca.

Lá pelas 12:00 hs, pegamos o carro e rumamos pra Panzano in Chianti.

Aproveitamos pra conhecer o centro histórico, …

… já que não conseguimos na semana passada.

Ele é bem pequeno, …

…. é charmoso …

… com uma cara daquelas cidadezinhas paradas no tempo.

Ou seja, é muito interessante.

Saímos correndo pra chegar a tempo no Dario. E chegamos.

O lugar é muito italiano e é praticamente uma ONU se alimentando de carnes.

Aí você pergunta o que a Dé comeu?

Pois não é que eles têm uma versão veggie do almoço?

Composta de legumes frescos servidos com o sal deles, chamado de Profumo del Chianti, pappa al pomodoro (não podia faltar), caponata di verdure, fritatta de due uova, …

… fagioli all’olio, …

… formaggi del pastore e pere forti…

… e claro, Caprese.

Ou seja, tudo bom, mas em grande quantidade.

Já nós os carnívoros (eu, a Regina e o Mingão), começamos com Chianti crudo, …

… rosbife reale, …

… costata alla Fiorentina,…

… bistecca panzanese …

… e a famosa bistecca Fiorentina. Ufa!

Deu pra entender o pantagruélico? 😀

Ainda tínhamos a nossa disposição, os mesmos legumes frescos, fagioli e patate al cartoccio.

Puxa, foi um verdadeiro tour de force!

Talvez o maior problema foi o vinho, um Chianti não tão digno da fama do grande Dario Cecchini, um verdadeiro “pane allo zucchero”. 🙂

Mas de qualquer forma, foram 3 horas de pura diversão …

… e muita comilança.

Ainda tivemos tempo de visitar o The Chianti Sculpture Park.

A ideia é muito legal.

Você percorre uma trilha de um pouco mais de 1 km …

… e vê mais de 25 obras de arte moderna.

Este merece um fotoblog:

Acabamos achando tudo um pouco cansativo …

… pois realmente estávamos enfastiados por causa do almoço, …

… mas se você tiver um tempo livre por aqui, vale a pena vir.

Chegamos na nossa villa,…

… a tempo de recepcionar a primeira parte da família que veio nos visitar, Sr Antonio, Katia, Luiz, Bia, Fernando, Luma e João.

Todos diretamente do Brasil pra La Pietrina.

Fiz uma macarronada das boas, …

… tomamos proseccos e biancos do Antinori …

… e finalmente fomos dormir o merecido sono dos justos.

Arrivederci, que amanhã temos excursão e pra sempre bela Firenze! 🙂

Acompanhe os outros dias desta verdadeira epopéia:

.


É só inserir o seu email, clicar no botão "Seguir" e a cada novo post publicado aqui, você receberá uma mensagem com o link. É fácil, qualquer criança brinca, qualquer criança se diverte! :)

Junte-se a 656 outros seguidores

Comentários

Blog Stats

  • 1.470.301 hits
outubro 2021
S T Q Q S S D
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Arquivos

Atualizações Twitter