Posts Tagged 'viagem gastronomia'

dcpv – dékati ékti e teleftaía iméra – grécia – atenas, uma pequena demonstração da histórica Acrópole.

10/10/2019

Dékati ékti e teleftaía iméra – GréciaAtenas, uma pequena demonstração da histórica Acrópole.

A única coisa que não fechou legal …

… neste espetacular giro grego …

… foi este finalzinho.

Por causa de um compromisso, tínhamos que voltar na quinta e …

… isto significava ficar somente uma noite em Atenas …

… e pior, menos que 24 horas.

Pelos nosso antecedentes, tinha certeza que gostaríamos, …

… ou melhor, amaríamos a cidade.

Ela tem tudo o que apreciamos.

É bem cosmopolita, …

… super histórica, charmosa …

… sem contar o temperamento dos gregos e o tempero da sua saborosa comida mediterrânea.

Se foi ruim ficar pouco, …

… por outro lado foi ótimo, …

… porque nos prometemos voltar o mais rápido possível …

… pra degustá-la como se deve.

Acordamos bem cedo, …

… tomamos o nosso ótimo café da manhã …

… by Irmãos Campana …

… tiramos algumas fotos …

… da rainha Acrópole …

… iluminada pelo sol e …

… fomos pro tour.

A grega, que aprendeu a falar português através de novelas brasileiras, a Mariana …

… nos proporcionou 4 horas de puro ensinamento …

… da história universal.

Encontramos com ela no lobby do New Hotel e …

… fomos andando até o Museu da Acrópole.

Passamos pelo bairro de Plaka e …

… apesar de estar tudo fechado, …

… deu pra sentir o clima alto astral desta vizinhança.

Chegamos no museu e …

… nos surpreendemos com o seu prédio.

Extremamente moderno, …

… didático e …

… com um conteúdo obviamente invejável.

Tudo nos foi explicado nos mínimos detalhes.

Desde os achados de utensílios que datam de 1500 AC …

… passando pelas estátuas originais …

… que foram protegidas no próprio museu …

… para que não se perdesse este registro histórico.

Também ficamos sabendo de onde surgiram …

… “n” palavras que usamos diuturnamente e …

… que se originaram ou na mitologia …

… ou através de atos heroicos dos grandes gregos.

A Mariana nos mostrou muito didaticamente e …

… com sabedoria …

… pois foi quase uma aula de preparação …

… para encararmos a subida até a real Acrópole …

… e sentir, ao vivo, …

… tudo o que ela nos explicou.

E confesso que é muito impactante …

… ver tudo na sua cara.

Começa que você vai subindo e …

… os monumentos vão surgindo.

O palácio da Nike, …

… o teatro de Dionísio e …

… outros menos votados.

A subida toda é incrível.

Passamos também no Odeão do Herodes Ático, anfiteatro de pedra onde …

… o Foo Fighters fez aquele show memorável (assista aqui,por favor!).

Aí quando se chega no topo é que a coisa pega de vez.

Uma multidão está andando por lá, …

… mas é quase como se estivéssemos sozinhos. Encantador! 

Passamos pelo Propileu.

É como entrar em outra dimensão.

Além de que as vistas de Atenas de lá de cima são impressionantes.

Logo no canto, está o Erecteu.

É lá que estão as cariátides, …

… as mulheres gregas que estão no lugar dos pilares (a Dé adorou!).

E pro Grand finale, está ele, o Paternon.

Soberbo, único e impressionante.

Esqueci de dizer que no Museu e com vista pro Paternon, …

… fica uma réplica dele com a mesma dimensão (escala 1×1) e …

… com o jeitão que ele teria se não tivesse sido destruído e …

… pilhado tantas e tantas vezes.

E quando se está lá em cima, na sua frente …

… não tem como não olhar pra baixo e …

… lembrar de tudo o que aprendemos.

É realmente incrível!

Descemos felizes …

… com tempo suficiente (olha o anfiteatro aí de novo) …

… pra dar uma última olhada em Plaka, …

… desta vez, lotada de turistas (mal sabíamos) e …

… comprarmos as penúltimas coisinhas deste tour helênico.

No resto foi pegar o transfer, …

… voar o primeiro trecho até Zurich …

… curtir a janelinha …

… com um derradeiro por do sol …

… daqueles …

… gregões da gema.

Chegamos na bela cidade suíça, …

… com mais um tempinho pra free shop e …

… embarcamos com destino à capital paulista, mais precisamente pra Nova Toscana..

Resumo da tragédia grega?

Gostamos muito de Atenas e já estamos planejando uma viagem turística-histórica Roma/Atenas (será inesquecível).

E também gostamos de todas as ilhas que visitamos.

Santorini é realmente um espetáculo, …

… com muitas atrações e …

… por do sol em Oia que é absurdamente lindo.

Mykonos é bem menos atrativa (pro nosso gosto) e salvou-se por causa da charmosa Chora, a Mykonos Town …

…e o hotel Bill&Coo, que gerou um samba enredo cujo início da letra é: …

ai que saudades do Bill&Coo.

Kefalonia valeu especialmente pela espetacular Melissani Caves …

… e pela charmosa Myrtos Beach.

Zakynthos nos surpreendeu pela vegetação, …

… especialmente pela enorme quantidade de oliveiras muito mais antigas que Jesus e …

… pela indescritível azulada praia de Navagio.

Enfim, foi uma “puta” viagem.

Ef’charistó, Grécia!

Opa!

Veja os outros dias desta admirável viagem:
Proti iméra – Grécia/Suíça – Vitznau – Que cachoeira e que hotel!
Defteri iméra – Grécia – Suíça – Lucerna e Lauterbrunnen, a dupla Lu-La perfeita.
Tríti iméra – Suíça/Grécia – Vitznau/Santorini – Do primeiro para o terceiro e maravilhoso mundo grego.
Tetarti iméra – Grécia – Santorini – Oia, Oia, Oia e acabamos “fondo”.
Pémpti iméra – Grécia – Santorini – Red Beach, Santo Wines e o legítimo poente em Oia.
Ékti iméra – Grécia – Santorini/Mykonos – A melhor estrada entre estes dois paraisos gregos.
Évdomi iméra – Grécia – Mykonos – A nossa balada foi histórica e em Delos.
Ogdoi iméra – Grécia – Mykonos – Pequenas cidades e a maravilhosa Chora.
Enati iméra – Grécia – Mykonos/Kefalonia – Direto da Grécia mauricinha pra raiz.
Dékati iméra – Grécia – Kefalonia – Depois da tempestade vem a bonança em forma de magnífica caverna.
Endékati iméra – Kefalonia – Praias paradisíacas. Meu nome é Kefa, Kefalonia.
Dodékati iméra – Grécia – Kefalonia – Zakynthos – Do paraíso para o paraíso.
Dékati triti iméra-grecia – Zakynthos – O lado B e chuvoso de Zante existe.
Dékati tétarti iméra – Grécia – Zakynthos – Ouros verde e azul: azeite e Navagi
Dékati pémpti iméra – Grécia – Zakynthos – Atenas – Repetindo as greguices que mais gostamos e melhor com sol. Ah, Acrópole!

dcpv – tag zehn – suíça – riviera de montreux – o museu olímpico é dos deuses; já o do queen é dos reis (do rock). é tudo instintivo!

26/08/2020 (curtido em 04/08/2019)

Tag Zehn – Suíça – Riviera de Montreux – O museu olímpico é dos deuses; já o do Queen é dos reis (do rock). É tudo instintivo!

O dia amanheceu esplendorosamente.

E pedia um acompanhamento proporcional nas cidades a serem visitadas.

Tomamos o nosso belo café da manhã no hotel e …

… fomos ver uma atração alternativa.

Jardin Instinctif, fica a 20 minutos do Le Mirador e …

… na cidade de Noville.

Ele é o jardim que o chef Gérard Bonnet do restaurante Le Grangette criou …

… e o seu nome é perfeito.

Começa que você chega, …

… estaciona o seu carro, …

… anda uns 200 m e …

… encontra uma placa indicando uma trilha.

De repente, se vê andando quase que num brejo, …

… passando por cavalos e …

… quando está quase desistindo, aparece o inesperado.

O jardim, que é mesmo instintivo, …

… é cheio de flores …

… das mais variadas espécies, …

… cores, …

… arranjadas num formato compacto …

… e muito bacana.

Sem contar que tudo é harmonizado com a natureza, …

… através duma simbiose com materiais naturais …

… tais como galhos que imitam animais.

É simplesmente sensacional.

Como se não bastasse, …

… ainda existe um deck …

… onde você pode sentar e …

… ficar admirando o Lac Léman …

… que tem algumas esculturas …

… de ferro refletidas na sua água.

Simplesmente maravilhoso.

Pra encerrar com chave de ouro, …

… tinha uma exposição de fotos super bacanas …

… que era no meio da mata.

Deu pra sentir a categoria do lugar?

Ficamos um bom tempo observando tudo e …

… a Dé até aproveitou …

… pra dar uma boa meditada.

Retornamos pra Montreux, …

… passando por uma cidade bem bonita (não marquei o nome), …

… com um riozinho super aprazível …

… e flores …

…  muitas flores …

… e legumes …

… expostas nas suas ruas.

O próximo destino seria o badalado Castelo de Chillon.

Estacionamos o carro por perto, …

… adentramos na construção …

… e passamos por uma montão de ambientes legais.

O castelo é muito bem conservado, …

… nos mostra muito …

… como era o dia a dia …

… dos seus habitantes …

… durante o passar do tempo (confortável, né?)

Foi um passeio agradável, …

… mas ainda estávamos impactados …

… pela beleza do Jardin.

Como estava um tremendo calor, …

… fomos de carro mesmo …

… pro Centro de Montreux.

Passeamos bastante …

… pelo agradável Quai des Fleurs, …

… observando todo o cuidado …

… com o que é feito o seu paisagismo …

… e também vimos como os suíços …

… tratam o lago como se fosse uma verdadeira praia.

Se bem que eles estão certos, …

… porque na nossa modesta opinião, …

… uma praia sem água salgada e sem areia, …

… tem tudo pra dar certo. Hahaha

Ainda passamos pela estátua do Freddy Mercury …

… que reproduz a capa do último disco do Queen.

Retornamos pra região do Casino, …

… onde paramos o carro, …

… e aproveitamos pra ver o museu do conjunto, Queen: Studio Experience.

Pra quem não sabe, o Queen comprou um estúdio em Montreux, …

… Freddie Mercury viveu um tempo lá …

… e gravaram alguns discos por ali.

Ele é um museu bem pequeno, …

… mas recheado de memorabilia de toda a banda.

Desde algumas daquelas …

… roupas esquisitonas do Freddy …

… passando por letras originais e …

… rabiscadas pelo ídolo, …

… até toda a discografia da banda …

… e um estúdio …

… onde se pode mixar músicas do Queen.

Olha, é pequeno, mas é bastante interessante e …

… melhor, é de graça (Under Pressure).

A próxima parada seria Lausanne.

E no Museu Olímpico.

Só a parte externa do museu …

… com várias …

… esculturas e …

… obras de arte …

… com referência a todos os esportes …

… já valeria a visita.

Mas quando se entra no prédio, …

… o choque é inevitável.

Tudo é muito organizado e …

… bastante moderno.

Abusaram bastante da interatividade …

… além da quantidade absurda de boas informações.

Tudo o que é exposto por lá, …

… te deixa muito curioso.

Imaginem que estão todas as tochas olímpicas …

… todas as medalhas de todas as Olimpíadas …

… sem contar a quantidade de vestimentas …

… e equipamentos …

… que nos mostram a evolução de todos os esportes. É demais!

Aproveitamos pra conhecer …

… o Tom Café …

… que fica na cobertura.

Almoçamos frugalmente, …

… bebemos idem e …

… fomos curtir propriamente o museu.

E é mesmo um espetáculo.

Neste caso, a overdose de fotos…

… em formato de fotoblog é necessária.

Finalizamos na lojinha que é muito boa …

… e fomos conhecer o bairro trendy da cidade, …

… o Flon.

Ele foi desenvolvido a partir da ideia …

… de se aproveitar galpões industriais originais …

… e equipá-los com restaurantes, …

… lojas bacanas, …

… enfim, um point de divertimento.

E é muito bonito mesmo.

Tomamos Aperois Spritz, …

… comemos batatas fritas …

… num destes bares de sports e …

… continuamos o nosso tour.

Fomos pra Morges.

Cismei com a cidade e …

… acertei na mosca.

Ela fica perto de Lausane …

… tem um centro bem charmoso …

… com casas com personalidade, …

… além de ficar na margem …

… do Lac Léman.

Ou seja, é uma belezura.

Tomamos sorvetes artesanais, …

… fuçamos nas lojinhas, …

… charmosíssimas …

… e passeamos pela orla, …

… verificando a inexistência de moradores nas ruas.

Ufa, o dia estava terminando.

Resolvemos voltar por uma caminho mais longo, …

… mas muito mais bonito.

Viemos margeando o Lac Léman, …

… curtindo as paisagens idílicas, …

… especialmente a dos terraços de videiras…

… tombadas pela UNESCO.

Que maravilha!

E imaginem tudo iluminado pela luz dourada do poente?

Indescritível!

Como estávamos literalmente pregados, …

… optamos por comer alguma coisa no bar do hotel.

Um croque monsieur, batatas fritas …

… e duas taças de Chasselas depois, …

… estávamos prontos pra dormir o merecido sonho dos justos.

“We will, we will rock you”!

Veja os outros dias desta estupenda viagem:
Tag ein – Suíça/Liechtenstein – Zurich/Vaduz – Museu de árvore? Adega do Príncipe?
Tag zwei – Liechtenstein/Alemanha/Suíça – Visitando 3 países num dia só e de carro.
Tag drei – Suíça – Zurich/Basel – City tour guiado e museu Vitra Design combinam? Sim e muito.
Tag vier – Suíca – Zurich – Furka Passs and my name is Luz, Eduluz e com licença pra jantarmos com a Pink.
Tag fünf – Suíça – Zurich – Lucerna e Pink: duas superstars.
Tag sechs – Suíça – Zurich/Andermatt – Bondinhos de todos os tipos: circulares, telefericos, regulares e até conversíveis.
Tag sieben – Suíça – Andermatt/Vevey – O dia de babar em cima de Lauterbrunnen. Ou quase.
Tag acht – Suíça – Riviera de Montreux – Nada como comer um queijo gruyere na-cidade onde foi feito. Você sabe o que é a Fête des Vignerons?
Tag neuen – Suíça – Riveira de Montreux – O museu do Chaplin te deixa mudo. Ah, Lavaux tá novo!

.

 

 


É só inserir o seu email, clicar no botão "Seguir" e a cada novo post publicado aqui, você receberá uma mensagem com o link. É fácil, qualquer criança brinca, qualquer criança se diverte! :)

Junte-se aos outros seguidores de 655

Comentários

Blog Stats

  • 1.467.989 hits
agosto 2021
S T Q Q S S D
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

Arquivos

Atualizações Twitter