Posts Tagged 'whole foods'

dcpv – dia eight – usa – conhecendo a periferia de ny.

08/02/2020 (bordeado em 18/01/2019)

Day Eight – USAConhecendo a periferia de NY.

Hoje seria praticamente o primeiro dia de turismo propriamente dito.

A feira de varejo, a NRF, acabou.

As visitas técnicas à lojas de supermercados também acabaram.

Ou seja, começaríamos a turistar.

O tempo estava bem broncolhaço.

Acordamos com neve caindo.

Fomos tomar um lauto café da manhã no Starbucks …

… e às 9:00 da matina, a guia Aline da Civitatis estava nos esperando.

Contratei um tour, o Contrastes de NY, em português, …

… pra conhecermos algumas regiões periféricas …

… e não muito turísticas da cidade.

Iniciamos passeando pela região oeste da cidade, indo em direção ao Bronx.

A primeira parada foi no belíssimo …

… estádio dos NY Yankees.

Pausa para fotos …

… e para verificar a quantas andava a neve.

Seguimos chegando na parte mais pesada …

… e a que estamos acostumados a ver nos cinemas.

Muita Street Art …

… e muitas histórias sobre gangs e assassinatos …

… nos foram contadas.

É claro que vimos aqueles lugares que ficaram marcados pelos filmes (remember Paul Newman), …

… mas também percebemos o quão culturalmente e …

… miscigenado o Bronx é.

Demos uma parada estratégica prum pipitstop …

… numa padoca uruguaia …

… e continuamos, indo pro Queens.

Passamos pelo estádio dos Mets, o Citi Field

… e pelo complexo de Flushing Meadows, …

… onde é realizado o US Open.

Ali ao lado fica o Corona Park, …

… onde o famoso Globo, …

… remanescente da feira mundial …

… fica e reina absoluto.

E antes de ficarmos um pouco congelados …

… vimos uma bairro muito bonito, o Malba, …

… com adoráveis mansões …

… e vistas muito bonitas …

… da ponte Whitestone …

… e da água e seus derivados.

Após etnias …

… e etnias diferentes, …

… chegamos ao hippado Brooklyn.

Mais especificamente a Williamsburg …

… que é um dos lugares mais cools da região.

Muitas lojinhas alternativas e bacanas, …

…. muitos restôs transados …

… e muita gente interessante (Elvis incluso).

Esta é a receita desta bairro pra dar tão certo.

Passamos pela bairro judeu …

… e fomos pro Dumbo (Down Under Manhattan Bridge Overpass), …

… tirar aquela foto obrigatória …

… da ponte de Manhattan.

Pedimos pra Aline nos deixar por lá mesmo, …

… pois queríamos fazer um tour particular por lojas transadas.

Iniciamos pela Space Ninety 8, uma filial da American Outfiters …

… que tem um montão de coisas bacanas pra vender.

Continuamos indo tomar um café especial …

… no Toby’s Coffee …

… e comer um bomboloni de salt caramelo.

Que lugar!

Em seguida, fomos visitar o Whole Foods de lá …

… que é imperdível.

Este vale mesmo o minifotoblog:

Próxima parada na Whisk, …

… uma loja onde você …

… encontra tudo para cozinha e cozinhar.

Passsamos na Toms, uma loja engajada que vende bons calçados …

… e na Apple, que por aqui, …

… como esperado, é bem alternativa …

…e com um design moderno.

Na sequência, a Mast

… se mostrou ser quase que …

… uma boutique de chocolates.

Finalizamos dando um pulo na Brooklyn Denin Co

… que não nos pareceu uma loja muito diferente das normais do setor.

Voltamos pro hotel, …

… fomos comer e beber …

… alguma coisa …

… no bar hippster do The Standard (seria uma premonição?).

Aproveitamos e também passamos na popup store …

… que comemora os 90 anos …

… do ratinho Mickey.

Eis outra experiência de compra muito bacana com, inclusive, produtos personalizados.

Voltamos pro hotel e fomos pra Times Square.

Sim, praquela muvuca colorida …

.. e muito impressionante.

Demos uma entrada…

… na loja conceito da Levi’s.

Ela é muito interessante …

… e tem um visual fantástico, …

,.. mas não encontramos nada que nos emocionasse.

Nos dirigimos pro teatro Nederland …

…onde assistiríamos ao musical Pretty Woman.

É claro que ele é baseado no filme homônimo, (não pode tirar fotos, mas encontrei estas no Santo Google) …

… e, de qualquer forma, são duas horas de muita diversão.

Uma pena não podermos ver a atuação da Julia e do Richard, os originais, …

… mas foi bastante interessante.

Só nos restou enfrentar o frio …

… e dormir o soninho dos justos, periféricos e musicados.

See U!

Veja os outros dias desta viagem:
day One – USA – New York, New York.
day Two – USA – Andando muito nas lojas diferenciadas de NY.
days Three and Four – USA – Varejando por NY.
days Five and Six – USA – Supermercadeando por NY, parte I.
day Seven – USA – Supermercadeando por NEY, a vinganca. Já ouviu falar do Vertical Horizon?

.

 

 

 

 

dcpv – days five and six – usa – supermercadeando por ny – parte I

01/02/2020 (comp(a)rando em 15 e 16/01/2019)

Days Five and Six – USASupermercadeando por NY – Parte I.

Continuamos a nossa saga pela Grande Maçã.

Ou seja, hoje, terça feira, teríamos o último dia da feira, a NRF.

Pra quem não sabe, NRF significa National Retail Federation.

E a manhã foi sensacional.

Começamos tomando um …

… lautíssimo café da manhã …

… na Starbucks Roastery Reserve

… uma maravilha que os gênios marqueteiros inventaram.

Como estava muito frio, optamos por chamar um Uber …

… e ir pro Jacob Javits Center.

E curtimos demais todas as informações …

… que nos foram passadas.

Tivemos previsão de como seria o varejo do futuro …

… com todos as tecnologias que se apresentarão.

Resolvemos ir comer num restô pan-asiático, mais precisamente do Uzbequistão, no almoço.

Ele é quase uma boca de porco, mas foi bom.

Farida fica perto do pavilhão.

Se bem que andamos 10 minutos sobre um frio cortante.

Escolhemos buns como entrada, acompanhados de batata frita (oba) e vareniques.

Retornamos pra sessão da tarde, a última oficial.

E foi ruim de doer; jabás em cima de jabás e quando percebemos …

… estávamos voltando pelo High Line, …

… esta maravilha, …

… e com mais um tremendo por do sol.

E põe tremendo nisso.

Foi tão bonito que resolvemos ficar sentados num banco …

… sobre um frio enregelante só pra ver o sol se por completamente.

Continuamos pelo High Line …

… com visões maravilhosas …

… dum montão …

… de prédios espetaculares …

… e de obras de arte …

… que se …

… encontravam …

… pelo caminho.

Sem contar, …

… que as luzes …

… do poente …

… insistiam em continuar …

… brilhando intensamente.

Olha, tudo estava  tão bonito …

… que resolvemos …

… caminhar até o final …

… e retornar pro hotel.

Ficamos com um grande dilema.

Antes de resolvê-lo, optamos por dar uma passada …

… na Empire Cakes …

… e comer cupcakes de primeiríssima categoria.

Retornamos de vez pro hotel …

… e decidimos cancelar a reserva no restaurante Budakkan, um asiático de categoria.

Escolhemos ir até a Starbucks Roastery Reserve (que novidade!) …

… pra continuar nos admirando …

… com a sua arquitetura …

… especialmente de interiores …

… e degustar dois pedaços de pizza …

… e duas taças dum Zinfandel Californiano.

Foi o que faltava pra dar aquela descansada …

… e agradecer pelo hotel ser tão perto.

Ah, passamos na frente do restaurante e vimos uma multidão. Você acredita que o Bruce Willis estava jantando lá?

Caramba, por pouco ele não teve o prazer de jantar conosco! 😀

Acordamos cedo no outro dia, …

… porque faríamos muitas visitas em diferentes tipos de supermercados, comandados pelo pessoal da FGV.

Tomamos um rápido café da manhã no Starbucks …

… e fomos nos encontrar com o grupo.

Saímos de ônibus, com o tempo bem broncolhão …

… e fomos conhecer o Garden of Eden ,…

… um mercado de vizinhança metido a chic.

Continuamos com o Whole Foods da Union Square, …

… um clássico …

… e o Trader Joe’s, …

… um outro clássico.

Na sequência fomos ao West Side …

… (antes comemos um pedaço de pizza)…

… um reduto de bons FLV …

… e terminamos com um em franca decadência, …

… o Food Emporium.

Retornamos ao ônibus e rumamos pra New Jersey.

A primeira parada foi no Wegmans, …

… um hipermercado de categoria …

… onde aproveitamos pra almoçar por lá mesmo.

Logo em seguida, invadimos um Walmart …

… novíssimo, …

… quase cheirando a tinta.

Ali ao lado, fomos num Dollar Tree.

Um espetáculo, pois todo mundo comprou um montão de coisas, …

… pagando um dólar por cada uma delas.

Baratíssimo!

Finalizamos em mais um clássico, …

… o espartano Aldi.

Teoricamente não poderíamos tirar fotos, …

… mas dei um jeitinho, …

… apesar da operadora de caixa ter brigado comigo. 😀

Retornamos pra Manhatan …

… e para sorte nossa, a última visita …

… seria na Starbucks Reserve Roastery, …

… a nossa querida vizinha.

Nos maravilhamos novamente, não cansamos mesmo, …

… tomamos dois tremendos coquetéis a base de café, …

… comemos uns pedaços de pizza que nos foram ofertados …

… e resolvemos dar uma passada na tremenda loja da Patagonia ..

… e da Lululemon, antes do que seria a nossa saída pra jantar.

Não fomos, porque estávamos tão cansados que resolvemos improvisar comendo uma pipoca com queijo e a schiaciatta da Princi.

Quer melhor final de dia do que este?

See U!

Veja os outros dias desta viagem:
day One – USA – New York, New York.
day Two – USA – Andando muito nas lojas diferenciadas de NY.
days Three and Four – USA – Varejando por NY.

.

dcpv – day nine – canadá/usa – vancouver/seattle – atravessando a fronteira numa boa e legalmente.

30/10/2019 (vivido em 05/10/2018)

Day nine – Canadá/USA – Vancouver/Seattle – Atravessando a fronteira numa boa e legalmente.

A previsão previu e aconteceu.

Chuva!

Realmente o tempo estava broncolhaço.

Tomamos o nosso café da manhã no hotel, …

… fizemos umas últimas compras …

… no comércio vancouveriano …

… e estávamos prontos para cruzar a fronteira e de carro.

Nosso destino?

Seattle nos USA.

Que fica até que perto de Vancouver (quase 3 horas).

Ainda estávamos com aquela dúvida de sempre?

Dia de mudança de hotel é dia perdido?

A viagem foi muito bacana.

Aí chega a fronteira …

… e o controle feito pra tua passagem.

É claro que você não tem nada a temer, …

… mas confesso que dá um pequeno stress.

Passamos tranquilamente …

… e logo estávamos em território americano (toca o hino!) …

… a caminho de Seattle.

A chuva e o trânsito começaram a apertar, …

… mas como tudo era muito bonito, …

… fomos curtindo o visual.

Mantivemos o plano A de passar pelo Premium Outlets e …

… almoçamos frugalmente na excelente Panera Bakery.

A Dé comeu uma sopa e um sanduba de caprese, …

… enquanto eu, pedi um legítimo sanduíche italiano. Ambos, deliciosos.

Passamos rapidamente pelo Outlet (pareceu ser uma boa roubada), seguimos rumo a Seattle e a nossa nova morada, o hotel Pan Pacific.

Chegamos por volta das 17:00 hs e embaixo de muita chuva. Ou seja, Seattle não nos decepcionou.

Fizemos o checkin …

… e o hotel além de ser muito bem localizado, …

… nos apresentou um quarto extremamente espaçoso …

… e com uma vista mais que especial …

… dum ícone Seattleliano, a lendária Space Needle.

Se com chuva se tem essa visão, imagine num dia ensolarado?

Aproveitamos a proximidade e fomos fazer uma visita de trabalho (rsrsrs) …

… ao nosso queridinho, o Whole Foods.

O que que é isso, minha gente!

Whole Foods é o supermercado que todos gostaríamos de ser e ter.

É um verdadeiro espetáculo.

Com missão, visão e experiência de compra garantidas!

Este merece, como sempre, um mini fotoblog.

Resolvemos jantar no hotel (como normalmente fazemos em dias de chegada)

Foi frugal e muito bom.

A Dé escolheu uma sopa de abóbora (ótima e na época) …

… eu, um hambúrguer de Wagyu com batatas.

Ambos excelentes, assim como os nossos vinhos branco neozelandês e syrah do estado de Washington.

Enfim, o dia foi perdido?

Na na ni na ná!

Foi muito divertido e só nos deixou com mais água na boca pra aproveitar as novidades roqueiras de Seattle.

Gozado, nós nunca vimos esta cidade, mas já estamos amando.

If you walk out on me, I’m walking after you (Dave Grohl).

.

Veja como foram os outros dias desta viagem:
day One – USA/Canadá – Como chegar em Vancouver após divertidas 43 horas.
day Two – Canadá – Vancouver – Fazendo city tours, inclusive de hidroavião.
day Three – Canadá – Vancouver – Voando na NBA.
day Four – Canadá – Vancouver – Passeio por Granville Island/.
day Five – Canadá – Vancouver – Nem só de sol vive o turista.
dia Six – Canadá – Vancouver – Capilano/Grouse/cervejas: tripleta duca.
day Seven – Canadá – Vancouver – Sea to sky sobre rodas e que rodas!
dia Eight – Canadá – Vancouver – Sea to Sky, ô nominho verdadeiro e bonito!

.


É só inserir o seu email, clicar no botão "Seguir" e a cada novo post publicado aqui, você receberá uma mensagem com o link. É fácil, qualquer criança brinca, qualquer criança se diverte! :)

Junte-se a 657 outros seguidores

Comentários

Blog Stats

  • 1.441.224 hits
abril 2020
S T Q Q S S D
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  

Arquivos

Atualizações Twitter